Adega

A HOLÍSTICA DO VINHO

Muitas vezes chamado de Mr. Terroir, o chileno Pedro Parra provavelmente é o maior especialista em solos da vitivinicultura. Seu conhecimento “da terra” lhe rendeu clientes importantes em todo o mundo, mas, segundo ele mesmo, isso é apenas parte de um sistema holístico – conceito que ele explica melhor nesta entrevista exclusiva.

Após anos prestando consultoria para alguns dos principais produtores do mundo, mais recentemente resolveu se arriscar e iniciar um projeto próprio, familiar – sem deixar de lado as consultorias, obviamente. Segundo ele, demorou para que tivesse orgulho de seus vinhos – feitos em sua “Borgonha em Itata” – e os colocasse à venda. Depois também de tanto tempo vivendo entre os melhores produtores do mundo, decidiu escrever um livro (que será lançado ainda este ano) sobre suas experiências e para compartilhar os conhecimentos acumulados.

Aliás, para o futuro, Parra se vê vivendo em Paris com a esposa Camila e os filhos Felipe, Colomba e Diego. “Se Deus quiser, não precisarei de dinheiro e vou poder fazer assessorias grátis. Meu sonho é ser um assessor pago em vinho, para melhorar minha adega e compartilhar”, diz. Enquanto essa fase não chega, desfrute de suas ideias, nesta conversa franca, e também de seus excelentes vinhos avaliados ao final.

Como foi parar no mundo do vinho? Como se especializou em terroir?

Na verdade, queria ser diretor de cinema. Quando saí do colégio, minha mãe não me apoiou. E decidi ir embora do Chile, para abrir a mente. Tinha 24 anos. Consegui uma bolsa para estudar no sul da França, em Montpelier. Durante dois anos, fiz um mestrado para aprender a fazer sistemas de informações geográficas, ou seja, mapas, de qualquer coisa, de bosques, de vinhas, não sabia o que era terroir, eram simplesmente mapas. Quando ia terminar meu mestrado, em

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Mais de Adega

AdegaLeitura de 2 mins
Ser Sustentável
QUANDO FALAMOS DE SUSTENTABILIDADE, as primeiras referências que nos vêm à mente são grandes ações em prol do meio ambiente. Ou pequenas ações como separar o lixo para reciclagem. Ainda “mais sustentável” seria não produzir resíduos ou então reaprove
AdegaLeitura de 2 mins
Explorações E Descobertas
AOS 45 ANOS, o sommelier Adiu Bastos, que já trabalhou em restaurantes como Bravin e Tuju, acredita que “a combinação de vinhos e pratos não se restringe à harmonização em si, mas abrange também as histórias que cada escolha pode inspirar”. É com ess
AdegaLeitura de 1 mins
Brancos?
Para essa lista, ADEGA focou apenas nos vinhos tintos, contudo, numa “lista ampliada” certamente precisaríamos incluir alguns brancos, a começar pela versão branca do Liber Pater, que, juntamente com a tinta, já parte de valores ao redor de US$ 4.000