Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

O Vivo: história de um lacaio feudal
O Vivo: história de um lacaio feudal
O Vivo: história de um lacaio feudal
E-book35 páginas28 minutos

O Vivo: história de um lacaio feudal

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Ler a amostra

Sobre este e-book

O Vivo - história de um lacaio feudal
Teatro contemporâneo, os personagens tornam-se objeto/funções
a peça trata de um ritual entrecortado por ações de clown.
star vivo e desmontado em partes vazias, pedaços cômicos da tragédia humana.
Essa peça é cansativa se não houver ator, naquele sentido além do ritmo musical, falo da pulsação cênica, da destruição do arcabouço das palavras e construção da obra artística. pmnt

IdiomaPortuguês
Data de lançamento3 de set. de 2017
ISBN9781370550432
O Vivo: história de um lacaio feudal
Ler a amostra
Autor

Pedro Moreira Nt

Who I amPedro Moreira NtI think that, I am, and that's something for me. To be someone is yet very good. It is the passport to existence. A life to share with others so that I could say hello and hear from another hello too.To be it is the discoveries of others that come like a package that shows us life. In loneliness we are not nothing. All things that move in our mind come from beings, in special from mankind. Our memory is a daily construction from these others that lives in our lifes feelings, expressions, words.The reason for life is to learn to search for the better for all. This 'all people', is the totality without parcel, part, piece. It is an all in all fragment that we can to learn, to know. Not one from us dropped out of that table. It is the playing that none, the same who take the win, can leave the rest of us.We are the won and are responsible in equality to who is the win. When someone takes the prize, makes something absurd, magnificent we say this because it is to us the importance, fundamental of existence.The winner is the conjugation of all in a singularity.I write for this, to share, to be who I can to be through from the other.I am a little that comes from you, a teeny idea, like dust from thoughts that create dunnes volumes of creations. I am who I want to be who I think that I am and need you to live.

Leia mais títulos de Pedro Moreira Nt

Relacionado a O Vivo

Categorias relacionadas

Avaliações de O Vivo

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    O Vivo - Pedro Moreira Nt

    O Vivo

    História de um lacaio feudal

    Publicado por

    Pedro Moreira Nt

    Copyright, 2017 by

    ****

    Produzido por Pedro Moreira Nt, através do smashwords

    Copyright, 2017 por Pedro Moreira Nt.

    *****

    Produzido por Pedro Moreira Nt, através do smashwords

    Copyright, 2017 por Pedro Moreira Nt

    *****

    Personagens:

    Sujeito

    Funcionário de uma repartição de Governo

    e integrante de um grupo de favorecimento político.

    Berlinda

    Chefe do Sujeito, articuladora do favorecimento

    Reunião

    Chefe de Berlinda

    Carimbo

    Burocrata do Setor de Berlinda

    Pacote

    Ajudante de Carimbo

    Ato Único

    Espaço vazio.

    CENA1 - Departamento

    O Sujeito entra. Mima a espera de um ônibus. Segue viagem preso à berlinda até chegar ao ponto onde desce, caminha, entra no escritório. A sonoplastia de efeitos o acompanha.

    (Entra Berlinda que usa um telefone e uma caneta pendurada, enquanto fala vai assinando e atendendo o telefone)

    BERLINDA - O senhor perde tempo. Estáatrasado. Fica calado. O senhor trabalha e não percebe que pelos dedos a vida corre em desalinho. (Atende o fone) Estamos com ele . Já assinei. Entrega já levou.(Para o Sujeito) E não me responda que está apaixonado. Era o que faltava, um homem que ama. Nem poderei aceitar outras desculpas senão as usuais: que está doente, convenhamos; que não tem satisfação no trabalho, algo está errado; que está confrangido a fazer o que não é da sua atual competência, pensemos; está com excesso do peso mortífero da vida, falemos; algo acontece aqui, como espólio, roubo do dinheiro público, tudo bem. (Atende o fone) Claro, estou preparada, esteve usualmente ótimo. Passou pelo Departamento Central. (Para o Sujeito) Nada senhor chorão, acontece além da sua mão. Se o senhor toca os objetos, se sente a presença das quinquilharias à sua volta e não pode relacionar-se com elas é porque não as conhece, e não pode manuseá-las, mesmo que seja capaz de vê-las ou senti-las. Tome um lenço: está liquidado.(Atende o fone) Um projeto é um projeto, tem palavras escritas, só isso, filmamos tudo, chegou atrasado, vai dar pano. Traga aqui que eu assino. Recebo ordens. E é isso. (Para o Sujeito) Onde estava? Pois então. Convivemos com o erro porque nos achamos acertados, no entanto o erro já é o acerto, não havendo qualquer coisa que se impeça de tomar decisão. O senhor está atrasado!

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1