Adega

GRANDES PARCERIAS

Joint ventures. Esse é o nome dado aos empreendimentos feitos em conjunto por duas ou mais empresas que, fora desse negócio específico, mantêm suas identidades distintas.

Ou seja, é uma união pontual para criar algo que una o melhor de duas empresas diferentes e crie algo diferente. E o mundo do vinho está repleto de bons exemplos disso.

As principais joint ventures de vinho começaram a surgir nos anos 1970 e especialmente depois do célebre “Julgamento de Paris” em 1976, quando vinhos norte-americanos derrotaram clássicos franceses em prova às cegas. Nessa época, produtores do Velho Mundo não só abriram os olhos ao que ocorria no Novo Mundo, como também não perderam tempo e decidiram investir onde acreditavam que havia potencial. Muitos desses investimentos foram feitos em parceria.

Mas uma joint venture não é necessariamente uma união entre produtores de países diferentes. Há casos em que produtores consagrados de uma mesma região decidem trabalhar juntos em um novo empreendimento. Enfim, ADEGA elencou aqui 10 empreendimentos conjuntos que fizeram sucesso mundo afora, criando ícones quase que instantaneamente.

Opus One

O visionário barão Philippe de Rothschild (proprietário do Château Mouton Rothschild) prontamente se lançou a compreender as possibilidades do Novo Mundo. Em 1979, ele já fincou seu pé na América em parceria com outro grande empreendedor, Robert Mondavi. E essa união é um

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Mais de Adega

AdegaLeitura de 6 mins
Valorizados
Se perguntarem de supetão, quais os vinhos mais caros de Bordeaux, o que você responderia? Provavelmente citaria alguns (ou todos) os cinco Premier Grand Cru da classificação de 1855, não? Haut-Brion, Lafite, Latour, Margaux e Mouton? Talvez um “ícon
AdegaLeitura de 1 mins
Vinhos Avaliados
Foradori, Trentino-Alto Adige, Itália (Vinhomix R$ 325 para a safra 2016). Elaborado somente em anos excepcionais, esse tinto é feito exclusivamente a partir de Teroldego, com estágio de 18 meses em carvalho. Mostra aromas de frutas vermelhas e negra
AdegaLeitura de 1 mins
Uma Visão “Sem Amarras”
Clássicos produtores da Borgonha, como Philippe Pacalet, Prieuré Roch, Dugat Py e até Romanée Conti possuem abordagens orgânicas e/ou biodinâmicas em suas propriedades há muito tempo, contudo, além de não usar isso como marketing, eles também não gos