Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Alcançando o Sucesso na Escola

Alcançando o Sucesso na Escola

Ler a amostra

Alcançando o Sucesso na Escola

notas:
4/5 (2 notas)
Duração:
100 páginas
1 hora
Lançados:
4 de dez. de 2018
ISBN:
9781507115008
Formato:
Livro

Descrição

Você sabia que enquanto pais podem de fato ser a diferença  entre o sucesso e insucesso escolar de seu filho? Se ele estiver lutando na Escola Primária ou Elementar, então você pode auxiliá-lo a compreender as habilidades básicas nos Processos de Leitura, Escrita, Pronúncia, Matemática e Ciências.

Este o o 6º Livro de uma série sobre como você pode auxiliar o seu filho, não apenas academicamente, mas com habilidades pessoais e sociais, primeiros ensinamentos a crianças, comunicação com seus filhos, educação para a puberdade (sem todo aquele conteúdo pesado sobre sexo que jovens garotos não precisam precisam saber), como fazer e manter amigos, como modificar o comportamento de seu filho hoje e como criar uma criança segura, positiva, resiliente e concentrada. 

Todos estes livros estão integrados no "A Armadilha da Parentalidade", uma leitura de grande importância para todos os pais. 

 

Lançados:
4 de dez. de 2018
ISBN:
9781507115008
Formato:
Livro

Sobre o autor

Karen Campbell is a graduate of Glasgow University's renowned Creative Writing Masters, and author ofThe Twilight Time, After the Fire, Shadowplay, Proof of Life and, most recently, This Is Where I Am, which was a BBC Radio 4 Book at Bedtime. A former police officer, and council PR, Karen Campbell won the Best New Scottish Writer Award in 2009. She lives in Galloway, Scotland. www.karencampbell.co.uk


Relacionado a Alcançando o Sucesso na Escola

Livros relacionados

Artigos relacionados

Amostra do livro

Alcançando o Sucesso na Escola - Karen Campbell

Alcançando o Sucesso

Na Escola

Auxilie o Seu Filho em Idade Escolar Primária a

Ler, Soletrar

Escrever e Contar

Karen Campbell e Katrina Kahler

Traduzido por...

––––––––

Índice

Introdução

Pronto para Ir a Escola/Começar a Estudar

Organização com o Dever de Casa

Leitura: Ensine ao Seu Filho A Ser Um Melhor Leitor

Como Auxiliar o Seu Filho a ser um Melhor Escritor

Atividades Que Envolvam o Seu Filho na Matemática

A Habilidade Matemática Essencial Que As Crianças Devem Ter Antes de Entrar no Ensino Médio

Como Ensinar ao Seu Filho a Dizer as Horas

Como Auxiliar as Crianças a Entenderem o Método Científico

Como Auxiliar o Seu Filho a Lidar Com o Estresse nos Exames

Como Se Relacionar Com o Professor de Seu Filho

Pronto para o Ano Letivo

Caligrafia Confusa!

Garotos e Educação - Como Auxiliar o Seu Filho

Estimulando a Criança Superdotada

Conclusão

Introdução

O melhor presente que você enquanto pai pode dar ao seu filho é o dom da autoconfiança e segurança. Por outro lado, o maior erro que você pode cometer é humilhá-lo, dizer a ele que provavelmente não terá sucesso e criticá-lo.

Nós queremos contar uma história sobre um garotinho de sete anos chamado Dan (nome fictício). Ele veio a nossa sala de aula, cheio de atitude. Ele nos disse que detestava escola, professores, as crianças de sua classe e a diretora. Ele nos disse que era burro e nunca aprenderia a ler ou contar e que também podíamos desistir de tentar. Nós persistimos com ele, mostramos bondade e fizemos com que se sentisse benquisto e respeitado. À medida que a sua atitude conosco mudava, assim era o seu comportamento e os seus colegas de classe começaram a brincar com ele e deixá-lo brincar com eles durante os intervalos do almoço.

Dan não gostava de receber atenção especial. Ele não gostava de se destacar de ninguém mais. Então nós tínhamos que elogiá-lo cuidadosamente e não proporcionar apenas a ele mais auxílio com pessoal de apoio ou pais. Paulatinamente, ele começou a ler. Ele estava atrasado pelo menos em dois anos, mas estava lendo.

Numa sexta-feira à tarde, ele calmamente nos pediu livros para levar para casa então poderia praticar. Ele queria mostrar a sua Mãe o quanto tinha melhorado. Nós mal podíamos esperar até que o final de semana terminasse e ver o seu doce sorriso. A segunda-feira veio e ele chegou atrasado à aula, com a testa franzida e parecendo realmente irritado. Ele caminhou até a estante e jogou os livros em cima. Então, sentou-se, retirou o seu livro, pegou a sua régua e partiu-a ao meio. Obviamente havia algo errado.

Quando nós começamos o trabalho em grupo, nós o chamamos a parte e perguntamos como tinha sido o seu final de semana. Ele apenas grunhiu: Ruim. No primeiro intervalo, nós o chamamos a parte e perguntamos o que tinha sido tão ruim em seu final de semana. Ele nos contou que tinha tentado ler os livros para sua mãe na sexta-feira à noite e ela lhe dissera que ele era um leitor muito ruim, que deveria ter sido capacitado para ler livros para bebês no pré-escolar e que ela estava ocupada demais para escutá-lo.

Nossos corações se partiram por Dan. Todos os nossos esforços na construção de sua autoestima tinham sido destruídos em uma conversa de dois minutos com a sua mãe. Nós lhe dissemos que não concordávamos com a sua mãe, pois ele tinha progredido mais que qualquer outra criança da classe. Nós pegamos o seu livro de caligrafia e comparamos a sua escrita entre o começo do ano e agora (quatro meses depois). Ele respondeu que podia ver que a sua caligrafia tinha melhorado, mas ainda era burro e não queria ler mais. Então nós verificamos os seus níveis de leitura inicial e os comparamos com o seu atual. Ele tinha avançado seis níveis em muito pouco tempo. Isto levantou seu ânimo e também o seu humor.

Nós telefonamos para a mãe de Dan e solicitamos uma reunião para discutirmos o seu progresso. As suas palavras foram muito negativas; ela queria saber o que ele fizera de errado. Nós dissemos que nada, na verdade estávamos muito felizes com o seu progresso.

Na manhã seguinte, antes da escola, Dan e sua Mãe vieram para a reunião, Dan parecia muito nervoso e sua Mãe bem desconfortável. Ela começou a conversa dizendo que ela tinha sido burra na escola e ainda não podia ler muito bem. Dan puxou a mim, ele nunca aprenderá a ler, quanto mais cedo ele deixar a escola, melhor.

A Mãe de Dan estava transmitindo a sua experiência escolar negativa e a sua precária opinião sobre ela mesma. Nós mandamos Dan sair para brincar e conversamos com ela sobre o quanto ele tinha progredido naquele ano. Nós também contamos a ela como ele ficara ansioso para levar os livros para casa e mostrar a ela o quanto melhorara e como ele tinha ficado aborrecido ao retornar à escola. Realmente ele não sabia o que falar.

Nós conversamos sobre tipos de coisas que diríamos a Dan para construir a sua confiança e perguntamos se ela podia tentar o mesmo. Ela disse que faria, mas encerrou a conversa dizendo, Vocês sabem que é genético, ele realmente não tem chance, nem seu pai e nem eu fomos bons na escolar.

Dan estava recebendo mensagens diferentes; ele não tinha a certeza sobre em quem acreditar. Ele continuou a melhorar em sala de aula e nos manteve uma atitude positiva durante o resto do ano. Infelizmente ele abandonou a escola aos catorze anos e passou a viver nas ruas.

Este garoto não era burro. Ele poderia ter sido bem sucedido e feliz na escola. Mensagens negativas infiltraram em seu cérebro e ele decidiu andar pelo caminho errado, devido à falta de apoio e

Você chegou ao final dessa amostra. para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Alcançando o Sucesso na Escola

4.0
2 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor