Adega

NOSSA SELEÇÃO

BRANCOS 2018

AD 90 pontos

3 BAGOS BRANCO 2018 Lavradores da Feitoria,

Douro, Portugal (Adega Alentejana). Corte de Viosinho, Gouveio, Rabigato. Belo vinho, consegue se posicionar entre o confortável e o desafiador. A fruta madura e o final a mel dão suporte para a vibração que vem com a acidez. 13% de álcool. CB

AD 90 pontos

ALTANO BRANCO 2018

Symington, Douro, Portugal (Mistral). Maracujá e capim, que se confirmam em boca. Um suco de frutas com final de boca refrescante de ervas. Gostei como se ampara no tripé completo da fruta, acidez e estrutura. O final de boca é longo e marcante. CB

AD 92 pontos

ALTANO RESERVE BRANCO 2018

Symington, Douro, Portugal (Mistral). Esta amostra de barrica já se revela um grande vinho. Já com estrutura bem integrada à madeira. A fruta é límpida, amarela madura acompanhada do cítrico da laranja também madura. Excelente estrutura e uma textura mineral, quase salina. CB

AD 89 pontos

ALUZÉ BRANCO 2018

Quinta do Pessegueiro, Douro, Portugal (World Wine). Corte de Rabigato, Gouveio e Cercial. Boa fruta e um toque mineral. Saboroso, com final de boca de laranja madura, quase tangerina. 13% de álcool. CB

AD 89 pontos

ASSOBIO BRANCO 2018

Quinta dos Murças, Douro, Portugal (Qualimpor). Corte de Verdelho, Gouveio, Viosinho, Rabigato e Códega de Larinho. Passeio na horta com muita erva e legumes. Um vinho fresco e equilibrado. Aliás, o equilíbrio é sua marca, mas a fruta e textura contribuem, e muito. 12,5% de álcool. CB

AD 92 pontos

BRANCO DA RIBEIRA BRANCO 2018

Poças, Douro, Portugal (Cantu). Corte de Arinto e Códega. Um belíssimo branco. Alegre e vibrante. Com a fruta protagonizando. Nectarina e pêssego maduros, mel de laranjeira e excelente frescor. Companhia para os queijos no verão e fondue de queijo no inverno. 13,5% de álcool. CB

AD 91 pontos

CEDRO DO NOVAL BRANCO 2018

Quinta do Noval, Douro, Portugal (Adega Alentejana). Corte de Viosinho e Gouveio. Esse branco tem a fruta suculenta na medida certa. O pêssego é a base e é acompanhado de ervas. A isso juntam-se os aspargos, vibrante acidez e um final com mel. O ataque em boca traz volume, sem dulçor. 12,5% de álcool. CB

AD 90 pontos

CRASTO BRANCO 2018

Quinta do Crasto, Douro, Portugal (Qualimpor). Corte de Viosinho, Gouveio e Rabigato. Um vinho franco, direto, límpido e saboroso. A textura e vibração são suas marcas. A fruta é muito fresca, com pera e laranja madura. Encanta pela limpeza, mineralidade

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Mais de Adega

AdegaLeitura de 2 mins
Château Margaux
O local, conhecido desde o século XII, chamava-se “La Mothe de Margaux” (monte de Margaux) e, na época, não tinha vinhas. Acredita-se que família Lestonnac foi a primeira a investir em vinhedos e vinhos na propriedade a partir do século XVI. No sécul
AdegaLeitura de 3 mins
Do Terroir À TAÇA
MAIS IMPORTANTE QUE o discurso é o que está dentro da taça. Essa é uma das máximas do mundo do vinho. Mas, quando o discurso expressa conhecimento e ações, ele passa a ser efetivo, traz sentido e é sentido na taça. Antes da degustação da nova safra d
AdegaLeitura de 12 mins
Mundovino
A marca Dom Pérignon firmou uma parceria criativa de dois anos com a cantora Lady Gaga e a primeira ação foi a criação de uma edição limitada de 110 jeroboams (garrafa de 3 litros) de Dom Pérignon Brut Rosé Champagne 2005 envoltos em uma escultura pr