Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Gestão para resultados na educação
Gestão para resultados na educação
Gestão para resultados na educação
E-book249 páginas1 hora

Gestão para resultados na educação

Nota: 3 de 5 estrelas

3/5

()

Sobre este e-book

O livro Gestão para Resultados na Educação é uma consolidação da nossa experiência de mais de 10 anos compartilhando o método de gestão com escolas de diversos estados e municípios do País. Nessa trajetória, tivemos a oportunidade de contribuir para a melhoria de resultados pedagógicos, traduzidos nos índices de aprovação, abandono, alfabetização, IDEB, ENEM, além dos fatores ambientais e comportamentais que interferem no desempenho escolar.Nosso objetivo é apresentar o conhecimento gerencial (sistema, método e ferramentas) de uma forma simples, de fácil implementação e acessível a todas as escolas que decidam melhorar seus resultados. Com a utilização contínua desse conhecimento aliado a uma liderança determinada e profissionais comprometidos e capacitados, asseguramos que o sucesso será alcançado.Podemos mudar a educação de nosso país! As experiências compartilhadas com as escolas demonstram que é possível vencer essa batalha. Somos testemunhas disso.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento2 de mar. de 2016
ISBN9788555560125
Gestão para resultados na educação
Ler a amostra

Relacionado a Gestão para resultados na educação

Livros relacionados

Avaliações de Gestão para resultados na educação

Nota: 3 de 5 estrelas
3/5

2 avaliações0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

    Pré-visualização do livro

    Gestão para resultados na educação - Izabela Murici

    Gestão para resultados na educação

    GESTÃO PARA

    RESULTADOS

    NA EDUCAÇÃO

    IZABELA LANNA MURICI

    NEUZA MARIA DIAS CHAVES

    GESTÃO PARA

    RESULTADOS

    NA EDUCAÇÃO

    Logo_FALCONI

    Rua Senador Milton Campos, 35, 7° andar

    Vale do Sereno | Nova Lima | Minas Gerais | CEP 34000-000

    Tel.: (31) 3289-7200 | Fax: (31) 3289-7201

    www.falconi.com

    Ficha Catalográfica

    M977g       MURICI, Izabela Lanna.

    Gestão para resultados na educação / Izabela Lanna Murici; Neuza Maria Dias Chaves. - 2. ed. - Nova Lima: FALCONI Editora, 2016.

    199 p.: il.

    ISBN: 978-85-5556-012-5

    1. Administração - Gestão educacional. 2. Sistema educacional - Gestão - 3. Gestão escolar. I. Chaves, Neuza Maria Dias. II. Título.

    CDD: 371.207

    Capa: África São Paulo Publicidade Ltda.

    Editoração eletrônica: Jeferson Teixeira Soares

    Revisão do texto: Dila Bragança de Mendonça

    Ilustrações: Pallavra Certa Comunicação Integrada Ltda.

    Produção de ePub: Cumbuca Studio

    Copyright © 2016 by Izabela Lanna Murici / Neuza Maria Dias Chaves

    Direitos comerciais desta edição: FALCONI Editora

    Agradecimentos

    É um grande desafio compactar tantos anos de trocas e aprendizado na rota da educação e, ao final, tentar listar o nome das pessoas que compartilharam conosco dessa grandiosa experiência. Para não sermos injustas com essas pessoas, fazemos um agradecimento a todos os diretores, professores, secretários e funcionários das redes estaduais do Ceará, Pernambuco, Sergipe, Bahia, São Paulo, Alagoas, Rio de Janeiro e as equipes de todas as escolas com as quais trabalhamos sem estarem atreladas ao esforço da rede, tais como as dos municípios de Poços de Caldas, Cataguases, Belo Horizonte, Camaçari/BA, São Luís, Cuiabá, etc.

    Nossos agradecimentos com um profundo respeito às escolas públicas, que fizeram acontecer os resultados, mesmo em situações difíceis e recursos restritos, demonstrando que é possível vencer o desafio da melhoria da educação. Hoje somos testemunhas do poder da liderança na mobilização das pessoas em torno de uma meta, da disciplina na utilização do método e da grande alegria nos momentos de colheita dos resultados.

    Agradecemos também ao Cláudio Moura Castro e ao Ricardo Henriques pela confiança, à Flavia Henriques por compartilhar conosco seu conhecimento pedagógico e à Sônia Magalhães pela agregação de valor com a sua entrevista.

    Finalmente, agradecemos a toda a equipe FALCONI, que apoiou este trabalho, incluindo colegas consultores, equipe de editoração, comunicação, gestão do conhecimento, aos diretores e, em especial, ao Mateus Bandeira pelo incentivo e apoio.

    Agradecimento especial

    Se dependesse das ideias, do conhecimento e do trabalho árduo do Professor Falconi, a educação brasileira estaria entre as melhores do mundo. O País teria aproveitado melhor o potencial mental das crianças e jovens, e hoje teríamos líderes e equipes alcançando resultados excepcionais, além do respeito aos valores que enaltecem uma sociedade.

    Há pelo menos 3 décadas o Professor Falconi tem se aproximado de várias formas da educação no Brasil: sensibilizando secretários e governos, participando ativamente como cidadão (via fundações e doações) ou apoiando os projetos de consultoria.

    O Professor Falconi fica com os olhos em chamas quando afirma que é um crime desperdiçar o potencial mental de um estudante. Como o potencial mental é a capacidade do indivíduo de aprender na unidade de tempo, cada dia sem aprender é um desperdício irreparável. Também fica irradiante quando fica sabendo dos bons resultados de uma rede de ensino ou de escolas.

    Nosso agradecimento ao Professor Falconi pelos conhecimentos que nutrem a nossa competência para trabalhar nesse segmento; pela inspiração que nos faz ousar escrever para um público tão especial; pelo exemplo da humildade e simplicidade e por nos demonstrar de forma coerente que o verdadeiro poder está no conhecimento.

    Izabela Lanna Murici e Neuza Maria Dias Chaves

    Sumário

    1 Introdução

    1.1 Com vencer a batalha da educação?

    1.2 Todas as partes cumprindo a sua função

    1.3 Diagnóstico – Identificando problemas e prioridades do sistema

    2 Aplicando os fatores críticos

    2.1 Liderança

    2.2 Conhecimento técnico

    2.3 Conhecimento do método de gestão

    3 Utilizando o sistema de gestão educacional na rede e nas escolas

    3.1 Aplicação do sistema de gestão na escola

    4 Utilizando o método para alcançar as metas anuais

    4.1 Planejamento

    4.2 Execução

    4.3 Verificação

    4.4 Ações (ações corretivas/padronização)

    5 SDCA – Como manter as melhorias

    5.1 Padronização (S)

    5.2 Desenvolvimento (D)

    5.3 Verificação dos resultados

    5.4 Ação corretiva

    6 Gestão do ambiente da escola

    6.1 Como implantar o Programa 5S

    7 Impulsionadores da gestão para resultados

    7.1 Gestão do clima da escola

    7.2 Como gerenciar o clima escolar

    7.3 Gestão da mudança

    Referências

    Anexos

    Capítulo 1

    Introdução

    1 Introdução

    O conhecimento sobre os problemas da educação não é novo e nos últimos anos tem vindo à tona com mais frequência a cada vez que os resultados das avaliações são divulgados, deixando sempre uma pergunta: por que as melhorias ainda são tímidas, esparsas e tão distantes dos países desenvolvidos? Segundo os resultados do Ministério da Educação, no IDEB 2011 (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), em uma escala de 0 a 10, quase a metade das escolas do Brasil não passa da nota 4, e apenas 3% no 2º ciclo do ensino fundamental têm padrão da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) de 6 pontos.

    Embora as causas do baixo desempenho sejam quase sempre as mesmas, por que continuam impactando a aprendizagem dos alunos, a despeito dos recursos disponibilizados? Esse assunto vem ocupando durante algum tempo a pauta das mídias e debates entre especialistas e governantes.

    O problema crônico do baixo desempenho não se resolve com boa vontade, discursos indignados e ações isoladas. Mesmo que essas ações ocorram em múltiplos pontos do País, o problema é sistêmico e não pode ser tratado de forma pontual. Ações pontuais geram efeitos pontuais. Tal problema poderia ser revertido por meio de uma política nacional abrangente e com uma gestão sistematizada.

    Vale a pena recuar um pouco na história para relembrar o que os estatísticos americanos Edward Deming e Joseph Juran conseguiram no Japão após a Segunda Guerra Mundial. Utilizando a combinação do método de gestão com ferramentas estatísticas, ajudaram a reerguer o país que se encontrava praticamente destruído. Os bens materiais dessa nação estavam soterrados pelos entulhos, e restavam a eles somente as pessoas, que, se por um lado, representavam um problema relativo à sobrevivência, por outro, eram a única solução para obtê-la. Assim, vistos como alvos e como recursos, os japoneses tiveram que se mobilizar em torno da única alternativa que tinham e, desprovidos do preconceito contra o país que o havia atacado, deixaram o conhecimento dos americanos jorrar sobre as suas mentes. Deve ter sido dolorido receber ensinamentos dessas pessoas, mas a decisão foi guiada pela visão coletiva. O resultado, alguns anos depois, foi superior ao objetivo de reconstruir o país, pois, além disso, melhoraram os seus produtos e sua indústria, e passaram a ser uma referência em gestão em todo o mundo.

    Os japoneses se sentiam realizados ao serem procurados pelos americanos para mostrar a sua estratégia de gestão e, quando perguntados sobre a origem daquele conhecimento, respondiam orgulhosamente: não criamos esse conhecimento; dois americanos vieram aqui e nos ensinaram. O que fizemos foi colocar em prática.

    Esse método de gestão, construído sobre fundamentos científicos, vem sendo utilizado mundialmente há décadas por organizações de diversos segmentos. Trata-se de um método científico simples, apoiado por ferramentas estatísticas que possibilitam análises e melhorias pertinentes, e passível de ser amplamente aplicado. Como foi demonstrado pelos japoneses, o diferencial está na maneira como é praticado.

    1.1 Com vencer a batalha da educação?

    A educação é um patrimônio de riqueza incalculável, que impacta gerações e repercute por décadas na saúde, na política, na segurança, na economia e na qualidade de vida de um povo.

    As perdas na educação brasileira podem não estar tão evidentes, pois, embora os resultados das avaliações revelem o problema, ainda não há uma solução que o trate sistemicamente. O agravante é que, sendo um patrimônio intangível, a maioria não vê seus estragos em longo prazo, e há aqueles que os veem, mas lidam com ele de uma forma imediata, atuando de forma paliativa sem utilizar um método adequado à sua complexidade.

    Não há nada

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1