Prazeres da Mesa

ENTREVISTA/ CATHERINE PETIT

Uma pequena revolução está acontecendo no grupo Moët Hennessy, o conglomerado que controla a Chandon no Brasil. O visual da marca e dos rótulos está sendo mudado e voltou a estar mais próximo da gastronomia. No Brasil, a mudança coincide com a chegada da francesa Catherine Petit para o cargo de diretora da Moët Hennessy no país. Personalidade vibrante e apaixonada pelo mundo do vinho e por desafios, ela aposta no trabalho artesanal da elaboração dos espumantes da Chandon, desde o plantio e colheita das uvas até o trabalho na adega, para continuar o crescimento da qualidade e a conquista de mercados. Catherine Petit começou no grupo já no Brasil, em 2007, atendendo a parte regional, que cobre América Latina, Caribe, África e Canadá. Em 2016,

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Interesses relacionados

Mais de Prazeres da Mesa

Prazeres da MesaLeitura de 3 mins
Slow Food/cubu: Uma Receita Cheia De História
Cubu, João Deitado, Pau a Pique… Muitos são os nomes para essa quitanda, famosa no interior do estado de Minas Gerais, que guarda muita história embutida em sua receita. História essa que é desconhecida por grande parte da população, inclusive em sua
Prazeres da MesaLeitura de 1 mins
Artesão
“Acreditamos na simplicidade. O produto doce de leite nasceu sendo feito com leite e açúcar, e é assim que devemos mantê-lo, preservando a tradição de um legítimo produto mineiro.” Essa é a missão de um dos melhores produtos do Brasil, o doce de leit
Prazeres da MesaLeitura de 5 mins
A Virada Da Tarapacá
Com mais de 145 anos de história, foi fundada em 1874, a Viña Tarapacá é uma das mais conceituadas da América. Instalado no coração do Valle del Maipo, rodeado pelos Altos de Cantillan, o imponente conjunto montanhoso faz parte da Cordilheira de La C