Revista de Vinhos

Hélvio Bastos

Portugueses que se destacam no vinho e na gastronomia e que o fazem fora de Portugal.

Como descreve a sua infância em Portugal?

A minha infância e adolescência foram muito ligadas ao desporto, à música e à canicultura. Também toquei piano durante alguns anos piano no Centro Cultural de Amarante. Das várias modalidades que pratiquei, aquela que mais me despertou interesse foi o andebol. Essa paixão levou-me a jogar inclusivamente no Boavista F.C..

Tem formação na área hoteleira. Como decidiu esse rumo? O que o levou a optar por essa área?

Apesar de ter estado ligado ao desporto durante muitos anos, a verdade é que

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Interesses relacionados

Mais de Revista de Vinhos

Revista de VinhosLeitura de 3 mins
Cerveja Lagunitas
Começou como uma pequena cervejeira local na costa californiana. Corria o ano de 1993. “Pequena” é realmente pequena. Começou numa cozinha. O que lhe está na origem é a versatilidade de estilos que dificilmente não encaixam em quase todos, ou mesmo t
Revista de VinhosLeitura de 5 mins
Quinta De Valle Madruga Um Novo Patamar
Na sub-região de Valpaços, Elói Ribeiro e os filhos Tiago e André praticam um modelo empresarial que, não deixando de parte um “certo romantismo familiar” e “a ligação ancestral à agricultura”, sobretudo nos setores vitivinícola e oleícola (e, mais r
Revista de VinhosLeitura de 2 mins
Boa Compra
Dão / Branco / Adega Cooperativa de Penalva do Castelo 7,50€ / 11ºC Amarelo brilhante. Frutado amarelo, algum floral fresco e acácia. Estruturado na boca de acidez intensa, cítrica, bem acomodada pelo corpo e pela justa suculência. Seco e refletido.