L'OFFICIEL HOMMES BRASIL

Ainda há TEMPO

Há dez anos, a carreira de Criolo deslanchava no cenário musical, com o disco Nó na Orelha. Na estrada desde 1989, o rapper só despertou a atenção da mídia após a divulgação dos primeiros singles de seu segundo álbum, no qual mostrava o seu talento para além do rap, cantando em ritmos como bolero, MPB, soul e samba. O artista atribui o sucesso à persistência e ao apoio familiar que teve para isso. “Não desistir, sempre lutar e nunca esperar pelo melhor. Tivemos uma vida muito pesada e difícil, se chove, chove dentro e faz sol, a rua vem pela janela. Ter minha mãe perto de mim não me deixou desistir dos meus sonhos”, conta. Em

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Interesses relacionados

Mais de L'OFFICIEL HOMMES BRASIL

L'OFFICIEL HOMMES BRASILLeitura de 1 mins
De Volta Para O O Futuro
Quem ama um bom par de tênis? E se ele tiver inspiração nas pistas de corrida dos anos 1980, impossível resistir, né?! O modelo Flot Renno, da Fila, chega às prateleiras com zoom futurista, cabedal descontraído e mix de materiais como camurça e couro
L'OFFICIEL HOMMES BRASILLeitura de 3 mins
Sonho REALIZADO
Nascido em Medelín, na Colômbia, Sebastián Yatra mudou-se com a família para Miami, nos Estados Unidos, ainda na infância. Aos 12 anos, ele já compunha as próprias canções e sabia exatamente o que queria fazer da vida. A carreira musical ganhou o sot
L'OFFICIEL HOMMES BRASILLeitura de 1 mins
A Tiracolo
É cada vez mais comum que o time masculino adote bolsas nos looks cotidianos. Para compor esse enredo, a Dior investe numa proposta funcional e que esbanja estilo. A atual coleção arrematada pela grife ao lado da Sacai traduz uma conversa criativa en