Curta este título agora mesmo, além de milhões de outros, com um período de avaliação gratuita

Grátis por 30 dias, depois $9.99/mês. Cancele quando quiser.

Destruidor - Parte Dez

Destruidor - Parte Dez

Ler amostra

Destruidor - Parte Dez

avaliações:
1/5 (1 avaliação)
Comprimento:
48 página
41 minutos
Editora:
Lançado em:
Dec 5, 2018
ISBN:
9781547560141
Formato:
Livro

Descrição

Piper Gravatt achava que tinha uma vida perfeita. Ela tinha acabado de se formar na faculdade e estava prestes a casar com o homem dos seus sonhos. Então tudo foi para o espaço.

Circunstâncias sombrias levaram a desejos ainda mais sombrios, e havia apenas uma maneira de enterrar a sua dor. Seu novo lema era: Nunca se apaixone. Nunca se entregue completamente.

A vida é obscura, exceto pelo prazer. E há apenas um lugar que Piper pode ir para conseguir o que precisa para sobreviver. Club Fet, onde os homens são gostosos e os atos de luxúria não são convencionais.

Ser discreto nem sempre funciona, mas principalmente quando os caminhos se cruzam em todos os lugares errados. Poderosos homens se escondem nas sombras e um, em particular, está determinado a destruir tudo o que Piper é.

Editora:
Lançado em:
Dec 5, 2018
ISBN:
9781547560141
Formato:
Livro

Sobre o autor

Sky Corgan is a USA Today bestselling author. She lives in Texas where the sun is hot and the men are hotter. When she's not typing away at her next steamy romance novel, she enjoys hanging out with friends and planning vacations. You can get a FREE Sky Corgan book and stay up to date on her latest releases by signing up for her newsletter here: http://www.subscribepage.com/SkyCorgan


Relacionado a Destruidor - Parte Dez

Leia mais de Sky Corgan

Livros relacionados

Categorias relacionadas

Amostra do Livro

Destruidor - Parte Dez - Sky Corgan

QUATRO

CAPÍTULO UM

Holden

––––––––

Eu acordo e abro os olhos na sala mal iluminada. Meu braço está dormente e há uma dor chata na minha coluna quando eu me viro. Isso é o que ganho por ter dormido no sofá.

Preguiçosamente, pego o celular na mesa de centro para checar as horas. São quase nove. Estou atrasado para o trabalho, não que isso importe. Quando você é o chefe, pode entrar quando quiser. Além disso, é sexta-feira, então não tenho nada importante para resolver. Eu gosto de relaxar nas sextas-feiras, então, normalmente, não marco nenhuma reunião extremamente importante.

Coloco o celular na mesa e me deito de lado por um tempo, remoendo tudo o que aconteceu na noite passada. Eu não consigo evitar, mas sinto como se tivesse ferrado tudo de novo. No entanto, metade da culpa é de Piper por ter aparecido no Clube Fet. Se ela não tivesse ido até lá, poderíamos ter mantido as coisas casuais. Amigáveis.

Mas não foi isso que aconteceu. Eu a vi no clube e imediatamente senti... o quê?

Eu me deito de costas e esfrego o rosto com as mãos. Sim, definitivamente, isso é uma bagunça. E a julgar pelo silêncio, ela ainda está dormindo na minha cama. Então significa que uma manhã embaraçosa nos espera.

Não quero pensar nisso. Só quero começar a minha rotina matinal, uma dica de que ela deve ir embora. Agora que fizemos sexo e eu a deixei dormir na minha casa, não há motivo algum para ela ficar por aqui. Ela precisa continuar com a vida e eu preciso continuar com a minha.

Talvez possamos fingir que isso nunca aconteceu. No entanto, é mais fácil falar do que fazer.

Eu me levanto do sofá e sigo para o meu quarto. Preciso tomar um banho e escovar os dentes, e não devo me importar se eu a acordarei com isso. Quanto mais cedo ela se levantar, mais cedo pode ir embora, mais cedo as coisas podem voltar ao normal.

Apesar de dizer isso a mim mesmo, caminho silenciosamente quando me aproximo do quarto e olho para dentro. Piper ainda está dormindo, deitada de bruços, com a cabeça afundada no travesseiro e o rosto coberto com mechas dos longos cabelos negros. Eu me inclino contra o batente da porta e sorrio, observando-a dormir por um tempo. Ela parece exausta, como se estivesse em sono profundo.

Minha mente volta para a noite anterior, para o momento em que eu a penetrava enquanto ela estava debruçada sobre o banco de spank. Eu consigo ver a pele leitosa das suas costas. Ainda sinto as curvas dos seus quadris. Um raio de necessidade corre até o meu pau já duro, então eu o esfrego suavemente. Eu quero transar com ela de novo, mas sei que não posso. Iria demorar e há coisas mais importantes a serem feitas. Além disso, não quero sentir aquilo de novo. Não quero me sentir fraco, como na noite passada.

Hoje é um novo dia e quero começar bem. Quero começar sem pensar em coisas impossíveis.

Passo por ela e vou até o banheiro, fechando e trancando a porta atrás de mim com um suspiro. Se Piper tiver o sono leve, o som do chuveiro irá acordá-la. E, se eu tiver sorte,

Você chegou ao final desta amostra. Inscreva-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas pensam sobre Destruidor - Parte Dez

1.0
1 avaliações / 0 Análises
O que você acha?
Classificação: 0 de 5 estrelas

Avaliações de leitores