Aproveite esse título agora mesmo, além de milhares de outros, com um período de teste gratuito

Apenas $9.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

A Bíblia do Pregador - Almeida Revista e Atualizada: Com esboços para sermões e estudos bíblicos

A Bíblia do Pregador - Almeida Revista e Atualizada: Com esboços para sermões e estudos bíblicos

Ler a amostra

A Bíblia do Pregador - Almeida Revista e Atualizada: Com esboços para sermões e estudos bíblicos

notas:
4/5 (7 notas)
Duração:
7,586 páginas
72 horas
Lançados:
Feb 17, 2013
ISBN:
9788531113185
Formato:
Livro

Descrição

Coedição com a Editora Evangélica Esperança, esta publicação tem texto bíblico na tradução de Almeida Revista e Atualizada associado aos esboços contidos nos livros Mil Esboços Bíblicos e Mais Mil Esboços Bíblicos, que já contam com mais de 100 mil usuários. A obra reúne perto de dois mil esboços que foram revisados e adaptados de acordo com as novas normas ortográficas da língua portuguesa. Outro diferencial que facilita a consulta é o fato de os esboços estarem localizados sempre próximos ao texto bíblico a que se referem. Além disso, inclui manual, elaborado pelo Pastor Fred Roland Bornschein, que serve de grande auxílio na utilização dos esboços durante a preparação de mensagens.

Auxílios
.:: Introduções aos livros da Bíblia
.:: Notas textuais e referências cruzadas
.:: 1.867 esboços para sermões e estudos
.:: Palavras de orientação e consolo
.:: O que a Bíblia diz sobre o perdão de Deus
.:: Notas e referências no texto bíblico
.:: Palavras de Jesus destacadas em vermelho

Os esboços da Bíblia do Pregador são de responsabilidade de seu autor.
Lançados:
Feb 17, 2013
ISBN:
9788531113185
Formato:
Livro


Relacionado a A Bíblia do Pregador - Almeida Revista e Atualizada

Leia mais de Sociedade Bíblica Do Brasil

Livros relacionados

Amostra do livro

A Bíblia do Pregador - Almeida Revista e Atualizada - Sociedade Bíblica do Brasil

Capa da Bíblia Sagrada Almeida Revista e AtualizadaFolha de rosto da Bíblia Sagrada Almeida Revista e Atualizada

Missão da Sociedade Bíblica do Brasil:

Difundir a Bíblia e sua mensagem a todas as pessoas e a todos os grupos sociais como instrumento de transformação espiritual, de fortalecimento de valores éticos e morais e de desenvolvimento cultural e social.

B477b

Bíblia do Pregador. Barueri, SP : Sociedade Bíblica do Brasil ; Curitiba, PR : Editora Evangélica Esperança, 2009.

Texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada, © 1988, © 1993 Sociedade Bíblica do Brasil.

Contém introdução aos textos bíblicos, esboços de sermões, referência cruzadas, concordância temática

1. Bíblia Sagrada 2. Estudo Bíblico 3. Bíblia de Estudo I. Sociedade Bíblica do Brasil II. Editora Evangélica Esperança

CDD 220.669

Logomarca da Tradução Almeida Revista e Atualizada LOGOMARCA DA ARA: Há vários séculos o círculo tem sido usado no Cristianismo como emblema da eternidade, pois, por não ter princípio ou fim, mostra perfeição e continuidade, sendo assim a representação ideal da vida eterna. Baseada nisso, a SBB adotou um círculo estilizado para identificar a edição Revista e Atualizada da tradução de João Ferreira de Almeida.

Logomarca da Sociedade Bíblica do Brasil

Almeida Revista e Atualizada

© Sociedade Bíblica do Brasil, 1998, 1993

Av. Ceci, 706 – Tamboré

Barueri, SP – CEP 06460-120

Cx. Postal 330 – CEP 06453-970

www.sbb.org.br – 0800-727-8888

Todos os direitos reservados

Edição e diagramação:

Sociedade Bíblica do Brasil

Índice

Capa

Folha de rosto

Colofão

Prefácio ao texto bíblico

Prefácio à Bíblia do Pregador

Como usar os esboços

Gênesis

Êxodo

Levítico

Números

Deuteronômio

Josué

Juízes

Rute

1Samuel

2Samuel

1Reis

2Reis

1Crônicas

2Crônicas

Esdras

Neemias

Ester

Salmos

Provérbios

Eclesiastes

Cântico

Isaías

Jeremias

Lamentações

Ezequiel

Daniel

Oseias

Joel

Amós

Obadias

Jonas

Miqueias

Naum

Habacuque

Sofonias

Ageu

Zacarias

Malaquias

Mateus

Marcos

Lucas

João

Atos

Romanos

1Coríntios

2Coríntios

Gálatas

Efésios

Filipenses

Colossenses

1Tessalonicenses

2Tessalonicenses

1Timóteo

2Timóteo

Tito

Filemom

Hebreus

Tiago

1Pedro

2Pedro

1João

2João

3João

Judas

Apocalipse

Palavras de Orientação e Consolo

O que a Bíblia diz sobre o perdão de Deus

Índice dos esboços

Índices de capítulos e versículos

Prefácio

ao texto bíblico

Lançada em 1959, a Edição Revista e Atualizada da Bíblia Sagrada traduzida por João Ferreira de Almeida tem tido ampla aceitação, tanto no Brasil como em outros países de fala portuguesa. E tem sido revisada através desses trinta e três anos, com vistas ao seu aperfeiçoamento. Publica-se agora o texto que se convencionou chamar de 2ª edição, visto que sofreu revisão mais profunda e vem acrescido de várias ajudas ao leitor, a saber, uma cronologia bíblica, um pequeno atlas bíblico acompanhado de índice dos nomes geográficos, uma tabela de pesos, dinheiro e medidas e um plano anual de leitura da Bíblia.

Fez-se uma acurada revisão da pontuação. Foram corrigidas algumas falhas de revisão e consertados uns poucos erros de concordância. Não foram poucas as incorreções encontradas nas referências bíblicas de subtítulos.

Substituímos a palavra oxalá por prouvera Deus ou por tomara que, conforme o caso. E Cão (nome próprio) foi substituído por Cam.

Algumas referências a pesos e medidas foram acertadas. É o caso de gômer, equivalente a 1,76 litros (Êx 16.16-36), que é diferente de ômer, equivalente a 176,2 litros (Is 5.10). Em Ed 2.69; 8.27 e Ne 7.70-72 temos agora daricos (como em 1Cr 29.7), em vez de dracmas. Em Ez 40.5,43 e 43.13 palmo dá lugar a quatro dedos, como está em Êx 25.25; 37.12; 1Rs 7.26 e 2Cr 4.5.

E, em pouquíssimos casos, foi feita nova tradução. O leitor pode verificar esse fato comparando a segunda edição com a primeira, por exemplo, nas seguintes passagens: 1Sm 13.21; Ez 22.28-29; 45.12; Os 13.2; Ag 2.3; Ml 2.15.

Solicita-se aos leitores que, caso desejem fazer observações ou sugestões quanto a essa edição, enviem-nas à Comissão de Tradução, Revisão e Consulta (CTRC), que, na atual estrutura da Sociedade Bíblica do Brasil, recebeu as atribuições da antiga Comissão Permanente de Revisão e Consulta (CPRC).

A Sociedade Bíblica do Brasil almeja que esta 2ª edição da Bíblia Sagrada, traduzida por João Ferreira de Almeida, continue a ser um poderoso instrumento de edificação do povo de Deus de fala portuguesa.

São Paulo, novembro de 1993

Prefácio

à Bíblia do Pregador

Com satisfação apresentamos a Bíblia do Pregador, uma obra que conecta a Bíblia Sagrada na tradução de João Ferreira de Almeida, edição Revista e Atualizada (RA), publicada pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), com os esboços bíblicos contidos nas duas obras da Editora Evangélica Esperança (EEE) Mil Esboços Bíblicos e Mais mil esboços Bíblicos.

Esta obra, que agora entregamos ao povo de Deus tanto no Brasil como nos demais países de fala portuguesa, tem o propósito de ser uma ajuda significativa para pastores, líderes de grupos e pregadores da Palavra de Deus no preparo de mensagens bíblicas.

O sonho de uma Bíblia de trabalho com estas características surgiu como resultado dos pedidos de muitos dos mais de 100 mil usuários destes livros de esboços que solicitaram uma ferramenta ainda mais útil e funcional para o preparo de pregações. Por parte da Sociedade Bíblica do Brasil já existia o planejamento de uma Bíblia com estas características. Em vários encontros realizados entre a EEE e a SBB foi aventada e desenvolvida a ideia de lançar uma Bíblia que inserisse os esboços no texto bíblico.

Esta Bíblia que agora apresentamos é a concretização desta visão e cremos que ela será de grande valia para todos os que mourejam no ensino e na pregação da Palavra de Deus. Para a utilização na Bíblia do Pregador foi feita uma completa revisão dos livros de esboços e tanto eles como os textos bíblicos foram revisados de acordo com as novas regras ortográficas.

Houve uma preocupação para que os esboços fossem dispostos sempre próximos aos textos bíblicos a que se referem. Com isso, praticamente cada página da Bíblia tem pelo menos um esboço. Esta Bíblia contém também um pequeno manual que foi elaborado pelo Pr. Fred Roland Bornschein para ajudar no uso dos esboços na preparação das mensagens.

Somos extremamente gratos pela maneira com a qual o Senhor permitiu que este sonho se tornasse realidade. Agradecemos as equipe da SBB e da EEE que, com muito empenho e dedicação, colaboraram na preparação desta Bíblia.

A Deus toda glória.

Walter Feckinghaus.

Índice dos esboços

Gn 1Uma comparação instrutiva

Gn 1O mundo

Gn 1O Criador e a criação

Gn 1.3Haja luz

Gn 1.27O que é o homem

Gn 2A responsabilidade dos maridos

Gn 3.9-10Nossos privilégios

Gn 3.13Que é isso que fizeste?

Gn 3.15O nascimento virginal de Cristo

Gn 3.16Sete consequências da queda no pecado para o homem e para seu Salvador

Gn 4Abel

Gn 4Caim

Gn 5.21-24Enoque, um mestre

Gn 5.22Enoque

Gn 5.24Andar com Deus significa

Gn 6—7A arca era…

Gn 6.3Os homens não querem

Gn 6.9Noé

Gn 6.13-14A pregação da arca

Gn 6.13O que Deus fez de Noé

Gn 6.18O que Deus fez de Noé

Gn 7.7O homem natural em Gênesis

Gn 7.16O Senhor fechou a porta

Gn 7.16Portas fechadas

Gn 8.8-12A pomba

Gn 8.20O altar de Noé

Gn 8.22A pregação da colheita

Gn 9.12-17O arco-íris

Gn 11.31-32Tera, o pai de Abrão

Gn 12O chamado de Deus a Abrão

Gn 12.1-4A obediência na fé

Gn 12.2-3Ricas promessas para todos

Gn 12.3A promessa aos patriarcas de Israel

Gn 12.9-20Crentes nos lugares errados

Gn 13Ló, um meio filho de Deus

Gn 13.10-11Escolhas diferentes

Gn 13.13O pecado de Sodoma

Gn 16.2Pecado

Gn 16.8De onde vens, para onde vais?

Gn 16.8-10Agar, ou: duas perguntas importantes

Gn 17Sete anseios divinos em Gn 17

Gn 17.1Exortações do Senhor

Gn 18.22-33A intercessão de Abraão

Gn 19A mulher de Ló

Gn 22Os verdadeiros ofertantes

Gn 22Fé viva

Gn 22.3-18Fidelidade a Deus

Gn 22.8O Cordeiro de Deus

Gn 26.2-4Promessas divinas em tempos difíceis

Gn 27Um sinal de advertência

Gn 28A experiência da viagem de Jacó

Gn 28.13-15Promessas de Deus a Jacó

Gn 32A oração de Jacó

Gn 32Um homem perseverante na oração

Gn 32.9-12Como devemos orar?

Gn 32.26-32A renovação de Jacó

Gn 32.28O poder da oração

Gn 37O sofrimento de José e o sofrimento de Jesus

Gn 45O amor de José a seus irmãos

Gn 45.1-8Bênçãos onde menos esperamos

Gn 49.24O Senhor, o nosso pastor

Êx 3.1-12Homens a sós com Deus

Êx 3.7-8Deus, o Bom Samaritano de Israel

Êx 3.7O nosso Deus ouve

Êx 3.11-15Preocupações desnecessárias

Êx 4.1Sete desculpas de um servo de Deus

Êx 6Sete grandes promessas em Êx 6

Êx 6.6-8O que o Senhor dá aos seus

Êx 9Lições da praga do granizo

Êx 12O Cordeiro

Êx 12O Cordeiro Pascal

Êx 12.13Israel experimentou Deus como:

Êx 13.3Nós estamos nas mãos de Deus

Êx 13.21A coluna de nuvem e de fogo

Êx 13.21Eu irei adiante de vocês

Êx 14O novo caminho

Êx 14.13-18Libertação: profecia e cumprimento

Êx 14.20A coluna de nuvem

Êx 15Um cântico de louvor

Êx 16O maná

Êx 17Israel no deserto

Êx 17.1-7A água da Rocha

Êx 17.8-16Luta e vitória

Êx 20.14Uma palavra clara sobre o adultério

Êx 22.18Pecados de feitiçaria

Êx 23.20O ministério dos anjos

Êx 28.1Arão

Êx 28.1Servos de Deus

Êx 33.12-23Uma oração de Moisés

Êx 34.35Rostos resplandecentes

Êx 35.26Ministério multiforme de mulheres

Lv 8Os sacerdotes da antiga e da nova aliança

Lv 8Sacerdotes de Deus

Lv 11.44Sede santos

Lv 11.45Santidade

Lv 13A lepra, um retrato do pecado

Lv 14.18Expiação em Levítico

Lv 19.2Razões para sermos santos

Lv 19.2Santidade, uma ordem divina

Lv 22.19O verdadeiro sacrifício

Nm 1.47-54Os levitas: escolhidos de Deus

Nm 6.1-8Consagrados ao Senhor

Nm 8.15Os levitas

Nm 10.29Uma boa oportunidade

Nm 12Moisés, o servo de Deus, conforme Nm 12

Nm 12.13A inveja de Miriã

Nm 13.17-33Fé e incredulidade

Nm 13.28Olhares perigosos

Nm 14.11Até quando?

Nm 16.9O ministério dos levitas e o nosso

Nm 20.23-29A morte de Arão

Nm 21Israel em Nm 21

Nm 21.4-9Salvação no deserto

Nm 32.23O vosso pecado vos há de achar

Dt 4.1-9Ouça os preceitos e juízos de Deus, porque

Dt 4.1-9Ouçam e cumpram a Palavra de Deus

Dt 4.37Uma declaração de amor de Deus ao seu povo

Dt 6.5Nós amamos

Dt 6.10-12Sete advertências

Dt 6.12Não se esqueça

Dt 6.20-25O objetivo da libertação de Israel

Dt 7Privilégios e responsabilidades

Dt 7.6Israel, o povo exclusivo de Deus

Dt 7.6O povo de Deus é…

Dt 7.14Somos um povo amado por Deus

Dt 8Experiências durante a peregrinação no deserto

Dt 10.12-22O que Deus espera dos que são seus

Dt 10.12-13O que Deus pede de nós

Dt 11.10-17Uma propriedade maravilhosa

Dt 12.9Ainda não estamos lá

Dt 13.3De todo coração devemos:

Dt 15.9Guarde-se!

Dt 18.15,18Um profeta como Moisés

Dt 18.18Moisés e Jesus

Dt 28.1-4O que Deus promete aos obedientes

Dt 30.2Obediência

Dt 30.20Como Israel deveria comportar-se em Canaã

Dt 31.6Olhe para Jesus em todas as circunstâncias

Dt 31.6Uma palavra também para você

Dt 31.12Seis admoestações em Dt 31.12

Dt 32.10A grande obra de Deus no ser humano

Dt 32.22O castigo dos ímpios

Dt 32.31A nossa Rocha e a rocha deles

Dt 33Um povo feliz

Dt 33Ricas bênçãos para o povo de Deus

Dt 33.29O povo de Deus

Js 1Seja forte e corajoso

Js 1As ricas promessas a Josué

Js 1O caminho para o sucesso

Js 1Um servo bem sucedido

Js 2Raabe e sua fé

Js 2Raabe

Js 7Uma grande derrota

Js 11.23Josué foi um líder exemplar

Js 14.6-15Calebe

Js 23.7Idolatria

Js 23.14A fidelidade insuperável de Deus

Js 24.1-14O serviço que agrada a Deus

Js 24.15Verdadeiro discipulado

Jz 2.1-5Um dia de arrependimento em Israel

Jz 4—5Débora, uma heroína em Israel

Jz 5.3Cantar-te-ei, Senhor

Jz 5.23Deus julga pecados de omissão

Jz 6Um guerreiro medroso

Jz 6.14A certeza da vitória

Jz 6.17-22Um grande libertador

Jz 7.17Fazei como eu fizer

Jz 7.24Um exército exemplar

Jz 13Uma lição importante para os pais

Jz 13.24Sansão

Jz 15.15Sansão comparado com Jesus Cristo

Jz 16O que Sansão perdeu devido ao pecado

Jz 16.22A terapia de Deus

Jz 16.28Orações importantes

Rt 1A decisão de Rute

Rt 1.16-18Seguindo a Jesus

Rt 1.16Rute

Rt 2Rute, como serva

Rt 2.7Traços exemplares do caráter de Rute, que era:

Rt 3.3Como Rute seguiu os conselhos de Noemi

Rt 4.10A atitude de Boaz para com Rute

Rt 4.13Quatro pessoas interessantes no livro de Rute

1Sm 1.10Ana, uma mãe em Israel

1Sm 2O que Deus faz, é bem feito

1Sm 2—4Os filhos de Eli

1Sm 2.3Por que nós devemos ser humildes?

1Sm 3Samuel, um servo exemplar

1Sm 3.10Fala, Senhor, porque o teu servo ouve

1Sm 3.10Samuel

1Sm 3.19Uma pessoa exemplar: o profeta Samuel

1Sm 7Oito passos para a restauração

1Sm 7.12Ebenézer

1Sm 15.22Obediência total

1Sm 16.23Testemunhas fiéis em circunstâncias difíceis

1Sm 17.42O que Deus usa

1Sm 18Um retrato de Davi

1Sm 18.3-4Soldado verdadeiro

1Sm 18.8O caminho de Saul para a perdição

1Sm 20.3É somente um passo

1Sm 22.1-2Os heróis de Davi

1Sm 22.1-3A caverna de Adulão

1Sm 25Abigail

1Sm 30.11-17Outrora e agora

1Sm 30.13Cinco perguntas importantes

2Sm 2.1-3Uma curta oração de Davi

2Sm 9.1-13Mefibosete

2Sm 12A restauração de Davi após sua queda

2Sm 12.7Pregações de servos de Deus

2Sm 22.2-3O que Deus era para Davi

2Sm 24.14Nas mãos de Jesus

1Rs 3Salomão em bom caminho

1Rs 3.3-15A oração de Salomão

1Rs 8.61Nosso coração

1Rs 10A rainha de Sabá

1Rs 10A rainha de Sabá

1Rs 10.1-13Problemas da vida e suas soluções

1Rs 13Começando bem, mas terminando mal

1Rs 13Não vos enganeis!

1Rs 17Elias e sua fé

1Rs 17Elias sozinho

1Rs 17Elias, um homem abençoado

1Rs 18.21Cristianismo contemporâneo

1Rs 19.4Servos de Deus desanimados

1Rs 22Micaías

2Rs 2.11Exemplos e indícios do arrebatamento no Antigo Testamento

2Rs 4.10O que o servo de Deus necessita

2Rs 5Vários tipos de servos

2Rs 5Uma serva exemplar

2Rs 5Naamã

2Rs 5.20-27Um servo indigno

2Rs 6.17Situações difíceis na vida dos crentes

2Rs 18Ezequias

2Rs 18.1-8O Rei Ezequias e o segredo de seu sucesso

1Cr 4.10A oração de Jabez

1Cr 4.10A mão do Senhor é:

1Cr 16.7-36Um cântico de gratidão

1Cr 21.1As obras de Satanás

1Cr 29.14A bênção de dar

2Cr 7.14Frutos do verdadeiro arrependimento

2Cr 7.14Oração de poder

2Cr 14.11A oração de Asa

2Cr 15.1-12Pecado e graça

2Cr 17Passos frutíferos na vida de fé

2Cr 19.3O novo coração

2Cr 19.9Socorro seguro

2Cr 20.1-30A oração e a vitória de Josafá

2Cr 26Os caminhos da disciplina de Deus com Uzias

2Cr 26.3-16Uzias, um bom começo

2Cr 32.20-22Deus responde as orações

2Cr 33.12Exemplos de pessoas humildes

2Cr 33.14A história do pecado e do perdão do rei Manassés

2Cr 34A profetisa Hulda

2Cr 34—35Os que cedo me buscam…

2Cr 34.27Os que com lágrimas semeiam

2Cr 36.9Joaquim

2Cr 36.15-16A compaixão de Deus e a resposta do homem

Ed 6A Festa da Páscoa em Ed 6

Ed 6Libertação de Judá da Babilônia

Ed 6.16-22Os frutos da dedicação do templo

Ne 1A oração de Neemias

Ne 1.4Deus responde as orações

Ne 4O avivamento

Ne 4Três coisas imprescindíveis para que o trabalho de Deus seja feito

Ne 4—6Inteiramente no serviço de Deus

Ne 4—6Impedimentos para o trabalho

Ne 4.9O que a oração é:

Ne 8O Livro da Lei, conforme Ne 8

Ne 9O que Deus é para nós

Ne 9Sete dádivas de Deus em Ne 9

Ne 9Sete experiências importantes de Israel em Ne 9

Ne 9.25-26Rejeitadores da graça de Deus

Ne 9.25Um exemplo do grande amor de Deus para com seu povo

EtA mensagem de vida e de morte

Jó 2.3Nós glorificamos a Deus

Jó 16.5Nossa responsabilidade diante dos sofredores

Jó 19.25Jó conhecia seu Redentor como:

Jó 22.13Será que Deus sabe?

