Aproveite esse título agora mesmo, além de milhares de outros, com um período de teste gratuito

Apenas $9.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Ler a amostra

notas:
5/5 (1 nota)
Duração:
164 páginas
2 horas
Lançados:
Jan 12, 2022
ISBN:
9781507185704
Formato:
Livro

Descrição

Uma mulher determinada…

Selvagem e irresponsável, Lady Georgina Seton tem planos para o seu futuro. Conduzida pela dor de um coração partido, fará o que quer que seja necessário para atingir seus objetivos… e ela está determinada a controlar o próprio destino. Ao se tornar a melhor arqueira que a Inglaterra já viu, conseguirá garantir seu futuro sem ter que se casar.

Um homem ambicioso...

Nascido sobressalente, Felton Crauford está inclinado a garantir o seu futuro acumulando riquezas. O veio mineral que descobre prometeu ser uma bênção, mas há um problema... a reserva segue para a propriedade vizinha. Para seu desespero, a moleca que mora ao lado faz qualquer coisa que pode para se meter em seu caminho. Tudo isso enquanto se prova uma tentação que ele não pode simplesmente ignorar.

Felton e Georgina são apanhados em um anseio incontrolável que ameaça destruir os planos de ambos. Pior, eles são incapazes de controlar o desejo que arde entre eles. Georgina deve fazer suas apostas: Abrir seu coração uma vez mais ou se arriscar a perder tudo.

Lançados:
Jan 12, 2022
ISBN:
9781507185704
Formato:
Livro

Sobre o autor

USA Today Bestselling, Amazon All Star author Amanda Mariel dreams of days gone by when life moved at a slower pace. She enjoys taking pen to paper and exploring historical time periods through her imagination and the written word. When she is not writing she can be found reading, crocheting, traveling, practicing her photography skills, or spending time with her family.


Relacionado a Georgina

Livros relacionados

Amostra do livro

Georgina - Amanda Mariel

Georgina

Lady Archer’s Creed livro 2

––––––––

Autora Best-seller do USA Today

Amanda Mariel

PUBLICAÇÕES DE AMANDA MARIEL

Prólogo

Capítulo 1

Capítulo 2

Capítulo 3

Capítulo 4

Capítulo 5

Capítulo 6

Capítulo 7

Capítulo 8

Capítulo 9

Capítulo 11

Adeline - Prólogo

DEDICATÓRIA

Christina McKnight — este é para você! Obrigada por não apenas acreditar nas minhas arqueiras, mas também por concordar em escrever a história delas comigo.

PUBLICAÇÕES DE AMANDA MARIEL

Série Damas e Vagabundos:

Esquemas Escandalosos

Intenções Escandalosas

Escandalosa Redenção

Escandalosa

Em breve:

Conexão Escandalosa

Fabled Love Series

Enchanted by the Earl

Captivated by the Captain

Em breve na série Fabled Love

Enticed by Lady Elianna

Lady Archer’s Creed

Theodora (Christina McKnight escrevendo com Amanda Mariel)

Georgina (Amanda Mariel escrevendo com Christina McKnight)

Adeline (Christina McKnight writing with Amanda Mariel) Em breve

Josephine (Amanda Mariel escrevendo com Christina McKnight) Em breve

Stand alone titles

Love’s Legacy

Série Conjunta: Conectados por um Beijo

Como Beijar um Canalha (Amanda Mariel)

Um Beijo no Natal (Christina McKnight)

Desejando um Beijo (Dawn Brower)

Coletâneas e antologias multiautores

Timeless Kisses

Tantalizing Teasers

Visite www.amandamariel.com para ver as últimas ofertas

Descrição da Série

O amor pela arquearia reúne quatro jovens para formar a Lady Archer’s Creed. Através da sua paixão mútua pelo esporte, solidificaram um laço inquebrável, e cada uma delas tem uma qualidade única que adiciona à dinâmica da amizade.

Theodora, Lady Archer’s Creed Livro Um

Lady Theodora com a sua mente afiada e o amor pela academia se torna a perfeita técnica de arquearia. Apesar de ter sido a última a integrar o grupo, e de ser obviamente uma pária, ela arriscará o seu futuro por suas amigas.

Georgiana, Lady Archer’s Creed Livro Dois

Lady Georgina é a aposta perfeita. A esquecida filha de um rico duque, procura pertencer a algo – ou a alguém – por quaisquer meios necessários.

Adeline, Lady Archer’s Creed Livro Três

A senhorita Adeline é uma líder natural. Tendo crescido em uma grande e frequentemente animada família, agora ela não se permite nem sequer um segundo nas sombras.

