Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Por que Precisamos dos Dons do Espírito Santo
Por que Precisamos dos Dons do Espírito Santo
Por que Precisamos dos Dons do Espírito Santo
E-book93 páginas1 hora

Por que Precisamos dos Dons do Espírito Santo

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Sobre este e-book

UM NOVO OLHAR SOBRE OS DONS DO ESPÍRITO SANTO

Você deseja conhecer e experimntar mais da atuação sobrenatural do Espírito Santo em sua vida? Existem dimensões ainda desconhecidas do poder e dos dons que Deus designou para atuarem no meio do Seu povo, e você está prestes a descobrir por que é tão importante que os dons sobrenaturais se tornem uma realidade viva e constante para você.

Neste livro, Rick Renner ajuda seus leitores a olharem de uma maneira totalmente nova para os nove dons do Espírito Santo. Rick mergulha com muita habilidade na Palavra para demonstrar, de forma única e poderosa, a importância desses dons sobrenaturais na vida da Igreja.

Deus nos chamou para mostrar ao mundo a beleza da vida e do poder de Jesus. Precisamos dos dons do Seu Espírito para atendermos plenamente a esse chamado. Este livro reacenderá seu desejo de andar na realidade dos dons concedidos pela Sua graça e que são seus desde sempre.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento18 de mar. de 2020
ISBN9786599007057
Por que Precisamos dos Dons do Espírito Santo
Ler a amostra

Leia mais títulos de Rick Renner

Relacionado a Por que Precisamos dos Dons do Espírito Santo

Ebooks relacionados

Avaliações de Por que Precisamos dos Dons do Espírito Santo

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    Por que Precisamos dos Dons do Espírito Santo - Rick Renner

    CAPÍTULO 1

    NOVO OLHAR SOBRE OS DONS DO

    Espírito Santo

    Na infância, eu frequentava uma igreja maravilhosa, mas que não acreditava na permanecia dos dons do Espírito Santo para os nossos dias. Na verdade, naquela época, a posição oficial da nossa denominação era a de que os dons do Espírito Santo sem dúvida fizeram parte da Igreja Primitiva durante a sua formação, mas esse tempo havia acabado com a morte dos apóstolos. Talvez você tenha sido criado em uma igreja tradicional semelhante e recebeu o mesmo ensinamento.

    Sou grato pela igreja onde cresci. Meu pastor amava a Bíblia e a ensinava muito bem. Ele e a família da igreja me ensinaram a ser comprometido com Cristo e me instruíram acerca da minha responsabilidade de testemunhar a outros. Todos nós trabalhamos e oramos juntos para construir uma igreja familiar forte. Minha família servia na escola dominical e na união de treinamento (aula noturna aos domingos para os jovens), e cantávamos de coração nos diversos corais da igreja. De muitas maneiras, minhas memórias dessa igreja são maravilhosas. Esses primeiros anos naquela congregação ajudaram a formar a base do meu ministério atual, da maioria das minhas crenças doutrinárias e de muito do que creio sobre a importância da igreja local hoje.

    No entanto, por mais adoráveis que muitas das minhas experiências tenham sido, um elemento crucial estava faltando: a operação sobrenatural dos dons do Espírito Santo. Hoje conheço bem essa obra do Espírito, a qual estava ausente na igreja onde cresci porque não acreditávamos na experiência do batismo no Espírito Santo nem na operação dos dons do Espírito Santo nos nossos dias.

    Pelo fato de a nossa igreja não acreditar nas manifestações dos dons espirituais nos dias atuais, nós basicamente considerávamos os pentecostais e os carismáticos como vítimas de um engano doutrinário. Acreditávamos que o que quer que eles estivessem afirmando experimentar, essas experiências eram apenas tolices, obras inventadas pela carne baseadas em uma doutrina enganosa e em uma interpretação errônea das Escrituras.

    O ESPÍRITO SANTO TORNA UMA IGREJA CARNAL?

    Lembro-me claramente de uma série de mensagens pregadas em nossa igreja, nas quais nos foi dito que a carnalidade na igreja de Corinto era uma ilustração perfeita do excesso pentecostal e carismático dos nossos dias. O ponto defendido era que a igreja de Corinto era mais carnal do que qualquer outra do Novo Testamento por causa da ênfase no batismo no Espírito Santo e Seus dons. Esta mensagem era martelada em nossa mente vez após vez: a de que esses dons, por fim, fizeram com que a igreja de Corinto se tornasse uma igreja néscia e imatura.

    Não há dúvida de que a congregação de Corinto tinha problemas com o comportamento carnal, e em breve irei abordar a razão desses problemas de carnalidade. Paulo se referiu claramente a eles na sua primeira e segunda epístolas à igreja de Corinto. Mas enquanto eu ouvia o argumento de que os dons do Espírito Santo causaram a carnalidade e a estupidez dos cristãos de Corinto, eu me perguntava: A carnalidade deles foi resultado da operação do Espírito Santo? Será que Deus realmente daria dons espirituais para fazer com que as pessoas fossem imaturas e carnais?

    Mesmo adolescente, cheguei a uma conclusão clara com relação a essas questões internas: É claro que não! O Espírito Santo nunca é a fonte da imaturidade e da carnalidade.

    À medida que continuei, ao longo de muitos anos, a estudar as epístolas de Paulo à igreja de Corinto, cheguei a algumas conclusões sobre o que contribuiu para o comportamento de alguns de seus membros: a carnalidade dentro da congregação de Corinto não foi causada pelos dons do Espírito Santo que operavam entre eles; na verdade, essa carnalidade provavelmente foi exposta por causa desses dons espirituais.

    Uma pesquisa sobre o Novo Testamento e a história cristã primitiva mostra que todas as igrejas do primeiro século tinham problemas com a carnalidade. Na época, a maioria dos cristãos estava sendo salva de um mundo pagão cheio de imoralidade, embriaguez e carnalidade de todos os tipos. Esses primeiros convertidos carregavam muito daquela velha bagagem para a nova vida em Cristo. Essa foi a razão pela qual Paulo teve de instruir as igrejas em todas as suas cartas sobre como lidar com os problemas da carnalidade e vencê-los. Até a igreja mais madura, a igreja de Éfeso, parecia ter problemas com a embriaguez (ver Efésios 5:18).

    Muitas vezes a igreja de Corinto é retratada como a mais carnal de todas as igrejas do Novo Testamento. Em suas cartas, o apóstolo Paulo certamente abordou a questão da carnalidade na igreja (ver 1 Coríntios 3:1-4; 2 Coríntios 12:21). Mas será que ela era realmente a mais carnal?

    HISTÓRIA DA IGREJA DE CORINTO

    Vamos ver um pouco da história da igreja de Corinto para que você possa ter um melhor entendimento da razão pela qual muitas vezes ela foi rotulada como a mais carnal dos primeiros tempos do Novo Testamento. A história oferece os fatos e nos dá uma percepção importante para ajudar a explicar por que essa igreja em particular tinha tantos

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1