Revista GULA

Dagueneau O SONHO CONTINUA

Didier Dagueneau era um gênio à frente do seu tempo. Inovador em todos os sentidos, herdeiro de três gerações de tradição vinícola, colocadas de lado para seguir o seu próprio caminho, inaugurando o domaine homônimo em 1982. Devido ao seu caráter único e transbordante, muitas dúvidas pairaram no ar logo após o seu trágico falecimento em 2018. Conseguiria o filho Louis-Benjamim honrar este legado de continuar a elaborar alguns dos brancos mais singulares e fabulosos do Loire e da França? E mais: seria ele capaz de ainda brilhar numa própria frequência?

A equipe da GULA foi recebida na casa cinematográfica de Louis-Benjamin, em Saint-Andelain, numa tarde espetacular de verão. Sem desnecessárias formalidades, começamos logo a conversar com o jovem Dagueneau em meio a goles mágicos de champagne Selosse, Chablis Raveneau e Clos Rougeard. A adega herdada do

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Interesses relacionados

Mais de Revista GULA

Revista GULALeitura de 1 mins
Uma Clássica E Uma Levinha Da Tarantino
Receita pioneira da Tarantino, criada em parceria com o mítico mestre-cervejeiro americano Doug Odell, da Odell Brewing, essa IPA autêntica apresenta bom amargor (IBU 44), graças à mescla de cinco tipos de lúpulo, e se destaca pelo bom corpo e fresco
Revista GULALeitura de 2 mins
Circulando
São Paulo foi brindada por mais um restaurante que foca na comida asiática, embora seu chef seja mais reconhecido pela excelência de sua cozinha japonesa. Kazuo Harada ganhou fama quando, no Rio de Janeiro, conseguiu atrair a atenção do guia Michelin
Revista GULALeitura de 6 mins
Sopa, Mare Vinho
Anos atrás fui convidado pelo Conseil Interprofessionnel des Vins de Provence para conhecer a espetacular região ensolarada do sul de França, com 2.600 anos de rica história, os seus vinhos e a sua gastronomia. Foram dias de intensa imersão em adegas