Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Constituição da República Federativa do Brasil
Constituição da República Federativa do Brasil
Constituição da República Federativa do Brasil
E-book956 páginas21 horas

Constituição da República Federativa do Brasil

Nota: 5 de 5 estrelas

5/5

()

Sobre este e-book

Esta obra produzida pela Coordenação de Edições Técnicas tem sido constantemente atualizada em virtude das alterações previstas nas Emendas Constitucionais no 1/1992 a 106/2020, pelo Decreto Legislativo no 186/2008 e pelas Emendas Constitucionais de Revisão no 1 a 6/1994. O modelo Livro da CRFB é o mais completo: além de incorporar o conteúdo das emendas ao texto básico da Constituição, traz separadamente o texto integral de cada uma das Emendas. As últimas 70 páginas do volume contêm um bem útil Índice de Assuntos e Entidades.

IdiomaPortuguês
Data de lançamento13 de jul. de 2017
ISBN9788570187765
Constituição da República Federativa do Brasil
Ler a amostra
Autor

Senado Federal

The Senate of the Empire of Brazil was established by the Constitution of 1824, first enacted after the Declaration of Independence. Following the adoption of the 1824 Constitution the first session of the Senate took place in May 1826. The original Senate had 50 members, representing all of the Provinces of the Empire, each with a number of senators proportional to its population. The Princes of the Brazilian Imperial House were senators by right and would assume their seats in the Senate upon reaching age 25. All senators hold this position for life.The Conde do Arcos Palace was the first seat of the Senate of Brazil. It worked there until 1925, when it was transferred to the Monroe Palace. In 1960 the capital was moved from Rio de Janeiro to Brasilia and the Senate took place in its actual seat, the Nereu Ramos Palace, also known as the National Congress Palace.Currently, the Federal Senate comprises 81 seats. Three senators from each of the 26 states and three senators from the Federal District are elected on a majority basis to serve eight-year terms. It is the upper house of the National Congress of Brazil and its president also presides the National Congress. The Federal Senate has the power to judge the President of Brazil in the case of liability offences and to rule on limits and conditions of external debts, among other functions.One of the missions of the Federal Senate is to strengthen other legislative houses of the Federation. To do so, the Senate publishes books of public interest to spread culture and knowledge, mainly about History, Law and legislative process.

Leia mais títulos de Senado Federal

Relacionado a Constituição da República Federativa do Brasil

Ebooks relacionados

Avaliações de Constituição da República Federativa do Brasil

Nota: 5 de 5 estrelas
5/5

7 avaliações0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    Constituição da República Federativa do Brasil - Senado Federal

    CF88_EC106_livro_CAPA.png
    SENADO FEDERAL

    Secretaria de Editoração e Publicações

    Coordenação de Edições Técnicas

    CONSTITUIÇÃO

    DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

    Texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, compilado até a Emenda Constitucional no 106/2020.

    Brasília – 2020

    SENADO FEDERAL

    Mesa

    Biênio 2019 – 2020

    Senador Davi Alcolumbre

    PRESIDENTE

    Senador Antonio Anastasia

    PRIMEIRO-VICE-PRESIDENTE

    Senador Lasier Martins

    SEGUNDO-VICE-PRESIDENTE

    Senador Sérgio Petecão

    PRIMEIRO-SECRETÁRIO

    Senador Eduardo Gomes

    SEGUNDO-SECRETÁRIO

    Senador Flávio Bolsonaro

    TERCEIRO-SECRETÁRIO

    Senador Luis Carlos Heinze

    QUARTO-SECRETÁRIO

    SUPLENTES DE SECRETÁRIO

    Senador Marcos do Val

    Senador Weverton

    Senador Jaques Wagner

    Senadora Leila Barros

    Edição administrativa do Senado Federal

    Diretora-Geral: Ilana Trombka

    Secretário-Geral da Mesa: Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho

    Secretaria de Editoração e Publicações

    Diretor: Fabrício Ferrão Araújo

    Produzida na Coordenação de Edições Técnicas

    Coordenador: Aloysio de Brito Vieira

    Atualização e revisão: Thiago Adjuto

    Projeto gráfico e editoração: Raphael Melleiro e Rejane Campos

    Capa: Cosme Rocha

    Texto constitucional originalmente publicado no Diário Oficial da União de 5 de outubro de 1988. As normas aqui apresentadas não substituem as publicações do Diário Oficial da União.

    Brasil.

    [Constituição (1988)]

    Constituição da República Federativa do Brasil : texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, compilado até a Emenda Constitucional no 106/2020. – Brasília : Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2020.

    401 p.

    ISBN: 978-65-5676-013-1 (Impresso)

    ISBN: 978-65-5676-014-8 (PDF)

    ISBN: 978-65-5676-015-5 (ePub)

    1. Constituição, Brasil (1988). 2. Emenda Constitucional, Brasil. 3. Decreto Legislativo, Brasil. I. Título.

    CDDir 341.2481

    Nota do Editor (NE): as alterações decorrentes das Emendas Constitucionais de Revisão e das Emendas Constitucionais já estão incorporadas ao texto principal.

    CONSTITUIÇÃO

    DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

    Preâmbulo

    Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembleia Nacional Constituinte para instituir um Estado democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição da República Federativa do Brasil.

    Título I – Dos Princípios Fundamentais

    Art. 1o A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

    I – a soberania;

    II – a cidadania;

    III – a dignidade da pessoa humana;

    IV – os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

    V – o pluralismo político.

    Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

    Art. 2o São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário.

    Art. 3o Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

    I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;

    II – garantir o desenvolvimento nacional;

    III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

    IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

    Art. 4o A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes princípios:

    I – independência nacional;

    II – prevalência dos direitos humanos;

    III – autodeterminação dos povos;

    IV – não intervenção;

    V – igualdade entre os Estados;

    VI – defesa da paz;

    VII – solução pacífica dos conflitos;

    VIII – repúdio ao terrorismo e ao racismo;

    IX – cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;

    X – concessão de asilo político.

    Parágrafo único. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações.

    Título II – Dos Direitos e Garantias Fundamentais

    Capítulo I – Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos

    Art. 5o Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

    I – homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;

    II – ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;

    III – ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante;

    IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

    V – é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;

    VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

    VII – é assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva;

    VIII – ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

    XI – a casa é asilo inviolável do indiví