Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria
Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria
Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria
E-book178 páginas6 horas

Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Ler a amostra

Sobre este e-book

Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria apresenta algumas estratégias de ensino que visam a contribuir para que os alunos percebam a necessidade e a aplicabilidade dessa área do conhecimento. As autoras buscam explicitar, por meio de uma prática pedagógica investigativa, as possibilidades da inserção da História da Matemática no ensino e na aprendizagem da Trigonometria presente no triângulo retângulo no Ensino Médio, tendo como base teórica o campo da Etnomatemática.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento1 de jan. de 2016
ISBN9788547302061
Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria
Ler a amostra

Relacionado a Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria

Ebooks relacionados

Avaliações de Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria - Gládis Bortoli

    Editora Appris Ltda.

    1ª Edição – Copyright© 2016 dos autores

    Direitos de Edição Reservados à Editora Appris Ltda.

    Nenhuma parte desta obra poderá ser utilizada indevidamente, sem estar de acordo com a Lei nº 9.610/98.

    Se incorreções forem encontradas, serão de exclusiva responsabilidade de seus organizadores.

    Foi feito o Depósito Legal na Fundação Biblioteca Nacional, de acordo com as Leis nºs 10.994, de 14/12/2004 e 12.192, de 14/01/2010.

    COMITÊ CIENTÍFICO DA COLEÇÃO EDUCAÇÃO, TECNOLOGIAS E TRANSDISCIPLINARIEDADE

    Uma percepção da história da matemática é essencial em

    qualquer discussão sobre a matemática e o seu ensino.

    (UBIRATAN D’AMBRÓSIO)

    CARTA DE APRESENTAÇÃO

    Esta obra tem o intuito de explicitar e compartilhar com os professores da Educação Básica os resultados de uma prática pedagógica investigativa com uma turma de alunos do 2º ano do Ensino Médio, enfocando o tema Trigonometria no triângulo retângulo.

    A intenção das autoras é oferecer, aos profissionais da área do ensino da Matemática, subsídios para o ensino da Trigonometria presente no triângulo retângulo, nas aulas de Matemática do Ensino Médio em seus entrecruzamentos com a História da Matemática.

    Durante a realização da pesquisa/intervenção, foram efetivadas diversas atividades buscando desenvolver a compreensão das razões trigonométricas seno, cosseno e tangente. No decorrer da obra, as autoras trazem informações importantes sobre a análise dos dados abstraídos das práticas pedagógicas, bem como dos relatos coletados dos educandos e, ao final, apresentam algumas conclusões resultantes deste trabalho.

    A obra problematiza, especificamente, a inserção da História da Matemática no ensino e na aprendizagem da Trigonometria presente no triângulo retângulo, tendo como base teórica o campo da Etnomatemática. Assim, buscou-se estabelecer entrecruzamentos entre os conhecimentos matemáticos do mundo da construção civil e os usualmente abordados em sala de aula, procurando desmistificar a ideia de que a Matemática é uma ciência para poucos, pois, entendem as autoras, que não existe uma única matemática, mas sim múltiplas, gestadas em distintas culturas.

    A pesquisa revelou que a abordagem selecionada tornou o processo de ensino e de aprendizagem mais interativo, construtivo e participativo, promovendo sobretudo o envolvimento dos alunos. O professor teve um papel de orientador e contribuiu para o aluno buscar, analisar e assumir uma postura de pesquisador.

    PREFÁCIO

    O livro intitulado Uma abordagem histórica no ensino da trigonometria busca socializar experiências efetivadas em Trigonometria com um grupo de alunos do Ensino Médio. Pesquisas têm mostrado que o tema, para muitos alunos e professores, é difícil tanto para compreender os conceitos a ele relacionados quanto as formas diferenciadas de ensinar. Nesse contexto, as autoras da referida obra tiveram como objetivo geral problematizar, junto a um grupo de alunos do Ensino Médio, a construção de conhecimentos vinculados à Trigonometria no triângulo retângulo.

    Para alcançar o objetivo geral, o grupo de pesquisadores elaborou alguns objetivos específicos: analisar, construir e interpretar com os alunos textos e materiais didáticos relativos ao âmbito da trigonometria; compreender os conhecimentos vinculados à Matemática como construção humana, reconhecendo suas contribuições e limitações para a resolução de problemas nos distintos períodos históricos, identificando sua presença nas ciências, nas tecnologias e no cotidiano; analisar os saberes matemáticos vinculados à cultura da construção civil, evidenciando semelhanças e diferenças com aqueles usualmente presentes na matemática escolar.

    As autoras, com o intuito de alcançar os referidos objetivos, descrevem, no decorrer do livro, atividades que podem ser efetivadas para diminuir as dificuldades dos discentes em relação à trigonometria, as quais foram fundamentadas em diversos pesquisadores da Educação Matemática, entre eles, Gelsa Knijnik, Paulus Gerdes e Ubiratan D’Ambrósio em relação à Etnomatemática; e Carl B. Boyer, Maria Elisa Galvão, Howard Eves e Rubens G. Lintz em relação à História da Matemática. Salientam-se, também, os pressupostos teóricos utilizados para sustentar a elaboração e análise das atividades.

    Tais atividades foram desenvolvidas em grupos de discussão e, por meio da história, as autoras procuraram motivar e envolver os alunos com os conhecimentos, de forma que a Matemática não se tornasse uma ciência exaustiva e distante da realidade do grupo. Entre as estratégias utilizadas no decorrer da pesquisa, destacam-se: discussões para aguçar o interesse dos alunos, atividades práticas e teóricas, distribuição das atividades efetivadas pelos alunos junto aos profissionais da construção civil, apresentações em sala de aula e a sistemática de avaliação.

    Observa-se, pela leitura do livro, que, problematizar os conceitos trigonométricos imbricados aos saberes do mundo da construção civil e da História da Matemática, tornou o processo de ensino/aprendizagem construtivo e interativo, provocando o envolvimento dos alunos com a pesquisa e o conhecimento. Ademais, as atividades desenvolvidas os desafiaram a analisar, refletir e tirar conclusões, bem como relacionar os conceitos escolares referentes à trigonometria com os saberes populares, em particular profissionais da construção civil.

    Marli Teresinha Quartieri

    Doutora em Educação pela Unisinos

    Professora titular da Univates

    Sumário

    INTRODUÇÃO 

    CAPÍTULO 1

    ABORDAGEM TEÓRICA 

    CAPÍTULO 2

    METODOLOGIA 

    CAPÍTULO 3

    RELATOS E DISCUSSÕES QUE EMERGIRAM DA PRÁTICA PEDAGÓGICA 

    ALGUMAS CONSIDERAÇÕES FINAIS 

    REFERÊNCIAS 

    INTRODUÇÃO

    A presente obra visa mostrar uma abordagem diferenciada no ensino dos conteúdos da Trigonometria presentes no triângulo retângulo¹ para o Ensino Médio, valendo-se da História da Matemática e de saberes concernentes ao conhecimento etnomatemático. Procuramos, por meio das histórias, fazer uso do trabalho em grupos de discussão, de modo que o aluno percebesse que o conhecimento matemático é uma construção humana presente no cotidiano.

    A opção pelo uso da História da Matemática e da Etnomatemática ocorre em vista de seu crescente emprego no desenvolvimento do ensino da Matemática. A história pode proporcionar uma aproximação entre a Matemática e o meio social em que os alunos estão inseridos, acrescentando o aspecto vivo e dinâmico à abordagem técnica. Segundo D’Ambrósio (1997, p. 30): Conhecer, historicamente, pontos altos da matemática de ontem poderá, [...] orientar no aprendizado e no desenvolvimento da matemática de hoje.

    Corroborando com o pensamento de D’Ambrósio, Knijnik (1985, p. 18) acrescenta:

    A recuperação da história passada e da história presente dos grupos não hegemônicos é uma das ideias centrais da discussão que, contemporaneamente, tem sido realizada em torno da política do conhecimento.

    Considerando esse crescente reconhecimento de que a História da Matemática e a Etnomatemática vêm adquirindo no ensino da Matemática e procurando alternativas que visam contribuir para que os alunos percebam a necessidade e a aplicabilidade prática da Trigonometria, escolhemos esse tema para a pesquisa. Dessa forma, buscamos estratégias que possibilitassem a interação entre aluno e saber no processo do aprendizado, tentando mostrar, por meio de um trabalho em sala de aula, que a Matemática não é difícil de entender e está próxima de nós. O trabalho foi desenvolvido com uma turma do 2° ano do Ensino Médio de uma escola particular de Caxias do Sul/RS, compreendendo alunos na faixa etária de 15 a 17 anos em diferentes níveis de aprendizagem.

    Atualmente é comum os alunos julgarem os assuntos matemáticos tratados em sala de aula como conteúdos afastados da realidade, desnecessários e de pouca aplicabilidade. Costumeiramente, somos questionadas por eles sobre os temas abordados, a maneira como são vistos e os motivos pelos quais necessitam desenvolver tais habilidades. Assim, usualmente, ouvimos os seguintes comentários:

    Professora, por que eu preciso saber isso?

    Onde vou usar isso?

    Por que eu tenho que aprender isso?

    Para que serve?

    De onde veio isso?

    Quem inventou isso e por quê?

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1