Revista Natureza

Flores gigantes e fáceis de cultivar!

Elas são capazes de desaparecer completamente da vista por até seis meses. Os mais impacientes chegam até a jogá-las fora neste período, acreditando que não serão mais capazes de voltar. Entretanto, ao menor sinal da primavera — pode ser uma chuva rápida ou uma subida sutil na temperatura —, os bulbos, cormos e outras plantas similares surgem como um prêmio para os que são capazes de esperar. Algumas produzem flores ou folhagens incríveis, tão elaboradas que você até se sente culpado por pensar que elas passaram tanto tempo dormindo. Na verdade, estavam bem ocupadas criando tamanha beleza.

O espetáculo pode até durar menos que o de outras plantas, mas o efeito é impressionante.

PLANTAS PRECAVIDAS

Normalmente, as plantas são capazes de usar a luz solar para produzir seu alimento, sempre guardando o excesso para momentos em que o sol não está disponível — como, por exemplo, à noite — ou para um momento em que ele será mais necessário, seja para a produção de flores em grande quantidade, seja para se recuperar de uma catástrofe, como ter caules e folhas arrancados por uma ventania ou por algum herbívoro esfomeado.

Entretanto, existe um grupo de plantas que conseguiu se adaptar a locais onde os recursos só estão disponíveis em algumas estações do ano, guardando suas reservas de maneira eficiente para quando a situação aperta. Tais plantas não só foram capazes de adaptar seus corpos para que neles coubessem mais reservas compactadas de energia — geralmente açúcares na forma de amido — mas também criaram toda uma série de comportamentos para reduzir perdas nestes momentos. Tais adaptações são facilmente reconhecíveis pela presença de curiosas estruturas de resistência, quase sempre muito compactas, batizadas de bulbos, cormos, rizomas ou túberas.

A biologia até criou um nome para este grupo tão peculiar de plantas: as geófitas. Faz todo sentido, já que é uma palavra grega para terra ou terreno, e é sempre a designação de uma planta. Então, oficialmente, geófitas são plantas que entram em estado de dormência periódica, mantendo suas gemas de

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Interesses relacionados

Mais de Revista Natureza

Revista NaturezaLeitura de 5 mins
Guia Natureza Fertilizantes
Especialista na produção de plantas ornamentais, a Lazzeri desenvolveu um fertilizante com marca própria, ideal para profissionais e jardinistas terem sucesso no cultivo de flores, folhagens e hortaliças Situada na cidade serrana de Vacaria, no Rio G
Revista NaturezaLeitura de 4 minsGardening
Desencontros DE FLORES
Às vezes fico em dúvida se nós somos apaixonados só pelas orquídeas, ou pelas aventuras e histórias que podem ocorrer por causa delas. Toda vez que a gente senta pra uma prosa, lá vem um caso, uma memória que, inevitavelmente, acaba em uma orquídea.
Revista NaturezaLeitura de 3 mins
A FLOR QUE Nasce Do Fogo
UM PLANETA, MUITAS RELAÇÕES Adormência é o fenômeno que restringe a germinação de sementes, fazendo com que somente haja germinação quando existem condições ambientais adequadas. A dormência impede que plantas típicas de climas quentes germinem quand