Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Considerações Sobre a Arte e a Existência

Considerações Sobre a Arte e a Existência

Ler a amostra

Considerações Sobre a Arte e a Existência

Duração:
30 páginas
24 minutos
Lançados:
3 de fev. de 2019
Formato:
Livro

Descrição

No dia em que o raciocínio e a vida se conheceram, casaram e tiveram filhos. Esta frase tosca podia muito bem ser um pouco digno fio condutor para a clarividência das orações deixadas pelo autor, traduzidas num almejo de alma contra a relativização dos valores, cada vez menos fundamentais, perdidos em desonra por qualquer boa, média ou fraca razão, mas também em desfavor do pré-estabelecido, grito de revolta.
Johnny Almeida

Lançados:
3 de fev. de 2019
Formato:
Livro

Sobre o autor


Amostra do livro

Considerações Sobre a Arte e a Existência - André Consciência

Título: Considerações Sobre a Arte e a Existência

Autor: Emanuel R. Marques

Editora: Abismo Humano

Capa: André Consciência

Prefácio: Johnny Almeida

© Abismo Humano, 2019

Prefácio

Em sinopse: no dia em que o raciocínio e a vida se conheceram, casaram e tiveram filhos. Esta frase tosca podia muito bem ser um pouco digno fio condutor para a clarividência das orações deixadas pelo autor, traduzidas num almejo de alma contra a relativização dos valores, cada vez menos fundamentais, perdidos em desonra por qualquer boa, média ou fraca razão, mas também em desfavor do pré-estabelecido, grito de revolta O que existe não satisfaz. Talvez por ser fraco, talvez por ser fraquinho. Como se ele estivesse numa canoa de papel a tentar subir na corrente de um rio rápido. Só vamos ser loucos até termos o conforto da razão, mas vivemos na iminência desconfortável de nunca a vir a ter. É essa a função de quem pensa: ser assumidamente louco, sem medo do rótulo que lhe colam na testa, ou nas costas, ou no peito, ou onde for. A beleza, quase poética, desta fragilidade é essa ambivalência de sermos olhados de lado, mas, no segundo que se coloca a seguir, ser-nos apertada a mão em sinal claro de reconhecimento. É como que se descobríssemos que aquele homem de barbas longas e sobrancelhas fartas, afinal não tem cabelos no cocuruto. Só o descobrimos porque olhamos de um ângulo diferente, mais ao lado e mais de cima. É justo afirmar que se questiona a própria da existência, esse grande chavão para o qual todos tentamos desenhar um sentido, pela mesma forma que é justo afirmar que alteramos a praia por cada vez que levamos areia nos calções para casa. Por mais pequeno, ou não, que seja aquilo que se pensa, nada fica igual.

Posto isto, é correcto dizer que num universo cheio de dogmas e frases feitas é preciso quem abane edifícios ao pontapé. Também o será necessário neste globo onde se desbarata o que se sente e se fica mal

Você chegou ao final dessa amostra. para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Considerações Sobre a Arte e a Existência

0
0 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor