Curta este título agora mesmo, além de milhões de outros, com um período de avaliação gratuita

Apenas $9.99/mês após o período de testes. Cancele quando quiser.

As mais belas preces de Nossa Senhora

As mais belas preces de Nossa Senhora

Ler amostra

As mais belas preces de Nossa Senhora

avaliações:
4.5/5 (2 avaliações)
Comprimento:
312 páginas
2 horas
Lançado em:
Sep 24, 2014
ISBN:
9788527615266
Formato:
Livro

Descrição

Nossa Senhora deve fazer parte de todos os momentos da nossa vida. Seja na adversidade ou na graça, a Mãe de Jesus e da humanidade, tem que ser sempre lembrada. Por meio desta linda obra, o autor J. Alves apresenta uma seleção de preces, como: preces diárias do cristãos; preces em louvor a Nossa Senhora da Assunção; preces da Igreja à Maria; preces dos Santos à Maria; preces populares à Nossa Senhora, para nos aproximar mais da Santa Mãe diariamente.

Adquirindo esta obra, o leitor estará colaborando com a "Missão Moçambique Claretiano Solidário na África".
Lançado em:
Sep 24, 2014
ISBN:
9788527615266
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a As mais belas preces de Nossa Senhora

Livros relacionados

Amostra do Livro

As mais belas preces de Nossa Senhora - J. Alves

Rosário

PRECES DIÁRIAS DO CRISTÃO

VINDE A MIM, VÓS TODOS QUE ESTAIS AFLITOS SOB O FARDO, E EU VOS ALIVIAREI. (Mt 11,28)

Sem a prece, segundo a providência ordinária de Deus, serão inúteis todas as meditações, todos os propósitos e todas as promessas. Deus não concede senão a quem reza, e reza com perseverança. A prece consiste propriamente na elevação da alma a Deus. (Santo Afonso Maria de Ligório – 1696-1787).

1. Sinal da Cruz

Fazemos o Sinal da Cruz para lembrar que fomos salvos pela Cruz de Cristo (1Jo 3,5; 4,10) e batizados em nome do Deus Trino: Pai, Filho e Espírito Santo (Mt 28,19). É uma prática muita antiga da Igreja, pois já no século II Tertuliano recomendava: Quando nos pomos a caminhar, quando saímos e entramos, quando nos vestimos, quando nos lavamos, quando iniciamos as refeições, quando vamos nos deitar, quando nos sentamos, nessas ocasiões e em todas as nossas demais atividades, persignamo-nos a testa com o Sinal da Cruz. (Tertuliano, 160-220 d. C).

Pelo sinal da santa cruz, livra-nos, Deus,

nosso Senhor, de todos os nossos inimigos

– visíveis e invisíveis.

Em nome do Pai e do Filho

e do Espírito Santo.

Amém.

2. Pai-Nosso

É a síntese de todo o Evangelho: Jesus ensinou-nos esta oração cristã insubstituível, o Pai-Nosso, um dia quando um dos discípulos, vendo-o rezar, lhe pediu: ‘Ensina-nos a rezar’ (Lc 11,1). A tradição litúrgica da Igreja usou sempre o texto de São Mateus (6,9-13).[Catecismo da Igreja Católica (CIC), 538].

Nosso exprime uma relação totalmente nova com Deus. Sempre que rezamos ao Pai, adoramo-lo e glorificamo-lo com o Filho e o Espírito. Em Cristo, somos o seu Povo e Ele é o nosso Deus, desde agora e para a eternidade. Dizemos, com efeito, Pai nosso, porque a Igreja de Cristo é a comunhão de uma multidão de irmãos que têm um só coração e uma só alma (At 4,32) (CIC, 584).

Pai nosso, que estais nos céus,

santificado seja o vosso nome;

venha a nós o vosso reino,

seja feita a vossa vontade,

assim na terra como no céu.

O pão nosso de cada dia nos dai hoje,

perdoai-nos as nossas ofensas,

assim como nós perdoamos

a quem nos tem ofendido,

e não nos deixeis cair em tentação,

mas livrai-nos do mal.

Amém.

3. Ave-Maria

Tendo em vista a sua singular interação com o Espírito Santo, a Igreja gosta de orar a Maria e de orar com Maria, para com ela louvar e invocar o Senhor. De acordo com as Escrituras, Maria mostra-nos o caminho que é o seu Filho, o único Mediador (CIC, 562).

Ave Maria, cheia de graça,

o Senhor é convosco.

bendita sois vós entre as mulheres,

e bendito é fruto do vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, Mãe de Deus,

rogai por nós, pecadores,

agora e na hora de nossa morte.

Amém.

4. Glória ao Pai

Ó meu Deus, Trindade que eu adoro… pacificai a minha alma; fazei dela o vosso céu, a vossa morada querida e o lugar do vosso repouso. Que eu não vos deixe nunca só, mas que esteja lá, com todo o meu ser, toda vigilante na minha fé, toda em adoração, toda oferecida à vossa ação criadora. (Beata Isabel da Trindade)

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre.

Amém.

5. Creio

Símbolo Apostólico

A Igreja sempre procurou transmitir a fé usando uma linguagem clara e comum a todos os fiéis. O Creio ou Símbolo Apostólico é uma síntese da fé expressa em formato resumido, com as profissões de fé (CIC, 33-35). Desde as origens cristãs, os fiéis têm professado sua fé na Santíssima Trindade, pois é em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo que somos batizados (Dt 6,4; Mt 28,19) (CIC, 34). Portanto, rezar o Creio é reafirmar a nossa fé no Deus único, vivo e verdadeiro (Mc 12,29) e renovar as promessas do nosso batismo (CIC, 36), sabendo que Ele é fiel e misericordioso (Jo 3,16-17) e pronto a nos perdoar (CIC, 40).

Creio em Deus Pai todo poderoso,

Criador do céu e da terra;

e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor,

que foi concebido pelo poder do Espírito Santo;

nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos,

foi crucificado, morto e sepultado;

desceu à mansão dos mortos;

ressuscitou ao terceiro dia;

subiu aos céus, está sentado à direita

de Deus Pai todo poderoso,

donde há de vir a julgar os vivos e os mortos.

Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica,

na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados,

na ressurreição da carne, na vida eterna.

Amém.

6. Invocação ao Espírito Santo

Vinde, Espírito Santo,

enchei os corações de vossos fiéis

e acendei neles o fogo de vosso amor.

Enviai o vosso Espírito Santo

e tudo será criado

e renovai a face da terra.

OREMOS:

Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

7. Bênção contra a Tristeza

Fortalecer a fé, a confiança e o amor a Deus

Quando Deus andou no mundo,

no domingo da Ressurreição,

encontrou senhor São Pedro,

com grande dor no coração.

Disse: – Que é que tens, Pedro?

– É tristeza, Senhor.

– Pedro, esta tristeza não vale nada.

Eu vim trazer Paz e o Espírito Santo.

Apega com as cinco chagas e serás valido.

Rezar o Pai-Nosso e a Ave-Maria em honra

do Divino Espírito Santo.

8. Invocação à Maria

Começar bem o dia

Doce Mãe, não me deixeis;

vosso olhar de mim não afasteis;

vinde comigo a toda parte e só nunca me deixeis;

e já que me protegeis tanto como verdadeira Mãe,

me abençoe o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Amém.

9. Oferecimento

Humildes, oferecemos a vós, Virgem pia,

estas preces, porque em nossa guia

vades vós adiante e, na agonia,

vós nos animeis, ó doce Maria!

Amém.

10. Oremos

Suplicantes, vos rogamos, Senhor Deus,

que concedais a vossos servos

lograr perpétua saúde do corpo e da alma

e que, pela intercessão gloriosa

da bem-aventurada sempre Virgem Maria,

sejamos livres da presente tristeza

e gozemos da eterna alegria,

por Cristo Nosso Senhor.

Amém.

EM LOUVOR A NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO

O dogma da Assunção foi proclamado pelo Papa Pio XII, no dia 1º de novembro de 1950, festa de todos os santos, dando origem à devoção a Nossa Senhora da Assunção e à festa da Assunção de Maria, celebrada a 15 de agosto.

Na Constituição Apostólica Munificentissimus Deus (MD), Pio XII definiu o dogma da Assunção de Nossa Senhora em corpo e alma ao céu. O papa afirmou ao escrever: A imaculada Mãe de Deus, a sempre virgem Maria, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial (MD, 43).

11. Jaculatórias e invocações

A jaculatória é uma breve prece que brota do coração, como um jato de água da fonte. É uma forma de rezar que reporta aos monges da antiguidade e nos permite invocar a proteção de Deus, da Virgem e dos santos em qualquer tempo e lugar. Apresentamos a seguir alguns exemplos dessa breve e poderosa prece.

Doce Coração de Maria, sede nossa salvação.

Coração de Maria, intercedei por nós.

Maria, Coração da Igreja, rogai por nós.

Coração fiel de Maria, intercedei por nós.

Imaculada Rainha da Paz, dai-nos a paz.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós!

Imaculado Coração de Maria, sede a nossa salvação.

Nossa Senhora da Providência, providenciai.

Ó Virgem Aparecida, fiel e seguro norte, alcançai-nos graças na vida, favorecei-nos na morte.

Ó Virgem Aparecida, sacrário do Redentor, dai à alma desfalecida vosso poder e valor.

Ó Virgem dolorosíssima! As vossas lágrimas derrubaram o império do mal.

Senhora Aparecida, milagrosa Padroeira, sede nossa guia nesta mortal carreira.

Ó Maria, esteja sobre nós a vossa bondade.

Maria, minha Mãe Santíssima, alcançai-me a graça de ser fiel ao amor de Deus até o fim.

Rosário de Nossa Senhora

O Rosário é, por natureza, uma prece orientada para a paz, precisamente porque consiste na contemplação de Cristo, Príncipe da paz e nossa paz (Ef 2,14). Quem assimila o mistério de Cristo – e o Rosário visa a isso mesmo – apreende o segredo da paz e dele faz um projeto de vida. Além disso, devido ao seu caráter meditativo com a serena sucessão das Ave-Marias, exerce uma ação pacificadora sobre quem o reza, predispondo-o a receber e experimentar no mais fundo de si mesmo e a espalhar ao seu redor aquela paz verdadeira que é um dom especial do Ressuscitado. (cf. Jo 14,27; 20,21) [João Paulo II. Rosarium Virginis Mariae (RVM), 40]

A prece do santo rosário, para o católico consciente, não é uma fórmula de orar, mas uma escola de espiritualidade mariana, pela qual se chega a uma interioridade do mistério redentor e santificador da vida, Jesus Cristo, iniciado em Maria e terminado na ressurreição. (Elias Leite. O Rosário de Nossa Senhora. 6. ed. São Paulo: Ave Maria, p. 27, 2005.)

12. Preces Iniciais

– Em nome do Pai.

– Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

– Amém.

13. Oferecimento do Terço

Divino Jesus,

em vosso nome nos reunimos hoje,

para a prece de louvor à vossa e nossa Mãe

pelos mistérios da nossa redenção,

contemplados neste terço do santo rosário.

Concedei-nos, por intercessão de tão Santa Mãe,

as graças que nos são necessárias

para rezá-lo bem e merecer, de vossa misericórdia,

os frutos espirituais desta santa devoção.

Creio

Pai-Nosso

Ave Maria, cheia de graça (3x)

Santa Maria Mãe de Deus (3x)

Glória ao Pai

14. Invocação

– Ó meu Jesus, perdoai-nos e

livrai-nos do fogo do inferno,

levai as almas todas para o céu e socorrei

principalmente as que mais precisarem.

Abençoai o Santo Padre, o papa,

o nosso bispo diocesano e todo o Povo de Deus.

Para a reza do terço, apoiamo-nos no belo comentário ao rosário de Elias Leite, no qual é proposto uma recitação do terço de forma dinâmica e mais espiritual, fundamentadas nas passagens bíblicas dos 20 mistérios:

Você chegou ao final desta amostra. Inscreva-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas pensam sobre As mais belas preces de Nossa Senhora

4.5
2 avaliações / 0 Análises
O que você acha?
Classificação: 0 de 5 estrelas

Avaliações de leitores