Adega

Mundovino

Champagne russo? Putin diz que sim

Lei obriga Champagne a ser renomeado como “espumante” na Rússia e choca produtores

Champagne já foi o queridinho dos governantes da Rússia, especialmente na época dos Czares, e um dos principais mercados compradores, durante muitos e muitos anos, era a corte russa. Rótulos especiais, aliás, chegaram a ser feitos em homenagem aos governantes locais, como o icônico Cristal, por exemplo. Contudo, até recentemente, a Rússia era um dos países que não reconhecia Champagne como uma indicação geográfica protegida e o termo como sendo de uso exclusivo dos espumantes feitos nessa região francesa, tal como solicita a lei da União Europeia. Agora, no entanto, isso mudou.

Não, os russos não passaram a aceitar o termo Champagne como exclusivo dos espumantes franceses. Eles foram no sentido inverso. Pois é. Uma lei aprovada pelo presidente Vladimir Putin no início de julho exige que todos os produtores estrangeiros de espumante rotulem suas garrafas como “vinho espumante”. Enquanto isso, os produtores russos ainda podem rotular seus produtos como “Shampanskoye”, a palavra russa para Champagne. Sim, agora, na Rússia, Champagne é só local.

Tão logo a medida foi aprovada, a Moët Hennessy suspendeu as entregas à Rússia para fazer as alterações nos rótulos. “As maisons MH Champagne sempre respeitaram a legislação em vigor onde quer que operem e retomarão as entregas o mais rápido possível assim que esses ajustes forem feitos”.

“Privar os fabricantes de Champagne do direito de usar o nome Champagne (em caracteres cirílicos) é escandaloso”, disse Maxime Toubart e Jean-Marie Barillère, copresidentes do Comité

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Mais de Adega

AdegaLeitura de 1 mins
Trinity
Em 1970, Italo Zingarelli produziu o famoso western spaghetti They Call Me Trinity, estrelado pela dupla de comédia Terence Hill e Bud Spencer. Zingarelli deu sequência com o Trinity Is Still My Name em 1971, provavelmente o filme caseiro mais assist
AdegaLeitura de 1 mins
Clube Adega Gran Gold Plus
AD 92 Fundada em 1914 por Don Césare Secundino Pisano, a vinícola está localizada na zona de Progreso e é uma das mais tradicionais e reputadas do Uruguai. Pisano, Progreso, Uruguai (Mistral R$ 185). De ótima tipicidade, tem taninos firmes, ótima aci
AdegaLeitura de 1 mins
Clube Adega Platinum
O nome Minas vem das várias minas de água que existem nas mesmas encostas em que estão plantados os vinhedos que originam o vinho homônimo. Quinta dos Murças, Douro, Portugal (Qualimpor R$ 217). Destaca-se pela vivacidade e pureza de sua fruta de per