Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Aleitamento materno: O que você precisa saber?

Aleitamento materno: O que você precisa saber?

Ler a amostra

Aleitamento materno: O que você precisa saber?

notas:
5/5 (1 nota)
Duração:
70 páginas
38 minutos
Editora:
Lançados:
4 de set. de 2017
ISBN:
9788593991738
Formato:
Livro

Descrição

Uma alimentação saudável é essencial pra obter saúde e bom desenvolvimento infantil. O leite materno, por sua vez, auxilia a prevenção de doenças e o suprimento de necessidades nutricionais, promovendo crescimento e desenvolvimento adequados às crianças.
Muitas crianças não têm acesso aos benefícios do leite materno na fase inicial da vida. Elas passam a receber erroneamente, produtos de baixo valor nutricional, alto valor calórico e industrializados, que prejudicam a formação de hábitos alimentares saudáveis e favorecem o aparecimento de doenças graves, ainda na infância, como obesidade, dislipidemia, hipertensão arterial e diabetes.
O aleitamento materno deve ser iniciado logo na primeira hora de pós-parto (ainda na sala de parto) – será, assim, um gatilho para uma vida sem doenças crônicas no futuro das crianças.
Observando as vantagens do aleitamento materno exclusivo para os primeiros meses de vida do bebê e para a construção de uma relação mãe-filho estável e segura, percebe-se que se esta for realizada de forma correta, inúmeros benefícios serão alcançados e partilhados.
O objetivo deste manual é facilitar o processo de orientação às mães, fornecer informações básicas sobre aleitamento materno, esclarecer dúvidas e trazer respostas de forma objetiva e clara sobre problemas e dificuldades frequentes nessa fase.
Editora:
Lançados:
4 de set. de 2017
ISBN:
9788593991738
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a Aleitamento materno

Livros relacionados

Artigos relacionados

Amostra do livro

Aleitamento materno - Anna Paula Mendanha

Biografia

Apresentação

Uma alimentação saudável é essencial para obter saúde e bom desenvolvimento infantil. O leite materno, por sua vez, auxilia a prevenção de doenças e o suprimento de necessidades nutricionais, promovendo crescimento e desenvolvimento adequados às crianças.

Muitas crianças não têm acesso aos benefícios do leite materno na fase inicial da vida. Elas passam a receber erroneamente, produtos de baixo valor nutricional, alto valor calórico e industrializados, que prejudicam a formação de hábitos alimentares saudáveis e favorecem o aparecimento de doenças graves, ainda na infância, como obesidade, dislipidemia, hipertensão arterial e diabetes.

O aleitamento materno deve ser iniciado logo na primeira hora de pós-parto (ainda na sala de parto) – será, assim, um gatilho para uma vida sem doenças crônicas no futuro das crianças.

Observando as vantagens do aleitamento materno exclusivo para os primeiros meses de vida do bebê e para a construção de uma relação mãe-filho estável e segura, percebe-se que se esta for realizada de forma correta, inúmeros benefícios serão alcançados e partilhados.

O objetivo deste manual é facilitar o processo de orientação às mães, fornecer informações básicas sobre aleitamento materno, esclarecer dúvidas e trazer respostas de forma objetiva e clara sobre problemas e dificuldades frequentes nessa fase.

Caros leitores, uma ótima leitura!

Introdução

Ana Clara Gonçalves Péres Costa

Lilian Thieful Atique

Daniela Maria Silva

A amamentação é muito mais do que um ato e, indiscutivelmente, deve ser incentivada, pois além de promover momentos de intimidade, coopera para a consolidação da confiança e interação entre mãe e filho. Atua também na promoção de saúde emocional à ambos e repercute no estado nutricional da criança, na defesa contra agentes infecciosos (redução do risco de morte por diarreia ou doenças respiratórias) e no seu desenvolvimento mental.

O leite humano possui uma constituição nutricional extremamente rica que o torna o alimento mais adequado ao recém-nascido, permitindo adequação ao seu novo ambiente e bom desenvolvimento físico. Além de fornecer energia, também corrobora para a proteção imunológica do bebê. E isto deve a sua composição que contém carboidratos, proteínas, água, aminoácidos, ácidos graxos, vitaminas, eletrólitos (sódio, potássio, cálcio, magnésio, fósforo e ferro) e anticorpos.

Sabendo de todas essas informações, a Organização Mundial da Saúde (2007) define o aleitamento materno exclusivo aquele ofertado direto da mama ou leite humano mesmo que de outra fonte.

Apesar de a superioridade da amamentação estar comprovada cientificamente, as taxas de aleitamento materno exclusivo no Brasil ainda estão muito abaixo da recomendada, é o que destaca Bezerra et al (2012). Tais autores acrescentam também, que a prevalência média de crianças em aleitamento materno exclusivo com menos de quatro meses no período de 1999 e 2008 era de 35,5% e 51,2%, respectivamente.

Apesar de ser natural, partir de um pressuposto, do saber popular e/ou instinto materno pode levar a falhas na conduta de orientação, pois acreditam - se que algumas mães não possuem orientação correta quanto à prática e adversidades associadas ao aleitamento materno. Assim, para que o ato da amamentação tenha sucesso e dure por mais tempo é necessário o apoio emocional e o fornecimento de informações corretas e mais claras.

A importância do

aleitamento materno

exclusivo até os 6 meses

Franciele Fátima Oliveira Dutra

Gabriella Stravini de Oliveira

Daniela Maria Silva

Giovanna Lomonaco Evangelista Pinto

A Organização Mundial de Saúde (2001) destaca que o aleitamento materno deve ser exclusivo até aos seis meses de idade, ou seja, não está recomendado nenhum outro alimento complementar ou introdução de líquidos como água, chá e derivados. Tal orientação deve-se aos grandes benefícios da amamentação à criança, à mãe e à família, visto que, proporciona um crescimento sadio, boa relação com os familiares e economia financeira, pois o leite materno não tem custo algum.

Souza (2007) afirma que a importância do aleitamento materno para a prevenção da saúde da criança não é uma descoberta nova. O leite materno, além de ser ideal por seu valor nutricional e imunobiológico para o recém-nascido, traz benefícios psicológicos para o binômio mãe-filho.

O autor ainda garante que as condições

Você chegou ao final dessa amostra. para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Aleitamento materno

5.0
1 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor