Comece a ler

Versos Fanchonos, Prosa Fressureira: uma antologia (1860-1910)

Notas:
525 páginas2 horas

Resumo

A presente antologia tem por objetivo dar a conhecer uma representação literária da homossexualidade masculina e feminina entre 1860 e 1910. O discurso literário, incluindo a sátira, mas não só, também participou na “invenção do homossexual” em terras lusas, acompanhando o discurso médico coevo e a construção da legislação condenando os atos “contra natura”. Os textos antologiados não somente ilustram a cultura homossexual masculina na Lisboa da época, como também são uma resposta satírica e obscena à mesma, alguns com uma dimensão anticlerical, muito ao gosto dos republicanos.

Embora a poesia satírica do período pouco se tenha interessado pela homossexualidade feminina, sinal da sua invisibilidade social em Portugal e do rigor do regime patriarcal, a lésbica não deixa de constituir uma fonte inesgotável para as fantasias eróticas masculinas heterossexuais, fantasias visíveis no sem fim de contos, romances e novelas publicados na época e de que daremos, nesta antologia, uns meros exemplos.

Leia no app do Scribd

Baixe o app gratuito do Scribd para ler a qualquer hora, em qualquer lugar.