Curta este título agora mesmo, além de milhões de outros, com um período de avaliação gratuita

Apenas $9.99/mês após o período de testes. Cancele quando quiser.

Diamante de Fogo

Diamante de Fogo

Ler amostra

Diamante de Fogo

Comprimento:
206 páginas
2 horas
Lançado em:
Apr 28, 2018
ISBN:
9781547527533
Formato:
Livro

Descrição

Lady Gemma Kemsley está em apuros. O primo, Alfie, herdou a propriedade do seu pai, gastou todo o dinheiro a uma velocidade impressionante e agora começou a olhá-la com lascívia. Alfie quer ter total controle sobre a sua herança. Sem a aprovação dele, Gemma não pode se casar. Então resta apenas uma opção – fugir e ir viver com a melhor amiga na América.

Quando a irmã implora a Liam Marsden para ajudar Gemma, ele aceita com relutância. Tinha um passado com a referida dama que preferia esquecer – o que envolvia uma tentativa fracassada de noivado e uma declaração de amor. Quando vê Gemma novamente, percebe que não pode deixá-la ir embora. Em vez de enviá-la para a América ele usa um velho contrato de noivado para casar com ela. Mas agora, Gemma duvida que ele a ame de verdade.

Será que Liam conseguirá convencer Gemma de que o seu amor é verdadeiro ou acabará perdendo-a para sempre?

Lançado em:
Apr 28, 2018
ISBN:
9781547527533
Formato:
Livro

Sobre o autor

USA TODAY Bestselling author, DAWN BROWER writes both historical and contemporary romance.There are always stories inside her head; she just never thought she could make them come to life. That creativity has finally found an outlet.Growing up she was the only girl out of six children. She is a single mother of two teenage boys; there is never a dull moment in her life. Reading books is her favorite hobby and she loves all genres.For more information about upcoming releases or to contact Dawn Brower go to her website: authordawnbrower.com


Relacionado a Diamante de Fogo

Livros relacionados

Categorias relacionadas

Amostra do Livro

Diamante de Fogo - Dawn Brower

Diamante de Fogo

Família Marsden Livro 3

––––––––

Dawn Brower

Sumário

Capítulo Um

Capítulo Dois

Capítulo Três

Capítulo Quatro

Capítulo Cinco

Capítulo Seis

Capítulo Sete

Capítulo Oito

Capítulo Nove

Capítulo Dez

Capítulo Onze

Capítulo Doze

Capítulo Treze

Capítulo Catorze

Capítulo Quinze

Capítulo Dezesseis

Capítulo Dezessete

Capítulo Dezoito

Capítulo Dezenove

O Rubi Oculto

Agradecimentos

Comecei a escrever apenas para ver se era algo que eu conseguiria fazer. Ninguém ficou mais surpreso que eu quando terminei o livro e o enviei para a Breathless Press. Eles foram a minha primeira editora e embora eu não esteja mais trabalhando com eles, não me arrependo da decisão de publicar o meu primeiro livro lá. Se não fosse por eles o resto destes livros não existiriam e talvez eu não tivesse continuado a escrever. Então eu tiro o chapéu para a primeira editora que deu uma chance a eles.

Eu também quero dizer muito obrigada à Elizabeth Evans e à Liette Bougie por me ajudarem a revisar e aparar as arestas deste livro. Obrigada por me ajudarem a tornar o livro de Liam melhor, senhoras. Vocês são maravilhosas.

Obrigada novamente à Victoria Miller por esta belíssima capa. Sempre é difícil para mim imaginar como deveria ser a minha capa, por isso eu tenho em alta estima alguém que consegue ter uma ideia do que fazer com as informações vagas que dou a eles.

Dedicatória

Nos deparamos com muitas escolhas na vida. Uma das melhores que eu fiz foi começar a escrever. A única coisa que supera essa escolha são os meus dois meninos. Luke e Nathan, eu os amo tanto. Vocês são a maior bênção e a melhor coisa que já aconteceu na minha vida.

Diamante de Sangue

Lady Gemma Kemsley está em apuros. O primo, Alfie, herdou a propriedade do seu pai, gastou todo o dinheiro a uma velocidade impressionante e agora começou a olhá-la com lascívia. Alfie quer ter total controle sobre a sua herança. Sem a aprovação dele, Gemma não pode se casar. Então resta apenas uma opção – fugir e ir viver com a melhor amiga na América.

Quando a irmã implora a Liam Marsden para ajudar Gemma, ele aceita com relutância. Tinha um passado com a referida dama que preferia esquecer – o que envolvia uma tentativa fracassada de noivado e uma declaração de amor. Quando vê Gemma novamente, percebe que não pode deixá-la ir embora. Em vez de enviá-la para a América ele usa um velho contrato de noivado para casar com ela. Mas agora, Gemma duvida que ele a ame de verdade. 

Será que Liam conseguirá convencer Gemma de que o seu amor é verdadeiro ou acabará perdendo-a para sempre?

Capítulo Um

Liam Marsden tinha muita coisa na cabeça. Mas não podia continuar debruçado sobre algo que estava além do seu controle. Tinha assuntos importantes com os quais lidar, começando com a reunião que seu pai tinha exigido. Nunca tinha deixado o pai na mão, e não tinha a intenção de começar agora.

Ele entrou na casa da família e percorreu o corredor indo em direção ao escritório. Enquanto abria a porta, deu uma olhada no pai absorto em seu trabalho. O visconde tinha o cabelo preso na altura da nuca; mechas estavam soltas sobre a testa enquanto ele inclinava a cabeça para ler um documento que estava na frente dele. Liam sempre tinha admirado a tenacidade e disposição do pai para fazer qualquer coisa a que se propunha. Ele não desistia com facilidade e acreditava que o mundo era dele para fazer o que quisesse.

—Ah bom, você está aqui, — Ele olhou para Liam e deixou o trabalho de lado. —Preciso discutir algumas coisas contigo.

—Eu vim assim que recebi sua mensagem. Qual é a urgência?

—Há um bom número de coisas que eu não previ.

Olhando de perto, Liam podia ver as linhas de estresse se formando no rosto do pai. Os olhos estavam cheios de temor enquanto ele esfregava as têmporas. O que podia ter acontecido para ele parecer tão preocupado? Liam não achava que essa reunião fosse do tipo relaxante. O pai não se preocupava com frequência. Não, o Visconde Torrington tomava atitudes e deixava a preocupação para os outros.

—Isso é sério? — Liam perguntou enquanto erguia uma sobrancelha.

—Recebi uma carta da sua irmã. Algumas notícias são boas. A maioria, na verdade.

—É a parte que não é boa que está te preocupando. — Liam sentou e se inclinou para frente, dando toda a sua atenção estava focada no pai. —O que aconteceu?

—Primeiro, devo lhe dizer que você é o orgulhoso tio de um garotinho robusto. Sua irmã deu à luz há um mês. Eles lhe deram o nome dos dois avôs, William Jamieson. Pobrezinho tem muito o que viver para fazer jus a um nome desses. — Ele riu.

—Se eu sou tio, isso significa que você é avô. Isso deve te fazer sentir velho, — Liam sorriu. Não podia resistir à oportunidade de importunar o pai.

—Morda a língua, garoto. Falta muito ainda para eu envelhecer, — com um sorriso diabólico no rosto, o pai recostou-se na cadeira e observou Liam. —Isso é bom para você, porque eu acho que você ainda não está pronto para assumir o meu lugar.

Liam esperava que o pai vivesse bastante. Não podia imaginar a vida sem a forte personalidade do homem preenchendo uma sala onde quer que eles fossem. Como grande parte das crianças, ele acreditava que os pais fossem imortais. Sabia que eles eram apenas humanos, mas gostava de pensar que viveriam para sempre.

—Não, não posso dizer que estou com pressa de assumir as rédeas. Rezo para que você esteja aqui por muitos anos. Por mais de uma razão, — Liam disse. —Mas apesar do que eu sinta pela sua possível morte, não foi por isso que você me chamou aqui. Nem para me contar sobre o meu novo sobrinho. Tão feliz quanto esteja por ouvir isso, há algo mais pesando em sua mente. Acho que é hora de encerrarmos a conversa fiada.

—Não foi só isso que sua irmã escreveu na carta, — ele disse suspirando. —Ela tem algumas preocupações e me pediu para dar uma olhada.

—É sobre a fusão da Navegações Marsden com a RandCo? Não há algum problema, há? — Ele precisava descartar essa pequena preocupação porque era o que veio à sua mente. —Se for, gostaria de tomar providências agora mesmo.

—Não, isso ao menos está bem. Deveríamos ter considerado a fusão assim que Lily e Rand se casaram. — O Visconde Torrington suspirou e levantou. Foi até uma prateleira e puxou uma garrafa de brandy e dois copos. —É algo completamente diferente e eu não sei como proceder.

—Com o que Lily está preocupada? — Liam ficou ainda mais interessado. O que podia ser tão horrível?

O Visconde Torrington entregou a Liam um cálice de brandy. Ele deu um gole e o colocou sobre a mesa. Ele olhou através de Liam com os olhos desfocados. —O Conde de Devon era muito meu amigo.

—Eu lembro. — Liam assentiu.

—Uma vez tentei fazer uma aliança com ele, — o pai parou e olhou para a bebida. —Foi por este motivo que tentamos um noivado entre você e Gemma.

Liam preferia esquecer essa época. Ele fez uma careta e olhou para o pai. —Certo, isso foi há anos. — Onde o seu pai queria chegar?

—A aliança de negócios e a familiar surgiu ao mesmo tempo. Nunca tivemos razão para revisitar qualquer uma delas. — Ele tomou o resto da bebida. —Devo admitir que uma parte de mim está feliz por não ter feito isso. Por mais que eu gostasse do homem, abomino o cavalheiro que herdou a sua propriedade.

Liam esfregou a têmpora. A cabeça começou a doer ao ouvir o pai tagarelando. —O que Alfie tem a ver com tudo isso?

—Lady Gemma é a minha preocupação.

Ela não era dele, então Liam não tinha ideia de por que o pai trouxe ela para a conversa. De fato, tudo o que ele disse até agora não fazia sentido.

—Pai, qual é o problema? — A frustração estava atingindo um ponto de ruptura dentro dele. —Não entendo o que Lady Gemma tem a ver com tudo isso.

—Lady Gemma ainda mantém contato com Lily. Ela escreveu para sua irmã contando umas notícias muito perturbadoras. — O visconde se sentou e olhou para Liam. Ele juntou as mãos enquanto falava. —Ela acha que eu posso ter uma solução para o problema. Posso pensar em algumas formas de ajudá-la, mas você teria que estar disposto.

—O que você quer que eu faça? — Liam perguntou, uma sensação horrível estava crescendo dentro dele.

O Visconde Torrington se inclinou e apoiou as mãos na mesa. Os olhos colados nos de Liam pareciam pesar o problema que o preocupava.

—Você sabe que nunca te forçaria a nada, mas acho que você acredita nisso tanto quanto eu.

—Estou perdido já que você não me explicou qualquer coisa, — Liam lembrou a ele. —Como saberei se concordo ou não contigo? — Torceu em silêncio para que seu pai não estivesse prestes a perguntar o que ele pensava. Depois que ele mencionou a tentativa fracassada de um noivado entre ele e Gemma, Liam não pôde deixar de imaginar – ele não podia estar querendo que ele se casasse com Gemma. Podia?

—Primeiro, você precisaria estar a par das circunstâncias de Lady Gemma e a razão pela qual Lily está tão preocupada, — o pai lhe disse. —Então eu explicarei a minha ideia e as duas possíveis soluções. Uma é uma opção melhor e a outra só seria considerada se você for contra a primeira.

—E o que está acontecendo com ela? — Liam se levantou e começou a andar pela sala. Ele deu alguns passos e se virou para o pai. —Pare de enrolar e diga o que está acontecendo.

—Alfie está – sendo difícil.

—De que forma?

Se o pai não lhe dissesse logo o que estava acontecendo, Liam não se responsabilizaria por suas ações. Essa conversa estava deixando-o louco.

—Ele esbanjou toda a herança. Se a propriedade não estivesse vinculada, ele a teria vendido para pagar suas dívidas. E isso o deixa um pouco restrito. Ele precisa de dinheiro o mais rápido possível.

Liam assentiu. —Acho que vejo a relação. Lady Gemma ainda tem a herança, e ele quer pôr as mãos nela.

O Visconde Torrington se levantou e se juntou a ele em frente à mesa. Os olhos estavam irados. Liam conhecia o pai bem o bastante para perceber que ele queria causar dano físico ao novo Conde de Devon. O que quer que Alfie estivesse fazendo o estava deixando enfurecido. Liam tinha uma sensação ruim sobre o que estava se passando com a amiga de Lily.

—De certa forma sim e ele está disposto a fazer qualquer coisa ao seu alcance para consegui-la. Lady Gemma está com medo de ele forçar algo para conseguir o que quer.

—Entendo. — Liam franziu o cenho. —Ela tem alguma razão para acreditar que ele agiria de forma tão desonrosa?

—Isso é notícia velha. — O pai franziu o cenho e cruzou os braços sobre o peito. —Eu recebi a carta hoje. Isso já seria fato passado. Temo que estejamos atrasados por causa da lentidão da viagem dos correios entre a Inglaterra e a América. Não sei o que encontraremos se formos à propriedade do Conde de Devon.

Não eram boas notícias, de fato, elas eram horríveis. Liam podia ter problemas com Lady Gemma, mas nunca quis que alguém a ferisse. Ele a ajudaria a lidar com o primo de bom grado se encontrasse uma boa solução para o problema dela.

—Eu não tinha sequer considerado isso. Estamos desperdiçando tempo. Quais são as suas soluções? — Liam perguntou.

—Lady Gemma precisa de um marido. Ela não atingiu a maioridade e só terá controle sobre seus fundos daqui a cinco anos. Ela só tem uma solução que funcionaria.

Com aquelas palavras, todos os temores de Liam se tornaram realidade. Seu coração batia rápido no seu peito e o pulsar da cabeça se intensificou.

O pai queria que ele se casasse com Lady Gemma.

Liam deveria estar horrorizado com a sugestão, especialmente por que ele já tinha tentado comprometê-los quando mais novos. Nunca tinha negado que Lady Gemma tinha uma beleza inquestionável. Ela tinha um exuberando cabelo vermelho e olhos cor de jade. Sua boca enchia de água ao pensar na bela compleição e nas curvas suaves. Isso era até que ela abrisse a boca para falar. O balbucio dela parecia durar horas, e ele sempre esquecia o quanto o corpo dela era maravilhoso e como o rosto era belo e acabava querendo colocar o máximo de distância entre eles.

Por que deveria sacrificar a vida por ela?

A ruiva descarada tinha sido banida da sua vida há vários anos. E a morte do pai dela a faz voltar. Tinha que admitir que admirava a tenacidade e a força de vontade dela para fazer seus desejos conhecidos, mas isso não significava que ele já desejara se prender a ela para todo sempre. Talvez a outra solução do pai fosse mais fácil de digerir.

—Você não está sugerindo o que estou pensando. — Chocado, Liam se sentou. Ele estava chocado. Ele deve ter se enganado.

—Esperava que você sentisse alguma coisa pela garota. Você está sempre discutindo com ela. — O pai recostou-se na cadeira, um leve sorriso estampado no seu rosto. —Isso é uma forma de paixão. Acredite em mim, eu sei um pouco sobre negação.

—Bem, você pensou errado. — Liam o encarou. Ele não tinha sentimentos por Gemma. Ela era nada mais que um aborrecimento. —Não há sentimentos de nenhum dos lados. A garota me irrita até a morte. Eu nunca entendi o que Lily via nela.

—Isso é ruim. Eu ainda tenho o contrato de noivado que assinei com o pai de Lady Gemma. Poderíamos usá-lo a nosso favor.

Liam olhou para o pai sem esboçar reação. Ele realmente tinha assinado o contrato? Como ele podia ter feito isso? O pai tinha lhe assegurado que nunca o forçaria a casar com ninguém.

—Desculpa, você pode repetir? Eu não acho que ouvi direito. — Liam esperava estar errado. Infelizmente, duvidava. —Você me disse que o contrato não tinha sido finalizado.

—Isso está certo, — O pai sorriu. —Mas Devon esperava que eu mudasse de ideia e me disse para ficar com o contrato. Tudo o que tenho que fazer para fazê-lo legal é assinar.

Liam ficou pálido. O pai tinha enlouquecido. Não se casaria com Lady Gemma. —Mas você não vai, certo?

—Então você não está disposto a ajudar?

—Eu não disse isso. — Liam sacudiu a cabeça. —Estou disposto a ouvir o outro plano. Estou esperando que seja preferível ao último.

—O outro plano envolve você sequestrar a menina e levá-la para a sua irmã na Carolina do Sul.

O alívio o lavou ao ouvir as palavras do pai. Mais calmo agora que a tempestade de ansiedade

Você chegou ao final desta amostra. Inscreva-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas pensam sobre Diamante de Fogo

0
0 avaliações / 0 Análises
O que você acha?
Classificação: 0 de 5 estrelas

Avaliações de leitores