Revista de Vinhos

VÍTOR SOBRAL TASCA DA ESQUINA, SÃO PAULO

No ano em que a Tasca da Esquina de São Paulo faz 10 anos e volta a ser considerado o melhor restaurante português da cidade pelo influente guia da revista Veja, encontrámos um bom pretexto para uma conversa com Vítor Sobral. Falámos do significado do prémio, das diferenças entre a operação de São Paulo (SP) e a de Lisboa, das adaptações que teve de fazer, do seu conhecimento e gosto pelos produtos do país, de influências, do vinho português e, inevitavelmente, da pandemia. Sempre ao seu estilo: com uma certa cordialidade, mas direto e sem falinhas mansas.

Em São Paulo, o cliente não está muito disponível para ficar nas mãos do chefe. Mais, tem sempre alguma tendência para mudar o prato. Tive de lutar para que não acontecesse. Não foi fácil, porque se existe aquele ditado de que o cliente tem sempre razão, no Brasil tem mesmo 100% razão!

RV - O que significa para a Tasca da Esquina voltar a ser o melhor restaurante português de São Paulo no influente guia Comer & Beber da revista Veja?

Como é evidente é sempre bom. Deixámos de ser o melhor restaurante português na revista porque a

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Mais de Revista de Vinhos

Revista de VinhosLeitura de 4 minsCooking, Food & Wine
Que Prato Mais Anseia Voltar A Comer Num Restaurante?
Pelos testemunhos, parece que os desejos andam muito pelos mariscos e peixes de confeção simples, em lugares mais populares ou tradicionais, à beira-mar ou na cidade. “Quando voltarmos a abrir vou querer comer um peixe grelhado ou um polvo à lagareir
Revista de VinhosLeitura de 2 mins
Um Início Promissor
Carlos e Teresa Lacerda decidiram cumprir o sonho de produzir vinho com marca própria. Com atividades profissionais internacionais ligadas à engenharia e ao ensino, respetivamente, a dada altura confrontaram-se com a decisão de vender ou continuar um
Revista de VinhosLeitura de 1 minsCooking, Food & Wine
Nesta Edição Com A REVISTA DE VINHOS!
Projeto nobre do Douro vinhateiro, a oito quilómetros do Pinhão, nas Tecedeiras nascem alguns dos vinhos mais frescos e vivos da região, sob a batuta do enólogo Rui Cunha. Estes vinhos contam histórias das freiras tecedeiras de linho, que deram o nom