Mulheres assassinas: 10 mulheres assassinas do presente e do passado

Ações de livro

Comece a ler

Dados do livro

Mulheres assassinas: 10 mulheres assassinas do presente e do passado

Notas:
Nota: 0 de 5 estrelas0/5 ( avaliação)
Duração: 30 páginas18 minutos

Descrição

Introdução

A maioria dos serial killers mais conhecidos e assassinos malignos são homens. Basta digitar as palavras “serial killer” no google e uma lista de assassinos do sexo masculino aparecerão. Bundy, Fish, Kemper…, mas pouco sabemos que, apesar de existirem menos serial killers do sexo feminino, elas podem ser tão frias, sem coração e especialmente horríveis.

As mulheres matam com veneno, os homens, com os punhos, dizem. Apesar de parecer que as mulheres possuem uma preferência por pequenas garrafas com caveiras no rótulo, como veremos neste documentário, elas amam um massacre tanto quanto suas contrapartes masculinas.

A história é repleta de mulheres violentas e matadoras. Podemos ler sobre mulheres lutando nos tempos antigos com não menos ferocidade que homens. Dynamis de Bosphorus, vivendo no que hoje em dia é a Turquia, matou seu marido, o rei, de fome para tomar seu trono e seu reino (Cersei Lannister?). Ou pense em Mary Tudor que se tornou Mary 1 e logo ganhou o apelido “Bloody Mary” por conta de sua sede por sangue de protestantes.

E a lista continua…

O que estou tentando dizer é que temos uma ideia errônea no que diz respeito à serial killers mulheres. Parece que mulheres sedentas por sangue são criaturas raras, perpetuadas pela mídia popular e claro, a imprensa.

Estes 10 contos horríveis de assassinato são todos estrelados por mulheres.
 

Ler mais