Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

MAIAKOVSKI: Antologia Poética

MAIAKOVSKI: Antologia Poética

Ler a amostra

MAIAKOVSKI: Antologia Poética

notas:
5/5 (1 nota)
Duração:
142 páginas
1 hora
Lançados:
18 de mai. de 2020
ISBN:
9786586079197
Formato:
Livro

Descrição

Vladimir Maiakovski também chamado de "O Poeta da Revolução", foi um poeta, dramaturgo e teórico russo, frequentemente citado como um dos maiores poetas do século XX, ao lado de Ezra Pound e T.S. Eliot. Maiakovski, por meio de sua poesia, foi aquele que mais completamente expressou, nas décadas em torno da Revolução de Outubro, os novos e contraditórios sinais do tempo e as novas formas de expressão que estes demandavam. Em Antologia Poética, além de apreciar belíssimos poemas, o leitor poderá conhecer toda a sensibilidade e talento de Maiakovski. O seu famoso poema: O Amor, no original e na versão musicada de Caetano Veloso abrem esta coletânea.
Lançados:
18 de mai. de 2020
ISBN:
9786586079197
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a MAIAKOVSKI

Livros relacionados

Artigos relacionados

Categorias relacionadas

Amostra do livro

MAIAKOVSKI - Vladimir Maiakovski

cover.jpg

Vladimir Maiakovski

ANTOLOGIA POÉTICA

1a edição

img1.jpg

Isbn: 9786586079197

LeBooks.com.br

A LeBooks Editora publica obras clássicas que estejam em domínio público. Não obstante, todos os esforços são feitos para creditar devidamente eventuais detentores de direitos morais sobre tais obras.  Eventuais omissões de crédito e copyright não são intencionais e serão devidamente solucionadas, bastando que seus titulares entrem em contato conosco.

Prefácio

Vladimir Maiakovski também chamado de O Poeta da Revolução, foi um poeta, dramaturgo e teórico russo, frequentemente citado como um dos maiores poetas do século XX, ao lado de Ezra Pound e T.S. Eliot. Foi também um dos representantes do futurismo, movimento que ajudou a criar.

Maiakovski, por meio de sua poesia, foi aquele que mais completamente expressou, nas décadas em torno da Revolução de Outubro, os novos e contraditórios sinais do tempo e as novas formas que estes demandavam.

Nesta antologia de belíssimos poemas o leitor poderá se deliciar e conhecer toda a sensibilidade e talento de Maiakovski. O seu famoso Poema O Amor, no original e na versão musicada de Caetano Veloso abrem esta coletânea.

Uma excelente leitura

LeBooks Editora

Nos demais,

todo mundo sabe,

o coração tem moradia certa,

fica bem aqui no meio do peito,

mas comigo a anatomia ficou louca,

sou todo coração.

img2.png

Vladimir Maiakovski

APRESENTAÇÃO

Sobre o autor e obra

img3.jpg

Vladimir Vladimirovitch Maiakovski, nasceu  em Império Russo em 19 de julho de 1893 - faleceu em Moscou, Rússia, 14 de abril de 1930. Também chamado de o poeta da Revolução, foi um poeta, dramaturgo e teórico russo, frequentemente citado como um dos maiores poetas do século XX, ao lado de Ezra Pound e T.S. Eliot, bem como o maior poeta do futurismo.

Maiakovsky nasceu e passou a infância na aldeia de Baghdati, nos arredores de Kutaíssi, na Geórgia, Império Russo. Lá cursou o ginásio e, após a morte súbita do pai, a família ficou na miséria e transferiu-se para Moscou, onde Vladimir continuou seus estudos.

Fortemente impressionado pelo movimento revolucionário russo e impregnado desde cedo de obras socialistas, ingressou aos quinze anos na organização bolchevique do Partido Social-Democrático Operário Russo. Detido em duas ocasiões, foi solto por falta de provas, mas em 1909-1910 passou onze meses na prisão. Entrou na Escola de Belas Artes, onde se encontrou com David Burliuk, que foi o grande incentivador de sua iniciação poética. Os dois amigos fizeram parte do grupo fundador do assim chamado cubo futurismo russo, ao lado de Khlebnikov, Kamiênski e outros. Foram expulsos da Escola de Belas Artes. Procurando difundir suas concepções artísticas, realizaram viagens pela Rússia.

Após a Revolução de Outubro, todo o grupo manifestou sua adesão ao novo regime. Durante a Guerra Civil, Mayakovsky se dedicou a desenhos e legendas para cartazes de propaganda e, no início da consolidação do novo Estado, exaltou campanhas sanitárias, e participou de campanhas de publicidade.  Fundou em 1923 a revista LEF (de Liévi Front, Frente de Esquerda), que reuniu a esquerda das artes, isto é, os escritores e artistas que pretendiam aliar a forma revolucionária a um conteúdo de renovação social.

Fez numerosas viagens pelo país, aparecendo diante de vastos auditórios para os quais lia os seus versos. Viajou também pela Europa Ocidental, México e Estados Unidos. Entrou frequentemente em choque com os burocratas e com os que pretendiam reduzir a poesia a fórmulas simplistas. Foi homem de grandes paixões, arrebatado e lírico, épico e satírico ao mesmo tempo. Era fanático pela equipe de futebol Spartak Moscou.

Oficialmente, suicidou-se com um tiro em 1930, sem que isto tivesse relação alguma com sua atividade literária e social. Tal fato tem sido questionado, pois na época o poeta estaria sendo pressionado pelos programas oficiais que desejavam instaurar uma literatura simplista e dita realista, dirigidos por M Viatcheslav Molotov, que teria perseguido antigos poetas revolucionários como Maiakovski. Em vista disso, aponta-se a possibilidade real de um suicídio forjado por motivos políticos, embora tal fato não tenha sido comprovado.

Obra

Sua obra, profundamente revolucionária na forma e nas ideias que defendeu, apresenta-se coerente, original, veemente, una. A linguagem que emprega é a do dia

Você chegou ao final dessa amostra. Cadastre-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de MAIAKOVSKI

5.0
1 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor