Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Vida Fora Da Terra

Vida Fora Da Terra

Ler a amostra

Vida Fora Da Terra

Duração:
409 páginas
3 horas
Lançados:
9 de mai. de 2022
Formato:
Livro

Descrição

Esta é a segunda Edição, Revisada e Expandida do livro “A Vida fora da Terra – Volume-I”. No qual o autor procura trazer ao conhecimento do grande público a visão da Ciência sobre este enigma apaixonante que nos encanta e desafia. O objetivo primordial deste livro de divulgação e especulação científica (que terá continuação em seu Volume-II a ser
Lançados:
9 de mai. de 2022
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a Vida Fora Da Terra

Livros relacionados

Artigos relacionados

Amostra do livro

Vida Fora Da Terra - Guilherme A D Pereira

A Vida fora da Terra... Volume-I Existe ET? Cadê?...

Guilherme A D Pereira – EDA – 0010508-5\6 1

A Vida fora da Terra... Volume-I Existe ET? Cadê?...

Guilherme A D Pereira – EDA – 0010508-5\6 2

A Vida fora da Terra... Volume-I Existe ET? Cadê?...

Vida fora da Terra-Volume-I

Existe ET? Cadê?...

ÍNDICE:

Capa

001 a 001

Apresentação

002 a 002

Prefácio

004 a 013

CONTATO – Onde termina a Verdade e começa a Ficção

014 a 034

Capítulo-I;

Universos em expansão

035 a 041

Capítulo-II;

A Vida fora da Terra – Uma visão científica

042 a 045

Capítulo-III;

Os Deuses Antigos

046 a 050

Capítulo-IV;

Mistérios do Tempo e do Espaço

051 a 054

Capítulo-V;

O Multiverso

055 a 057

Capítulo-VI;

Pesando o Universo

058 a 059

Capítulo-VII; A Vida das Estrelas

060 a 062

Capítulo-VIII; A Química da Vida

063 a 067

Capítulo-IX;

Vida Primitiva

068 a 071

Capítulo-X;

A Equação de Drake

072 a 075

Capítulo-XI;

O que é um Contato

076 a 079

Capítulo-XIa; Visões no Céu

080 a 082

Capítulo-XIb; O caso Roswell

083 a 085

Capítulo-XII; O Silêncio – Nossa melhor defesa

086 a 090

Capítulo-XIII; Nosso tempo está se esgotando...

091 a 093

Capítulo-XIV; ETs, amigos ou inimigos...

094 a 096

Capítulo-XV; Linhas Ley- Portais para o Infinito

097 a 100

Capítulo-XVa; Wormholes – Túneis no Tempo e no Espaço

101 a 103

Capítulo-XVb; O projeto Rainbow e a TCU

104 a 106

Capítulo-XVI; Contatos de 1º a 4º graus

107 a 109

Capítulo-XVII; UFOs Nazistas

110 a 113

Capítulo-XVIII; A Guerra Nuclear – O Fim de uma Civilização

114 a 114

Capítulo-XVIIIa; A Guerra NBC (Nuclear, Biológica e Química)

115 a 133

Posfácio;

134 a 135

Contracapa;

136 a 136

Temas a serem tratados no Volume-II; Operação Paper Clip, Controvérsias (Adansky, Daniken

& outros), Civilizações Perdidas (Mito e Realidade), Triângulos Assombrados, As Tradições

Herméticas, As Guerras Nucleares do Passado, Os Vimaanas, Canibalismo (Primitivismo ou

Involução), Deformações Cranianas, O despertar dos Poderes Ocultos, A Mecânica Quântica,

Saurianos e Anunnakis (Os precursores), Qual o destino da Raça Humana?

Guilherme A D Pereira – EDA – 0010508-5\6 3

A Vida fora da Terra... Volume-I Existe ET? Cadê?...

Prefácio:

Essa é uma das famosas perguntinhas que não se deixam calar e para as quais, há milênios,

buscamos respostas...

Ela foi feita desta forma, cética e um tanto irônica, por um cientista famoso, Enrico Fermi,

italiano, um dos pais da Bomba Atômica e o construtor do 1º Reator Nuclear operacional nos

EUA, na Universidade de Chicago (mais exatamente sob as arquibancadas do estádio de

competições da Universidade). Ele, como eu, e como a maioria dos cientistas e pesquisadores

sérios, era extremamente cético quanto aos populares contatos extraterrestres, considerados,

por muitos, o surgimento de uma nova Seita mística, de uma nova Religião, fruto da insegurança

quanto ao futuro gerada pela 2ª Guerra Mundial e em especial pelo nascimento da Era Nuclear

(quando tudo der errado na Terra, busque a salvação nos Céus!).

O objetivo deste livro é buscar consolidar os resultados de uma pesquisa pessoal que já se

prolonga por décadas. A verdade é que, até hoje, desde os primeiros relatos da Era Moderna,

em 1947, nem uma só prova da existência de UFOs (OVNIs), USOs, Discos Voadores, e ETs (ou

EBEs) entre nós foi cientificamente comprovada, sequer, demonstrada.

Meu foco é demonstrar uma tese, da qual sou um dos defensores, a de que a VIDA,

provavelmente, é extremamente disseminada em nosso Universo em suas formas mais simples

(Protozoários microscópicos) e que, por outro lado, a geração de Vida Complexa (Metazoária)

pode ser muito mais rara do que a princípio acreditávamos, conseqüentemente ainda mais

difícil de ser produzida em seus estágios superiores de evolução; a vida Inteligente e a vida

Inteligente tecnologicamente desenvolvida.

Como se trata de um livro destinado a um público leigo a nível de ciências físicas, procurei

abordar de forma simples e didática os conceitos da Física e da Química que são absolutamente

indispensáveis para a compreensão da tese aqui exposta, evitando, por todos os meios

possíveis, a utilização de equações e jargões comuns à Cosmologia e às duas ciências já citadas

que integram, juntamente com a Matemática Informática, minha formação básica.

Estamos sós na imensidão do Cosmo que nos cerca? Eu tenho quase convicção de que não, por

motivos que irei expor ao longo deste livro, uma pequena contribuição pessoal a um assunto tão

intrigante, instigante e polêmico que, não posso negar, atrai, de muito, minha curiosidade.

Quero deixar claro que sou e sempre fui, desde a mais tenra idade, um Agnóstico Teísta para

quem Deus (O DEUS! O CRIADOR!) é um FATO, por uma simples questão de LÓGICA e não de FÉ.

Para mim, este Universo que ora habitamos é apenas um de miríades que compõe um

Multiverso, talvez sem início ou fim, criado a partir DELE com objetivos que só ELE sabe. Mas

que ELE (O DEUS!), como declarou sabiamente Einstein, Não joga dados com o mundo...

Guilherme A D Pereira – EDA – 0010508-5\6 4

A Vida fora da Terra... Volume-I Existe ET? Cadê?...

Talvez sejamos, realmente, a Coroa de sua criação cujo objetivo seja reencontrá-lo ao final de

nossa jornada ou a de nossos descendentes. Pode ser que sejamos, apenas, mais um passo

rumo à evolução de um ser sequer ainda nascido entre as estrelas a quem caberá esta missão!

Pode ser que, simplesmente, sejamos mais uma experiência ao acaso, caminhando para um

beco sem saída no futuro próximo ou distante. Isso pode ser muito frustrante, mas é muito

plausível...

Não sei e, sinceramente, isso de há muito não me afeta. Procuro viver cada dia na busca do

conhecimento, da compreensão que se tornou meu objetivo de vida já há bastante tempo e,

com isso, se for digno, se for capaz, de contribuir com mais um humilde tijolinho na

pavimentação deste longo e instigante caminho.

Minha formação básica, como já citada, foi totalmente direcionada para as ciências exatas

(Química Orgânica, Física Quântica e Matemática Informática), mas tenho uma atração pessoal,

diletante, pela História com dois interesses principais; a História Militar Contemporânea (Sou

Pesquisador e Colaborador Emérito do Exército e Acadêmico, Titular, no Setor de História

Militar) e a História muito Antiga (a Arqueologia, a Paleontologia, a Pré e a Proto-História). Sou,

como já declarei, um homem de Ciências, não de Fé. Sempre afirmei que é preciso "Pesquisar

para Conhecer, Conhecer para Compreender, Compreender para Solucionar". Invariavelmente

dentro de um saudável ceticismo científico, mas mantendo a mente aberta para as novas

possibilidades (com cuidado para não abrir demais e o cérebro cair, afinal, deve doer!...)

buscando, não a verdade, mas a realidade dos fatos entre o que se apresenta plausível,

possível ou provável. Para mim, é assim que se Pesquisa que se faz Ciência.

Assim... Quando falo de VIDA fora da Terra, não estou admitindo, em princípio, a existências das

ditas Civilizações Tecnológicas Alienígenas que inundam sob a forma de livros, vídeos e filmes

de ficção o nosso dia a dia e o nosso imaginário!... Estou falando de VIDA! Da mais simples à

infinitamente complexa.

Na década de 1980, mais exatamente em 1987, auge da fobia extraterrestre movida por livros

de sucesso como O Despertar dos Mágicos, Eram os Deuses Astronautas, e toda uma série

de obras que os seguiram dentro da mesma temática, época de Filmes como ET, Alien, de

séries como Star Wars e Star Trek, todos sucessos nas décadas de 1960 a 1990 e, a famosa

série Arquivo X, que pareciam apontar a existência de um ET em cada esquina, escrevi, a

pedido de uma Editora na qual também publicava (Ficção Científica sempre foi, para mim, um

passatempo), um pequeno prefácio para um livro, o qual me permito transcrever:

O Começo...

Desde os primórdios do alvorecer de sua cultura, o ser humano vem fitando o céu estrelado, a

indagar-se sobre o que existirá no seio de sua vastidão...

A cada nova etapa de seu lento evoluir, ele o vem povoando de deuses, gigantes e demônios, de

seres estranhos, aterrorizantes e todo-poderosos, mas jamais admitiu que a imensidão que se

estendia à sua volta fosse vazia e estéril...

Com o despertar da ciência, as hipóteses, em sua busca de explicar a origem e o sentido da vida,

se multiplicaram, sempre procurando, todas elas, meios de provar que a vida em nosso mundo

não era um caso único, que os elementos aqui presentes eram comuns a toda a seara universal e

que, conseqüentemente, a centelha de vida e consciência que aqui germinou poderia e deveria

ter germinado nos milhares de milhões de mundos à nossa volta; muito mais cedo do que em

nosso pequeno refúgio em não poucos...

Guilherme A D Pereira – EDA – 0010508-5\6 5

A Vida fora da Terra... Volume-I Existe ET? Cadê?...

A admissão da existência de milhares de Civilizações Cósmicas é, pois, um fato largamente

divulgado e aceito em nossa atual comunidade científica. Um fato curioso se levarmos em conta

os milhares de anos em que um Teo e um Antropocentrismo ferrenhos marcaram o

pensamento de nossa insipiente civilização tecnológica. Assim, assistimos à fascinante

experiência de ver a gloriosa Coroa da Criação reduzida a um insignificante fruto de acasos

fortuitos, habitante da fina casca de um planetinha azul, perdido entre os componentes

dispersos de um diminuto sistema da borda externa de uma grande e vulgar galáxia espiral.

Uma galáxia formada, como suas centenas de milhões de irmãs, pela grande explosão que,

~13,7 bilhões de anos atrás, deu origem ao Universo conhecido!...

Muito bem... Então, se não somos os únicos, onde estão os outros?

A ficção, desde tempos imemoriais, tem dado as mais diversas e curiosas respostas a esta

pergunta, povoando nosso mundo e a vastidão que o cerca com toda a sorte de seres míticos

que, ora bons, ora maus, conforme o estado de espírito de seus criadores, nos vem

acompanhando ao longo das eras...

Na verdade, os tempos mudam, os homens nem tanto! Em nossa civilização tecnológica, deuses

se tornaram astronautas! Elfos, sereias, gnomos, princesas encantadas e bruxos perversos

deram seu lugar a alienígenas; alguns bons, outros ruins, mas todos estranha e curiosamente

humanos em sua essência!...

As visões também se alteraram. Antes nos surgiam dos céus, deuses, anjos e santos

mensageiros. Hoje são naves e seres extraterrestres que nos chegam do profundo espaço,

invariavelmente nos períodos de maior dificuldade e insegurança, trazendo-nos suas mensagens

de conforto ou de condenação!

E o que diz nossa Ciência a respeito de tudo isso?

Cética quanto às manifestações populares, ela continua a vasculhar o céu com seus poderosos

instrumentos e, tal como o faziam magos e astrólogos na antiguidade, a buscar uma explicação

racional para os fenômenos que ainda fogem à nossa compreensão. Seus telescópios e

radiotelescópios nos levam a estrelas e galáxias, suas naves e robôs aos confins do sistema solar!

Sua psicologia nos ensina que visões são alucinações, frutos da insegurança do eu coletivo.

Que não existem discos voadores, deuses astronautas, dinossauros inteligentes, yets ou

triângulos assombrados! Que as distâncias entre as possíveis civilizações são imensas e

praticamente intransponíveis e que um contato de terceiro grau entre elas é quase certamente

impossível; mas...

Que elas existem!

A despeito de, nunca, nossos cientistas haverem, conclusivamente, apresentado uma só prova,

por mais humilde que fosse, de vida fora do diminuto ecossistema terrestre!...

Afinal, a vida em outros mundos, a existência de outros planetas fora do sistema solar é, pura e

simplesmente, uma questão de lógica e não de . Seria um absurdo completo admitir que,

num universo de centenas de bilhões de sóis, o acaso houvesse feito surgir a vida exatamente

aqui. Que ao longo de ~14 bilhões de anos, justamente neste ponto esquecido de uma galáxia

igual a centenas de milhões de outras, a primeira nebulosa planetária houvesse começado a se

condensar há 5 ou 6 bilhões de anos e que as reações físico-químicas que originaram os

primeiros aminoácidos houvessem ocorrido, justamente, na atmosfera deste insignificante

mundo azul. Que neste planetinha, neste nada, houvesse se produzido o primeiro oceano

Guilherme A D Pereira – EDA – 0010508-5\6 6

A Vida fora da Terra... Volume-I Existe ET? Cadê?...

molecular, a primeira célula, o primeiro verme, o primeiro ovo, o primeiro ser a correr, a trepar, a

voar, a pensar!...

