Revista Fotografe Melhor

A ARTE E O DESAFIO DA COMPOSIÇÃO

Linhas simétricas e centralização do tema: tudo é válido para equilibrar os elementos da cena

A composição ainda desafia muitos fotógrafos. A receita básica para compor com eficiência tem ingredientes como explorar a luz, hierarquizar os planos, escolher um ângulo ou ponto de vista, equilibrar os elementos e a paleta de cores e definir o que é mais importante ser mostrado. Para essa finalidade, há várias regras e grades que procuram dar o caminho das pedras para uma imagem de sucesso. Contudo, essas mesmas regras e grades podem funcionar como uma camisa de força para a criatividade ou se tornar uma armadilha para o olhar – portanto, há momentos em que é preciso rompê-las.

Vale lembrar que a palavra composição vem do latim compositio e define um feito ou a ação de compor. Ou seja, juntar vários elementos e colocá-los em ordem para formar ou constituir algo – pode ser uma música, um design, uma obra literária ou mesmo científica. A grande referência na fotografia vem da pintura, criadora de conceitos como Proporção Áurea e Regra dos Terços, esta a mais conhecida e hoje desprezada, quase “cancelada” por muitos profissionais – mas será que ela merece ser tão desprezada assim? Para profissionais experientes como Kasia Chiluta, Marcelo Portella, Tadeu Vilani, Gustavo Minas e Carlos Bessa, a Regra dos Terços é o ponto de partida para quem começa a fotografar e, uma vez dominada, o ideal é libertar o olhar para voos mais livres ao sabor dos ventos da intuição e da prática constante da fotografia.

Com o tempo, a composição funciona como uma edição da imagem com o olhar: o que entra e o que sai do enquadramento; o que cabe e o que é dispensável; o que atrai e o que pode confundir ou não chamar a atenção do observador. Como o quadro na fotografia já vem “pintado”, não é uma tela em branco, a missão do fotógrafo é transformar os elementos enquadrados em algo visualmente atraente, harmônico e criativo – e não existe obrigação de seguir regras para isso.

Na era digital, a forma de compor ganhou novas possibilidades (e também novos desafios) graças aos monitores móveis das câmeras DSLR e , capazes de oferecer uma variedade de ângulos difíceis de serem explorados.

Você está lendo uma amostra, registre-se para ler mais.

Mais de Revista Fotografe Melhor

Revista Fotografe MelhorLeitura de 5 mins
O Olhar De Um Fotógrafo Nos Bastidores Do Poder
O americano Pete Souza, neto de portugueses, pode se considerar um privilegiado, já que é o único fotógrafo do planeta a conviver 14 anos com o "homem mais poderoso do mundo”, no caso, o presidente dos Estados Unidos. A primeira experiência foi em 19
Revista Fotografe MelhorLeitura de 3 minsIntelligence (AI) & Semantics
Nova Alpha 7rv Da Sony Tem Chip De Ia
A Sony anunciou a nova mirrorless full frame Alpha 7RV, que apresenta uma nova geração de foco automático ao combinar reconhecimento de AF aprimorado para múltiplos assuntos, imagem de alta definição (61 MP) e recursos de vídeo avançados. As maiores
Revista Fotografe MelhorLeitura de 1 mins
Cuidado Com Os Prazos
Para Roberta Paiva, um bom fotógrafo de casamento precisa ser pontual para cumprir seus compromissos e jamais ficar em débito com o cliente. Deve deixar claro as datas em contrato: do prazo para a escolha das fotos pelo cliente até o dia da entrega d