Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Renove sua mente. Transforme sua vida: 9 Princípios Para uma Vida Plena
Renove sua mente. Transforme sua vida: 9 Princípios Para uma Vida Plena
Renove sua mente. Transforme sua vida: 9 Princípios Para uma Vida Plena
E-book233 páginas4 horas

Renove sua mente. Transforme sua vida: 9 Princípios Para uma Vida Plena

Nota: 2 de 5 estrelas

2/5

()

Ler a amostra

Sobre este e-book

COMO USAR SUA MENTE PARA TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS, RELACIONAMENTOS E SAÚDE.

O que você espera da vida?
Quais as provas de que suas atitudes estão colaborando com o futuro que deseja?
Seus pensamentos podem se tornar sua maior força na construção de uma vida plena ou podem conduzi-lo pra uma vida limitada e vazia.
Utilizando estratégias práticas de Coaching e PNL, este livro fornecerá as ferramentas para fortalecer ideias positivas e enriquecer sua vida.
Além de recursos para lidar com obstáculos que impedem o sucesso, esta obra permite que o leitor elabore um plano de metas, fazendo com que sua vida tenha um novo significado.
IdiomaPortuguês
EditoraLugre
Data de lançamento28 de set. de 2018
ISBN9788594496416
Renove sua mente. Transforme sua vida: 9 Princípios Para uma Vida Plena
Ler a amostra

Relacionado a Renove sua mente. Transforme sua vida

Ebooks relacionados

Categorias relacionadas

Avaliações de Renove sua mente. Transforme sua vida

Nota: 2 de 5 estrelas
2/5

1 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    Renove sua mente. Transforme sua vida - Elton Messias

    Contents

    Introdução

    Será que é possível ter uma vida plena? Como seria aproveitar a vida, desenvolver bons relacionamentos, cuidar do próprio coração, assumindo o papel de real protagonista da sua história?

    Passamos por um número incontável de situações, das mais variadas possíveis, na vida. Você consegue dizer exatamente quantas vezes experimentou felicidade, tristeza, conquistas, derrotas e superações?

    Para quais lugares seus pensamentos te conduzem? Nossos pensamentos influenciam diretamente em nossas escolhas e dirigem o curso de nossa vida. Aquilo em que você e eu acreditamos pode inspirar a prosseguir ou limitar nossas perspectivas e expectativas.

    Ao se considerar incapaz ou capaz de fazer ou realizar algo, de um jeito ou de outro, você está certo. As decisões são tomadas com base naquilo que acredita ser verdade.

    Quantas pessoas que se encontram infelizes e frustradas estão prisioneiras em seus próprios pensamentos de tristeza e fracasso? Sem a consciência de que podem fazer escolhas, reeducar suas mentes e questionar aqueles pensamentos que tomam como absolutos, se tornam prisioneiras de si mesmas.

    Compartilho 9 (nove) princípios e algumas estratégias que utilizo em minha vida. Estratégias que aplico em minha vida para um viver pleno. As estratégias surgiram em meio às densas trevas da dor, do medo, do desconhecido e da insegurança; e também nos momentos de conquistas, gratidão e alegrias diárias. E se você puder usar esses princípios para crescer e transformar plenamente sua vida?

    Pensamentos de fé, esperança e amor, são poderosas armas para nos libertar das correntes invisíveis que nos aprisionam.

    Se você quer uma mente renovada, livre dos pré-conceitos e fora dos moldes que a sociedade, família e cultura tentam impor, continue a leitura. Mas se quer continuar agindo no automático, apenas sobrevivendo a cada dia, não leia o que vem a seguir! Porque assim como revolucionou a minha vida, irá revolucionar a sua!

    Uma transformação genuína em sua vida acontecerá gradualmente com a construção de novos hábitos e através da renovação da sua mente. Treine sua mente para uma nova mentalidade. Durante a leitura, você poderá decidir construir novos hábitos, mas não será o final. A transformação definitiva se dará a partir do momento em que se comprometer a aplicar os princípios aqui contidos, disciplinando sua mente a uma nova maneira de pensar. Segundo especialistas, os hábitos se formam entre 3 semanas e 8 semanas. Esse tempo é variável de acordo com o indivíduo. É certo afirmar que você alcançará essa mudança e que ela poderá ocorrer em maior ou menor tempo. Ao final de cada capítulo, tem um espaço com estratégias práticas para que entre em ação e seja bem-sucedido nessa jornada. Vamos juntos!

