AERO Magazine

A AVIAÇÃO POR CATEGORIAS

Classificar as diferentes operações aéreas se revela uma tarefa tão meticulosa quanto satisfatória. Desde os primórdios, a aviação vem se revelando cada vez mais versátil em suas missões. Quando os pioneiros do “mais pesado do que o ar” obtiveram os primeiros resultados positivos com suas incríveis máquinas voadoras, tiveram início os debates: afinal, para que serviriam tais aparatos recém-engendrados? Apesar do deslumbramento, não se sabia ao certo, nem mesmo os próprios inventores, qual seria a utilidade daquelas maravilhas. Alguns diziam que se restringiriam apenas ao desporto, outros, que poderiam representar um passo importante no transporte tanto de cargas como de passageiros (a partir de então, pelo ar), enquanto alguns apostavam no segmento militar, já imaginando as aeronaves como máquinas de observação. Havia até aqueles que acreditavam no seu emprego como armas de ataque. Estavam todos certos, mas o que nenhum deles poderia imaginar era que seus inventos iriam evoluir ao ponto de realizar uma infinidade de atividades, superando a barreira do som e levando o homem à Lua décadas depois. Neste especial de aniversário de 28 anos de AERO Magazine, preparamos um inédito levantamento com as principais categorias da aviação tripulada e suas funções, que vão muito além do imaginado por qualquer pioneiro sonhador que tenha vivido nas décadas de 1900 e 1910. Imporante: a relação não inclui o segmento aeroespacial, com foguetes, naves suborbitais, satélites e a própria estação espacial internacional.

CIVIL

O transporte aéreo civil abrange toda e qualquer operação realizada por aeronaves que não pertençam a organizações militares. Engloba desde simplórios monomotores até aviões de grande porte capazes de levar centenas de passageiros ou toneladas de carga. Eles podem realizar voos tanto públicos (em geral, remunerados) como privados (por conta e risco do dono da aeronave).

LINHA AÉREA

As chamadas companhias aéreas realizam o transporte de cargas e passageiros em voos regulares ou charter. Fazem isso com aviões de grande porte de diversos modelos, perfazendo uma malha aérea bastante intrincada, com rotas regionais, nacionais e internacionais. Hoje em dia, existem na frota mundial basicamente jatos e turbo-hélices, todos com pelo menos dois motores. São aeronaves de passageiros (que transportam cargas no porão) ou cargueiros puros (alguns convertidos e outros já fabricados para esse propósito). A maior parte dos passageiros e da carga do transporte aéreo viaja por linhas aéreas.

REGULAR

O transporte regular é o mais famoso da aviação comercial, aquela que cobra pelo voo. É assim chamado porque as empresas cumprem rotas fixas em horários pré-estabelecidos, seguindo uma frequência. A operação regular também vale para

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Mais de AERO Magazine

AERO MagazineLeitura de 8 mins
A Evolução Dos Simuladores
Os simuladores se tornaram itens fundamentais na instrução de voo. Eles não apenas ampliaram a consciência situacional e a capacidade de resposta às emergências como, também, tornaram-se uma ferramenta de aprendizado capaz de liberar um piloto para u
AERO MagazineLeitura de 10 mins
Ponte Aérea Humanitária Para O Chile
No dia 22 de maio de 1960, o sul do Chile sofreu com o mais violento terremoto até então registrado no mundo. Conhecido como o terremoto de Valdivia, a região Sul sentiu o chão vibrar ao longo de mil quilômetros da costa do Oceano Pacífico. Um segmen
AERO MagazineLeitura de 2 mins
O Show Da Aviação De Negócios
Omercado de aviação de negócios passa por um momento peculiar. Diante da explosão de aquisições nos Estados Unidos desencadeada pelos incentivos fiscais atrelados à depreciação de máquinas, das restrições na cadeia de suprimentos da indústria imposta