Comece a ler

Quando a Ameaça Vem de Dentro: Efeito Ovelha Negra nos Grupos Dominantes e Grupos Dominados

Notas:
254 páginas3 horas

Resumo

Segundo os estudos do efeito ovelha negra, os processos de recordação, diferenciação e rejeição dos desviantes do endogrupo e de percepção da homogeneidade endogrupal representam estratégias de criação de uma distinctividade positiva.

Esta obra analisa de que o modo é que o estatuto do grupo (dominante vs. dominado) influencia estas estratégias, testando predições contrastantes derivadas dos estudos do efeito ovelha negra e da teoria dos grupos agregado e colecção.

Os dois estudos aqui descritos seguem um plano experimental 2 (Estatuto do grupo: dominado vs dominante) x 2 (Grupo Alvo: ingroup vs outgroup) x 2 (Tipo de membro: indesejável vs desejável), sendo o estatuto do grupo e o grupo alvo variáveis inter-sujeitos e o tipo de membro, uma variável intra-sujeitos.

Os resultados do estudo 1 revelam que os membros do grupo dominado, apesar de se identificarem mais com o exogrupo, derrogam o desviante endogrupal e que, independentemente do estatuto do grupo, o desviante endogrupal é melhor recordado do que o desviante exogrupal.

Apoiando a nossa hipótese derivada da teoria dos grupos agregado vs colecção, as medidas de semelhança intragrupo revelam um efeito de homogeneidade do exogrupo para o grupo dominante e igual percepção de homogeneidade nos dois grupos para o grupo dominado.

Os resultados do estudo 2 apontam ainda para a influência das crenças sócio-estruturais quer nos níveis de identificação social, quer na derrogação dos desviantes.

Leia no app do Scribd

Baixe o app gratuito do Scribd para ler a qualquer hora, em qualquer lugar.