Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Estudos Ambientais em Território Amazônico sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental
Estudos Ambientais em Território Amazônico sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental
Estudos Ambientais em Território Amazônico sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental
E-book204 páginas2 horas

Estudos Ambientais em Território Amazônico sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Sobre este e-book

Estudos Ambientais em Território Amazônico Sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental é fruto de pesquisas realizadas por alunos e docentes do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia. Os resultados abordados instigarão os leitores que buscam melhor entender as consequências das alterações no ambiente amazônico sobre a qualidade das águas superficiais e subterrâneas e o microclima frente às mudanças climáticas. Ampliando, dessa forma, o conhecimento de nossa região em prol da preservação dos recursos naturais e melhoria da qualidade de vida da população.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento1 de out. de 2018
ISBN9788547314484
Estudos Ambientais em Território Amazônico sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental
Ler a amostra

Relacionado a Estudos Ambientais em Território Amazônico sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental

Livros relacionados

Artigos relacionados

Categorias relacionadas

Avaliações de Estudos Ambientais em Território Amazônico sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

    Pré-visualização do livro

    Estudos Ambientais em Território Amazônico sob a Perspectiva da Engenharia Ambiental - Camila Bermond Ruezzene

    COMITÊ CIENTÍFICO DA COLEÇÃO EDUCAÇÃO, TECNOLOGIAS E TRANSDISCIPLINARIDADE

    Comitê Científico INTERNO

    Alex Mota dos Santos - Doutor em Geografia pela Universidade Federal do Paraná, mestre em Geografia pela Universidade Federal de Goiás e graduado em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás.

    Ana Lúcia Denardin da Rosa - Mestre em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Maria e graduada em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Maria.

    Beatriz Machado Gomes - Doutora em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, mestre em Ciências (Energia Nuclear na Agricultura) pela Universidade de São Paulo e graduada em Licenciatura em Química.

    Elisabete Lourdes do Nascimento - Doutora em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Rondônia e graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Rondônia.

    Jeferson Alberto de Lima - Mestre em Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Mato Grosso e graduado em Engenharia Agronômica pelo Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná.

    João Gilberto de Souza Ribeiro - Doutor e mestre em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais e graduado em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais.

    Robson Alves Oliveira - Mestre em Meteorologia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa e graduado em Engenharia Agrícola e Ambiental pela Universidade Federal de Viçosa.

    Esta obra é dedicada a cada um que, em suas batalhas diárias, pauta suas ações em princípios socialmente justos, culturalmente aceitos e ecologicamente corretos.

    APRESENTAÇÃO

    No ambiente acadêmico, temos vivenciado diversas oportunidades de produção de conhecimento, principalmente em um curso inserido em uma área com tanto a ser feito na Região Norte, como é o caso da Engenharia Ambiental. Eis que, de uma conversa informal mediante a inquietação de ver tantos trabalhos relevantes sendo produzidos, mas que não estavam sendo socializados, surgiu a ideia de oportunizar um momento de divulgação dos achados científicos dos discentes, docentes e profissionais envolvidos com as temáticas da Engenharia Ambiental.

    Nasceu assim a I Mostra Acadêmica de Engenharia Ambiental, em maio de 2011. Desde então temos a satisfação de realizar anualmente esse evento, evidenciando que tivemos sucesso na proposta idealizada.

    A presente obra compila os trabalhos apresentados – e premiados! – nas cinco primeiras edições da Mostra Acadêmica do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia – Unir, transitando por espaços de inter e multidisciplinaridade, com destaque para temas relativos à água, ao microclima e às alterações no ambiente amazônico.

    Falar sobre água no contexto amazônico pode parecer redundante em vista da abundância desse elemento na região. A riqueza dos recursos hídricos está na superfície, com seus incontáveis e caudalosos rios; na subsuperfície, com seus aquíferos que abastecem pequenas e grandes cidades, e na atmosfera, onde nuvens recobrem o céu e beneficiam a terra ao precipitar.

    No entanto, a qualidade e, consequentemente, a disponibilidade da água vêm sendo comprometidas cada vez mais por fatores antrópicos, tais como ocupação urbana desordenada, utilização intensiva de pesticidas, avanço acelerado de atividades agrícolas sem adequado manejo, entre outros, tudo isso aliado à carência de saneamento básico. Tais fatores vêm intensificar problemas relacionados com esse recurso vital, aproximando, atualmente, a possibilidade de escassez hídrica devido à má qualidade da água, o que poderia parecer há pouco tempo impensável para a maior bacia hidrográfica do planeta.

    Como reflexo de tal situação, temas relativos à água – especialmente os que dizem respeito aos aspectos qualitativos e quantitativos dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos e gestão de bacias hidrográficas – têm norteado várias pesquisas desenvolvidas pelo Departamento de Engenharia Ambiental – DEA.

    Ademais, as pesquisas desenvolvidas no DEA têm tido também o desafio de contribuir no avanço de discussões (e ações) a respeito das questões climáticas de nossa região.