Jó 22.29Aos humildes Deus dá graça

Jó 30.15As coisas passageiras e as permanentes

Jó 37.16Deus é perfeito

Jó 42.6Confissões que resultaram em grandes bênçãos

Sl 1.6Você anda em qual caminho?

Sl 5.3A bênção de levantar cedo

Sl 14.1Quem é um insensato?

Sl 16.8Deus, o nosso protetor

Sl 16.11As ricas bênçãos da presença de Deus

Sl 16.11A presença de Deus:

Sl 17.5Dicas para novos convertidos

Sl 18.1O crente:

Sl 18.30Deus é perfeito em:

Sl 22A visão de Davi sobre o sofrimento de Cristo

Sl 22.22-31A ressurreição de Cristo

Sl 23Agradeçamos, pois nada nos falta

Sl 23.4Certeza de salvação

Sl 24.4Purificação

Sl 25.7Pecados citados pelas Escrituras

Sl 27.11Deus guia

Sl 30Razões para agradecer

Sl 32Experiências de salvação no Sl 32

Sl 32.5Perdão

Sl 34.3Juntos

Sl 34.4Nós agradecemos:

Sl 34.7O ministério dos anjos

Sl 34.7A presença do Senhor

Sl 36Um louvor a Deus no Sl 36

Sl 37.4Deleitar-se com as coisas de Deus

Sl 37.40Frutos da confiança

Sl 40.1-10Três sinais da fé viva

Sl 40.2Como o Senhor nos encontrou

Sl 40.3Tudo se fez novo

Sl 51O que o pecado faz

Sl 51Conte para Deus as suas necessidades

Sl 51.15Pré-disposição:

Sl 51.17O coração do filho de Deus

Sl 55.2Oração e promessa

Sl 61.4O povo de Deus está protegido

Sl 63Busca verdadeira

Sl 73No santuário de Deus há:

Sl 84.7Vá — para onde?

Sl 89.8Este é o nosso Deus

Sl 92.1Agradecer

Sl 103.13Símbolos do fiel cuidado de Deus, que pode como:

Sl 104.2As várias vestimentas do Senhor

Sl 107Os feitos de Deus no Sl 107

Sl 111.9Valores eternos

Sl 119.63Procure boa companhia

Sl 119.71Deus disciplina para:

Sl 126.6Nosso serviço

Sl 132.15As soluções para os necessitados

Sl 138O louvor de Davi no Sl 138

Sl 139.23Sete orações breves

Sl 147.1-6Louvai ao Senhor, porque ele:

Sl 149.4A alegria do Senhor

Pv 1.20-23O convite de Deus

Pv 1.20-26O clamor da sabedoria

Pv 3.12Disciplina divina

Pv 4.19A imagem do ímpio

Pv 6.6-8A dedicação ao trabalho e sua recompensa

Pv 8.1O clamor da sabedoria ao mundo

Pv 8.13Arrogância

Pv 9.1As sete colunas da casa da sabedoria

Pv 9.2A mesa da sabedoria

Pv 10Características do ímpio conforme Pv 10

Pv 11.30O ganhador de almas é sábio

Pv 11.30Os ganhadores de almas devem…

Pv 11.30Os ganhadores de almas

Pv 14.30Inveja, um mal pernicioso

Pv 15.2A nossa língua

Pv 16.18A soberba precede a ruína

Pv 16.18A soberba precede a queda

Pv 18.24O melhor amigo

Pv 19.14A boa esposa

Pv 21.2A justiça própria

Pv 23.26Nossos membros a serviço de Deus

Pv 23.26Nosso corpo com seus membros

Pv 28.13Sete convites do Senhor, para:

Pv 28.22A inveja, um grande mal

Pv 30.5A inspiração das Escrituras

Pv 31.10-31A mulher virtuosa

Ec 11.6Semeadura e colheita

Ec 12.14Os cinco maiores juízos

Ct 2.8O Senhor Jesus, o amado

Ct 4.16O jardim do rei

Ct 8.7Amor verdadeiro…

Is 1Uma pregação comovente

Is 1Uma palavra aos reincidentes

Is 1Um convite generoso

Is 1.4O que é o pecado

Is 2.4A bênção global do milênio

Is 6A experiência de Isaías

Is 6Uma grande visão

Is 6A transformação total torna o homem:

Is 6.8Nosso serviço

Is 9.6-7Seu nome é Maravilhoso

Is 9.6Cristo — Messias — Nomes e promessas na antiga aliança

Is 9.6Um menino nos nasceu

Is 10.3-4Quatro questões sérias e a única saída

Is 12Eis que Deus é a minha salvação

Is 12.3A água da vida

Is 12.3Figuras da nossa salvação

Is 22.22O que a chave de Deus abriu por meio da ressurreição?

Is 25Bênçãos em Is 25

Is 25.4Cristo, nossa segurança

Is 25.6Deus convida-nos para uma festa

Is 28.16A pedra viva

Is 28.17Falsas desculpas

Is 28.17Refúgio e salvamento verdadeiro e falso

Is 35.1-6Uma imagem esperançosa do futuro

Is 38A experiência de Ezequias

Is 38Tem misericórdia de mim

Is 40.8A Palavra de Deus:

Is 40.11Características do Bom Pastor

Is 40.31Cada manhã

Is 41.10Deus é para seus filhos:

Is 41.10Não tema

Is 41.10Confie

Is 41.13Por que eu deveria ser medroso se…

Is 43.1-10Não temas

Is 45.17Sete coisas eternas

Is 45.22Olhe para Jesus e viva

Is 45.22O olhar da fé

Is 45.22A bênção de olhar para o Senhor

Is 45.22Ver Jesus

Is 49.16O melhor lugar na terra

Is 50.4-9Um lindo retrato de Jesus Cristo

Is 50.4O que o filho de Deus deve ter

Is 52—53O Senhor, como servo, em Is 52—53

Is 52.12Rico consolo e segurança

Is 52.14Os sofrimentos físicos de Cristo

Is 53Visão profética de Cristo em Is 53

Is 53O servo perfeito

Is 53O homem de dores

Is 53.4-5Através de suas pisaduras fomos sarados

Is 53.5Cristo carregou os nossos pecados

Is 53.6O que aconteceu com os nossos pecados?

Is 53.10-12O fruto da cruz

Is 53.11O fruto do trabalho de sua alma

Is 55Isaías 55

Is 55.1-3Riqueza para necessitados

Is 55.1Nosso caminho para a glória

Is 55.2Na casa de meu pai há muitas moradas

Is 55.6-7Um quádruplo chamado de Deus

Is 55.7Conversão

Is 55.9Os pensamentos de Deus

Is 58.6-7Exemplos de jejuns autênticos

Is 58.11Direção de Deus

Is 58.11Deus, o nosso guia

Is 59.2O que é pecado?

Is 61.1-3O ministério do Senhor vindouro

Is 63.1O Deus poderoso

Is 63.15Quem está no céu?

Is 66.23O milênio

Jr 1A vocação de Jeremias

Jr 1.5Os olhos do Senhor

Jr 1.17-19Qualidades de um ganhador de almas

Jr 3.12-17Um clamor da graça aos desviados

Jr 8.7Vede os pássaros

Jr 9.23-24Não se glorie

Jr 14.17-22Conhecimento, confissão e súplica

Jr 15Jeremias

Jr 17.7-8O que a firme confiança nos traz

Jr 17.9Uma imagem chocante

Jr 17.9Nosso coração

Jr 17.9Nosso coração

Jr 18.1-6Na casa do oleiro

Jr 20.9Preocupação com as almas imortais

Jr 23.29Como a Palavra opera

Jr 29.12Promessas ao povo no cativeiro

Jr 30.3O futuro glorioso de Israel

Jr 30.7A grande tribulação

Jr 31A misericórdia de Deus com Israel

Jr 31.3O amor de Deus é:

Jr 31.3O amor de Cristo

Jr 32.37-41A maravilhosa vontade de Deus

Jr 33.1-9Deus oferece seu amor aos indignos

Jr 38—39Ebede-Meleque, o salvador de Jeremias — Cristo, Salvador de todos

Jr 48O juízo de Deus sobre Moabe

Jr 50.21-22Um chamado às armas

Lm 1O que o homem semear isto também colherá

Lm 1.11-12Há dor igual à minha?

Lm 3.39Descontentamento e suas consequências

Ez 2.2Ezequiel

Ez 3.22Sozinho com Deus, para:

Ez 11.19O que Deus colocou em nós

Ez 14.20Um trio exemplar

Ez 16.1-14A grande compaixão de Deus

Ez 33.7-11Homens de Deus são vigias

Ez 34.11-16O Bom Pastor

Ez 36.6O futuro da Palestina

Ez 36.22-38Graça inaudita

Ez 36.25-32O velho e o novo coração

Ez 36.29As promessas de Deus para Israel

Ez 37Grandes promessas

Ez 47.1-12O rio da vida

Dn 2.1-23Onde dois tornam-se um

Dn 3Os três homens na fornalha de fogo

Dn 3Homens fiéis são:

Dn 3A prova de fogo

Dn 3.17O poder do Senhor

Dn 5Uma noite escura

Dn 5.5Cinco manuscritos distintos

Dn 6Daniel

Dn 6Vitória através da oração

Dn 6.4Qualidades de Daniel

Dn 7.25A grande tribulação

Dn 9Daniel, um homem de oração

Dn 9.5-18Uma sincera e múltipla confissão de pecados

Dn 9.26A morte de Cristo

Dn 11.36-45O anticristo na descrição de Daniel

Os 11.1-9A graça de Deus para seu povo

Os 11.4A misericórdia de Deus para com Israel

Os 14Resultados de uma real conversão a Deus

Os 14.1-8Tu estás caído

Jl 2.12-14Convertei-vos a mim, diz o Senhor

Am 4.12Prepara-te, para te encontrares o com teu Deus

Ob 17Libertação e santidade

Jn 1—3A fuga de Jonas do Senhor e suas consequências

Jn 1—4Como Deus preparou Jonas para o serviço

Jn 2O clamor de Jonas pelo socorro divino

Jn 2.7A oração de Jonas

Jn 3.4Uma breve e séria mensagem de arrependimento

Jn 4.6Cinco coisas, que Deus preparou por causa de Jonas

Mq 6.1-5Deus conversando seriamente com seu povo

Mq 6.6Como nos apresentar a Deus?

Na 1Uma visão de Deus

Na 1.7Como Naum descreve Deus

Hc 1.12Não nos deixe morrer!

Hc 2Cinco ais em Hc 2

Hc 2.4O justo viverá pela sua fé

Hc 2.15O vinho arruína a pessoa

Sf 1.14-18O grande dia do Senhor

Sf 3.2Sofonias condena quatro pecados

Sf 3.12-15Frutos da restauração

Ag 1Uma severa exortação de Deus a seu povo

Ag 2Uma ajuda ou um obstáculo?

Zc 3O sumo sacerdote de Israel

Zc 4.6Obra humana ou obra de Deus?

Zc 4.6Não por força nem por violência

Zc 8Encorajamento para os tímidos

Zc 12.10Quatro grandes profecias sobre Jesus Cristo

Zc 12.10O espírito da graça

Zc 13.1Manancial da misericórdia, fonte da graça

Zc 14Eis que vem o dia

Zc 14.1-5O povo de Israel reconhece o seu Messias

Zc 14.4-21O Rei dos reis

Ml 1.6Situações semelhantes à igreja de Laodiceia nos tempos de Malaquias

Ml 3.8Pode o homem roubar a Deus?

Ml 3.8Ladrões de igreja

Ml 3.10Ofertas

Ml 3.16-17Um retrato do crente

Mt 1.21O nome de Jesus

Mt 1.21Diversas funções do Senhor, como:

Mt 2O que nos ensina a visita dos magos?

Mt 2O que nos ensina a história do Natal?

Mt 2.1-12Os magos

Mt 2.10Como Jesus foi recebido quando nasceu

Mt 3Tempo de avivamento

Mt 3.1João Batista

Mt 3.5O batismo

Mt 3.8Os frutos do verdadeiro arrependimento

Mt 3.17Sete testemunhos sobre Cristo

Mt 3.17A filiação divina de Cristo

Mt 4A tentação de Cristo

Mt 4.11Aparições de anjos durante a vida do Senhor Jesus

Mt 4.19O que Deus quer

Mt 4.19Eu quero

Mt 4.23O grande poder de Jesus

Mt 5.5A mansidão

Mt 5.8Bem-aventurados os limpos de coração

Mt 5.12A recompensa de vocês é grande

Mt 5.12Quem será recompensado?

Mt 5.13Prove a si mesmo

Mt 5.13Características do cristão

Mt 5.16Modelos

Mt 5.44Como nos distinguimos do mundo?

Mt 5.48Um Deus perfeito

Mt 6Filhos de Deus

Mt 6Nosso Pai

Mt 6.5-8Sobre a oração

Mt 6.5Orações não têm poder quando:

Mt 6.6Comunhão com Deus

Mt 6.7-8Algumas condições para a oração

Mt 6.9-13A instrução do Senhor para a oração

Mt 6.9-13A oração dos discípulos

Mt 6.13Livra-nos do mal

Mt 6.22-23O que Deus irá recompensar

Mt 6.24Dois

Mt 6.33O que Deus quer em primeiro lugar

Mt 6.33Buscai!

Mt 7.3Causas da queda

Mt 7.11Nosso Pai

Mt 7.13-14Os dois caminhos

Mt 7.15Do que devemos nos guardar

Mt 8.1-4Pureza para impuros

Mt 8.1-4Venha a Jesus

Mt 8.5-10Grande fé

Mt 8.5-13A fé que o centurião tinha

Mt 8.14-16A cura da sogra de Pedro

Mt 8.18-22Um seguidor incomum de Jesus

Mt 8.23-27Grandes coisas

Mt 8.28-34Os dois endemoninhados

Mt 9.9-13O publicano Mateus

Mt 9.11-13O grande médico

Mt 9.18-26Jairo

Mt 9.20-22Fé recompensada

Mt 9.35-38Cristo, o Servo exemplar

Mt 9.36A compaixão do Senhor

Mt 9.37-38Trabalhadores para a seara

Mt 9.38O mundo na visão de Jesus

Mt 10Servos de Cristo

Mt 10.1-16Servos enviados pelo Senhor

Mt 10.5-16Ordens do Senhor

Mt 10.22Por amor do seu nome

Mt 11.7-19João Batista

Mt 11.19O amigo dos pecadores

Mt 11.28-30Um convite quádruplo

Mt 11.28O chamado de Cristo

Mt 11.29O caráter de Cristo

Mt 11.29A humildade de Cristo

Mt 12.22-30Um milagre triplo do Senhor

Mt 12.42O exemplo da rainha de Sabá

Mt 12.42Jesus é maior que Salomão

Mt 12.50Certezas do cristão

Mt 13.22Não vivam preocupados

Mt 13.22A semente e os espinhos

Mt 13.23A ceifa

Mt 13.24Um bom trabalhador de Cristo se parece com:

Mt 14.1-14Herodes

Mt 14.22Lições de Mt 14.22ss.

Mt 14.22-33Um retrato da nossa vida de fé

Mt 14.22-33Protegidos nas tempestades

Mt 14.28-30Um imitador de Cristo

Mt 14.31A mão estendida de Jesus

Mt 14.31Obstáculos na vida de fé

Mt 15.8Hipócritas

Mt 15.21-28Uma difícil prova de fé

Mt 15.22-28A mulher cananeia

Mt 15.25Seis orações que foram atendidas

Mt 16.16Diferentes julgamentos sobre o Senhor

Mt 16.21Cristo ressuscitou para:

Mt 16.24Os sofrimentos dos discípulos de Cristo

Mt 17.1-8O Rei dos reis

Mt 17.2A face do Senhor

Mt 18.11Jesus veio para que fins? (Conforme Mateus)

Mt 19.21Um convite abrangente

Mt 20.22Mestre, seguir-te-ei

Mt 20.28Cristo deu:

Mt 20.28A humildade de Cristo

Mt 20.28Por que o Senhor veio ao mundo?

Mt 21.28Hoje

Mt 21.28-32O filho réprobo

Mt 21.33-46A vinha

Mt 22.1-7As bodas reais

Mt 22.11-14Um encontro com graves consequências

Mt 22.42O que vocês pensam de Cristo

Mt 23.37-39Nova graça para Israel na vinda de Cristo

Mt 24Devemos vigiar

Mt 24A volta de Cristo

Mt 24—25O Senhor voltará

Mt 24.24Falsidade, um perigo verdadeiro

Mt 24.35Coisas imutáveis

Mt 24.44Nossa tarefa até a volta de Jesus

Mt 25.1-30O Senhor vindouro

Mt 25.10Excluídos

Mt 25.10E fechou-se a porta

Mt 25.25-46Pecados de omissão

Mt 25.31As sete Eras (dispensações) das Escrituras

Mt 25.34Herdeiros do Reino

Mt 26.17As sete festas da Páscoa na Bíblia

Mt 26.27A ceia do Senhor

Mt 26.28Por que participar da Santa Ceia?

Mt 26.36-46O grande exemplo na oração

Mt 26.36-50Getsêmani

Mt 26.39O cálice

Mt 26.69-75A queda de Pedro

Mt 26.75A restauração de Pedro

Mt 27.3-10Judas e seu final horrível

Mt 27.5Cobiça

Mt 27.15-21Barrabás sabia que…

Mt 27.22Uma pergunta muito importante

Mt 27.24Vários testemunhos sobre o Senhor

Mt 27.27-30O mais desprezado

Mt 27.29O sofrimento múltiplo de Jesus

Mt 27.46-51O que o Senhor fez por nós na cruz

Mt 27.46Invoca-me na angústia

Mt 27.47Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?

Mt 27.51A mensagem do véu rasgado

Mt 27.52Sete milagres no Gólgota

Mt 27.60Ele se fez pobre

Mt 28Lições da ressurreição de Cristo

Mt 28O túmulo vazio testifica coisas maravilhosas

Mt 28A ressurreição do rei

Mt 28.1-10A pregação do túmulo vazio

Mt 28.1Maria Madalena

Mt 28.6Sete acontecimentos que nos proporcionam grande alegria

Mt 28.6A ressurreição do Senhor!

Mt 28.18-20A grande comissão

Mt 28.19Aonde devemos ir, para servir:

Mt 28.19Nós podemos trabalhar para Jesus

Mt 28.20Uma promessa poderosa

Mc 1O Senhor Jesus, em Mc 1, é citado como:

Mc 1.13Tentações

Mc 1.16André

Mc 1.17Instruções para pescadores de homens

Mc 1.23-28A cura do endemoninhado

Mc 2.1-12A cura do paralítico

Mc 2.13-17De publicano a apóstolo

Mc 2.14Renunciar por amor a Jesus

Mc 4.14Sementeira e ceifa

Mc 4.35-41Com Jesus na tempestade

Mc 4.35-41Passemos para a outra margem

Mc 5.1-20Jesus cura os que estão em pior estado

Mc 5.25-43Tocando Jesus

Mc 5.25-34Três passos importantes

Mc 5.41Seis toques de Jesus no Evangelho de Marcos

Mc 6O amor do Senhor pelas pessoas

Mc 6.14-29Um grande homem em Israel, João Batista

Mc 6.14-29O rei Herodes

Mc 6.30-44Bênçãos que caem da mesa do Senhor

Mc 7.20-23Nosso coração pecaminoso e desconsolado

Mc 7.24-30Uma oração modelo

Mc 8.1-9Canais da graça

Mc 8.38Desculpas

Mc 9.23Todas as coisas

Mc 9.41Pessoas que proporcionaram alegria ao Senhor

Mc 10.13-16Jesus e as crianças

Mc 10.16O toque de Jesus

Mc 10.17-22A pergunta essencial

Mc 10.17-25A pergunta mais importante

Mc 10.26Quem pode ser salvo?

Mc 10.46-52O cego Bartimeu

Mc 11.22Tenha fé em Deus

Mc 12.37A multidão o ouvia com prazer

Mc 12.41-44O bom perfume

Mc 13.13Até ao fim

Mc 13.35Meia-noite

Mc 14.1-9Um grande elogio

Mc 14.32-42A oração do Senhor no Getsêmani

Mc 14.53-64Jesus diante do sumo sacerdote

Mc 16.7Os resultados de um pensar profundo

Mc 16.15Nosso testemunho

Mc 16.15Como podemos servir e trazer frutos?

Mc 16.15Reflexões sobre a missão

Mc 16.16Sete coisas impossíveis

Lc 1.5Zacarias e Isabel

Lc 1.17João Batista

Lc 1.28A mãe do Senhor

Lc 1.29O anjo Gabriel

Lc 1.30-33Um Salvador glorioso

Lc 1.31Maria

Lc 1.32De quem ele é filho?

