Curta este título agora mesmo, além de milhões de outros, com um período de avaliação gratuita

Grátis por 30 dias, depois $9.99/mês. Cancele quando quiser.

Destruidor - Parte Nove

Destruidor - Parte Nove

Ler amostra

Destruidor - Parte Nove

avaliações:
1/5 (1 avaliação)
Comprimento:
58 página
55 minutos
Editora:
Lançado em:
Nov 3, 2018
ISBN:
9781547556106
Formato:
Livro

Descrição

Piper Gravatt achava que tinha uma vida perfeita. Ela tinha acabado de se formar na faculdade e estava prestes a casar com o homem dos seus sonhos. Então tudo foi para o espaço.

Circunstâncias sombrias levaram a desejos ainda mais sombrios, e havia apenas uma maneira de enterrar a sua dor. Seu novo lema era: Nunca se apaixone. Nunca se entregue completamente.

A vida é obscura, exceto pelo prazer. E há apenas um lugar que Piper pode ir para conseguir o que precisa para sobreviver. Club Fet, onde os homens são gostosos e os atos de luxúria não são convencionais.

Ser discreto nem sempre funciona, mas, principalmente quando os caminhos se cruzam em todos os lugares errados. Poderosos homens se escondem nas sombras e um, em particular, está determinado a destruir tudo o que Piper é.

Editora:
Lançado em:
Nov 3, 2018
ISBN:
9781547556106
Formato:
Livro

Sobre o autor

Sky Corgan is a USA Today bestselling author. She lives in Texas where the sun is hot and the men are hotter. When she's not typing away at her next steamy romance novel, she enjoys hanging out with friends and planning vacations. You can get a FREE Sky Corgan book and stay up to date on her latest releases by signing up for her newsletter here: http://www.subscribepage.com/SkyCorgan


Relacionado a Destruidor - Parte Nove

Leia mais de Sky Corgan

Livros relacionados

Categorias relacionadas

Amostra do Livro

Destruidor - Parte Nove - Sky Corgan

HOLDEN

CAPÍTULO UM

HOLDEN

––––––––

O Clube Fet está lotado esta noite. Existem dezenas de garotas para escolher. Muitas delas me seguiram com os olhos desde que me viram caminhar até o bar para comprar uma garrafa de água. Deveria me excitar, mas isso não acontece.

Eu me viro e me apoio contra o bar, girando a tampa da garrafa e tomando um longo gole enquanto olho atentamente para o clube. Muitos frequentadores regulares estão aqui esta noite. Socializar provavelmente me faria bem, mas não é para isso que estou aqui.

Pego a garrafa e sigo para uma mesa no canto do local. Uma parte minha quer uma pessoa diferente essa noite, mas uma parte ainda maior não quer se esforçar. A não ser que uma mulher de tirar o fôlego atravesse aquela porta, eu simplesmente pegarei uma das minhas antigas submissas. A maioria das que aceitariam estão sem um dom. E eu já vi pelo menos três delas na multidão.

Eu bebo a água enquanto deixo meus olhos vagarem da porta para a área de jogos públicos. Somente duas cenas estão acontecendo. Uma tem um dom com a sub amarrada a uma teia de metal e sendo açoitada. Outra, onde uma mulher flexível está suspensa de cabeça para baixo com shibari. O dom está sentado no chão, balançando-a pelo seu rabo de cavalo. Parece que ela está gostando – está feliz. Ambos estão. Sorrindo, conversando e rindo.

Suspiro quando penso na risada de Piper – eu me pergunto se eu poderia ser assim com uma submissa. Então lembro por que não me envolvo nesses relacionamentos. Isso requer compromisso. Estar envolvido com uma pessoa. Se importar com ela.

Este não sou eu. Não sou assim desde que me envolvi com esse estilo de vida.

Olho para a mulher assim que ela se levanta, sua expressão é de quem não se importa com o mundo. Por um segundo, eu me pergunto se ela me deixaria transar com ela. Ela nem está ciente da minha existência neste momento. É isso ou ela só tem olhos para o seu dom. Seu olhar não desviou para a multidão desde que estou observando-os. Ela parece focada nele. Um vínculo que provavelmente não pode ser quebrado.

Não gosto do jeito que me sinto ao pensar sobre isso. Eu não tenho certeza se estou mais perturbado com o fato de que eu provavelmente não posso tê-la, ou que há um vazio crescente dentro de mim por saber que estou prestes a ficar sozinho no mundo. É algo que continuo tentando ignorar, mas definitivamente está aqui. Uma fraqueza que criou um desejo por algo que eu nunca quis antes. Uma pessoa que seja minha. Alguém com quem eu me importe, então não vou precisar ficar sozinho.

Meu humor está arruinando a minha libido. Eu estava muito excitado quando saí de casa, mas agora que estou aqui e nada parece estar certo. Eu deveria ter atravessado a porta tão confiante como sempre fui, ver alguma beldade do outro lado do salão, levá-la para a área de jogos privados e fazer uma cena até que todas as sensações apagassem quaisquer pensamentos remanescentes de Piper, então treparia com ela até ficar esgotado. Esse teria sido o final perfeito para a minha noite.

Agora, porém, estou devagar e desanimado. Não há vento nas minhas velas para me impulsionar para a frente. Seduzir alguém parece dar muito trabalho. E a ideia de enfiar o meu pau em uma pessoa com quem já estive não é muito excitante. É um caso típico de indecisão gerado por pensar demais. Um empata foda metal.

Provavelmente, eu deveria ir para casa e esperar por um amanhã melhor. Hoje foi um dia estranho. Uma ótima noite de sono me renovará.

Amanhã tudo voltará a ser como antes.

Eu suspiro e, em seguida, bebo o resto da minha garrafa de água antes de fechá-la com tanta força, que acaba travando. Olho para o casal do shibari uma última vez. O dom está abaixando lentamente a sub para o chão. O corpo dela se curva lindamente quando ela toca o chão.

Você chegou ao final desta amostra. Inscreva-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas pensam sobre Destruidor - Parte Nove

1.0
1 avaliações / 0 Análises
O que você acha?
Classificação: 0 de 5 estrelas

Avaliações de leitores