Mundo dos Super-Heróis

Liga da Justiça

Famosa por alinhar heróis icônicos em suas fileiras, a Liga da Justiça se tornou um dos principais supergrupos dos quadrinhos, servindo de inspiração para diversas equipes que vieram na sequência. Em sua trajetória de mais de seis décadas de publicação, iniciada em 1960, a Liga tem sido o pivô de eventos e conceitos que afetam todo o Universo DC, e muitos se espalham para além das HQs.

A ANTÁRTICA

Por um período, o continente gelado foi protegido pela Liga da Justiça Antártica, uma divisão da equipe formada por incompetentes ex-criminosos que, cansados da fracassada vida de crimes, passaram a atuar ao lado da lei. Eram eles: Graúdo, Major Desastre, Mestre das Pistas, Multi-Homem e Rei Relógio. A decisão de acolhê-los foi uma estratégia da Liga para manter o quinteto de paspalhões longe de problemas, e o único embate travado pelos vilões reformados foi contra um bando de pinguins mutantes e que destruiu a sede do grupo. Ao serem resgatados pela equipe titular, os membros da Liga Antártica foram sumariamente demitidos.

B BRAVE AND THE BOLD

O título foi lançado em 1955 para abrigar HQs de fantasia medieval, mas logo se tornou uma plataforma para o lançamento de novos heróis relacionados ao Universo DC, como a Liga da Justiça, que estreou na edição 28 (1960). Em sua aventura inicial, a equipe enfrentou o alienígena Starro e foi apresentada como uma versão moderna da Sociedade da Justiça, o primeiro grupo, e logo ganhou série própria: .

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Mais de Mundo dos Super-Heróis

Mundo dos Super-HeróisLeitura de 4 mins
Advogada Poderosa
MULHER-HULK: DEFENSORA DE HERÓIS Bastante insegura em seu primeiro caso frente à Suprema Corte, a Mulher-Hulk pretende fazer a defesa da mutante Theresa Handel e contestar a recém-aprovada Lei de Registro de Mutantes, que obriga o exame e cadastro de
Mundo dos Super-HeróisLeitura de 3 mins
Fique De Olho...
Já era hora de uma das maiores estrelas do underground estadunidense dos anos 1990 ganhar uma edição nacional só com suas obras. E a escolha das histórias não poderia ser mais acertada. Todas se caracterizam pela sinceridade com que Doucet aborda sua
Mundo dos Super-HeróisLeitura de 1 mins
Splash Page
Em sua segunda edição, neste ano a PerifaCon, convenção de cultura pop que visa levar o formato de convenções de quadrinhos a bairros periféricos, foi marcada pela parceria com a gigante Warner Bros, dona da DC Comics, que liberou o uso do super-heró