A Heroína e o Vilão by Ana C. Nunes - Read Online
A Heroína e o Vilão
0% of A Heroína e o Vilão completed

About

Summary

Teria sido uma noite como outra qualquer se a terra não se tivesse aberto debaixo dos seus pés, qual monstro esfomeado. E afinal o que é aquilo que brilha no cimo da montanha? Cabe à Heroína e ao seu fiel Mascote descobrir o que se passa e consertá-lo. Ou será que ainda vão fazer pior?

Esta é a segunda aventura ilustrada da Heroína.

Published: Ana C. Nunes on

Reviews

Book Preview

A Heroína e o Vilão - Ana C. Nunes

You've reached the end of this preview. Sign up to read more!
Page 1 of 1

A HEROÍNA E O VILÃO

Heroína - Volume 2

um conto ilustrado de Ana C. Nunes

Table of Contents (Índice)

Capa

Página de Título

Ficha Técnica

Nota da Autora

A Heroína e o Vilão

Parte I

Parte II

Próximo Capítulo

Sobre a Autora

Nota Final

Outros Trabalhos da Autora

Contactos

Ficha Técnica

Texto © Ana C. Nunes 2013-2014

Capa e Ilustrações © Ana C. Nunes 2013-2014

Contacto da autora: anacorvonunes@gmail.com

Blog da autora: http://capala.wordpress.com/

Todos os direitos reservados a nível mundial.

Tipos de Letra da Capa: Tex Gyre Adventor © GUST e-foundry, Ostrich Sans © Tyler Finck, Print Clearly © Blue Vinyl Fonts

Agradecimentos aos Beta-Readers: Rui Alex e Júlia Durand

1ª edição: 1 de Outubro de 2014

ISBN: 9781310955396

Smashwords Edition

Esta obra é propriedade de Ana C. Nunes e não poderá ser distribuída, copiada ou alterada, na totalidade ou em parte, sem autorização escrita da proprietária. Se gostar de ler esta história, por favor considere deixar um comentário no local de onde a adquiriu. A autora agradece.

Esta obra foi escrita sem atender ao novo Acordo Ortográfico de Língua Portuguesa. Caso deseje ler uma versão diferente, por favor contacte a autora através do email (anacorvonunes@gmail.com).

Nota da Autora

Esta é a segunda aventura da Heroína e do Mascote. Podem ler a primeira: A Heroína e o Guerreiro, no vosso distribuidor digital habitual: Smashwords.

Esta história deve ser entendida como uma sátira e não pretende, de forma deliberada, mostrar-se ofensiva. Quer-se apenas divertida. Todas as personagens e acontecimentos são fictícios e qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

Parte I

Para lá das verdejantes e desabitadas montanhas de Leste, depois dos húmidos pântanos dos lobos, numa pequena vila de raízes assentes numa ilhota perdida no vale por onde o rio passava em duas veias, sombreada pela mais alta montanha do continente