Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Diversas orações de cura e libertação

Diversas orações de cura e libertação

Ler a amostra

Diversas orações de cura e libertação

Duração:
132 páginas
2 horas
Lançados:
25 de jan. de 2015
ISBN:
9788576775058
Formato:
Livro

Descrição

Desenvolvido de acordo com a doutrina cristã, Diversas orações de cura e libertação, novo livro de Pe. Vagner Baia, é uma obra direcionada aos cristãos que tem como objetivo orientá-los, formá-los e despertá-los para os perigos que rondam a todos. Hoje existem diversas doutrinas sedutoras que podem contaminar o homem em nome de um sincretismo religioso, que afirma que tudo vem de Deus. Muitas vezes, elas são ocultas e malignas e contrariam a Palavra do Senhor, que, por Sua vez, avisa que elas poderão nos afastar Dele e nos causar grandes sofrimentos. Para evitar que o mal prevaleça em nós e para que possamos nos ver livres dele, Deus nos concedeu orações de cura interior e libertação, às quais devemos recorrer sempre que nos sentirmos afligidos e contaminados pelo mal.
Lançados:
25 de jan. de 2015
ISBN:
9788576775058
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a Diversas orações de cura e libertação

Livros relacionados

Amostra do livro

Diversas orações de cura e libertação - Padre Vagner Baia

Apresentação

O ser humano possui uma dimensão espiritual: abertura interior ao relacionamento e à comunhão com Deus. Por isso mesmo, a oração é uma necessidade. Transforma a nossa vida. É, antes de tudo, recordação de Deus. Quando alguém deixa de orar, acaba se esquecendo até mesmo de que Deus existe. É a pior coisa que pode acontecer na vida de alguém, pois as portas ficam abertas para os maiores males.

A oração é expressão plena da fé. Quando uma pessoa ora, não temos mais dúvida: ela tem fé.

A oração é aliança com Deus. Quanto mais a pessoa ora, mais a sua vontade vai se tornando uma com a vontade de Deus. A partir daí, podemos compreender a importância do livro do padre Vagner Baia: Diversas Orações de Cura e Libertação. Essas orações são fruto da intimidade do autor com o Senhor e de seu zelo pastoral. Por meio destas preces, as pessoas irão encontrar libertação interior, consolo e alívio nos sofrimentos.

Dom Benedito Beni dos Santos

Bispo Emérito de Lorena

Introdução

Quando comecei a organizar este livro, meu principal intuito foi oferecer ao leitor a oportunidade de conhecer orações relacionadas a assuntos muito pessoais e cotidianos, diferentes das que ele já pratica, mais direcionadas àqueles que se sentem imperfeitos diante de Deus e têm a necessidade de abrir-se em um diálogo com Ele. A oração, vista dessa forma, deixa de ser uma leitura e torna-se um envolvimento entre nós, filhos de Deus, e o Senhor, nosso Deus Pai.

Outro ponto que me motivou foi o desejo de que todo cristão tivesse a oportunidade de ser perdoado por suas falhas, renegando e renunciando a todos os seus pecados e alcançando o perdão de Deus e as graças pelas quais suplicou. Isso não significa culpar-se, condenar-se e julgar-se uma pessoa amaldiçoada, mas é preciso ter consciência da renúncia e fazê-la com o coração, atentando-se para não fazê-la apenas para aliviar a própria consciência.

Assim surgiu este livro, cujo objetivo central é exatamente proporcionar a você, leitor, a possibilidade de vivenciar a oração de forma eficaz, renovando seus votos de filho perante Deus. Para tanto, ele traz não somente exemplos de orações, assunto que será abordado com mais destaque, mas também uma breve explicação sobre os principais aspectos da cura interior e como conseguir a libertação em Cristo Jesus.

Toda oração tem sua eficácia junto a Deus, mas é preciso que tenhamos fé e que a façamos com humildade e confiança:

Se a alguém de vós falta sabedoria, peça-a a Deus, que a concede generosamente a todos, sem impor condições; e ela lhe será dada. Mas peça com fé, sem duvidar, porque aquele que duvida é semelhante a uma onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não pense tal pessoa que receberá alguma coisa do Senhor, ambígua como é e inconstante em todos os seus caminhos (Tg 1,5-8).

Orar é saber que somos compostos por três dimensões – espírito, alma e corpo (1Ts 5,23) –, e precisamos cuidar de todas elas de forma irrepreensível até a volta de Jesus, combatendo o que nos faz mal. Essas três dimensões estão intrinsecamente ligadas e afetam umas às outras: o que é espiritual, por exemplo, pode influenciar o nosso físico, bem como nossas emoções. Por isso, enquanto fazemos as orações, a luz do Espírito Santo nos ilumina, clareando nossas ideias e despertando em nossa mente a percepção do que precisamos mudar em nós mesmos.

Um Pai que é amor, perdão e acolhimento só quer o melhor para Seus filhos. Portanto, acompanhe-me e comece agora mesmo a aproximar-se Dele!

A libertação

Quando falamos de libertação, nos referimos à necessidade de romper nosso envolvimento com tudo que é oculto, escondido, ainda não revelado. Mesmo quando há revelação do mal, os meios que o promovem são maquinados e revestidos por uma linguagem que o disfarça, seja conhecida ou desconhecida pelos envolvidos. Como acontece, por exemplo, quando usam o nome de Jesus como profeta, como um homem importante, homem de Luz, mas não aceitam a redenção oferecida por Ele, a salvação e o perdão dos pecados; o Cristo Salvador é, muitas vezes, rejeitado.

A Carta de João revela que o ser que provoca o mal é o Anticristo presente no mundo. De fato, existem muitos deles entre nós (cf. 1Jo 2,18), por isso é importante reconhecê-los, para que possamos nos proteger e avançar em nossa caminhada cristã.

Diversos são os meios usados pelo Diabo para seduzir as pessoas, e cada um que é seduzido se transforma em uma força potencializadora. Aquele que caiu na sedução acaba adquirindo forças malignas capazes de seduzir muitos outros fiéis que veem a nova crença como uma oportunidade para ultrapassar os problemas e vencer suas dificuldades. Isso torna-se ainda mais fácil quando aquele a quem se quer seduzir desconhece os ensinamentos bíblicos e segue apenas o que os outros o orientam a fazer. Portanto, antes de tudo, conheça a Palavra de Deus, pois ela é o caminho para a santidade!

A contaminação é o primeiro passo no envolvimento com oculto, e o primeiro envolvimento é com a palavra que o mal prega, com seus ensinamentos. Quando ocorre, a pessoa rejeita os ensinamentos de Deus, assumindo outra doutrina. Se alguém recorrer aos que evocam os espíritos e aos adivinhos, prostituindo-se com eles, eu voltarei minha face contra ele e o eliminarei do meio do meu povo (Lv 20,6). Sabendo disso, o Diabo, mais do que depressa, procura seduzir e contaminar o povo de Deus.

O segundo passo no envolvimento com o oculto diz respeito às práticas:

Quando tiveres entrado na terra que o Senhor teu Deus te dá, não imites as práticas abomináveis dessas nações. Não haja em teu meio quem faça passar pelo fogo o filho ou a filha, nem quem consulte adivinhos, ou observe sonhos ou agouros, nem quem use a feitiçaria; nem quem recorra à magia, consulte oráculos, interrogue espíritos ou evoque os mortos. Pois o Senhor abomina quem se entrega a tais práticas. É por tais abominações que o Senhor teu Deus deserdará diante de ti estas nações (Dt 18,9-12).

Em nosso trabalho com a comunidade, observamos que essas práticas vão se infiltrando nas famílias gradativamente, sendo os pais os primeiros a serem convencidos; eles se contaminam pela conversa, pelo convite, pela facilidade de solucionar problemas e pela argumentação.

Os pais têm toda a autoridade sobre os filhos para a bênção, bem como para a maldição, mas, infelizmente, nem todos têm consciência disso, e alguns acabam seguindo o caminho do maligno.

A partir daí, passa-se a acreditar nos astros (adivinhação e astrologia) e não mais nos desígnios de Deus e em Sua Palavra. Inicia-se uma prática abominável de fazer o mal a si mesmo e aos outros (agouros, feiticismo e magia), seguindo o Diabo.

Outro aspecto de quem segue a magia é a violência contra si mesmo, pois ela exige a participação em rituais que podem prejudicar sua saúde e sua integridade física e moral.

No último passo, a pessoa já vive outra doutrina e não acredita mais na vida eterna, na ressurreição. Passa a acreditar nos princípios da reencarnação, com a certeza de que veio a este mundo para sofrer, para pagar o preço do pecado de uma vida passada, e de que não merece receber a salvação oferecida por Jesus. O envolvido com o oculto abandona o Deus vivo para viver a morte e o sofrimento eterno.

Ao atingir o ponto da possessão, passa-se a viver o mistério da iniquidade em si, para seus filhos e para toda a sua casa. Este fato se caracteriza pela maldição. A Palavra do Senhor diz: Eu sou o Senhor teu Deus, um Deus ciumento. Castigo a culpa dos pais nos filhos até à terceira e a quarta geração dos que me odeiam (Dt 5,9). Trata-se de uma herança de maldição, que deve ser rompida. Não significa que os filhos têm culpa, mas o pai e a mãe têm o poder de abençoar e amaldiçoar sua família. Está em suas mãos a responsabilidade

Você chegou ao final dessa amostra. para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Diversas orações de cura e libertação

0
0 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor