Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

O Exercito do Salvador: os Soldados e a Missao (Preparacao Missionario SUD/LDS)
O Exercito do Salvador: os Soldados e a Missao (Preparacao Missionario SUD/LDS)
O Exercito do Salvador: os Soldados e a Missao (Preparacao Missionario SUD/LDS)
E-book126 páginas1 hora

O Exercito do Salvador: os Soldados e a Missao (Preparacao Missionario SUD/LDS)

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Sobre este e-book

Preparacao Missionario SUD (LDS):

O Exército do Salvador - Vida Pré-Mortal, Nesta Vida, Vida Pós Mortal:
Os Soldados - Preparação e Oposição:
A Missão - Buscando o Eleito, Ensinando, Bênçãos para o Serviço: Missões SUD trazem paz à terra. Houve uma grande batalha no céu e a guerra continua aqui na terra.

O trabalho missionário traz paz ao campo de batalha - paz à Terra.

"O Exército do Salvador: seus Soldados e a sua Missão" compartilha alguns conceitos a considerar quando se envolver em atividades missionárias. "Porque as armas da nossa guerra não são carnais, mas sim poderosas em Deus ..." 2 Coríntios 10: 4

O Exército do Salvador está avançando, prepare-se para avançar no campo de batalha.

See also: Mormon's Code: Ciphers and Ancient Egyptian Knowledge

IdiomaPortuguês
Data de lançamento7 de jun. de 2016
ISBN9781311424198
O Exercito do Salvador: os Soldados e a Missao (Preparacao Missionario SUD/LDS)
Ler a amostra
Autor

Jason Allen Pitts

Jason Allen Pitts lives in a small farming community in the desert region of southern Utah. He served an LDS mission and received a Bachelor's Degree in Intelligence Studies and a Master's Degree in Intelligence Analysis from American Military University.See also Mormon's Code: Ciphers and Ancient Egyptian Knowledge and The Lord's Army: his Soldiers and their Mission.

Relacionado a O Exercito do Salvador

Ebooks relacionados

Avaliações de O Exercito do Salvador

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    O Exercito do Salvador - Jason Allen Pitts

    E houve batalha no céu; Miguel e seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos, ...

    Na última vida, houve uma guerra no céu. Nós, filhos e filhas do Altíssimo, os seguidores do Salvador, lutamos, ou apoiamos a luta contra os outros espíritos. Estávamos triunfante naquela guerra, expulsando a um terço do reino para que pudéssemos vir a esta terra, receber um corpo e seguir o plano do Senhor. Apesar de não entender completamente a natureza dessa guerra civil, podemos ter certeza de que era violento, combate urbano. Lutamos pelo direito de seguir o Salvador e seu plano para dar toda a glória ao Pai. Nós lutamos para ser livre, para ser como nosso Pai Celestial. O mais provável é que a maioria, se não todos, dos membros da igreja de hoje lutaram nessa guerra, todos apoiaram.

    ...E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao resto da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo.

    Nosso testemunho a respeito do Salvador e seu evangelho e a nossa oportunidade de fazer parte do seu reino são os maiores presentes que podemos obter enquanto que estamos aqui na terra. Faz sentido que esses maiores dons seria dado aos maiores guerreiros da última vida. Por que nosso Pai ia dar o maior presente para aqueles que não se envolverem nas batalhas na vida passada, que não ajudarem o Salvador com sua guerra, que não eram os maiores soldados? Como filhos e filhas do Altíssimo e sendo devidamente instruído, a vida na Terra é o lugar perfeito onde podemos aperfeiçoar a nossa fé e o nosso arrependimento. Como membros da Igreja do Senhor - abençoados com testemunhos, sacerdócios, e ordenanças, nos fomos dados o maior de todos e podemos raciocinar que para os vencedores, vai as riquezas.

    No livro do Apocalipse, o Apóstolo João escreveu que ele viu a guerra no Céu e a continuação aqui na terra. "E apareceu um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas, e ela estar com o filho chorou, dores de parto, sofrendo tormentos para ser entregue. E apareceu outro sinal no céu, e eis um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres e sete coroas sobre suas cabeças. A sua cauda arrastava a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para devorar o seu filho assim que ele nasceu. E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono. E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que eles devem alimentá-la lá de mil duzentos e sessenta dias.

    Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne ¹⁰

    E houve guerra no céu: Miguel e seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos, e não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou mais no céu. E o grande dragão foi precipitado, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo: ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. E ouvi uma voz do céu, Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo: porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o mesmo que os acusa diante do nosso Deus dia e noite. E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho e não amaram as suas vidas até à morte. Por isso alegrai -vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam sobre a terra e sobre o mar! porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo...." ¹¹

    Nesta vida, não obstante as nossas grandes bênçãos, vivemos em um estado de guerra. O inimigo está constantemente nos atacando espiritualmente. ¹² Na Terra, a nossa atual guerra não é travada por forças convencionais no combate aberto. Se fosse, seria uma guerra muito mais fácil a ganhar. Todos os filhos e filhas do Altíssimo aqui na terra ia rapidamente ver e compreender o seu inimigo, e iam derrotár ele, como fizemos na última vida. Na Terra, o inimigo está envolvida numa guerra secreta contra nós. A guerra secreta é uma guerra usando as forças não-convencionais, operações psicológicas e propaganda cinza e preto.¹³ A maior propaganda do inimigo é que nós não temos nenhum inimigo e que não estamos envolvidos numa guerra. Nós estamos simplesmente sendo atacada e muitas vezes nem percebemos. O trabalho missionário, muitas vezes pára esses ataques. Quanto mais cedo nós entendemos isso, quanto mais cedo vamos ser mais capaz de derrotar o inimigo e ajudar o nosso próximo a poder derrotar o inimigo também.

    Estamos em guerra. Nossas armas são a nossa fé, sacerdócio e escrituras, combinado com a nossa retidão. Se termos uma placa de identificação com o nome do Salvador nela, é o nosso uniforme. Somos soldados por o Salvador, e quando sairmos da presença do nosso investigadores, o inimigo vai tentar impedir o nosso trabalho; éstamos em guerra. Se pensarmos que o trabalho missionário não seja uma guerra espiritual, simplesmente poderemos perder a guerra. O nosso verdadeiro trabalho é de preparar as pessoas para batalhar e vencer o inimigo. Não há maior obra aqui na Terra.

    Estamos todos convidados a participar no seu Exército Real e é uma honra ser um soldado no seu exército aqui na terra. Há mais de sete bilhões de pessoas aqui na Terra. Poucas sabem que as famílias são eternas. Poucas têm o privilégio de refinar a sua fé e arrependimento enquanto que estão aqui na Terra. Poucas têm a honra de ajudar a Salvador com a sua grande obra. No Exército do Senhor aqui na terra, não há forças de reserva, têm a necessidade para que todos possam executar o serviço ativo, de uma forma ou outra.

    Nesta vida, o Exército do Senhor é chamado a renunciar à guerra e proclamar a paz entre os nossos irmãos e irmãs. ¹⁴ Como soldados no exército do Senhor, precisamos ser flexíveis. No último vida, o Exército do Senhor lutou batalhas violentas. Se o Senhor diz que pegar em armas e lutar, nós pegamos em armas e lutamos. Se o Senhor diz sacrificar o nosso primeiro animal nascido, nós sacrificamos o animal primogênito. Se o Senhor diz que nos reunimos e adoramos no sábado, nós adoramos no sábado. Se ele diz domingo, nós adoramos no domingo. Se ele diz que espalhar o evangelho da paz, nós espalhamos o evangelho da paz. A obediência ao nosso Salvador é a chave para a felicidade. Nosso Salvador sempre fará o que é melhor para nós. ¹⁵

    Mas, primeiro, que meu exército se torne muito numeroso e que se santifique perante mim… ¹⁶

    Nós trazemos a experiência de guerra para esta vida de nossa experiência na última vida. Na última vida a guerra serviu um propósito. Guerra nesta vida, entre os nossos irmãos e irmãs, nesta terra, é completamente desnecessário. Governos preparam para a guerra e se envolvem em guerra aqui na terra, sem entender o propósito puro desta vida. Nós somos rápidos para fazer guerra nesta vida porque espiritualmente nós entendemos que a guerra nós ajudou a vencer na última vida e alcançar esta vida. Os mesmos princípios de guerra vai nos levar vitoriosamente para a próxima vida, mas não a guerra da violência, mas uma guerra de - fé e retidão, de servindo, de empregando os poderes do sacerdócio e anunciando o evangelho de paz. As nossas circunstâncias e a nossa missão mudaram. Aqueles que são mais capazes de se adaptar às nossas circunstâncias e a nossa missão atual terão o maior sucesso.

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1