Josephine, Lady Archer’s Creed Livro Quatro

Lady Josephine, tem uma natureza doce e emotiva, esforça-se para agradar a todos – e manter seus laços intactos, mesmo após o seu retorno à Londres para a Temporada.

Adeline, Georgie, Theo e Josie vivem sob o credo da Lady Archer’s Creed, o qual desenvolveram durante seu tempo na Escola de Educação e Decoro para Damas de Excepcional Qualidade da Senhorita Emmeline. —Amizade, lealdade e honra acima de tudo— é o seu mantra. Agora, enquanto encaram os desafios que vêm junto com a vida adulta, o credo é mais importante que nunca.

Prólogo

Cantuária, Inglaterra

Maio de 1819

Lady Georgina Seton sentou-se em frente à mesa, esperando que a diretora notasse a sua presença. Por toda a vida nunca a tiveram feito esperar dessa forma. A senhora Emmeline não sabia quem ela era? A filha do Duque de Balfour merecia total atenção. Não que o duque ou a sua nova duquesa alguma vez prestaram, mas ninguém na sociedade, certamente ninguém abaixo do seu status, alguma vez ousou ignorá-la. Até agora.

—A-rã, — Georgie levantou seu olhar para a mulher mais velha, ignorando o rosto severo.

A senhora Emmeline abaixou o lápis e olhou para cima, revelando seus dentes tortos e manchados. —Seu formulário diz que você prefere ser chamada de Georgie ou Lady Georgie, isso está correto, Lady Georgina?

—Sim, senhora, — Georgie deu um sorriso frio.

Ela tinha estado sentada ali por mais de cinco minutos e tudo o que a diretora fez foi falar sobre o seu apelido. Que frustrante. Seus ossos doíam e ela estava para lá de cansada por causa dos quase dois dias de viagem de Londres até a Cantuária. Para não mencionar seu estado emocional, desprezada pelo homem que amava, e dispensada por seu pai e a nova duquesa. Seu peito se apertou quando uma onda de tristeza se abateu sobre ela.

Tudo o que queria fazer era procurar o seu quarto e tomar um banho quente, seguido por um longo cochilo. Não obstante, Georgie sabia que não teria o seu desejo atendido mais rápido se fosse rude.

A mulher estava apenas fazendo seu trabalho. Um trabalho pelo qual o duque estava pagando um alto preço. Georgie tinha conhecimento sobre o custo e sobre a reputação da escola da senhora Emmeline. Ela poderia ao menos saber que o pai tinha enviado-a para o melhor lugar que o dinheiro poderia comprar. Um fato pelo qual ela supunha que deveria estar grata.

A diretora anotou algo no formulário e depois olhou para Georgie. —Bem-vinda à Escola de Educação e Decoro para Damas de Excepcional Qualidade da Senhorita Emmeline. Orgulhamos-nos por permitir que as nossas jovens damas descubram quem elas são para se tornar as mulheres que desejam ser. — Seu tom era cortante, mas não enganou Georgie. Ela sentia suavidade, talvez até mesmo uma travessura sob a fachada severa da mulher.

—De fato. Eu vi no material que foi dado a mim pela nova Duquesa de Balfour há uma quinzena, antes de me enviarem para cá. É um ótimo slogan.— Seu coração sangrava com a memória da sua madrasta e a facilidade com a qual a dama a despachou. Georgie nunca conheceu sua mãe biológica já que ela morreu no parto. Quando o pai anunciou que se casaria novamente, tinha altas esperanças que iria ao menos desfrutar do amor e da orientação de uma mãe. Infelizmente, nunca seria assim.

A nova mãe de Georgie, por falta de uma palavra melhor, entrou na sala privada de seus aposentos em Londres e deixou cair o panfleto da escola no colo de Georgie. ‘Seu pai e eu decidimos que você precisa de uma educação mais disciplinada. Você irá para a Escola de Educação e Decoro para Damas de Excepcional Qualidade da Senhorita Emmeline daqui a quinze dias. Certifique-se de que esteja pronta.’ Sua Graça tinha olhado para Georgie com um triunfo frio em seus olhos gelados enquanto dava as notícias. A memória fez a pele de Georgie se arrepiar.

E se isso não fosse desencorajador o suficiente, o único homem que tinha amado permitiu que ela fosse mandada para longe. Ela e Felton tinham crescido justos como vizinhos e amigos. Com o passar dos anos ele a tinha salvo incontáveis vezes e ela tinha se apaixonado por ele.

Sua despedida fria apenas foi adicionada à pilha de decepções. Pela primeira vez, ele falhou em salvá-la, e ainda assim, amava-o ao ponto da loucura. Não apenas permitiu que ela fosse despachada para longe, não fez nada mais que desejar boa sorte a ela.

—É mais do que um slogan, Lady Georgina. Aqui na Escola de Educação e Decoro para Damas de Excepcional Qualidade da Senhorita Emmeline nós realmente vivemos sob a nossa missão de moldar jovens mulheres em damas excepcionais baseadas em seu potencial e seus desejos. — Não havia dúvidas sobre a partícula de travessura que brilhava nos olhos da diretora.

Georgina sorriu com sinceridade pela primeira vez desde que saiu de Londres. Talvez estar aqui se provasse tolerável caso desse uma chance. —Muito bem. Eu acredito que sua escola possa ser boa para mim.

Ainda assim, Georgie não pôde deixar de pensar que poderia ter atingido seu potencial total na propriedade ducal se o duque não a tivesse mandado embora. Ela havia apelado, implorado que ele não a mandasse para longe. Por um breve momento ele pareceu ficar ao seu lado.

Ele quase concordou em deixá-la ficar em casa antes que a sua esposa se intrometesse na conversa. Sua madrasta se certificou de que Georgie não permanecesse na residência. A escola da Senhorita Emmeline parecia um lugar tão bom quanto qualquer outro caso ela não pudesse ficar em casa, o que ela claramente não podia. Depois da rejeição de Felton, não estava certa se desejava ficar em casa.

Georgie olhou nos olhos da diretora. —Estou cansada da viagem. Posso ir para o meu quarto?

A senhorita Emmeline olhou para baixo e anotou outra coisa no formulário. —Nós acomodamos nossas meninas em quartos para quatro, a escolha é feita baseada nas suas habilidades assim como em suas fraquezas. — Ela levantou a cabeça, encontrando os olhos de Georgie mais uma vez. —Essa política cria laços de camaradagem entre as alunas enquanto dá a cada uma a oportunidade de obter ajuda nos campos em que não são muito versadas. Você tem alguma objeção em compartilhar um quarto, Lady Georgie?

Georgie era a única filha de um duque. Como tal nunca teve a oportunidade de se tornar próxima a outras meninas. Certamente nunca compartilhou um quarto. Quando criança esperava e até mesmo rezava por uma irmã. Talvez essa fosse a sua chance de criar laços com outras meninas. —Eu não tenho problemas em compartilhar um quarto. Eu gosto bastante da ideia, diretora.

—Pode me chamar de senhorita Emmeline ou apenas de Emmeline, querida. — A mulher corrigiu com o tom severo, mas a sua expressão ainda era amistosa.

Georgie endireitou a sua postura e deu um sorriso fraco. —Como quiser, senhorita Emmeline, onde eu posso conseguir um banho quente e um lugar para descansar?

—É necessário descobrir seu talento antes de te designar um quarto. — A diretora se inclinou em direção à Georgie e baixou a voz. —Eu descobri um ótimo método para determinar as forças e fraquezas de cada uma das minhas meninas.

Uma sensação de desconforto passou por Georgie. Além de estar exausta, ela detestava estar em evidência, ser testada e julgada. —Como fazemos isso? — Ela perguntou, sua voz menos confiante do que gostaria.

—Pedimos a cada menina para se apresentar em três áreas distintas: acadêmica, arte ou música e esportes. Baseado em suas escolhas – e em seus desempenhos – eu seleciono com quem elas compartilharão o quarto.

A mente de Georgie corria enquanto tentava deduzir que talento ela tinha em cada área. O pai a havia provido com os melhores tutores. Ela era bem versada em todas as áreas que uma dama deveria ser – dança, bordado, música e poesia dentre muitas outras coisas. Ele também havia se certificado de que ela recebesse instruções em ciências, matemática e história. Apesar da alta qualidade dos seus ensinamentos, suas mãos estavam suadas debaixo de suas luvas com a ideia de demonstrar suas habilidades.

A senhorita Emmeline se levantou e rodeou a mesa. —Você está pronta, Lady Georgie?

Ela não se descreveria como ‘pronta’, entretanto, agora parecia um momento tão bom quanto outro. —Se eu devo, — ela respondeu.

A diretora limpou as mãos manchadas de grafite na frente do seu triste traje cinza antes de sacudir a cabeça. —Todas as meninas se apresentam assim que chegam. Você se saíra bem, tenho certeza.

Georgie

Você chegou ao final dessa amostra. Cadastre-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Georgina

5.0
1 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor