Curta este título agora mesmo, além de milhões de outros, com um período de avaliação gratuita

Apenas $9.99/mês após o período de testes. Cancele quando quiser.

A cidade dos ricos e a cidade dos pobres

A cidade dos ricos e a cidade dos pobres

Ler amostra

A cidade dos ricos e a cidade dos pobres

Comprimento:
89 páginas
1 hora
Lançado em:
May 5, 2020
ISBN:
9786586683196
Formato:
Livro

Descrição

Nas culturas ocidentais, a cidade é imaginada como um espaço de integração social e cultural. Um lugar seguro, protegido da violência, da natureza e dos homens, produtor de novas identidades, centro privilegiado de inovação técnica e científica, cultural e institucional. Na cidade do Ocidente, os ricos e os pobres sempre se encontraram e continuam a se encontrar, mas se tornam também cada vez mais visivelmente distantes. Hoje, mais do que no passado, nas grandes áreas metropolitanas, as desigualdades são visíveis e as estratégias de distinção e exclusão têm sido frequentemente favorecidas pelo próprio projeto urbano. Devemos voltar a refletir sobre a estrutura espacial da cidade, reconhecer a importância que a forma do território tem ao construí-la. Conferir novamente aos espaços urbanos uma maior e mais difusa porosidade, permeabilidade e acessibilidade; desenhá-los com ambição, levando em consideração a qualidade das cidades que nos precederam, e pensar novamente sobre as dimensões do coletivo.
Lançado em:
May 5, 2020
ISBN:
9786586683196
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a A cidade dos ricos e a cidade dos pobres

Livros relacionados

Amostra do Livro

A cidade dos ricos e a cidade dos pobres - Bernardo Secchi

2015].

A NOVA QUESTÃO URBANA

Nas culturas ocidentais, por muito tempo a cidade foi vista como um espaço de integração social e cultural. Lugar seguro, protegido da violência da natureza e dos homens, onde os diferentes se relacionavam entre si, se conheciam, aprendiam uns com os outros e eventualmente trocavam as melhores parcelas de seus conhecimentos e cultura, em um processo de constante hibridação que produzia novas identidades, novos sujeitos e novas ideias.

Contudo, desde sempre e de diferentes maneiras, a cidade, lugar mágico, sede privilegiada de todo tipo de inovação técnica e científica, cultural e institucional, foi também uma potente máquina de distinção e separação, de marginalização e exclusão de grupos étnicos e religiosos, de atividades e profissões, de ricos e pobres. Na cidade ocidental, ricos e pobres sempre se encontraram e continuam a se encontrar, mas também, e cada vez mais, se tornam visivelmente distantes.

Grande parte dos observadores contemporâneos reconhece que em escala planetária se verificaram uma possível diminuição da população em situação de pobreza extrema e uma melhoria da qualidade de vida na maior parte dos países pobres — e isso se deve provavelmente ao desenvolvimento de algumas grandes áreas do continente asiático e sul-americano —, mas também que na maioria dos países, incluindo os mais ricos, vê-se uma crescente distância entre riqueza e

Você chegou ao final desta amostra. Inscreva-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas pensam sobre A cidade dos ricos e a cidade dos pobres

0
0 avaliações / 0 Análises
O que você acha?
Classificação: 0 de 5 estrelas

Avaliações de leitores