    Novos pensamentos implicam em uma nova maneira de viver, aperfeiçoando e evidenciando todo o seu potencial e expandindo sua perspectiva em relação às situações do cotidiano.

    Eu o desafio a investir o tempo que for necessário para a descoberta dos tesouros que o Criador colocou em seu coração. Ao mudar seus pensamentos, mudará a sua vida.

    Não se conforme. Transforme sua vida pela renovação da sua mente!

    Vamos juntos nessa jornada de transformação.

    Renove sua mente.

    Princípio 1

    Cuide do seu coração

    Vivemos dias de muita agitação! São tantas atividades, compromissos e responsabilidades que, às vezes, parece que 24h não são suficientes! Quantas vezes, no meio desse turbilhão de coisas você disse ou ouviu: Tô na correria? E no meio dessa confusão podemos deixar escapar algo essencial: o cuidado com nosso próprio coração. E nessa busca de uma vida mais leve, negligenciamos nossa própria vida.

    Quais estratégias você usa para se compreender? Quanto tempo separa diariamente para se enxergar, se ouvir e se sentir?

    Todos nós temos responsabilidades e é essencial cumpri-las sem nos descuidarmos do nosso coração. Claramente não me refiro ao nosso órgão que bombeia sangue. Me refiro à nossa mente, sentimentos, emoções, desejos, vontades e pensamentos. Vamos combinar uma coisa: toda vez que você ler coração vai associar a tudo isso, ok?

    Durante toda a vida podemos acumular decepções, frustrações, injustiças, que os outros despejam em nós. Além disso, existem os obstáculos que nós mesmo criamos. O coração fica cheio de sentimentos e entulhos que não levam a nada. Dificultam a caminhada, travam e trazem ainda mais desgostos, frustrações, decepções, tristezas e um monte de coisas ruins.

    Pronto: está estabelecido o círculo vicioso da infelicidade. É importante saber que ter consciência que a maneira como se sente fisicamente, inúmeras vezes, é reflexo do estado emocional.

    Converso com muitas pessoas que estão devastadas emocionalmente. Se sentem desconfortáveis, ansiosas, com dúvidas ferozes, cheia de mágoas e falta de perdão. Estão doentes! Agora me diga, de que maneira seu corpo vai funcionar bem se estiver com seu coração destruído?

    Autorresponsabilidade

    Um dos pilares das emoções inteligentes.

    Uma das piores coisas – senão a pior – que você pode fazer é colocar em outra pessoa a responsabilidade de cuidar do seu coração. Quando as expectativas são depositadas de forma equivocada sobre essas pessoas e elas não são atendidas, o que acontece?

    Não é difícil imaginar.

    Mais frustrações, decepções e tristeza. Assim se completa mais uma volta no círculo vicioso da infelicidade.

    Como encontrar felicidade em um coração machucado, aflito, confuso, mal cuidado e cheio de entulhos emocionais?

    ...

    Pode ser que você olhe com tristeza e pense que poderia estar melhor, que merecia estar melhor! Afinal, quem consegue ser feliz armazenando e valorizando desgostos, frustrações, falta de perdão, traições, injustiças, abandonos, desprezo, e dores acumuladas por tanto tempo?! Manter estas coisas na sua vida escurece a sua própria alma e coração. Inevitavelmente, atinge aqueles que te cercam. As pessoas que estão mais próximas. Quem mais você ama.

    Quem é o responsável por cuidar do seu próprio coração?

    Você é responsável por seus sentimentos, pelo significado que dá aos fatos e pelo que carrega para vida.

    Ao assumir, de fato, essa responsabilidade, poderá lidar de forma proativa para transformar as dificuldades emocionais em desafios a serem vencidos. Você é o responsável por seu coração!

    Responsabilidade é focar sua habilidade de resposta na solução dos desafios!

    - Pratique os conceitos da autorresponsabilidade até se tornar um hábito, se quiser ser o protagonista da sua própria vida. Esse exercício aumentará sua autopercepção, seja diligente e sincero para alcançar um nível ainda mais profundo.

    1. Se tratando de relacionamentos românticos, o quanto dos problemas que têm enfrentado é responsabilidade do seu parceiro?

    2. O quanto de sua situação financeira é culpa da economia, dos preços altos e de maus hábitos financeiros da sua família?

    3. Os traços de personalidade dos outros (pessoas difíceis) resultam em conflitos nas relações com o chefe, subordinados e/ou parceiros de negócios?

    4. E em seu desempenho profissional, qualidade nos processos, prazos ou grau de satisfação dos clientes, onde está o problema? Se tivesse algumas ações para solucionar os problemas ou aumentar ainda mais seu desempenho, quais seriam?

    5. Para identificar suas crenças, o que tem causado dores de cabeça, gripes frequentes, aumento ou excesso de peso e problemas de pressão?

    Se os resultados de sua vida não dependem de você, de suas decisões e escolhas, nas mãos de quem está o poder de escolher e controlar seus resultados e sua vida?

    ...

    Cantinhos Bagunçados

    Muitas pessoas têm aquele cantinho – talvez uma gaveta, uma caixa ou um armário - onde guardam coisas antigas. Roupas velhas, (muitas que não servem mais), brinquedos antigos, coleções inacabadas ou não, e toda de sorte bugigangas possíveis e imagináveis.

    Hoje vou dar aquela arrumada nisso. Vou desapegar de tudo o que não faz mais sentido manter.

    Pode ser que não seja você a pessoa a fazer isso, mas você sabe que tem gente que nunca mexe no seu cantinho da bagunça. Afinal, é uma bagunça organizada e elas convivem relativamente bem com isso.

    Você pode imaginar, agora, esse cantinho como um lugar em seu coração.

    Isso. Respira fundo e se coloque nesse espaço. Esse lugar que só você sabe. Alguns tentaram entrar, outros conseguiram, mas é o seu cantinho. Guardado e protegido por você com todas as forças. Nesse lugar tem aquela bagunça que somente você tem coragem de mexer. Tem vezes que dói, não é? Tem aquela lembrança da rejeição. E aquela mentira junto com a traição? É doloroso pensar naquelas pessoas que você fez tudo por elas, e simplesmente deram às costas para você. Isso te trouxe aprendizados como: não confiar nas pessoas e não criar expectativas. Mesmo porque, as pessoas um dia irão te decepcionar... Você já se acostumou com aquelas coisas ali. Para que mexer com isso? Já sabe lidar com elas...

    Volte para o presente e entenda: você não mudará aquilo que está disposto a lidar, suportar, aguentar, aturar ou qualquer coisa do tipo.

    Nem tudo o que você permite ou aceita, é, de fato, o que você quer.

    Permitir que relacionamentos mal resolvidos, brigas, rejeições passadas, ou coisas que não acrescentam nada, ocupem espaço em sua vida contribuirá para trazer mais dores, sofrimentos e culpa. A qualquer momento esses sentimentos ressurgirão e, geralmente, são acompanhados de atitudes nocivas à sua própria vida e acabam afetando quem mais estiver por perto. Essas atitudes costumam ser reforçadas por sentimentos sufocados e podem ser usadas para atacar a si mesmo e às pessoas que, na sua visão, causaram essa ferida em seu coração.

    Elas precisam saber o mal que fizeram e o quanto de sofrimento ainda causam. "Afinal, as pessoas que nos ofenderam, merecem sentir o peso da culpa, pela atitude horrenda e cruel que tiveram contra nós." Certo?

    Absolutamente não!

    Quando você culpa os outros é como se desse a eles o poder de manipular e controlar suas emoções. Você se coloca em uma posição de não ter o que fazer. E isso retira a sua parte de responsabilidade na ação. Qual o resultado: sentimento de impotência, desesperança ou baixa autoestima. Ainda pode gerar raiva, fúria, ressentimento, amargura e, em alguns casos, depressão.

    Seja sincero: como esse ciclo de pensamentos negativos vai contribuir para a sua liberdade ou saúde física e emocional?