Lc 1.32Ele será grande

Lc 1.35A divindade de Cristo

Lc 1.39-55Grande alegria

Lc 1.46-56Um testemunho alegre

Lc 1.47Exemplos de alegria santa

Lc 1.47Pessoas felizes

Lc 1.54Múltiplo testemunho sobre o Senhor

Lc 1.68O propósito da encarnação de Cristo

Lc 1.68Visitados e salvos

Lc 2.1-20Pensamentos sobre a história do nascimento de Jesus Cristo

Lc 2.7-20O que devemos fazer com Jesus

Lc 2.10-14Um telegrama do céu

Lc 2.10-11A notícia mais gloriosa

Lc 2.14Para que tenhamos paz

Lc 2.25-35Simeão

Lc 2.25-34Títulos do Senhor em Lc 2.25-34

Lc 2.36-38Ana

Lc 2.36-38Uma alma preparada

Lc 2.40-52Uma vida de menino exemplar

Lc 2.46Jesus entre:

Lc 3.3O batismo

Lc 3.22Símbolos do Espírito Santo

Lc 4.2A humanidade de Cristo

Lc 4.16-30O Senhor, como pregador exemplar

Lc 4.18-19O evangelho maravilhoso

Lc 5.1-11Condições para o testemunho pessoal

Lc 5.8Confissões operadas por Deus

Lc 5.10Sete não temas no Evangelho de Lucas

Lc 5.21A posição dos mestres da lei, em relação ao Senhor Jesus

Lc 5.32Um convite maravilhoso

Lc 6.12A vida de oração do nosso Senhor Jesus

Lc 7.1-10O centurião de Cafarnaum

Lc 7.11-16O Salvador, rico em consolação

Lc 7.36-50Jesus e a pecadora

Lc 7.36-50Duas pessoas

Lc 7.38Aos pés de Jesus

Lc 7.44Vês esta mulher?

Lc 7.49O que Deus consegue fazer

Lc 7.50Fé salvadora

Lc 8O poder de Cristo sobre

Lc 8.11Sementeira e colheita

Lc 8.24Um clamor na necessidade

Lc 8.35O gadareno

Lc 9.23A vida diária dos cristãos

Lc 9.28Encontramos o Senhor orando:

Lc 9.54Discípulos deficientes

Lc 9.59Segue-me

Lc 10.30-37O caminho do pecador

Lc 10.34O samaritano da humanidade

Lc 10.38Um lar cristão

Lc 10.39Nossa posição com Cristo

Lc 10.42Pessoas a quem o Senhor elogiou

Lc 12.7Vocês são superiores às aves

Lc 12.16-21O rico fazendeiro

Lc 12.20O agricultor rico

Lc 12.32Não temas

Lc 12.42Despenseiros de Deus

Lc 13.10-17Presa e liberta

Lc 15.2Jesus recebe pecadores

Lc 15.3-7A ovelha perdida

Lc 15.4O amor de Deus

Lc 15.7Há alegria por um pecador que se arrepende

Lc 15.11-32Deus, nosso Pai

Lc 15.11-32O agir de Deus com o pecador

Lc 15.11-32Em casa com o Pai

Lc 15.11-32O caminho dos pecadores

Lc 15.11-32O Pai e o filho perdido

Lc 15.11-32Sete passos do filho pródigo para a perdição

Lc 15.11-32Sete passos do filho pródigo para regressar ao lar

Lc 16.13Serviço tríplice

Lc 16.13Você não pode:

Lc 16.19-31O homem rico

Lc 16.26Seis impossibilidades

Lc 17.11-19Os dez leprosos

Lc 17.32Uma advertência séria

Lc 18.1-8Orar sempre

Lc 18.9-14O publicano

Lc 18.10-14A oração que Deus ouve e que Deus rejeita

Lc 19.1-10Zaqueu vem a Jesus

Lc 19.1-10Zaqueu, o publicano

Lc 19.5O chamado da graça

Lc 19.9Casas em que o Senhor entrou

Lc 19.10Por que o Senhor veio a este mundo?

Lc 19.11-28Perguntas sobre a parábola de Lc 19.11-28

Lc 19.13Chamado para servir

Lc 21.36Sempre nós devemos

Lc 22.15A última Páscoa

Lc 22.44O Senhor orou:

Lc 22.45Oito degraus na queda de Pedro

Lc 22.62Oito degraus para a restauração de Pedro

Lc 22.62Qual foi a causa da queda de Pedro?

Lc 23.26-49O comportamento das pessoas debaixo da cruz

Lc 23.26-49Calvário

Lc 23.33Gólgota, o Calvário

Lc 23.34Sete orações de Jesus

Lc 23.34O Senhor na cruz

Lc 23.35Um aspecto estarrecedor

Lc 23.39-43O malfeitor

Lc 23.42-43Uma oração que recebeu uma resposta rápida

Lc 23.42Lembra-te de mim

Lc 23.43O que é a cruz do Gólgota?

Lc 23.46A Palavra da cruz

Lc 23.47Ver Jesus

Lc 24.1-10No caminho para a sepultura de Cristo

Lc 24.1-7O milagre da ressurreição

Lc 24.2Coisas abertas no Evangelho de Lucas

Lc 24.13-49Os discípulos de Emaús

Lc 24.13-35Os discípulos de Emaús

Lc 24.34O Senhor ressuscitou

Lc 24.34As dez aparições do Senhor

Lc 24.36Uma visita inesquecível

Lc 24.44-53O servo e seu serviço

Lc 24.46-49Nosso testemunho por Cristo

Lc 24.50-53Um grande dia

Lc 24.50-52A ascensão de Cristo

Jo 1Nomes do Senhor em Jo 1

Jo 1.4Cristo, um retrato do sol

Jo 1.12Seguir a Jesus, realmente, abrange:

Jo 1.12A autoridade do nosso poderoso Senhor

Jo 1.12O que somos, de acordo com o evangelho de João

Jo 1.12A salvação de Deus

Jo 1.12Filiação de Deus

Jo 1.15Um maravilhoso testemunho sobre o Senhor

Jo 1.29Eis o Cordeiro de Deus

Jo 1.29O sacrifício de Cristo

Jo 1.29O Senhor salva

Jo 1.35-42Sete passos em Jo 1.35-42

Jo 1.36-42O encontro de André com Jesus

Jo 1.45-51Natanael encontra-se com Jesus

Jo 1.47Sete olhares do Senhor

Jo 2O que nos ensinam as bodas em Caná?

Jo 2.11Condições divinas para obter bênçãos

Jo 3A grande transformação

Jo 3O novo nascimento

Jo 3Fatos da salvação em Jo 3

Jo 3.2Nicodemos

Jo 3.3A nova criação

Jo 3.7A Palavra para todos

Jo 3.15O que o evangelho nos traz

Jo 3.15Por que não tememos a separação de Deus?

Jo 3.16A salvação é:

Jo 3.16Seguir a Jesus: o melhor seguro

Jo 3.16O verdadeiro cristão

Jo 3.16Todos os homens

Jo 3.16O versículo mais conhecido da Bíblia

Jo 3.16A grande dádiva de Deus

Jo 3.18A incredulidade

Jo 3.36Quem rejeita a Cristo e seu sangue:

Jo 3.36O novo nascimento

Jo 3.36A incredulidade

Jo 3.36A ira de Deus

Jo 4A samaritana

Jo 4Aprendei de mim

Jo 4.10O Senhor vive!

Jo 4.14O rico doador no Evangelho de João concede:

Jo 4.14Cristo vive! O que ele é:

Jo 4.23Exortações a respeito do Espírito Santo

Jo 4.39-42O testemunho dos cristãos diante do mundo

Jo 4.42O que você pensa de Cristo, como:

Jo 4.47-53A necessidade ensina a orar

Jo 4.47-54O Senhor em Jo 4.47-54

Jo 5Jesus e o Pai em Jo 5

Jo 5.1-15O desamparado e o Auxiliador

Jo 5.1-15Jesus e os doentes

Jo 5.1-15O doente e o médico

Jo 5.19-24O Senhor como Filho de Deus em Jo 5.19-24

Jo 5.20O Senhor e seu povo

Jo 5.24Antes e agora

Jo 5.25O poder da Palavra de Jesus

Jo 5.30O Senhor Jesus e o Pai

Jo 6O crente em Jo 6

Jo 6Os diversos tipos de ouvintes em Jo 6

Jo 6.16-21Temor e fé

Jo 6.35Sete promessas de Deus aos cristãos, encontradas no Evangelho de João

Jo 6.35A mesa do Senhor

Jo 6.67-69Senhor, para onde iremos nós?

Jo 7.5A múltipla rejeição de Cristo

Jo 7.37A grande oferta de salvação

Jo 8.9Porque alguns foram embora

Jo 8.12Olhando para Jesus, como:

Jo 8.12Quem quiser vir após mim

Jo 8.12Eu sou a luz do mundo

Jo 8.29A obediência de Jesus

Jo 8.46Por que vocês não creem em mim?

Jo 9O cego de nascença

Jo 9O cego de nascença

Jo 9.25Só uma coisa

Jo 9.35-38A pergunta mais importante

Jo 10O Senhor é meu Pastor

Jo 10.3As ovelhas de Cristo

Jo 10.4O que o Senhor faz agora por nós

Jo 10.9É impossível ao homem:

Jo 10.9Estamos salvos

Jo 10.9Eu sou a porta

Jo 10.11O que o Senhor dá aos seus

Jo 10.11As ovelhas de Jesus

Jo 10.27A voz de Cristo

Jo 10.27A voz do Senhor

Jo 10.28O que nos foi dado

Jo 11Jesus, o amigo dos seus

Jo 11Lázaro

Jo 11.25O objetivo da ressurreição de Cristo

Jo 11.28O chamado do Mestre

Jo 12.1-11Uma louvável demonstração de amor

Jo 12.3De todo o coração

Jo 12.3O que o amor é capaz de fazer

Jo 12.27-28O horror da cruz

Jo 12.27O que foi feito para a nossa salvação?

Jo 12.35Vida verdadeira

Jo 12.47Jesus veio para:

Jo 13.1Sem cessar

Jo 13.14O que o discípulo de Jesus tem:

Jo 13.15A essência da verdadeira vida cristã

Jo 13.15Sete chamados

Jo 13.15As dádivas de Cristo para seu povo

Jo 13.26-27Judas

Jo 13.34Verdadeiro amor fraternal

Jo 13.34Devemos amar-nos uns aos outros, por quê?

Jo 13.34O amor de Cristo

Jo 13.35Discípulos verdadeiros

Jo 13.35O discípulo de Jesus

Jo 14O Pai em Jo 14

Jo 14As promessas maravilhosas do Senhor

Jo 14.2A casa do Pai

Jo 14.3Eu voltarei

Jo 14.3A igreja

Jo 14.3A volta de Jesus

Jo 14.6O caminho para Deus

Jo 14.6O que o Senhor é e quer ser para nós

Jo 14.6O Senhor é a Porta

Jo 14.6A salvação

Jo 14.6Expressões de Jesus sobre si mesmo, colecionadas por João

Jo 14.6Muitos caminhos

Jo 14.6Jesus, o caminho

Jo 14.6Eu sou a verdade

Jo 14.12Eu vou para o Pai

Jo 14.12Atuando para o Senhor

Jo 14.12Todo tipo de obras

Jo 14.13-14O que fazemos em nome de Jesus?

Jo 14.14Como oramos?

Jo 14.14Ore!

Jo 14.15O amor

Jo 14.16O Espírito Santo

Jo 14.23O que o Espírito Santo opera

Jo 14.26O Espírito Santo, como Mestre

Jo 14.27A herança do Senhor

Jo 14.27O que o Senhor nos dá

Jo 14.28O Senhor é tudo para nós

Jo 15Dar frutos

Jo 15A Videira

Jo 15.5-6Faça uma autoavaliação

Jo 15.5O crescimento espiritual

Jo 15.5Frutos

Jo 15.5O que os discípulos têm em comum

Jo 15.7Permanecer em Jesus

Jo 15.7A oração de quem é atendida?

Jo 15.7Condições para as orações serem respondidas

Jo 15.7A comunhão com Deus

Jo 15.9O que o Senhor nos dá

Jo 15.11Muitas alegrias

Jo 15.13Todo tipo de amor

Jo 15.15O que um verdadeiro cristão é

Jo 16Discípulos de Cristo, de acordo com Jo 16

Jo 16Promessas preciosas

Jo 16.7O significado da ascensão de Cristo

Jo 16.8-11O Espírito Santo convence:

Jo 16.13Direção

Jo 16.13Sete ministérios do Espírito Santo

Jo 16.19A onisciência de Cristo

Jo 16.22Uma rica palavra de consolo

Jo 16.23Limites que Deus se impôs

Jo 17O que Cristo dá para os que são seus

Jo 17O cristão e o mundo

Jo 17O cristão e o mundo

Jo 17Os pedidos do Senhor em Jo 17

Jo 17.4Jesus, o servo

Jo 17.11-22Unidade maravilhosa

Jo 17.16O crente no mundo

Jo 17.17A palavra de Cristo atua:

Jo 17.17O que os filhos de Deus são

Jo 17.24Por que um filho de Deus pode morrer tranquilo?

Jo 17.24Glória

Jo 17.24Dois símbolos maravilhosos: pão e vinho

Jo 18.11Coloca tua espada na bainha

Jo 18.38Testemunhos sobre a inocência de Jesus

Jo 19.5Eis o homem

Jo 19.28Tenho sede

Jo 19.30Está consumado!

Jo 19.30As sete palavras do Senhor na cruz

Jo 19.30As últimas palavras de Jesus na cruz

Jo 20.15Perguntas de todo o tipo

Jo 20.19-23Olhar para o Senhor

Jo 20.19-22Uma aparição abençoada

Jo 20.19O impacto da ressurreição de Cristo

Jo 20.20O olhar confiante para o Senhor opera:

Jo 20.20A festa da Páscoa

Jo 21Manifestações de Jesus

Jo 21.1-19Manifestações do Ressuscitado

Jo 21.1-2Um encontro significativo

Jo 21.15Amor ao Senhor

Jo 21.20João viu o Senhor:

Jo 21.22Soldados de Jesus Cristo

Jo 21.22A restauração de Pedro

At 1.3Quarenta dias…

At 1.4A promessa do Pai

At 1.8O verdadeiro cristão

At 1.8Onde devemos realizar a obra missionária?

At 1.8Operações do Espírito Santo

At 1.9-11Um dia inesquecível

At 1.10-12A volta de Cristo para a casa do Pai

At 1.11Os anjos na vida do Senhor

At 1.13-14Crentes reunidos para orar

At 1.14Uma reunião de oração abençoada

At 2Pentecostes

At 2.12Que quer isto dizer?

At 2.14-36O testemunho do apóstolo Pedro

At 2.16O Pentecostes significa que:

At 2.24Eis o Homem

At 2.37-47O poder do Evangelho

At 2.42-47A igreja local

At 2.46O que o Espírito Santo operou no Pentecostes

At 3A primeira cura em Atos

At 3O paralítico na porta Formosa

At 3.13-26Uma pregação corajosa perante ouvintes indignados

At 3.15Títulos de Cristo

At 3.19A conversão e o novo nascimento são:

At 3.22Jesus, o Profeta

At 4Pedro e João

At 4.12O nome de Jesus

At 4.12Não há salvação em nenhum outro

At 4.13Como devemos servir ao Senhor?

At 4.13O que necessitamos

At 4.23-37Uma reunião de oração exemplar

At 4.24A oração durante o tempo apostólico

At 4.31-35A oração eficiente dos discípulos

At 4.31O Espírito Santo veio para:

At 4.33Uma igreja exemplar

At 5.1-11Uma punição séria

At 5.19-20Uma ordem angelical aos apóstolos

At 5.19Milagres na noite

At 5.20O verdadeiro pregador

At 5.29Membros da igreja

At 5.31Perdão

At 6—7Estêvão, uma poderosa testemunha de Deus

At 6.5O cristão deve…

At 7.38Toda vida flui de Deus

At 7.51Pecados contra o Espírito Santo

At 7.55-60Um final feliz

At 7.59Estêvão, uma testemunha

At 8.5-8Filipe

At 8.26-40Um etíope encontra Cristo

At 8.29Nós agradecemos ao Espírito Santo porque:

At 8.39Há grande alegria

At 9Dores de parto

At 9Ananias

At 9A conversão de Saulo

At 9.1-20Saulo: de perseguidor a perseguido

At 9.10-18O encontro de Ananias e Paulo

At 9.11A primeira oração de Saulo

At 9.15Um vaso escolhido

At 9.31Uma igreja exemplar

At 9.32-35Eneias

At 9.36-43Tabita ou Dorcas

At 10O centurião Cornélio

At 10.36A paz por meio de Jesus Cristo

At 10.38-43Uma pregação substanciosa

At 10.43Perdão dos pecados

At 10.48O que é o batismo?

At 11.22-26Barnabé, enviado para Antioquia

At 11.24Nós necessitamos de:

At 11.24Servos com autoridade

At 12Lições de Pedro na prisão

At 12.1-18Libertação verdadeira

At 12.11Vida em abundância

At 12.25João Marcos

At 13.2A oração é eficiente para:

At 13.4O Espírito Santo e a missão

At 13.26Pregamos a palavra:

At 13.38-39Nossa salvação

At 13.38Perdão de pecados

At 13.43Nós permanecemos:

At 13.47Nós devemos brilhar!

At 14.19Experiências amargas do apóstolo Paulo

At 15.13-21Israel e as nações no tempo final

At 15.32Silas

At 16Timóteo

At 16.6O que o Espírito Santo opera

At 16.9Passa à Macedônia e ajuda-nos

At 16.13A bênção das reuniões de oração

At 16.13Diversos lugares onde o evangelho foi anunciado

At 16.14-15A primeira crente na Europa

At 16.14O Senhor abre

At 16.25-34O carcereiro

At 16.25Frutos da comunhão com o Senhor

At 16.26Portas abertas

At 16.30Três perguntas importantes

At 16.31O novo caminho

At 16.31A conversão

At 16.31Salvação para todos

At 17.18Nós pregamos

At 17.30-31Virá o dia

At 17.30-31O grande dia da história do mundo

At 17.30-31Uma ordem do Rei

At 17.30Arrependimento

At 17.31O juízo final

At 18Áquila e Priscila, um casal abençoado

At 18.9-10O amor de Deus pelos homens, que se aproxima:

At 18.24-28Apolo, um servo aprovado

At 18.26Apolo

At 19.2Aquele que quiser receber o Espírito Santo deve:

At 20Paulo, um servo exemplar

At 20.19Os que com lágrimas semeiam

At 20.19Qualidades do servo de Cristo

At 20.21Sede meus imitadores

At 20.21O que o arrependimento produz

At 20.27Administradores de Deus

At 20.28O sangue precioso

At 20.28O homem no caminho da vida:

At 20.28A redenção

At 20.31O que Paulo pregou e praticou

At 20.32A escritura que nos foi dada

At 20.32Apenas graça

At 20.34Servir sem procurar interesses pessoais

At 20.35Mais bem-aventurado é dar que receber

At 21.5Os apóstolos eram pessoas dependentes

At 21.13Prontidão verdadeira para:

At 24.24-27Paulo perante Félix

At 26Progressos na conversão de Paulo

At 26A grande mudança na vida de Paulo

At 26.13-22Um testemunho claro

At 26.18Como Paulo anunciou o evangelho

At 26.18Visão espiritual

At 26.18O que o evangelho oferece

At 26.18Sete figuras da santificação

Rm 1A justiça de Deus revelada

Rm 1.7O que nós somos

Rm 1.15Verdadeira prontidão

Rm 1.16Como podemos servir ao mundo?

Rm 1.16Seis confissões abençoadas

Rm 1.16O evangelho é o poder de Deus

Rm 1.17A vida na fé

Rm 2.4O arrependimento

Rm 3.10-12A necessidade da salvação

Rm 3.20A lei na carta aos Romanos

Rm 3.20O que a lei não pode fazer

Rm 3.23-25Pecado e graça

Rm 3.23Nossa natureza corrompida

Rm 3.23A salvação

Rm 3.24Justificação pela fé

Rm 3.24Em Cristo nós somos:

Rm 3.24Somos justificados

Rm 4.25O que o Senhor fez por nós

Rm 4.25Fatos sobre a ressurreição de Cristo

Rm 4.25A ressurreição de Cristo é:

Rm 5.1-11Frutos da justificação

Rm 5.1Conversão

Rm 5.1A justificação do pecador

Rm 5.1O que temos agora

Rm 5.2A história de nossa vida

Rm 5.2Acesso a Deus

Rm 5.5O novo nascimento

Rm 5.5O que o Espírito Santo faz

Rm 5.6-11A morte do Senhor pelos seus

Rm 5.8A morte de Cristo

Rm 5.8A morte de Cristo é:

Rm 5.8O que o Senhor fez por causa de nossos pecados

Rm 5.9Nossa salvação

Rm 5.9O que temos pelo sangue de Cristo:

Rm 5.10O que Cristo operou na cruz

Rm 5.11Os sofrimentos do Senhor:

Rm 5.19O homem natural

Rm 6.4A vida espiritual

Rm 6.11Dois grandes contrastes

Rm 6.11Dois grandes contrastes

Rm 6.13O que é a conversão?

Rm 6.18Nós fomos libertos:

Rm 6.18Estamos salvos

Rm 6.19O que o pecado faz

Rm 6.23Dádivas maravilhosas de Deus

Rm 6.23Tudo de graça

Rm 7.4Chamados para dar frutos

Rm 7.18Queda e restauração

Rm 7.19A necessidade da salvação

Rm 8.1Os filhos de Deus:

Rm 8.1Plena segurança

Rm 8.1O que Deus fez com nossos pecados

Rm 8.1Coisas que Deus não pode fazer

Rm 8.5O Espírito Santo atua:

Rm 8.11Sete bênçãos da ressurreição

Rm 8.14Grandes privilégios dos crentes por meio de Cristo

Rm 8.14Realidades na vida dos filhos de Deus

Rm 8.15-17Privilégios dos filhos de Deus

Rm 8.15O que nós não temos:

Rm 8.17A família de Deus

Rm 8.17A descrição da nossa vida

Rm 8.17Os filhos de Deus…

Rm 8.28A graça de Deus é suficiente

Rm 8.29Cinco grandes privilégios

Rm 8.31-35Nós somos destemidos, por quê?

Rm 8.32O que o Senhor é para nós

Rm 8.32Deus não poupou

Rm 8.34Cristo morreu

Rm 8.34Cristo, nosso tudo

Rm 8.37Vitória

Rm 8.39O amor de Deus é

Rm 9.4-5Sete privilégios de Israel

Rm 10.2Cuidado com o autoengano

Rm 10.9A redenção

Rm 10.9Fatos imutáveis

Rm 10.9O verdadeiro cristão

Rm 10.14-15Quatro perguntas importantes sobre missão

Rm 11.25-29O povo de Israel não foi rejeitado

Rm 11.25Sete mistérios

Rm 11.26A volta de Cristo

Rm 11.26O Senhor vem

Rm 11.32A misericórdia de Jesus pelos:

Rm 12.1Sacerdotes de Deus

Rm 12.10Uns aos outros

Rm 12.11-14Um termômetro espiritual

Rm 12.12O termômetro espiritual

Rm 12.12Paciência e perseverança

Rm 12.13Hospitalidade

Rm 14.10Devemos prestar contas

Rm 15.7Nós devemos mutuamente

Rm 15.13Como é Deus?

Rm 15.13O poder do Espírito Santo

Rm 15.16Alguns sacrifícios do cristão

Rm 15.19Paulo, um servo de Cristo

Rm 16.1-2Uma crente exemplar

1Co 1Em 1Co 1 nós vemos:

1Co 1.9Nossa comunhão com Deus

1Co 1.23O escândalo da cruz

1Co 1.26A vocação do cristão

1Co 1.31O crente gloria-se

1Co 3.8Uma rica recompensa no céu

1Co 4.1Os despenseiros de Deus

1Co 4.5Tudo será revelado

1Co 4.5Um julgamento santo e severo

1Co 4.20Poder para servir

1Co 5.7O Cordeiro pascal

1Co 6O que nós somos:

1Co 6.9Não sabeis…

1Co 6.19Nosso Deus está:

1Co 6.20Fostes comprados por alto preço

1Co 9.24-25Como obteremos a coroa da vitória?

1Co 9.25Sete coroas

1Co 10.13Testemunhos da fidelidade de Deus

1Co 10.14Fuja!

1Co 11.23-29O que é a ceia do Senhor?

1Co 11.23-29A ceia do Senhor

1Co 11.26Até que ele venha

1Co 11.26A Ceia do Senhor é uma festa

1Co 11.26A ceia do Senhor e sua celebração

1Co 12Os dons do Espírito Santo

1Co 13O amor de Deus é:

1Co 13.2Coisas indispensáveis

1Co 15A grande mudança

1Co 15Cristo em 1Co 15

1Co 15.3A ressurreição do Senhor é:

1Co 15.6O maior milagre

1Co 15.17Se os mortos não ressuscitam

1Co 15.35-44As várias ressurreições

1Co 15.42Nosso corpo ressurreto será:

1Co 15.52O que nós seremos:

1Co 15.54A ressurreição de Cristo nos deu:

1Co 15.57O que Deus dá

1Co 15.58Firmeza na obra do Senhor

2Co 1.3O Deus dos necessitados

2Co 1.4O que Deus é para o seu povo

2Co 1.10Tripla redenção

2Co 1.20Deus lembra-se de seus filhos

2Co 1.20Uma pessoa de oração

2Co 3.2O que devemos ser

2Co 3.18Quais as consequências de ver Deus?

2Co 5Sete realidades novas em um crente

2Co 5.1Boa esperança

2Co 5.12Coríntios 5

2Co 5.1Sete coisas novas

2Co 5.7Atitudes de fé

2Co 5.10O servo obediente

2Co 5.10O tribunal de Cristo

2Co 5.11Trabalhar para Cristo

2Co 5.14Nosso serviço

2Co 5.15A ressurreição do Senhor

2Co 5.17O novo de Deus na vida do crente

2Co 5.17Tudo novo

2Co 5.17Em Cristo tudo é novo

2Co 5.20Embaixadores de Cristo

2Co 5.21Você e a agonia de Cristo

2Co 6.5Servos na prisão

2Co 6.7Nossas armas

2Co 6.14-18O jugo desigual

2Co 6.14-18Não vos ponhais em jugo desigual

2Co 6.16O que devemos ser?

2Co 6.17O que Deus espera de seus filhos

2Co 8.2-4A maneira correta para contribuir

2Co 8.5O que Deus oferece e exige em primeiro lugar

2Co 8.9Cristo tornou-se pobre por amor a nós

2Co 9.7Dar conforme a Bíblia

2Co 9.15A melhor dádiva do Natal

2Co 9.15Dádivas além da imaginação

2Co 11.14Armadilhas de Satanás

2Co 12.4Sete nomes do céu

2Co 12.9A graça de Deus nos basta

2Co 12.9O que os crentes são:

2Co 12.10Paradoxos!

2Co 13.5Examine-se o homem a si mesmo

2Co 13.11Nomes gloriosos do nosso Deus

Gl 1.4A finalidade da cruz

Gl 1.4O que Jesus fez por causa de nossos pecados

Gl 2.20O amor do Senhor pelos seus

Gl 2.20Regras sem exceções

Gl 2.20A posição do filho de Deus

Gl 2.20Eu me glorio na cruz

Gl 2.20Aquele que a si mesmo se entregou por mim

Gl 3.2O Espírito Santo

Gl 3.12A essência da lei

Gl 3.13Cinco pensamentos sobre a crucificação na carta aos Gálatas

Gl 3.21A Lei no livro de Gálatas

Gl 3.26Características de um filho de Deus

Gl 3.26Nosso relacionamento com Deus

Gl 4.4-5O sol nascente das alturas

Gl 4.5Razões pelas quais o Senhor morreu por nós

Gl 5.13Fomos chamados

Gl 5.22Paz

Gl 5.25Nosso andar

Gl 5.25No Espírito, nós devemos:

Gl 6.2Levai as cargas uns dos outros

Gl 6.9-10Não nos cansemos de fazer o bem

Gl 6.9O ornamento do verdadeiro discípulo

Gl 6.14Paulo: um exemplo

Gl 6.14A cruz é toda minha glória

Gl 6.14A cruz é a minha glória, porque:

Ef 1A palavra seu/sua em Ef 1

Ef 1O que somos e o que temos

Ef 1.3Ricas bênçãos

Ef 1.3Nossas necessidades

Ef 1.4-5Destinados

Ef 1.4Santificação — Consagração

Ef 1.4O que Deus fez em nós

Ef 1.7Ricas bênçãos do crente

Ef 1.7Perdão de pecados

Ef 1.7O que Deus faz com nosso pecado?

Ef 1.7O sangue precioso

Ef 1.13Livres da condenação eterna

Ef 1.15A oração do apóstolo

Ef 1.17Nomes do Espírito Santo

Ef 1.19Desejáveis dádivas de Deus, em Efésios

Ef 2Agora com Cristo

Ef 2Sem Cristo

Ef 2.3Sem Jesus nós:

Ef 2.4Grandes coisas

Ef 2.4Deus é rico em:

Ef 2.4As riquezas de Deus, que é:

Ef 2.5A graça

Ef 2.6O que nos fez o Senhor:

Ef 2.6Um com Cristo

Ef 2.8Nós somos, pela graça:

Ef 2.8A graça em nossa vida

Ef 2.12Quem não tem esperança?

Ef 3Cristo em Ef 3

Ef 3.1-12Os mistérios de Deus

Ef 3.8Riquezas de Cristo

Ef 3.8Uma imagem do apóstolo

Ef 3.15A igreja

Ef 3.18O que somos!

Ef 3.19Cristo nos dá a plenitude

Ef 3.19O amor insondável de Cristo

Ef 3.20O que o Todo-Poderoso pode:

Ef 4Os sete elementos da unidade

Ef 4.1Nossa vocação

Ef 4.2Em amor

Ef 4.5Fé, amor, esperança na carta aos Efésios

Ef 4.8-13Pérolas da ascensão

Ef 4.14O crescimento na fé

Ef 4.15União operada por Deus

Ef 4.15O que um membro de igreja sabe?

Ef 4.15Como devemos crescer

Ef 4.23Nossa transformação e seus resultados

Ef 4.30Os remidos do Senhor

Ef 4.30Os sofrimentos do Espírito

Ef 5O que Jesus fez por nós

Ef 5—6Sete exortações às famílias

Ef 5.1-2O sacrifício de Cristo

Ef 5.2Cristo nosso substituto

Ef 5.2A igreja de Jesus Cristo

Ef 5.2Amor fraternal

Ef 5.2Verdadeiros discípulos de Cristo

Ef 5.8Nós estamos separados, livres:

Ef 5.9O andar do crente conforme a carta aos Efésios

Ef 5.15Quem é sábio

Ef 5.16Remindo o tempo

Ef 5.17Ordens negativas do apóstolo aos Efésios

Ef 5.18Nós somos cheios

Ef 5.18O Espírito Santo na carta aos Efésios

Ef 5.18Enchei-vos do Espírito

Ef 5.21Uns aos outros

Ef 5.30Símbolos da igreja

Ef 5.33Responsabilidades da esposa para com o marido

Ef 6.1Nós devemos honrar:

Ef 6.5O coração na carta aos Efésios

Ef 6.6Ordens positivas do apóstolo aos efésios

Ef 6.6A vida dos filhos de Deus não é mais como antes

Ef 6.10Nossa luta

Ef 6.15A imagem do homem

Ef 6.17Nossa salvação é Deus

Ef 6.17Sete símbolos da salvação

Ef 6.18-19O ensino de Paulo em Ef 6.18-19

Ef 6.18O que nós devemos ser

Ef 6.18Pelo que devemos orar

Ef 6.18Como devemos orar

Ef 6.18Nós oramos:

Ef 6.18Intercessão

Fp 1.9-11A oração de Paulo pelos Filipenses

Fp 1.9O amor

Fp 1.9No que devemos crescer

Fp 1.18Anuncie toda a realidade de Cristo

Fp 1.21Cristo é minha vida

Fp 1.21A morte é lucro

Fp 1.21Cristo, nosso abrigo seguro

Fp 1.21A morte do crente

Fp 1.25Na carta aos Filipenses, Paulo alegra-se

Fp 1.27O Evangelho de Deus

Fp 1.27O servo de Cristo

Fp 2.5-11Cristo em Fp 2.5-11

Fp 2.5Outrora e agora

Fp 2.8A morte de Cristo

Fp 2.8A morte na cruz

Fp 2.11Nosso Senhor é grande em honra e glória

Fp 2.16Prega a palavra

Fp 2.22Paulo e seus cooperadores

Fp 2.25-30Epafrodito

Fp 3O que Cristo era para o apóstolo

Fp 3.1Nossa alegria

Fp 3.3No Espírito

Fp 3.8-21Crescer no conhecimento da pessoa de Cristo

Fp 3.10Os desejos de Paulo na carta aos Filipenses

Fp 3.14Saulo e Paulo, outrora e agora

Fp 3.14Os filhos de Deus são:

Fp 3.14Somos chamados por Deus

Fp 3.20O que os crentes têm no céu

Fp 3.21Aqueles que não morrerão

Fp 3.21O corpo glorificado

Fp 4.3Vida em abundância

Fp 4.4-19O que nós achamos em Fp 4.4-19

Fp 4.4O que significa estar em Cristo

Fp 4.4Alegrai-vos no Senhor

Fp 4.8-9Sete coisas desejáveis

Fp 4.11-12O que Paulo aprendeu

Fp 4.13Algumas regras no serviço do Mestre

Fp 4.13Eu posso todas as coisas

Fp 4.14-18A oferta dos filipenses

Fp 4.19Como o evangelista Moody aplicou Fp 4.19

Fp 4.19O cuidado de Deus

Cl 1Sete incentivos

Cl 1Paulo vê o Senhor em Cl 1, como:

Cl 1.9-14Degraus da graça

Cl 1.9Precisamos do conhecimento

Cl 1.10Progresso na vida de fé

Cl 1.10O filho de Deus e as boas obras

Cl 1.12Somos coparticipantes

Cl 1.13Nós fomos libertos:

Cl 1.14Nossa redenção

Cl 1.15-19Cristo acima de tudo

Cl 1.18Porque devemos ter comunhão uns com os outros

Cl 1.19-22O sangue da cruz

Cl 1.20Nosso Senhor maravilhoso

Cl 1.20Paz

Cl 1.23Como deve ser a nossa fé

Cl 1.23Sede firmes

Cl 1.27Nossa esperança

Cl 2.6Nossa unidade com Cristo segundo a carta aos Colossenses

Cl 2.12O que é a ressurreição de Cristo

Cl 3A vida de fé

Cl 3.1Buscai as coisas do alto

Cl 3.1Unificados com Cristo

Cl 3.1Nossa união com Cristo

Cl 3.5Avareza

Cl 3.11O cuidado de Deus

Cl 3.12-15As vestes do novo homem

Cl 3.12Escolhidos de Deus

Cl 3.23Como devemos servir ao Senhor?

Cl 3.24Um com Cristo

Cl 4.2Ore

Cl 4.12-13Epafras

1Ts 1Jovens cristãos exemplares

1Ts 1.9Dados pessoais do crente

1Ts 1.10Passos na vida de fé

1Ts 2.1-12O servo exemplar

1Ts 2.4Nós honramos nosso Deus:

1Ts 3.6Nossas atitudes para com os servos de Deus

1Ts 3.12Nossa responsabilidade para com os outros, diz que devemos:

1Ts 4.1-3Uma exortação necessária

1Ts 4.7Um chamado triplo

1Ts 4.16A volta de Cristo

1Ts 4.17O que acontecerá quando Jesus voltar

1Ts 4.18Privilégios mútuos dos cristãos

1Ts 4.18O Deus de toda consolação

1Ts 5Os ricos conselhos em 1Ts 5 dizem que devemos:

1Ts 5.2O Dia do Senhor

1Ts 5.10A morte do Senhor

1Ts 5.13Paz uns com os outros

2Ts 1.3Degraus na vida de fé

2Ts 1.7O que é a volta de Cristo

2Ts 2.13Nós fomos escolhidos para:

2Ts 2.13-17Colocações preciosas em 2Ts 2.13-17

1Tm 1.12-17A grande experiência de Paulo

1Tm 1.12-14Um belo testemunho

1Tm 1.15Uma mensagem maravilhosa

1Tm 1.15Quatro descrições de nossa vida

1Tm 1.18Nosso combate

1Tm 2.1-4Nós oramos

1Tm 2.3-6Nosso Salvador

1Tm 2.4Por que missões?

1Tm 2.5A oração

1Tm 3.9A consciência

1Tm 3.15Sete retratos da igreja, como:

1Tm 3.16Sete verdades preciosas

1Tm 4.1Os ensinos de demônios

1Tm 4.1A igreja de Satanás

1Tm 4.6Boas coisas na primeira carta a Timóteo

1Tm 5.4Vivendo Deus na família

1Tm 6.6A piedade conforme a primeira carta a Timóteo

1Tm 6.18Sempre prontos para:

1Tm 6.18Boas obras

2Tm 1.7O que é o Espírito Santo

2Tm 1.8-10O testemunho de um prisioneiro

2Tm 2Oito indicações para um servo de Cristo

2Tm 2.1-6O cristão, um soldado

2Tm 2.3Soldados de Davi

2Tm 2.21Vários tipos de vasos

2Tm 3.4O homem natural ama:

2Tm 3.16-17A Palavra de Deus

2Tm 3.16Deus fala-nos por meio:

2Tm 3.16Sete fatos sobre a Bíblia

2Tm 4.2-5Sete bons conselhos a pregadores da Palavra

2Tm 4.2Como devemos pregar!

2Tm 4.2O cristão e a Bíblia

2Tm 4.2Pregue a Palavra

2Tm 4.2Prega a palavra

2Tm 4.5Timóteo

2Tm 4.6-8Eu estou pronto

2Tm 4.8Uma bonita comparação

2Tm 4.10Cegos

Tt 1.2Coisas que o Deus Todo-Poderoso não pode fazer

Tt 1.11Os falsos mestres

Tt 2.10Características dos filhos de Deus

Tt 2.11-14Sete coisas maravilhosas em Tt 2.11-14

Tt 2.11-14A graça de Deus se manifestou

Tt 2.11A salvação de Deus

Tt 2.13A volta de Cristo

Tt 2.13Coisas exemplares

Tt 2.13O que a volta de Cristo é

Tt 2.13Nós aguardamos o Senhor

Tt 2.14Jesus morreu por nós, para:

Tt 2.14Estamos libertos

Tt 3.4-9Pecadores por natureza

Tt 3.5O que não é a conversão

Tt 3.5Um grande contraste

Tt 3.5A transformação do pecador

FmComunhão quíntupla

Hb 1.1-3Cristo em Hb 1.1-3

Hb 1.1O falar de Deus

Hb 1.1Deus fala…

Hb 1.1O falar de Deus pelo Filho

Hb 1.3Purificação

Hb 2.3A nossa salvação de acordo com Hebreus

Hb 2.3Como nós escaparemos?

Hb 2.4A verdadeira testemunha de Cristo

Hb 2.9-11O Autor da nossa salvação

Hb 2.9O Senhor Jesus

Hb 2.10-11O Autor da salvação

Hb 2.10Títulos do Senhor

Hb 2.14Porque Jesus se tornou homem

Hb 2.14A cruz de Cristo

Hb 2.14A ressurreição de Jesus

Hb 2.15Verdadeiro descanso

Hb 2.17Nosso Sumo sacerdote

Hb 2.18Nosso Senhor pode:

Hb 3.1Um povo celestial: o povo de Deus

Hb 3.1Nossa vocação

Hb 3.6A casa de Deus

Hb 3.14Participantes de Cristo

Hb 4.12O poder da palavra de Deus

Hb 4.12Comparações da Palavra de Deus

Hb 4.13Devemos estar preparados para:

Hb 4.15Como é o nosso sumo sacerdote

Hb 5.5Nosso sumo sacerdote

Hb 6.10Deus não se esquece

Hb 6.18É impossível…

Hb 7Melquisedeque

Hb 7.24Jesus como nosso sumo sacerdote

Hb 7.25Nós cremos que:

Hb 7.25Nós chegamos a Jesus para:

Hb 7.25Três olhares para Jesus

Hb 7.25Cristo, o grande Redentor

Hb 7.25Cristo, o Sumo Sacerdote

Hb 7.25O Salvador e os salvos

Hb 7.26Cristo: nosso exemplo

Hb 8.8-12A nova aliança

Hb 9.15Nossa herança

Hb 9.22Perdão

Hb 9.22Sem derramamento de sangue

Hb 9.22O sacrifício remidor de Cristo

Hb 9.26Por que o Senhor morreu?

Hb 9.27Depois disto, o juízo…

Hb 9.27Prepara-te para te encontrares com Deus

Hb 9.28O que Cristo é

Hb 10O que o Senhor é para nós em Hb 9—10

Hb 10.10A morte de Cristo na cruz e suas consequências

Hb 10.12Jesus como homem

Hb 10.19-22Nosso lar

Hb 10.19Devemos realmente ser alegres, por quê?

Hb 10.19Em Cristo

Hb 10.22Nosso coração na carta aos Hebreus

Hb 10.23O Criador é fiel

Hb 10.35Sete coisas grandes em Hebreus

Hb 11O que é um cristão?

Hb 11.1O que é a fé?

Hb 11.4O primeiro homem de fé da Escritura

Hb 11.5Enoque

Hb 11.6Venham

Hb 11.6O chamado de Deus

Hb 11.7Homens de fé são homens:

Hb 11.7Tenha coragem

Hb 11.7Noé

Hb 11.8-16O supremo alvo das promessas: o lar celeste

Hb 11.8-10Um peregrino exemplar

Hb 11.16O que é o céu?

Hb 11.24-27Firme como quem vê aquele que é invisível

Hb 11.27Nós devemos na fé:

Hb 12Exortações em Hb 12

Hb 12.1-2Nossa corrida

Hb 12.1Atletas no estádio

Hb 12.2Consagração sétupla

Hb 12.2A morte de Cristo

Hb 12.2Ele suportou a cruz

Hb 12.3O que olhar para a cruz opera

Hb 12.6O amor de Deus

Hb 12.22-24Um antegozo do céu

Hb 12.24O sangue que fala

Hb 12.25Salvação rejeitada

Hb 13Bons conselhos em Hb 13

Hb 13.1Tipos de amor

Hb 13.5Contentamento

Hb 13.5Promessas preciosas para cada dia

Hb 13.5bUma promessa maravilhosa

Hb 13.6O Senhor, nosso auxílio

Hb 13.8Jesus: o que ele é

Hb 13.12Cristo, que se ofereceu por nossos pecados

Hb 13.14A beleza da glória vindoura

Hb 13.15O sacerdócio dos crentes

Hb 13.21Boas regras para filhos de Deus

Tg 1O que devemos fazer?

Tg 1.2O que os filhos de Deus podem fazer

Tg 1.5O Deus que dá liberalmente

Tg 1.6Obstáculos da oração

Tg 1.12Seu galardão será muito grande

Tg 1.18Nomes da Bíblia

Tg 1.21O que devemos fazer com a palavra de Deus

Tg 1.23A

Você chegou ao final dessa amostra. Cadastre-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de A Bíblia do Pregador - Almeida Revista e Atualizada

4.0
7 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor