Encontre seu próximo livro favorito

Torne'se membro hoje e leia gratuitamente por 30 dias.
O Crescimento da Igreja

O Crescimento da Igreja

Ler amostra

O Crescimento da Igreja

avaliações:
5/5 (2 avaliações)
Comprimento:
283 página
5 horas
Lançado em:
Jun 21, 2018
ISBN:
9781613952382
Formato:
Livro

Descrição

Sabemos que o crescimento da igreja é indescritível e difícil de alcançar. Todos os pastores desejam que as suas igrejas cresçam. Este livro é a resposta à sua busca pelo crescimento da igreja. Você vai entender como “muitas coisas diferentes trabalham juntas” para alcançar o crescimento da igreja. Caro pastor, enquanto as palavras e unção deste livro trilham os caminhos para o seu coração, você vai experimentar o crescimento da igreja pelo qual tem orado.

Lançado em:
Jun 21, 2018
ISBN:
9781613952382
Formato:
Livro

Sobre o autor

Dag Heward-Mills is known for his Healing Jesus Crusades throughout the continent of Africa with thousands in attendance and many accompanying miracles. The son of a lawyer, Dag gave his life to the Lord while a teenager. In the course of his seven-year training at Medical School, he became a pastor in Accra, Ghana and started what is now a fast-growing denomination: Lighthouse Chapel International, which has over 1,000 branches and is on every continent. It was in 1988 in Suhum, a small town in Ghana, that God placed upon him the anointing to teach. He began holding meetings in a classroom on campus that accommodated just a handful of people. As attendance steadily increased, larger and larger halls had to be used, until finally, in 2006, he commissioned the construction of one of the largest church complexes in Africa! A prolific author of several best-selling books, his radio, TV and internet programmes reach millions around the world. Other outreaches include pastors and ministers conferences and the renowned Anagkazo Bible and Ministry Training Centre.


Relacionado a O Crescimento da Igreja

Livros relacionados

Amostra do Livro

O Crescimento da Igreja - Dag Heward-Mills

Igreja

Seção 1

O Crescimento da igreja e Um desejo ardente

Capítulo 1

O Crescimento da igreja e um desejo ardente

Não havendo profecia, o povo perece ...

Provérbios 29.18

Uma Visão Pode Realmente Levar ao Crescimento da Igreja?

Muitos anos atrás, li na revista de David Yonggi Cho como era importante ter uma visão e um sonho para o crescimento da igreja. Eu nunca entendi por que e como uma visão era necessária para o crescimento da igreja.

Dr. David Yonggi Cho, o pastor da maior igreja do mundo e propagador do conceito de crescimento da igreja, disse outra coisa que eu não entendia. Ele disse: Sua visão faz você. Você não faz a sua visão. Eu também não entendia isso.

Honestamente, eu imaginava que o assunto ter uma visão sempre fora mencionado como um ponto padrão de abertura para todos os ensinamentos acerca de liderança.

Quando ouvia pessoas que ensinavam a respeito da importância de ter uma visão, estabelecer metas etc., eu ainda não entendia como isto conduzia ao crescimento da igreja.

Todo pastor que participava de conferências de crescimento da igreja me parecia cheio de visões e desejos pelo crescimento da igreja.

Eu pensava: Todos os pastores têm um desejo de que suas igrejas cresçam, mas elas ainda não cresceram. Se fossem desejos e visões que levassem ao crescimento da igreja, então toda igreja seria uma igreja grande!

Sua visão deve ser uma visão ardente

Conforme os anos se passaram, percebi que a visão que você tem deve ser uma visão ardente. Você não pode ter uma visão superficial de uma grande igreja. Uma visão superficial não vai fazer a sua igreja crescer. A visão deve engolir você e queimar dentro de sua alma. Então, todas as coisas que o Dr. Cho disse irão acontecer. Essa visão ardente vai literalmente transformá-lo no pastor de uma megaigreja. Na verdade, se não houver uma visão ardente por uma grande igreja você nunca terá o crescimento real da igreja.

A forma como uma visão ardente provoca o crescimento da igreja é inspirando e conduzindo você na difícil estrada do verdadeiro crescimento da igreja, de uma maneira que nenhum ser humano poderia fazê-lo.

Uma visão ardente torna-se o motor invisível de todo o crescimento da igreja

Tornar-se pastor de uma grande igreja é uma jornada longa e tortuosa.

Um sonho e visão ardentes são o motor invisível que leva um ministro nessa jornada de ser o pastor de uma pequena igreja para se tornar pastor de uma megaigreja.

Alguns pastores não têm esse motor interno que é necessário para fazer que realizem as muitas coisas duras e difíceis necessárias para o crescimento da igreja.

Influência externa não pode fazer você pastor de uma megaigreja

Não existe um conselho ou contribuição externa que possa conduzir eficazmente um indivíduo nessa estrada difícil de se tornar o pastor de uma megaigreja. Todas as influências externas vão desaparecer muito antes de você se tornar o pastor de uma megaigreja. Orientações externas, encorajamento e conselhos são muito momentâneos para fazer que qualquer ministro do evangelho sobreviva no caminho para o crescimento da igreja.

O que uma visão pode levá-lo a fazer

Há algo que uma visão ardente interna e um sonho fazem por você que nenhum ser humano pode fazer.

A visão ardente interna e o sonho o tornam humilde o suficiente para fazer todas as coisas que você deve fazer para ter o crescimento da igreja.

Uma visão ardente e sonhos de uma grande igreja fazem você orar pelo crescimento da igreja. Sem uma visão ardente e um sonho, você nunca vai orar com força suficiente para atrair a atenção de Deus.

Uma visão ardente e um sonho de uma grande igreja fazem você procurar a sabedoria e as estratégias necessárias para o crescimento da igreja. Sem uma visão ardente e um sonho, você não vai despender o tempo necessário para buscar a sabedoria que traz o crescimento da igreja. Em breve, vai ficar irritado com as estratégias que são ensinadas por pastores de crescimento da igreja. Sem uma visão ardente, vai dizer que esses ensinamentos não funcionam.

A visão interna ardente e o sonho farão que você continue lendo e relendo as mesmas coisas até alguma coisa dar certo.

Sem uma visão ardente e um sonho de uma grande igreja, você não terá tempo para ler os livros que levam ao crescimento da igreja.

Uma visão ardente e um sonho de uma grande igreja vão conduzi-lo a encontrar as pessoas que irão ajudá-lo a ter o crescimento da igreja. Isso o tornará humilde o suficiente para se relacionar e ter comunhão com as pessoas certas, até que a influência e unção delas recaiam sobre você.

Sem uma visão ardente e sonho de uma grande igreja, você não vai ouvir as mensagens que trazem o crescimento da igreja. Você vai criticar a coisa que mais precisa e até mesmo rirá dela.

Uma visão ardente e um sonho são as únicas fontes verdadeiras do poder da permanência, resistência e persistência necessárias para a longa viagem em direção ao crescimento da igreja.

Seção 2

O CresCimentO da igreja e as PessOas Leigas

Capítulo 2

Como alcançar grandes Coisas por Intermédio de Pessoas Leigas

Laikos – O Leigo

A História nos ensina que grandes coisas podem ser realizadas por intermédio de pessoas que não possuem habilidades. Um rápido olhar sobre as realizações de leigos ou pessoas comuns vai inspirar você a usá-los para fazer sua igreja crescer.

A palavra homem leigo vem de Laikos, uma palavra grega que significa não ter habilidades. A seguir, estão algumas definições da palavra homem leigo.

1. Um homem leigo é uma pessoa qualquer

2. Um homem leigo é uma pessoa normal

3. Um homem leigo é uma pessoa banal

4. Um homem leigo é uma pessoa usual

5. Um homem leigo é uma pessoa regular

6. Um homem leigo é uma pessoa comum

7. Um homem leigo é uma pessoa do dia-a-dia

8. Um homem leigo é uma pessoa mediana

9. Um homem leigo é alguém que não é um profissional

10. Um homem leigo é alguém que não é um perito

11. Um homem leigo é alguém que não é um especialista

12. Um homem leigo é alguém que não é habilidoso

13. Um homem leigo é alguém que não é treinado

14. Um homem leigo é alguém que não é diplomado

15. Um homem leigo é alguém que não é licenciado

As Grandes Conquistas no Mundo da Igreja

1. Pessoas leigas foram os pilares da grande reforma da igreja

A tradução da Bíblia feita por Martinho Lutero para a língua do povo comum mudou o mundo. Em vez de ser publicada apenas em latim, a Bíblia tornou-se assim mais acessível às pessoas comuns.

Uma vez que as pessoas leigas/comuns tiveram o conhecimento da revelação em suas mãos, elas mudaram o mundo. Percebendo que a salvação estava disponível para todos os homens por meio da graça de Deus, levantaram-se e lutaram pelo que hoje conhecemos como a Reforma.

2. Pessoas leigas são os pilares da grande igreja metodista

Em meados do século 20, o Metodismo era a maior denominação protestante nos Estados Unidos. A grande Igreja Metodista galopou sobre as costas dos leigos, por assim dizer.

Um modo tradicional muito antigo de pregação nas igrejas metodistas era o da nomeação de um pregador leigo para conduzir cultos de adoração e pregação para um grupo de igrejas chamado de circuito.

O pregador leigo andava ou cavalgava em lombo de cavalo em um circuito prescrito de lugares de pregação de acordo com determinado padrão e agenda.

Após a nomeação dos ministros e pastores, essa tradição da pregação leiga continuou com os Pregadores Metodistas Locais, que eram nomeados por igrejas individuais, e por sua vez aprovados e convidados pelas igrejas próximas, como um auxiliar para o ministro ou durante suas ausências planejadas.

Como Alcançar Grandes Coisas por Intermédio de Pessoas Leigas

3. Pessoas leigas foram os pilares da maior igreja independente do mundo

Um dos princípios fundamentais sobre o qual a Igreja do Evangelho Pleno de Yoido está edificada é o princípio de trabalhar com os leigos.

A Igreja do Evangelho Pleno de Yoido, fundada por David Yonggi Cho e sua sogra, Choi Ja-shil, ambos pastores da Assembleia de Deus, realizou o seu culto inaugural em 15 de maio de 1958 com quatro outras senhoras na casa de Choi Ja-shil.

Em 1977, o rol da igreja tinha alcançado 50 mil pessoas, um número que duplicou em apenas dois anos. Em 30 de novembro de 1981, a adesão superou 200 mil. Naquela época, era a maior congregação individual no mundo e foi reconhecida como tal pelo Los Angeles Times.

Em 2007, os membros participantes já somavam 830.000, com sete cultos aos domingos traduzidos em dezesseis línguas.

4. Pessoas leigas são os pilares de grandes redes de igrejas originárias da nigéria e de gana

Tanto a Igreja Redimida de Deus com sua sede na Nigéria e a Igreja de Pentecostes, com sede em Gana, são reconhecidas por fazer bom uso dos leigos. Ambos os ministérios têm enormes redes de igrejas e regularmente utilizam os serviços de leigos para pregar e pastorear.

A Igreja de Pentecostes foi fundada por um missionário irlandês enviado pela Igreja Apostólica de Bradford, Reino Unido, para a então Costa do Ouro. Ela cresceu para o rol de mais de 1,7 milhões de membros, a Igreja de Pentecostes tem mais de 13 mil igrejas em 70 países, em todos os continentes do mundo.

Em 1952, a Igreja Redimida de Deus foi fundada na Nigéria pelo pastor Josias Akindayomi.

Sob a liderança de seu Superintendente Geral, o Rev. E. A. Adeboye; ela expandiu-se e tem igrejas em mais de 140 países, com milhões de membros.

Verdadeiramente, essas são grandes conquistas e elas se tornaram possíveis por intermédio do acesso concedido a pessoas leigas.

Grandes Conquistas no Mundo Secular

1. O grande sistema de governo da Democracia nasceu por meio de pessoas leigas

Democracia é dar às pessoas comuns a oportunidade de agir e mudaro governo se desejarem. A democracia é o poder do homem comum de se recusar a viver sob condições inaceitáveis.

Democracia é a participação e influência do homem comum em um país.

A democracia é construída sobre o princípio da igualdade de oportunidades dada à todas as pessoas comuns.

2. O superpoder nasceu por meio de pessoas leigas

A Revolução Norte-americana é um exemplo clássico do poder das pessoas comuns ou de pessoas leigas na formação da História.

O homem comum deu à luz a um superpoder. Na virada do século passado, a Revolução Norte-americana foi uma experiência bem-sucedida que marcou a transição de um mundo controlado por alguns para um mundo controlado por muitos.

A Revolução foi grandemente moldada por pequenas organizações revolucionárias como a Sons of Liberty (Filhos da Liberdade). Essas organizações não eram controladas por latifundiários ricos e poderosos, mas foram pessoas comuns de status social médio que se reuniram para plantar as sementes da Revolução.

3. A vitória da grande eleição veio por meio de pessoas leigas

Em maio de 2008, Barack Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos da América, liderou a nomeação democrata para a presidência dos Estados Unidos.

Muito embora os democratas ricos e influentes do país fossem partidários de Clinton e doassem milhões de dólares, Obama arrecadou mais do que qualquer candidato presidencial na História ao usar o poder das pessoas comuns. Obama arrecadou mais de US$ 80 milhões em sua campanha, e grande parte dos recursos veio de pessoas comuns fazendo pequenas contribuições individuais.

Capítulo 3

Como as Pessoas Leigas ajudaram as igrejas a Crescer

Vivi os dois mundos do ministério – o ministério de tempo integral e o ministério leigo. A maioria dos pastores está ciente apenas da existência da dimensão do ministério de tempo integral. Minha intenção é ajudá-lo a descobrir a realidade de como as pessoas leigas podem fazer a igreja crescer.

Uma pessoa leiga é alguém que mantém seu trabalho secular e ao mesmo tempo está ativo no ministério do senhor jesus. Um ministro em tempo integral é alguém que deixou o seu trabalho secular para se dedicar totalmente ao ministério.

Muitos ministros que estão no ministério de tempo integral não se sentem confortáveis com a ideia de ter pessoas leigas participando no ministério. Isso é porque eles querem manter o ministério como uma prerrogativa exclusiva de alguns chamados homens de Deus.

Alguns ministros em tempo integral não querem aceitar a realidade de que as pessoas leigas sejam capazes de dar uma contribuição substancial (não financeira) para o ministério. Muitos ministros em tempo integral estão felizes em manter seus leigos como meros suportes financeiros.

Pastores querem se sentir especiais enquanto exercem as suas funções ministeriais com exclusividade. Eles dizem: Por que uma pessoa leiga deve fazer o trabalho que eu faço?. Eles pensam: Afinal, se você pode fazer o trabalho que estou fazendo, o que me faz ser especial? O que me faz ser diferente como pastor se as pessoas leigas podem fazer as coisas que faço?, perguntam eles.

Muitos ministros que estão no ministério de tempo integral não se sentem confortáveis com a ideia de ter pessoas leigas participando no ministério. Isso é porque eles querem manter o ministério como uma prerrogativa exclusiva de alguns chamados homens de Deus.

Alguns ministros em tempo integral não querem aceitar a realidade de que as pessoas leigas sejam capazes de dar uma contribuição substancial (não financeira) para o ministério. Muitos ministros em tempo integral estão felizes em manter seus leigos como meros suportes financeiros.

Pastores querem se sentir especiais enquanto exercem as suas funções ministeriais com exclusividade. Eles dizem: Por que uma pessoa leiga deve fazer o trabalho que eu faço?. Eles pensam: Afinal, se você pode fazer o trabalho que estou fazendo, o que me faz ser especial? O que me faz ser diferente como pastor se as pessoas leigas podem fazer as coisas que faço?, perguntam eles.

Muitos ministros não estão convencidos de que os leigos podem fazer o trabalho do ministério. Tive pastores que me perguntaram: Será que eles vão ter tempo para atender às necessidades do rebanho?, Será que eles podem lidar com situações de emergência? Eles podem ministrar poderosamente da mesma forma como fazemos?

A resposta a estas perguntas é muito simples: um sonoro SIM! Estive no ministério leigo por muitos anos e percebi que ele é possível na prática.

Estou escrevendo este livro para apresentar-lhe uma alternativa ao conceito tradicional de pregadores de tempo integral que passam seu tempo com Deus apenas permanecendo no templo. O ministério leigo é a chave para o crescimento da igreja. Igrejas que têm experimentado um crescimento extraordinário, apoiaram-se no princípio da utilização de pessoas leigas no ministério. Acredito que esta é a chave para o cumprimento da Grande Comissão. Não há nenhuma maneira de ganharmos este mundo com alguns ministros e pastores. Todos devem estar envolvidos. Muitas pessoas precisam envolver-se em um nível ministerial mais elevado. Precisa acontecer um reavivamento no ministério leigo na igreja.

Aquilo que conhecemos como um pastor leigo, ou seja, um pastor que combina o seu emprego secular com o ministério é uma realidade. Noventa por cento dos pastores da minha igreja são pastores leigos.

Os pastores em tempo integral devem estar seguros nas posições que ocupam a fim de incentivar as pessoas leigas a se envolverem. Não há nada de místico sobre o ministério! Há pastores que querem que o seu ministério seja envolto em mistério para que seus membros se sin-tam dependentes deles.

Está na hora de desmistificar a arte de apascentar e de pastorear as pessoas. É algo que muitos podem envolver-se. Que bênção é para as pessoas leigas descobrirem que elas podem ser úteis no ministério! Que bênção para o pastor quando ele descobre que as contribuições dos leigos podem fazer sua igreja crescer.

Não estou dizendo que não haja necessidade de ministros em tempo integral. Eu mesmo sou um ministro de tempo integral. Há uma grande necessidade de ministros em tempo integral que estejam 100% envolvidos no trabalho do ministério. Há coisas que só os ministros em tempo integral podem fazer.

Eu fui um pastor leigo

Aos quinze anos de idade, na escola secundária, encontrei com o Senhor. Desde o dia que dei a minha vida para Cristo, tornei-me muito ativo no ministério. Eu estava envolvido em ganhar almas e no acompanhamento dos convertidos. Também estava envolvido no louvor; cantava e tocava para o Senhor.

Na primeira fase de minha vida cristã, eu não era um participante tradicional aos domingos pela manhã na igreja. De fato, eu raramente ia à igreja aos domingos. Minha vida cristã era muito ativa de segunda-feira a sábado, pois eu acabava descansando aos domingos! Às segundas e quartas-feiras, eu dirigia uma reunião de oração e um estudo bíblico. Às terças e quintas-feiras, ensaios do grupo de música. Às sextas-feiras nós tínhamos reuniões de jejum e de oração. E então aos sábados fazíamos um retiro das dez horas da manhã até as seis da tarde.

Mesmo estando envolvido em todas essas atividades, nunca abri mão de minha educação. Completei todos os níveis com distinção – por sete vezes recebi a avaliação 1 (corresponde ao primeiro lugar – com menção honrosa). Aquelas foram, sem dúvida, as melhores notas! Superei minha classe e fui uma das únicas pessoas de minha escola a ser aprovado no

vestibular para a Faculdade de Medicina. Durante todo esse período, envolvi-me inteiramente no ministério. Eu pregava! Eu ganhava almas! Eu visitava pessoas em suas casas! Eu aconselhava muitas pessoas! Eu jejuava e orava! Em certo ponto, jejuei tanto que fiquei tão magro quanto um caniço. Alguém até me perguntou: "Voce acha que vai para o

Você chegou ao final desta amostra. Inscreva-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas pensam sobre O Crescimento da Igreja

5.0
2 avaliações / 1 Análises
O que você acha?
Classificação: 0 de 5 estrelas

Avaliações de leitores

  • (5/5)
    Um livro desafiador e motivador. Estou amando. Leitura agradável. Oferece exemplos de igrejas que venceram desafios e cresceram muito em culturas diferentes.