Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

A mulher orientada pelo Espírito de Deus: Mulheres do Novo Testamento que a auxiliam em suas escolhas

A mulher orientada pelo Espírito de Deus: Mulheres do Novo Testamento que a auxiliam em suas escolhas

Ler a amostra

A mulher orientada pelo Espírito de Deus: Mulheres do Novo Testamento que a auxiliam em suas escolhas

notas:
2.5/5 (3 notas)
Duração:
224 páginas
4 horas
Lançados:
16 de set. de 2019
ISBN:
9781646410576
Formato:
Livro

Descrição

"Fixando seu olhar no minúsculo orifício, Dorcas colocou a linha na agulha e começou a costurar usando os panos que tinham em suas mãos. Ela era uma mulher cheia de compaixão pelos necessitados, uma mulher na missão de fazer e prover roupas para os pobres e as viúvas. E acima de tudo isso, era uma mulher que cumpria a vontade de Deus para sua vida usando as habilidades e os recursos de que dispunha."
A mulher orientada pelo Espírito de Deus destaca mulheres de Novo Testamento que tinham diante de si o desafio de servir a Deus na Igreja nascente. Em cada uma das histórias, você testemunhará como o Espírito Santo guiou cada uma delas usando as suas habilidades e dons em diferentes contextos.
Convidamos você a refletir sobre a tarefa que Deus lhe deu, à medida que se aprofunda nas histórias dessas mulheres que empreenderam seus dons e talentos no serviço ao Senhor. Descubra como o Espírito de Deus pode operar em sua vida para ajudá-la a fazer escolhas sábias e realizar a Sua vontade.
Lançados:
16 de set. de 2019
ISBN:
9781646410576
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a A mulher orientada pelo Espírito de Deus

Livros relacionados

Amostra do livro

A mulher orientada pelo Espírito de Deus - Alice Mathews

Para todas as minhas ex-alunas do Seminário Teológico Gordon-Conwell que agora carregam a tocha em nome de Cristo e de Seu reino. Avante!

Sumário

Introdução

Confiando na orientação do Espírito de Deus

Joana

O Espírito de Deus usa as dificuldades para nos orientar

Dorcas

O Espírito de Deus usa nossas habilidades para nos orientar

As famintas viúvas gregas

O Espírito de Deus nos orienta por meio de exemplos negativos

Lídia

O Espírito de Deus nos orienta por meio da insatisfação espiritual

Dâmaris

O Espírito de Deus nos orienta para a verdade em uma cultura enganosa

Priscila e Áquila

O Espírito de Deus nos orienta em eventos estressantes

Febe

O Espírito de Deus nos orienta como servas líderes

Júnia[s] e Andrônico

O Espírito de Deus nos orienta por meio de experiências que não valorizamos

Maria, Trifena, Trifosa, Pérside, Loide e Eunice

O Espírito de Deus nos guia por diferentes caminhos

Evódia e Síntique

O Espírito de Deus nos orienta para nos vermos como servas de Deus

Áfia e Filemom

O Espírito de Deus nos orienta em uma aliança abençoada

Algumas vezes Deus orienta as mulheres a entrar na liderança ministerial

Notas

Agradecimentos

INTRODUÇÃO

Confiando na orientação do Espírito de Deus

VOCÊ JÁ LUTOU com a questão do que fazer para reconhecer a vontade de Deus para sua vida? Talvez tenha ouvido um professor ou pastor falar sobre estar no centro da vontade do Senhor ou conhecer a vontade de Deus, no entanto, de alguma forma, escapou-lhe o como conectar-se a ela e entender o que isso realmente significa. Talvez esteja lutando com isso agora mesmo. Tem uma grande decisão a tomar e sente-se como se seu futuro estivesse pendurado por um fio a uma balança; não sabe qual a melhor escolha e precisa desesperadamente da orientação divina. Talvez esteja buscando seu propósito — o chamado de Deus para você nesta época de sua vida —, mas não tem certeza do que você tem a oferecer. Ou pode ser que almeje experimentar a presença e direção divinas mais claramente no decorrer das decisões corriqueiras do dia a dia. E agora adquiriu um livro intitulado A mulher orientada pelo Espírito de Deus na esperança de que ele derrame um pouco de luz sobre o que é ser guiada por Deus.

Este livro foi escrito para auxiliá-la nessa busca. Contudo, devo adverti-la: pode ser que você se surpreenda com as respostas que encontrará. Da mesma forma que fez com muitos personagens bíblicos, a orientação divina, muitas vezes, leva-nos a circunstâncias imprevisíveis, a descobertas surpreendentes e a escolhas que desafiam a cultura dominante. Se você realmente deseja ser uma mulher a qual o Espírito de Deus pode orientar, pode ser que vivencie o inesperado, mas não se aflija.

Acontece que a vontade não é um alvo a 50 passos à sua frente para o qual você, cuidadosamente, deve apontar sua única flecha, ou o perderá completamente. Deus não brinca conosco tornando Sua vontade para nós difícil de ser localizada e depois acertada em cheio. Ao contrário, Ele nos convida a um relacionamento no qual Ele abre uma porta agora, outra mais tarde e caminha conosco a cada passo ao atravessarmos cada uma dessas portas. Além disso, essas oportunidades são diversas para as diferentes mulheres em distintos tempos de nossa vida. Assim sendo, a vontade de Deus não é como as forminhas de cortar biscoitos que têm apenas um resultado possível. Por um lado, esse fato pode nos trazer alívio, mas, por outro, pode nos aterrorizar. E se a vontade de Deus para minha vida ou a escolha que Deus quer que eu faça for algo que eu não desejo? Ou algo que tenho certeza de não conseguir fazer? Ou, e se isso se contrapõe a algo que fui ensinada? As questões e a incerteza que você enfrenta podem ser desconcertantes, mas há a possibilidade de que também indiquem algo muito bom: Deus está agindo em sua vida fazendo algo novo, estendendo-lhe o convite para confiar a Ele seus questionamentos e o desconhecido.

Por exemplo, durante sua leitura bíblica, em algum momento você se deparou com algo no texto da Bíblia que a fez parar subitamente? Era algo totalmente inesperado, no entanto, lá estava na página bíblica. Já passei por essa experiência mais vezes do que posso contabilizar. Já me vi retornando muitas vezes a alguns versículos das Escrituras para ter certeza de que eu não os havia compreendido mal. Quando isso acontece, nossas ideias pré-concebidas podem ser drasticamente abaladas. E isso é bom! Em um sentido, a mesma dinâmica é verdadeira quando se trata de encontrar e seguir a vontade de Deus. Não há um único roteiro escrito para todos nós, e, na maioria das vezes, não há apenas uma resposta correta para as escolhas que enfrentamos. Em vez disso, nessas horas descobrimos que o Espírito de Deus nos tomou pela mão e nos mostrou algo que não havíamos pensado anteriormente, um novo caminho que conduz a uma direção inesperada.

O inesperado trabalho do Espírito de Deus nas mulheres e por meio delas

Uma direção inesperada e descobertas surpreendentes são exatamente o que encontrei há mais de 25 anos quando comecei a estudar e a ensinar sobre as mulheres da Bíblia. Nas páginas das Escrituras, descobri mulheres que atravessaram, de forma simples e corajosa, as portas que Deus lhes abriu. Foi então que comecei a vislumbrar uma série de três livros que explorariam como as mulheres da Bíblia se relacionavam com as três Pessoas da Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. Este livro é a última parcela desta série. O primeiro, A mulher que Deus usa, foi publicado pela primeira vez [em inglês] em 1990 e explora o que aprendemos das escolhas que as mulheres do Antigo de Testamento tiveram de fazer. O segundo, A mulher a quem Jesus ensina, foi publicado no ano seguinte e centrava-se nas mulheres a quem Jesus encontrou e ensinou enquanto Ele viajava pelas estradas empoeiradas dos arredores da Galileia, bem como indo e voltando de Jerusalém para as grandes festas da nação judaica. Agora que você já sabe que esses dois primeiros livros foram publicados há mais de 25 anos, pode estar se perguntando por que levei tanto tempo para concluir o último volume da série.

Eu queria ter escrito este livro anos atrás, mas sabia que precisaria de mais tempo para estudar os textos bíblicos antes de abrir meu notebook e começar a escrevê-lo. Se você já esteve numa situação na qual questionou aonde Deus poderia estar conduzindo-a, mas se deparou com obstáculos para cumprir a orientação divina, você pode hesitar enquanto aguarda por uma porta aberta. Era nesse ponto que eu estava naqueles anos passados à medida que estudava as mulheres nas igrejas do Novo Testamento para compor este livro. Continuamente encontrava mulheres do primeiro século que lideravam na igreja de maneiras que, possivelmente, não seriam confirmadas ou permitidas por algumas igrejas atuais. Enquanto estudava o apóstolo Paulo em suas variadas viagens missionárias, também percebi que ele frequentemente reconhecia e honrava algumas mulheres em suas cartas às muitas igrejas. Essas mulheres realizaram o inesperado, seguiram a orientação divina mesmo quando isso significava ir contra as expectativas religiosas e culturais da época. Além disso, elas eram líderes reconhecidas.

À medida que avançarmos observando as mulheres que Paulo menciona em suas epístolas, daremos uma olhada mais de perto ao assunto das mulheres na liderança ministerial. Por que o faríamos em um livro sobre seguir a orientação de Deus? Porque, se seguirmos os textos bíblicos, esse é, simplesmente, o lugar para onde um estudo das mulheres das igrejas do Novo Testamento nos leva. Se o apóstolo Paulo não tinha problemas com mulheres tal como Febe, Priscila, ou Júnia[s] liderando, porque deveria eu questionar como Deus as usou? Meu estudo nos conduz às histórias delas nas páginas a seguir.

Quer estudemos o Deus que conhecemos no Antigo Testamento, o Jesus nos evangelhos ou o Espírito Santo no restante do Novo Testamento, estaremos sempre falando do Deus triúno. Jesus ensinou a Seus seguidores em sua última refeição juntos, antes de Sua prisão, morte e ressurreição que Ele lhes enviaria o Espírito que continuaria Sua obra entre eles, guiando-os a toda a verdade (JOÃO 16:13). Para eles, há 2.000 anos, e para nós, atualmente, é o mesmo Espírito: podemos confiar no Espírito de Deus para nos ensinar o que é a verdade enquanto enfrentamos diariamente a vida em um mundo de falsidades.

Deus deseja que o conheçamos. Foi por isso que Jesus veio ao mundo: para nos revelar o coração de Deus. Em Sua vida e ensinos, enquanto aqui na Terra, Jesus personificou o Espírito de Deus. Conhecemos Deus porque o vemos em Jesus. Quando estudamos os quatro evangelhos, aprendemos muito sobre Deus por causa do que vemos em Cristo. Agora Jesus enviou o Espírito de Deus para nos guiar, para andar conosco, para nos ensinar e depois para agir por nosso intermédio para Cristo e para o Seu reino.

No entanto, para nos auxiliar na compreensão de como a orientação divina funciona, temos os exemplos concretos das mulheres do primeiro século que foram guiadas pelo Espírito de Deus de formas, às vezes, espantosas. Não devemos conjecturar sobre todas as maneiras pelas quais o Espírito de Deus pode estar nos conduzindo. Essas mulheres do primeiro século demonstram os muitos dos caminhos pelos quais o Espírito nos orienta e conduz.

O que significa ser uma mulher orientada pelo Espírito de Deus?

O Espírito de Deus (assim como o vento) se move em nossa vida e nos guia de formas diversas. Ele pode nos orientar por meio de nossas inabilidades, bem como de nossas habilidades. Algumas vezes, Ele nos conduz por meio de nossas circunstâncias, mas, em outras, abre portas a despeito das nossas circunstâncias. Outras vezes ainda, vemos a maravilhosa convergência de nossas preocupações e de nossas oportunidades que o Espírito de Deus usa para nos dirigir pelo caminho que tem para nós. E, às vezes, apenas devemos seguir adiante na escuridão, crendo que Deus está a nossa frente mesmo quando não conseguimos reconhecê-lo. Na verdade, descobri que, na maioria das vezes, tenho a tendência a reconhecer o Espírito me orientando pelo espelho retrovisor de minha vida. Isto é, vejo a mão de Deus depois do fato e de maneiras que eu não estava ciente no momento em que as situações convergiram para me empurrar em certa direção. Assim, o importante é que, quer no próprio momento ou depois, reconheço que o Espírito de Deus tem me orientado.

Este livro é sobre as muitas formas como o Espírito de Deus orientou as mulheres nas igrejas neotestamentárias. Pode ser que você se identifique com a experiência de uma delas e meneie a cabeça sobre a experiência de outra mulher sendo orientada pelo Espírito Santo. Tudo bem! A questão é a seguinte: o Espírito de Deus tratava as mulheres cristãs do primeiro século como indivíduos da mesma forma como nos trata individualmente hoje.

O que importa é que o Espírito já está trabalhando em nossa vida levando em consideração nossos contextos, dons e recursos singulares. Não perca de vista a mão de Deus nas circunstâncias que podem parecer normais de sua vida. Você é objeto do inesgotável amor de Deus, Aquele que não está distante, mas perto por intermédio do Espírito. Ele quer o melhor para você e está sempre agindo para guiá-la e orientá-la na direção correta. Você pode confiar-se a Deus, enquanto observa aquelas as manifestações de Deus em sua vida que são marcas da ação do Espírito em seu favor.

O que significa ser uma mulher que o Espírito de Deus pode orientar? No final das contas, resume-se a uma coisa: quando Deus abre uma porta inesperada ou emite um convite inesperado, diremos sim? Estamos dispostas a seguir aonde quer que a orientação divina nos leve (levar)? As mulheres do primeiro século que se tornaram líderes proeminentes nas igrejas eram aquelas que, passo a passo, disseram sim ao Senhor. Esse pode bem ser o único requisito para ser uma mulher guiada pelo Espírito de Deus.

Descanse confiando que responder afirmativamente a Deus não significa que nos encontraremos imersas em algo para o qual não temos habilidade ou interesse. O Espírito de Deus sempre trabalha com quem somos como indivíduos, do momento em que estamos na vida e no que pode ser um próximo passo natural para nós. Sei disso por experiência própria.

Anos atrás, enquanto eu ainda ministrava à juventude em nossa igreja, duas mulheres me convidaram para me unir a elas em um ministério de evangelismo com mulheres. Naquele momento, eu não tinha interesse particular em trabalhar com mulheres, mas ficou claro que era hora de dizer sim àquele convite. No processo, descobri as mulheres como meu ministério de vida. De lá para cá, isso foi sempre passo a passo, passo a passo. Comecei aprendendo tudo o que poderia sobre as preocupações e obstáculos enfrentados pelas mulheres. Aprendi como liderar estudos bíblicos especificamente voltados às necessidades femininas. Depois veio uma oportunidade de ministrar um curso sobre mulheres em um seminário local. À medida que as oportunidades de ensino se expandiam, senti-me conduzida a buscar estudos em um programa de doutorado que me levou a ainda mais oportunidades para ministrar a mulheres. Se alguém tivesse me dito tudo isso anos antes, para onde aquele primeiro sim eventualmente me levaria, eu ficaria embasbacada. Porém, o Espírito de Deus nos abre portas de forma tão natural que podemos responder afirmativamente a um novo desafio sem ficarmos estupefatas.

É assim que o Espírito de Deus nos guia: um passo por vez. É assim que guiou as mulheres do primeiro século que, mais tarde, tornaram-se líderes nas igrejas. É como Ele nos guia. Eu gostaria muito que você se unisse a mim enquanto caminhamos com o apóstolo Paulo e com outros ao redor do Império Romano, em meados do primeiro século. Algumas mulheres fascinantes estão trabalhando para Cristo e para Seu reino. Suas histórias nos relembram de que o Espírito Santo abre portas em lugares surpreendentes para mulheres que se dispõem a dizer sim para Deus.

Joana

O Espírito de Deus usa as dificuldades para nos orientar

DOT ERA MINHA melhor amiga e dividia o quarto do alojamento da faculdade comigo. Era dois anos mais velha que eu e exibia um espírito de você pode que me inspirava mesmo quando fazíamos coisas loucas juntas, ou conversávamos profundamente sobre assuntos eternos, ou ríamos das fraquezas humanas. Dot era franzina, mas nenhum desafio a levava a dizer: Não consigo. Mesmo que suas mãos fossem tão pequenas que mal podiam cobrir uma oitava no piano, ela conseguia tocar Polichinelle, de Rachmaninoff, com vigor. Um dia, ela se convenceu de que Deus queria que ela o servisse como missionária. Estudou medicina para missões e depois ganhou um brevê para pilotar aviões. Após um breve noivado com um colega que se parecia com o Hulk, acabou se casando com seu melhor amigo de infância, o gentil Charles, e viajaram juntos para o leste da África onde planejavam passar toda a vida servindo na Eritreia.

No tempo certo, Deus lhes deu um filho. Contudo, após o nascimento de Mark, Dot — a invencível — descobriu que seus músculos não mais seguiriam suas ordens. Outros sintomas se instalaram, o que confundiu os médicos missionários. Quando foi enviada a Nova Iorque para obter um diagnóstico, ela descobriu que tinha esclerose múltipla, uma doença sobre a qual se conhecia muito pouco nos anos 1950. Aconselhada a mudar-se para Tucson, no Arizona, por causa do clima mais seco, Charles e Dot trocaram de marcha e se afastaram do sonho missionário para uma nova realidade. Como não estavam mais ligados a uma agência missionária, perderam toda sua fonte de renda. Como Charles conseguiria sustentar Dot e o pequeno Mark? À medida que a enfermidade avançava pelos próximos 15 anos, Charles ensinou em escolas públicas enquanto conquistava seu doutorado e, mais tarde, tornou-se um professor universitário de História. Mais adiante, na Sexta-feira Santa de 1971, Dot partiu para estar com Jesus deixando Charles, muitos amigos e eu aos prantos pela perda dessa mulher incrível.

Não compreendemos essas reviravoltas da vida. Ao mesmo tempo que a enfermidade de Dot mudou drasticamente

Você chegou ao final dessa amostra. para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de A mulher orientada pelo Espírito de Deus

2.7
3 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor