Comece a ler

O elo invisível

Notas:
110 páginas1 hora

Resumo

Existe quase sempre um elo, um aro, um anel, uma fotografia, um medalhão… objeto ou ideia que nos liga a algo ou a alguém. Afinal, não somos nós gregários e elementos da tribo? De uma qualquer tribo, a qual e por vezes, apenas acidental e circunstancialmente integramos, mal conhecendo o(s) outro(s) e a ele(a) nos ligando por um qualquer fio condutor geralmente por demais invisível ao olhar e sentir do outro elo. O da união. Do comum. Da partilha. (...) A escrita é limpa. Depurada. Despojada de adereços mas fulgente como a vida. A vida sem concessões.
— Paulo Neto, director da revista literária "aquilino"

Leia no app do Scribd

Baixe o app gratuito do Scribd para ler a qualquer hora, em qualquer lugar.