    De um modo geral, quando pensamos sobre o clima, muitas das notícias que nos incorrem estão relacionadas às mudanças climáticas globais, o aquecimento global, as enchentes, as secas e outros; todos fenômenos de grande abrangência espacial. Por questões culturais, talvez tenhamos dificuldade em enxergar soluções simples para grandes problemas.

    No entanto, mediante a realidade de estarmos inseridos no estado de Rondônia, com baixo investimento em pesquisa e, por outro lado, com intensa degradação em decorrência de sermos um dos estados mais desmatados proporcionalmente à sua área na Amazônia, precisamos urgentemente encontrar soluções práticas para os problemas vivenciados ou nos prepararmos para as consequências.

    Por sua vez, resíduos líquidos, sólidos e gasosos resultantes tanto de atividades antrópicas corriqueiras quanto de atividades industriais, processos de urbanização, inadequados padrões de consumo e produção e amplo crescimento populacional produzem grandes alterações no ambiente amazônico, poluindo de maneira veemente o solo, o ar e a água e impactando a fauna e a flora de um ambiente tão importante como é a Floresta Amazônica.

    Essa alteração dos ambientes também tem sido objeto de diversos estudos realizados por discentes e docentes do curso, seja no âmbito das disciplinas da grade curricular, seja em projetos de pesquisa ou extensão, evidenciando claramente a inter-relação dos meios e a modificação do equilíbrio natural.

    Tal diversidade tem feito muito rica e variada a Mostra Acadêmica, tanto em conteúdo quanto nas discussões, em que, ao aproximar a temática ao público, oportuniza-se, por meio da divulgação do conhecimento científico, informar a população, ampliar os debates e, assim, criar um ambiente de conscientização, no intuito de fomentar mudanças nas práticas cotidianas, em prol de uma melhor inter-relação homem-natureza.

    Refletindo a afirmação:

    Pode haver uma maneira de chegarmos a um acordo com Gaia, e sobrevivermos [...]. Essa opção exigirá que abracemos a ciência e a engenharia, que não a rejeitemos; precisamos dos seus conhecimentos e invenções para reduzir os impactos que provocamos sobre a Terra. (LOVELOCK, 2006, p. 7).

    Esperamos, por meio da educação e popularização de achados acadêmicos, deixar nossa singela contribuição para, parafraseando ainda o autor supracitado, caminharmos rumo à cura para um planeta doente.

    Aprecie a obra!

    Ji-Paraná, julho de 2017.

    Prof.a Renata Gonçalves Aguiar

    Prof.a Nara Luísa Reis de Andrade

    Prof.a Margarita María Dueñas Orozco

    PREFÁCIO I

    O despertar da consciência ambiental da sociedade impôs uma mudança na formação e na ética profissional do engenheiro, de modo que ele teve que incorporar em seus projetos e na sua atuação os princípios da sustentabilidade social e ambiental do desenvolvimento.

    A Engenharia Ambiental deve ser capaz de enfrentar o desafio de fazer uma contínua evolução tecnológica, baseada no progresso com respeito ao planeta.

    Um profundo conhecimento de como o ambiente amazônico funciona e das possíveis mudanças que estão ocorrendo nesse ambiente, seja por ações antrópicas ou naturais, é pré-requisito fundamental para a definição de estratégias ótimas de desenvolvimento. As complexas interações entre solo, vegetação e mudanças do clima devem ser mensuradas e analisadas de modo que os fatores limitadores do crescimento da vegetação, da conservação do solo e dos recursos hídricos possam ser identificados, mitigados ou mesmo sanados.

    A Universidade Federal de Rondônia, por intermédio do Departamento de Engenharia Ambiental, vem desenvolvendo várias pesquisas na busca do entendimento das alterações do ambiente amazônico e suas consequências no clima, no solo e na água.

    A intenção desta obra é dividir experiências, conhecimento e informação, adquiridos por meio do ensino, da pesquisa e da extensão; missão primordial das instituições brasileiras de ensino superior.

    Este livro é fruto dos trabalhos premiados ao longo de cinco anos de Mostra Acadêmica do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia – Unir, onde tive o privilégio de ser professora, onde não só ensinei, mas muito aprendi.

    Boa leitura!

    Professora doutora Gersina N. da R. Carmo Junior

    Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade Federal de Mato Grosso

    PREFÁCIO II

    Vejo esta obra como uma peça importante para a extensão e transferência do conhecimento construído dentro da universidade.

    Tive a honra e a satisfação de participar das cinco primeiras edições da Mostra Acadêmica do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia – Unir. Nessas oportunidades pude evidenciar a evolução dos trabalhos apresentados, com conteúdo e técnica cada vez mais apurados e a marcante relevância deles para a nossa Região Amazônica.

    Ainda sofremos com a carência de estudos específicos com foco na região, mas esta obra reúne importantes trabalhos, que contribuem para a mudança desse

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1