    O significado que você atribui a esses acontecimentos pode se tornar um grande violador e da inocência, pode tornar frios os relacionamentos, e te tornar um alguém desconfortavelmente desconfiado.

    Todos nós passamos por isso e temos as marcas das histórias em nossa vida. Acredito que você já tenha percebido a importância de cuidar da sua vida. Que ela é dirigida por seus pensamentos e que é essencial estar atento ao que está em seu coração: ele é a fonte de toda a vida.

    Algumas pessoas quando estão tristes ou magoadas, se isolam, ficam quietas e não falam nada para ninguém. Mas isso não significa que elas não falam! Muitos dos que ficam calados e não se expressam, travam verdadeiras batalhas e diálogos com eles mesmos. Quando não conseguem entender ou encontrar motivos para justificarem o porquê de terem sofrido ou vivido algo, começam a assumir a culpa dos fatos. E como quem procura acha, acabam encontrando motivos para a sua culpa. Mesmo que esses motivos e fatos sejam inventados por eles mesmos. Tem gente que encontra alívio em uma boa conversa, seja falando com algum amigo, conselheiro ou com Deus. No mínimo, isso ajuda a uma mudança de perspectiva. O fato de falar, de colocar para fora aquilo que o incomoda, já traz um novo entendimento sobre as situações.

    Esteja atento para perceber se está supervalorizando o lado negativo da vida. Buscando parceiros que reforcem sua auto piedade para alimentar seu próprio sofrimento. Afinal, depois de tanta dor, você merece que esse sofrimento seja valorizado.

    É fácil reconhecer que, colocar a culpa nos outros, é delegar o poder de eles controlarem sua vida? Para obter uma mudança favorável e sair da condição de culpa, construa a essência do resultado. Quando as coisas não andam bem e você analisa o que não está dando certo, a tendência é encontrar algo ou alguém para depositar a culpa.

    Se mantiver o foco na solução do problema evidenciará o seguinte:

    - Quem ou o que é responsável pelo problema

    - Os motivos que causaram o problema

    - O que está errado

    - A duração e/ou reincidência do problema

    - As razões para não se posicionar e tomar uma atitude em relação ao problema.

    As pessoas podem se colocar na defensiva quando perguntadas sobre a insistência delas nos problemas. Uma ótima estratégia é utilizar perguntas direcionadas para o que quer conquistar. Uma pergunta mais construtiva seria: o que pretende conquistar agindo assim?.

    Esse tipo de pergunta o ajudará a manter a mente focada no que quer, de forma positiva. E buscando o resultado que quer de fato, poderá planejar e modelar o sucesso previsto, aprendendo e praticando estratégias que funcionaram com outras pessoas.

    - Relembre um momento em que enfrentava um problema que percebia a solução. Pode ser que esteja enfrentando algo assim, agora. Pergunte-se:

    Estou preso à emoção do atual para enxergar uma saída, ou estou em busca do resultado que quero?

    Para corrigir qualquer desvio ou imprevisto no caminho, construa um processo de metas e monitore as etapas. Veja sobre estratégias de planejamentos mais à frente.

    Meu coração, minhas regras

    Havia um bom tempo que Marcos passava os fins de semana com a mãe. Na verdade, seus pais se divorciaram quando ele ainda era um bebê. Apesar do sofrimento com a separação dos pais, o que mais causava mal a Marcos era a falta de compromisso do seu pai. Fazendo o melhor que podia, a mãe dizia coisas como: Eu te falei que seu pai tem coisas mais importantes para fazer. Ainda magoada com os acontecimentos, suas palavras eram carregadas de frustrações que acabavam magoando ainda mais o seu filho.

    Na perspectiva de Marcos, seu pai o tinha abandonado. Ele se irritava muito ao pensar que seu pai não o considerava importante. Era uma conclusão lógica e simples: "Se meu pai me amasse ele cumpriria seus compromissos e viria me ver".

    Marcos estabeleceu uma verdade com esses acontecimentos: Pessoas que amam e se importam, honram seus compromissos. E se esforçou ao máximo, durante toda a sua vida (muitas vezes se prejudicando) para honrar e cumprir todos os seus compromissos, pois, em seu mundo, isso era uma evidência

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1