Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Conquistar é fácil, difícil é manter: como manter o seu relacionamento
Conquistar é fácil, difícil é manter: como manter o seu relacionamento
Conquistar é fácil, difícil é manter: como manter o seu relacionamento
E-book141 páginas1 hora

Conquistar é fácil, difícil é manter: como manter o seu relacionamento

Nota: 4 de 5 estrelas

4/5

()

Ler a amostra

Sobre este e-book

SALVE SEU RELACIONAMENTO!
Mate o príncipe encantado que há dentro de você! Todo relacionamento é na verdade um espelho de condutas. Se você cobra muito, você dá o direito de ser cobrada. Se você torna-se uma pessoa chata, ciumenta, insegura, você dá margme para que ele te enxergue desta maneira, o que fará com que todas as suas qualidades sejam encobertas pelos seus defeitos. O segredo dos relacionamentos perfeitos, é saber que relacionamentos perfeitos não existem. A partir do momento em que você coloca isso na cabeça, você passa a entender que os dois terão suas parcelas de culpa e de acerto o tempo inteiro. Aquela história do "felizes para sempre" só vai existir se você fizer a sua parte e ele a dele. E como infelizmente não podemos enfiar este livro dentro da cabeça do seu respectivo parceiro, é você que terá que conduzir fazendo a sua parte, para que ele COPIE e faça a dele.
Lembre-se da máxima: Se a pessoa está com você, é porque é contigo que ela quer estar.

Você já perguntou porque ele estava estranho? Já se irritou com o fato dele querer sair sozinho com os amigos? Ele demora para esquecer uma briga? Acha que ele está diferente com você? Acha que as redes sociais e celular só servem para causar desentendimentos? Ele tem filhos de outros casamentos? Vocês namoram a distância? Os horários não batem? Querem morar juntos? Casar? Ele não gosta dos seus amigos? Você fica preocupada com o passado dele? Ele acha que você faz drama? Você tem mania de fuçar nas coisas dele? Ele reclama de tudo? Tem sempre alguém fazendo intriga no seu relacionamento? Você espera que ele peça desculpas e nem sempre ele faz isso? Ele não te ajuda em casa? Mesmo que muitas destas situações não se encaixem no seu relacionamento de hoje, é sempre bom sabermos como sair delas, caso algum dia venha acontecer. Saiba criar laços, se tornar inesquecível, deixar marcas. Aprenda a fazer coisas diferentes, surpresas, viver a vida da melhor forma possível ao lado de quem você quer.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento18 de set. de 2019
ISBN9786580957019
Conquistar é fácil, difícil é manter: como manter o seu relacionamento
Ler a amostra

Relacionado a Conquistar é fácil, difícil é manter

Ebooks relacionados

Categorias relacionadas

Avaliações de Conquistar é fácil, difícil é manter

Nota: 4 de 5 estrelas
4/5

4 avaliações0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    Conquistar é fácil, difícil é manter - Paula Cassim

    agarre-o.

    1. Diretamente para as inseguras de plantão...

    De repente você está com ele!

    Sim, justamente com aquele cara que você sempre quis estar. Estão juntos, namorando, noivos, casados!

    Seja qual for a nomenclatura, seja de qual forma for, apenas JUN-TOS!

    Aí, em vez de você aproveitar os bons momentos, fazer valer a pena cada instante, você simplesmente passa a se preocupar com o ...e SE?.

    ...e SE ele estiver me traindo?

    ...e SE ele não estiver onde disse que estaria?

    ...e SE ele está pensando em me trocar?

    São tantos ...e SE? que você acaba colocando sua vida, seus planos, os planos à dois e tudo o que estão construindo juntos na lata do lixo. E para quê?

    Um belíssimo DOM que temos é o da IMA- GINAÇÃO. Com ele podemos voar, criar, recriar, fazer acontecer.

    Acontece que se você imaginar muito acabará realmente vivendo em uma realidade paralela aquilo que de fato acontece.

    Acorda para a vida: Esqueça isso de que o HOMEM apronta quando vai beber com os amigos... isso acontece no máximo com os SOLTEIROS. Os comprometidos SE QUISEREM aprontar farão de outra maneira.

    Quando nos colocamos dentro de um relacionamento, fazemos isso simplesmente porque queremos viver o relacionamento, e isso não inclui terceiras pessoas. Ninguém pensa em ter outras pessoas no meio do percurso. Ninguém, é claro, que tenha índole, que saiba que na vida há coisas mais importantes para se preocupar, e que relacionamento é coisa séria e para ser vivida intensamente e da melhor forma.

    Recado: Pense muito em você mesma, nas coisas que você quer ter, nas coisas que você quer fazer.

    Manual do barco: Se você continuar andando no barco dele, ele te coloca para fora a hora que ele quiser, deixa você para trás e você além de ter que continuar nadando, vai ter que voltar e construir um barco só para você e SOZINHA... Por isso, faça as coisas para VOCÊ, para o seu bem-estar. Viva a sua vida, não a dos outros.

    Só mais uma coisinha: Não ande de barco, pilote sua própria lancha!

    2. Evite brigas e discussões desnecessárias

    Muitos dizem que as brigas esquentam a relação. Dizem isso porque depois da briga NORMALMENTE vem o fazer as pazes, que é aquele momento único de paixão e de alívio por tudo ter ficado bem. Ocorre que, se as brigas passam a ser rotineiras, vocês acabarão criando um desgaste.

    Acontece da seguinte forma: Hoje vocês brigam por causa de uma coisa boba. Amanhã por causa de outra coisa boba. Daqui uma semana por outro motivo bobo. O copo então vai se enchendo de discussões bobas até que uma gota de uma nova discussão boba pinga dentro do copo e tudo transborda para fora, criando o famoso termo foi a gota d’água. Como eu disse, uma discussão boba não faz mal. Mas duas, três, e a frequência com que elas passam a acontecer, sim. Tudo na vida é questão de percepção. Se você começa a perceber que estão discutindo muito por coisas bobas, não pense que é o normal de todo casal e sim que devem começar a alterar as coisas para que essas discussões não ocorram mais. Conheço casais que namoraram dez anos e se separaram logo nos primeiros meses de casamento, simplesmente porque o homem deixava a tampa da privada levantada, a mulher, a toalha molhada pendurada na porta do quarto, o homem o tênis no canto da sala em vez de guardar e, a mulher por arrumar as revistas que o homem deixava em cima da mesa para ler depois. Coisas extremamente bobas, porém que diariamente acabavam irritando um ao outro, que ao invés de ir lá e arrumar ou deixar como estava e respeitar o jeito e o espaço do outro, acabavam criando discussões que mais tarde tomariam proporções enormes, afinal de contas, a discussão começa por conta de um copo dentro da pia que o homem não teve a coragem de passar uma aguinha, e acaba com xingamentos por conta do jeito que ele olha para ela enquanto ela come.

    E tudo isso vai ganhando grandes proporções devido ao acúmulo de discussões contabilizadas semanalmente. Não se esqueça também que toda discussão faz com que um pouco da atração desapareça. Afinal de contas, quem consegue sentir atração por alguém que cria encrenca por tudo o tempo inteiro? Por mais amor, paixão que exista, as pessoas se relacionam para ter paz, para se divertirem juntos, para juntos praticarem momentos ótimos, diferentes, conhecendo luga-res, dividindo alegrias, e um se apoiando no outro nos momentos não tão bons. Ninguém se relaciona com outra pessoa a fim de ter alguém para discutir, brigar, apontar o dedo, julgar, muito menos criticar. Para essas tarefas existirão os irmãos mais velhos, mais novos, os primos e os coleguinhas da escola. Ele não quer uma MÃE. Se ele quisesse uma mulher que ficasse o tempo todo chamando a atenção dele porque ele largou as coisas fora do lugar, não ajudou nas tarefas domésticas, ou criticando-o pelo que ele fez ou deixou de fazer, ele continuaria morando com a mãe e não precisaria se relacionar com outra pessoa. Não seja chata. Seja leve. Discuta o mínimo possível.

    3. Se a pessoa está quieta, deixe-a quieta

    Uma das coisas que mais irritam uma pessoa é ficar escutando frases do tipo você está estranho, te fiz alguma coisa?, você está diferente, você está bravo comigo?.

    Aprenda: Nem tudo tem a ver com você. O mundo não gira ao seu redor. Todos nós temos problemas e não necessariamente precisamos sair por aí contando exatamente todos eles. ACHAMOS que por ter um relacionamento o outro tem que se abrir 24 horas por dia, contar todas as discussões que tem no trabalho, contar sobre as dívidas, sobre os problemas familiares e de ordem financeira. Acontece que ninguém é obrigado a dividir absolutamente nada que não queira dividir. É certo que relacionamento serve também para que um dê apoio ao outro, ajude nas dificuldades, esteja sempre ali para o que der e vier, mas você tem que entender que cada um tem uma forma de agir e de pensar e nem todo o mundo pensa como você. Você pode conquistar uma dívida amanhã, ficar com o nome sujo e talvez por vergonha não querer dividir esse deslize com seu companheiro. É NORMAL. Até arrumar sua situação, pode ser que você fique um pouco irritada, preocupada e acabe demonstrando isso pela forma como fala, ou acaba ficando quieta sem ter vontade de conversar. Nesse momento, a parte contrária vai ficar te questionando o porquê você está estranha, diferente, e você dirá que não tem nada a ver com ele, que você simplesmente está na sua. A pessoa, por sua vez vai ficar insistindo e pode até criar uma discussão achando que é com ele. Eu quis usar este exemplo para você perceber como é super normal acontecer esse tipo de situação até com você mesma. Então, na próxima vez que a pessoa com quem você está se relacionando estiver distante, na dele, falando pouco, o melhor a fazer é deixá-lo quieto. Evite perguntinhas desnecessárias, evite levar assuntos que o podem aborrecer ainda mais, justamente para que não sobre para você. Numa dessas, ele pode acabar descontando em você todo o nervosismo.

    Então a regra é clara: O problema é dele. Deixe com ele. Não fique tentando entender o que está acontecendo, muito menos forçando-o a te contar. Simplesmente deixe ele quieto.

    ÓBVIO que se vocês andaram discutindo, se algum desgaste aconteceu recentemente ou se você fez alguma coisa errada, pode ser que o silêncio dele tenha nome. O seu nome. Portanto, saiba perceber, e mesmo que você chegue a esta conclusão, eu continuo apostando que o melhor é deixá-lo na dele. Vá fazer suas coisas, assistir a seus programas que na hora que ele resolver os problemas que o afligem ele voltará ao normal. O maior erro é acharmos que tudo tem a ver com a gente o tempo inteiro. É achar que a pessoa que está com a gente tem que estar o tempo todo bem, feliz, alegre. Todo mundo tem seu dia bom e o seu dia não tão bom.

    O maior erro é acharmos que tudo tem a ver com a gente o tempo inteiro.

    4. DANE-SE O PASSADO e as EX dele

    Está começando um relacionamento agora? Dane-se o passado da pessoa. A não ser, é claro, se ele foi preso, matou, roubou, agrediu, ou tem algum históricozinho que o eleva à categoria de psicopata em potencial. Ele pode ter tido 30 mil namoradas, ter sido casado 10 vezes, com incontáveis casos espalhados pelo mundo. Dane-se. ELE ESTÁ COM QUEM? Ele está com você. Portanto, perguntar sobre o passado, querer saber quem eram suas EX, o que faziam, como era o relacionamento, é a pior coisa que você pode fazer. Quanto menos você souber, melhor. Mesmo porque, é óbvio que ele falará que o relacionamento foi uma merda. E é obvio também, que ele falará que é tudo culpa dela, que foi ele quem pulou fora, e o quanto ele é maravilhoso. Mas se ele é ou não essa maravilha em pessoa, você só vai descobrir com o tempo e com a convivência. Tudo o que você perguntar sobre o passado da criatura será em vão. Ele sempre falará coisas para aumentar seu status

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1