Correspondências Entre Freud e Einstein Sobre Guerra e Paz

Ações de livro

Comece a ouvir

Dados do livro

Correspondências Entre Freud e Einstein Sobre Guerra e Paz

Notas:
Nota: 5 de 5 estrelas5/5 (3 avaliações)
Duração: 54 minutos

Descrição

Em 1932, às vésperas da invasão nazista na Áustria, Albert Einstein e Sigmund Freud trocaram entre si cartas sobre as origens da guerra e as possibilidades da paz entre as nações.

Ambos já eram mundialmente famosos (Einstein recebera o Prêmio Nobel de Física em 1921), e estavam na maturidade intelectual em relação às suas teorias e ao mundo. A correspondência foi patrocinada pelo Instituto de Cooperação Intelectual, um órgão da Liga das Nações, e publicada como cartas-abertas ao mundo, em 1933.

A expansão nazista e a Segunda Grande Guerra impediram que a correspondência obtivesse, na época, a repercussão que lhe era destinada.

As cartas apresentam idéias poderosas, defendendo a possibilidade e probabilidade de uma paz definitiva entre os homens. Enquanto Einstein se detêm no s aspectos políticos e administrativos da paz mundial, Freud lhe explora as correntes inconscientes e seu s aspectos sócio-psicológicos.
Ler mais