Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Criatividade e inovação na empresa: do potencial à ação criadora
Criatividade e inovação na empresa: do potencial à ação criadora
Criatividade e inovação na empresa: do potencial à ação criadora
E-book180 páginas1 hora

Criatividade e inovação na empresa: do potencial à ação criadora

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Ler a amostra

Sobre este e-book

Esta obra procura construir a metáfora da criatividade como um território a ser conhecido, como uma paisagem que o leitor poderá percorrer ao empreender a viagem que os autores propõem. O texto oferece uma visão sobre algumas perspectivas que se pode olhar e investigar a criatividade com a apresentação de temas específicos que podem conscientizar o leitor sobre o seu próprio potencial criador, bem como apontar procedimentos e métodos para o seu aprimoramento e aplicação prática em suas atividades profissionais.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento5 de set. de 2014
ISBN9788599519349
Criatividade e inovação na empresa: do potencial à ação criadora
Ler a amostra

Relacionado a Criatividade e inovação na empresa

Ebooks relacionados

Artigos relacionados

Avaliações de Criatividade e inovação na empresa

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    Criatividade e inovação na empresa - Stela Maris Sanmartim

    Criatividade e Inovação na empresa: do potencial à ação criadora

    Criatividade e Inovação na empresa: do potencial à ação criadora

    Stela Maris Sanmartin

    Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

    Sanmartin, Stela Maris

           Criatividade e inovação na empresa [livro eletrônico] : do potencial à ação criadora / Stela Maris Sanmartin ; [colaborador David de Prado] . -- São Paulo : Trevisan Editora Universitária, 2012.

    900kb ; PDF

    Bibliografia.

    ISBN 978-85-99519-33-2

           1. Administração de empresas 2. Criatividade nos negócios 3. Pensamento criativo 4. Sucesso em negócios I. Prado, David de. II. Título.

    Índice para catálogo sistemático:

    1. Pensamento criativo : Administração executiva 658.4094

    A Trevisan Editora agradece o envio de correções e comentários sobre seus livros, inclusive sobre erros tipográficos, de formatação ou outros. Por gentileza, faça uma cópia da página que contém o erro e envie por e-mail para editora@trevisaneditora.com.br.

    Os livros da Trevisan Editora estão disponíveis com descontos para quantidades especiais destinadas a promoções de venda e prêmios ou para uso em programas de treinamento corporativo, além de outros programas educacionais. Para mais informações, entre em contato conosco.

    Direitos reservados desta edição à Trevisan Editora

    andar

    São Paulo, SP - 01404-902

    tel. (11) 3138 5169

    editora@trevisaneditora.com.br

    www.trevisaneditora.com.br

    © Trevisan Editora, 2012

    Sumário

    Prefácio

    O ser criativo: o eu

    Primeiro ano

    Segundo ano

    O real e o intuído

    Criar

    Inovar

    Hoje

    O ser criativo: o outro

    Capítulo 1 | Duas Localidades: criatividade e inovação

    1.1 O papel decisivo da criatividade

    1.2 Inovação: criatividade aplicada na empresa

    1.3 Tipos de Inovação

    Capítulo 2 | A Paisagem: pontos de vista

    2.1 Criatividade: um conceito multidimensional

    2.2 Um pouco de história

    Primeira Geração: O pensamento criativo

    Segunda Geração: Solução criativa de problemas

    Terceira Geração: O viver criativo

    2.3 Trocando em miúdos: o que é a criatividade?

    Capítulo 3 | Algumas Regiões: o homem, o caminho, o destino

    3.1 O homem: dimensão Pessoa

    3.2 O caminho: dimensão Processo

    Etapas do processo criativo

    Analogia da Metamorfose da Borboleta (MB) com as Etapas do Processo Criativo (PC)

    3.3 O destino: dimensões Produto e Ambiente

    Capítulo 4 | Campos Escondidos: mapas da trilha

    4.1 Armadilhas do caminho

    4.2 Inimigos da inovação na empresa

    Cultura da segurança total

    Capítulo 5 | Mapas da Trilha

    5.1 Procedimentos de divergência e convergência

    5.2 Métodos em criatividade

    Brainstorming

    Analogia inusual

    Método Solução Criativa de Problemas

    Relaxamento

    Mapas mentais

    5.3 Os Ativadores Criativos (AC) para impulsionar o espírito inovador empreendedor da empresa, por Dr. David de Prado

    Capítulo 6 | Importância da Criatividade na Empresa e na Organização Moderna

    6.1 Criatividade e empresa

    6.2 Criatividade, crise e progresso

    6.3 Problemática das organizações empresariais e socioculturais

    6.4 Contribuições da criatividade à organização empresarial

    Epílogo

    Inventário para a identificação do potencial criativo inovador das organizações duráveis: componentes (Dr. David de Prado)

    Inventário do potencial criativo inovador das organizações duráveis (Dr. David de Prado)

    Criatividade na empresa: lugar de pessoas (Stela Maris Sanmartin)

    Bibliografia

    Currículo dos autores

    Stela Maris Sanmartin

    Dr. David de Prado

    Prefácio

    "Foi com grande satisfação que recebi o convite para prefaciar o trabalho de Stela Maris Sanmartin sobre Criatividade. Conheço Stela há muitos anos e acompanhei como colega e amigo sua trajetória. Um dos pontos altos da sua personalidade, é a determinação. Enquanto muitos abandonaram a causa pelo caminho a inquebrantável Stela usava as dificuldades como combustível para atingir novos patamares.

    Hoje, nos brinda com uma alentada reflexão sobre Criatividade e Inovação. Texto de fácil entendimento e destituido do jargão acadêmico. Texto para leitores comuns, que desejam efetivamente buscar material para suas atividades pessoais e profissionais.

    Quando a professora iniciou sua formação na área da criatividade, junto com outros, entre os quais eu me encontrava, fomos taxados de exóticos, poetas etc apenas para lembrar dos adjetivos mais publicáveis.

    Hoje, depois de quase vinte anos, o tema deixou de ser ‘underground’ e passou a ocupar lugar de destaque em muitas áreas de conhecimento, como a psicologia, a pedagogia, a sociologia e as ciências empresariais.

    O trabalho da professora Stela estará preenchendo uma lacuna, por sua abordagem singular e clareza conceitual.

    Minha felicidade atingiu a plenitude quando ao examinar os originais me deparei com capítulo escrito pelo Dr. David de Prado, sem favores, um dos maiores expoentes da Criatividade no mundo.

    Fui à semelhança de Stela aluno do programa de Criatividade Aplicada que mantinha, nesta ocasião, em Santiago de Compostela.

    Obstinado e generoso como todo grande mestre, David não podia faltar nesta obra de estreia da autora, apoiando-a neste e em tantos outros voos que deverá empreender.

    Li os originais com a sofreguidão das recordações do passado. Cheguei mesmo a me emocionar em algumas delas.

    Como é de praxe nestas situações, não posso concluir estas palavras sem um agradecimento e uma recomendação.

    O agradecimento é para a Stela, que mesmo tendo galgado elevados patamares de produção e reconhecimento, não se esqueceu do amigo dos primeiros momentos.

    A recomendação é para que continue exatamente deste jeitinho, operoso e discreto, que encanta e seduz uma legião de admiradores."

    Silvio Passarelli

    Economista, Administrador de Empresas, especialista em

    Planejamento, Pós-graduado em Marketing e especialista em

    Criatividade Aplicada pela Universidade de Santiago de Compostela.

    Consultor empresarial nas áreas de estratégia, marketing, competitividade e criatividade para o mercado de luxo e premium.

    Exercendo funções no magistério superior desde 1973, é Diretor da Faculdade de Artes

    Plásticas da Fundação Armando Alvares Penteado – FAAP. Diretor da Silvio Passarelli Luxo e Cultura Ltda.

    O ser criativo: o eu

    A ideia da sincronicidade está presente na obra de Jung, em primeiro lugar, e diz respeito àquilo que ele denomina de coincidência significativa, afastando as vivências paralisantes de sorte e azar ou de este é meu destino (Santo, 1998:79)

    Primeiro ano

    A decisão e a ida a Santiago de Compostela para cursar o Master Internacional de Criatividade Aplicada Total¹ foi certamente fruto da sincronicidade.

    Em abril de 1995, recebi um convite para participar de uma palestra sobre Criatividade, ministrada por David de Prado, professor da Universidade de Santiago de Compostela, ao corpo docente da Fundação Armando Alvares Penteado, FAAP. O convite chegou na véspera do evento, por isso, relutei em aceitar, pesando o cansaço acumulado na semana e os outros compromissos já agendados. Mas fui. Houve uma identificação imediata com a linguagem, os conteúdos apresentados e a forma de abordá-los, mas principalmente por tratar de temas que eu já investigava há algum tempo. Comentando sobre isso com os presentes, soube da existência do Master Internacional de Criatividade Aplicada Total na Faculdade de Filosofia e Ciências da Educação da Universidade de Santiago de Compostela, Espanha. Voltei para casa e a ideia de participar do curso não saiu mais da minha cabeça. A decisão foi rápida e, em junho, cheguei a Santiago de Compostela.

    Ao escolher as disciplinas para o programa que iria cursar, dei preferência às áreas de arte e educação, meus focos de interesse. Iniciava, assim, aquela jornada com as palavras de boas-vindas do professor David de Prado e seus convidados:

    Ser pessoa é ser único e irrepetível, sendo a imitação o oposto da criatividade. Todas as grandes obras nascem de pequenos projetos e o quanto mais se trabalha, mais possibilidades de produzir obras significativas. (Prado, Pronunciamento de Abertura MICAT, 1995)

    Foram muitas as informações e situações experimentadas em Santiago de Compostela. Distante da rotina, mergulhei nessa experiência, que apresentava novidades diariamente. Esse fato, sem dúvida, me invadiu. Por algum tempo, tive a sensação de ter sobrevivido a um grande tornado.

    Depois deste mês produtivo e prazeroso vivido aí em Santiago de Compostela, volto ao meu país, à minha vida pessoal e realidade profissional. Sinceramente demorei alguns dias para dar-me conta de que havia voltado. Estranhei muito, a poluição do ar, os ruídos, o ritmo da vida, a correria na qual vivem as pessoas daqui. Ainda estava presente a lembrança dos momentos que compartilhamos e, ao receber várias correspondências dos amigos do Master, percebi que esse sentimento não era apenas meu. Uma sintonia de fato foi estabelecida entre nós. (a autora, setembro, 1995)

    De volta ao Brasil, não houve muito tempo para a poeira assentar. Tive que pôr as mãos na massa imediatamente, pois todos os meus trabalhos já estavam em andamento. Na Faculdade de Artes Plásticas da FAAP, seis turmas me aguardavam; na Oficina Cultural Oswald de Andrade, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, uma equipe que recentemente ficara sem coordenação também estava à minha espera.

    Na semana em que chegamos, fomos convidados,

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1