PlayStation Magazine PT

A ORIGEM DO CAOS

Sabe por que é difícil de criticar completamente a história de Stranger of Paradise? É porque tudo que ela faz de estranho é obviamente intencional e, quando se olha por esse prisma, não dá para dizer que foi um erro. Existe a camada de história que funciona como um prequel de Final Fantasy I, outra que funciona como um remake de ação de FF1 e ainda outra que sabe que você sabe que ela está se segurando de propósito. Ela joga bobagens aqui e ali sem nexo algum na primeira metade e que acabam fazendo sentido no final, e ainda constrói detalhes sem medo de que só quem conhece um jogo de 35 anos atrás vai sacar.

O início do jogo ilustra bem como essas camadas convergem. Jack está andando pela cidade de Cornelia e simplesmente se depara com Jed e Ash. Eles se olham e percebem que têm um cristal escuro, e isso significa que eles precisam se unir para derrotar o Caos. Jack, Ash, Jed (e a garota Neon, que aparece um pouco depois) têm esses nomes simples porque no primeiro o espaço para nomes só comportava até quatro letras. Eles se unem sem nenhum tipo de história de fundo – os quatro guerreiros da luz já começavam juntos em uma jornada para resgatar a princesa das garras do vilão Garland.

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Interesses relacionados

Mais de PlayStation Magazine PT

PlayStation Magazine PTLeitura de 3 mins
O Jogo Grátis Tem Um Preço…
Um jogo free to play com esse orçamento elevado não está aqui para fazer caridade e precisa de fontes de lucro. Felizmente, Multiversus se apresenta como um produto relativamente tranquilo nesse aspecto, mas ainda deixa algumas dúvidas. Quem jogar a
PlayStation Magazine PTLeitura de 2 mins
Cuphead: A Deliciosa Última Ceia
FICHA • PS4, PS5 • AÇÃO, PLATAFORMA • STUDIO MDHR • PORTUGUÊS (TEXTO) • MÍDIA DIGITAL Otão esperado DLC de Cuphead é extremamente direto: é uma ilha nova com meia dúzia de chefes, mais alguns segredos e armas. Pelo conteúdo e pelo preço, é estranho v
PlayStation Magazine PTLeitura de 4 mins
Stray
FICHA • PS4, PS5 • AÇÃO • BLUETWELVE STUDIO, ANNAPURNA INTERACTIVE • PORTUGUÊS (TEXTO) • MÍDIAS FÍSICA E DIGITAL Pouquíssimos jogos ganham tanta boa vontade do público de forma automática quanto Stray. Afinal, quem não gosta de gatinhos? A diferença