E... (eu pergunto...)

Por que não?...

Este texto, procurava ser um contraponto à febre Ufológica que varria então planeta, gerando

uma crença irredutível (e conseqüentemente perigosa como toda crença pseudo ou para-

científica; temos um exemplo terrível no Nazismo com seu Nazismo Mágico e no Comunismo

com seu Ateísmo pseudo-científico que tantas vidas nos custaram) que inundava nossos meios

de comunicação com a falsa esperança de que Seres das Estrelas nos salvariam quando

nenhuma outra esperança nos restasse!...

Curiosamente, 13 anos depois, dois cientistas da Universidade de Washington, Peter D. Ward e

Donald Brownlee, abordaram o mesmo tema de forma infinitamente mais aprofundada que, a

partir de sua TESE, gerou um Best Seller; Rare Earth (SÓS no UNIVERSO?), uma brilhante

demonstração científica de como a VIDA Inteligente e, mais ainda, a VIDA Tecnologicamente

Desenvolvida pode ser extremamente rara em nosso Universo. Talvez, neste momento,

estejamos, realmente, SÓS. É isso o que iremos analisar a partir de agora:

Lembremo-nos, para começar; vida microbiana, protozoária, é VIDA. Uma barata, uma

centopéia, um camundongo, uma simples planária, é vida metazoária MUITO complexa e difícil

de ser criada. Mais ainda de ser mantida viva ao longo de eras!

Quanto à Vida Inteligente e à Vida Inteligente Tecnologicamente Desenvolvida, por favor,

acompanhem meu raciocínio sem preconceitos, sem idéias pré-concebidas:

Nosso Universo, nascido há aproximados 13,7 Bilhões de anos (e que pode ser, como já

referenciado, filho de um Multiverso sem início ou fim, discutiremos isso em detalhes mais

adiante), gestou, há aproximadamente 4,6 Bilhões de anos atrás, um sistema planetário a

orbitar uma estrela um pouco maior do que a média, pertencente à 4ª Geração, nosso Sol.

Esta estrela, possuidora de uma rara presença abundante de metais pesados em sua

composição (Nosso Sol, não é uma estrela padrão como se ensina na escola. Ele é um pouco

maior do que a média e, por ser de uma geração mais recente, concentra em sua formação e em

torno de si, uma abundância rara de metais pesados sem a qual a vida que conhecemos não

pode existir.). Possui, orbitando ao redor de si, 8 planetas, vários planetas anões, miríades de

asteróides, cometas e outros corpos celestes menores. Sua influência gravitacional se estende

até próximo de 1,5 Anos-Luz, cercado por esferas de matéria componentes do Cinturão de

Kuiper (que se estende após Netuno e de onde nos chegam, em sua maioria, os Cometas) e da

distante Nuvem de Oort. É uma estrela estável e longeva, já existe há quase 5 Bilhões de anos e

deverá existir por igual período, sofrendo as mutações normais da vida de uma estrela. Daqui a

estimados 1 Bilhão de anos, ele começará a inchar e a se expandir, sua circunferência

ultrapassando as órbitas de Mercúrio e Vênus e terminando por engolir ou calcinar nosso lar, a

Terra, terceiro planeta a partir de nosso Astro Rei.

Isso não se constitui em nenhuma novidade, em nenhum fato excepcional. Faz parte do ciclo

natural, evolutivo, das estrelas e galáxias de nosso Universo. Como tudo, estrelas e galáxias,

nascem, crescem, evoluem, matam e morrem em intervalos de maior ou menor duração.

Como sabemos disso? Uma estrela pode viver por estimados 40 Bilhões de anos (mais do triplo

do tempo de vida de nosso Universo em seu momento atual). Nosso Universo poderá

Guilherme A D Pereira – EDA – 0010508-5\6 7

A Vida fora da Terra... Volume-I Existe ET? Cadê?...

permanecer por um período de tempo estimado entre 40 e 70 Bilhões ou até trilhões de anos,

dependendo da quantidade de matéria forjada em sua constituição inicial (examinaremos isso

nos capítulos seguintes). Nossos ancestrais evoluíram tardiamente neste pequeno planeta azul,

Você chegou ao final dessa amostra. Cadastre-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Vida Fora Da Terra

0
0 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor