Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

O Maravilhoso Nome de Jesus

O Maravilhoso Nome de Jesus

Ler a amostra

O Maravilhoso Nome de Jesus

notas:
5/5 (3 notas)
Duração:
128 páginas
2 horas
Lançados:
15 de jun. de 2020
ISBN:
9786587001029
Formato:
Livro

Descrição

"O Maravilhoso Nome de Jesus" do autor E.W. Kenyon, é uma obra que aborda assuntos concernentes ao poder e a autoridade investidos no Nome de Jesus tais como os direitos que os crentes têm em usar esse Nome. Se você deseja poder na oração, ler este livro se torna uma necessidade.



Neste livro, E. W. Kenyon nos ensina a não sermos cristãos fracos e derrotados, pois essa não é a nossa posição. Descubra o que a Palavra de Deus tem a dizer sobre você, quais os seus direitos e privilégios como crente. Este livro mudou a vida de oração de multidões.



Ele vai lhe impressionar e surpreender quando você descobrir quem é em Cristo e quem Ele é em você. Descobrir quais são nossos direitos já conquistados na cruz é nosso dever!
Lançados:
15 de jun. de 2020
ISBN:
9786587001029
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a O Maravilhoso Nome de Jesus

Livros relacionados

Amostra do livro

O Maravilhoso Nome de Jesus - E. W. Kenyon

Palavras

primeiras palavras

Esta mensagem é um esforço para tornar real à Igreja moderna a riqueza oculta de uma verdade quase desconhecida da Palavra de Deus.

O autor tem sentido, por anos, que os discípulos possuíam um poder ao qual somos totalmente estranhos, e que este poder deveria pertencer à Igreja.

Ele tem procurado uma solução para esse problema e crê que este livro ajudará na descoberta da fonte de informações que antes estava oculta.

Confiamos que outros venham construir sobre este fundamento e que, antes do retorno do Senhor, pelo menos uma porção do corpo dos crentes estará vivendo no frescor do poder da igreja primitiva.

Se este livro for de ajuda para você, passe-o adiante.

Capítulo 1

razão do livro

Vários anos atrás, eu estava realizando reuniões numa cidade do Tennessee. Uma tarde, enquanto realizava uma palestra sobre O Nome de Jesus, um advogado me interrompeu, perguntando:

O Sr. quer dizer que Jesus nos passou uma ‘procuração’, dando o direito legal de usar o Seu Nome?

Eu lhe disse: Irmão, você é o advogado aqui e eu sou um leigo no assunto. Diga-me: Jesus nos passou, de fato, uma ‘procuração’?

Ele disse: Se a linguagem significa alguma coisa, então Jesus concedeu à Igreja uma ‘procuração’.

Então lhe perguntei: Qual é o valor desta ‘procuração’?

Ele respondeu: Depende de quanto está por trás dela, quanta autoridade, quanto poder este Nome representa.

Então comecei a procurar descobrir quanto poder e autoridade Jesus tinha.

Daí, Então, Veio Este Livro

A medida de Sua habilidade é a medida do valor desse Nome e tudo o que está investido Nele nos pertence, pois Jesus nos deu o uso ilimitado do Seu Nome.

João 16:24 diz: Até agora nada pedistes em Meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria se cumpra.

Jesus aqui não somente nos concede o uso de Seu Nome, mas também declara que a oração feita em Seu Nome receberá Sua atenção especial.

Tudo quanto pedirdes a Meu Pai, em Meu nome, Ele vo-lo há de dar.

Isto dá à oração uma base puramente legal, pois Ele nos deu o direito legal de usar Seu Nome.

Quando assumimos nossos privilégios e direitos na Nova Aliança e oramos no Nome de Jesus, a responsabilidade passa de nossas mãos para as mãos Dele. Pois, Ele assume, então, a responsabilidade dessa oração. E, além disso, sabemos que Jesus disse: Pai, graças te dou, por me haveres ouvido. Aliás, eu sabia que sempre Me ouves.

Em outras palavras, sabemos que o Pai sempre ouve Jesus e quando oramos no nome Dele é como se o próprio estivesse fazendo a oração, pois Ele assume o nosso lugar.

Oração — Um Empreendimento de Negócios

Quando oramos, assumimos aqui o lugar de Jesus para realizar Sua vontade e Ele assume nosso lugar perante o Pai.

Isto não somente situa a oração em fundamentos legais, mas faz dela um empreendimento de negócios.

Ele disse que não somente seria coberta a nossa vida de oração, mas também que o Nome poderia ser usado em nosso combate contra as forças invisíveis que nos circundam.

E estes sinais seguirão os que crerem ou, literalmente, os crentes - todo filho de Deus é um crente - Em meu nome expulsarão demônios, falarão novas línguas pegarão nas serpentes e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão.

Aqui Ele está revelando qual é a Sua parte na Grande Comissão.

Naquele grande documento, Ele diz: Toda autoridade Me foi dada no céu e na Terra. Eu os estou enviando para fazer discípulos de todas as nações. E eis que estou sempre com vocês.

Ele está conosco no Poder e na Autoridade do Seu Nome.

O que o Nome significa para o Pai, para a Igreja e para Satanás?

Para o Pai, é necessário que signifique mais do que nossos corações ou mentes possam compreender, contudo podemos discutir aqui um pouco da riqueza que o Pai colocou nesse Nome.

Primeiro, Ele herdou um Nome mais excelente que qualquer um dos anjos, como o Filho Primogênito.

Segundo, Deus lhe deu um Nome acima de todo nome, para que ao Nome de Jesus todo joelho se dobre nos três mundos.

Terceiro, por Sua vitória sobre o pecado, Satanás, doença, morte, inferno e sepultura, Ele adquiriu o Nome que está acima de todos os nomes.

Quando Jesus nos deu o direito legal de usar esse Nome, o Pai sabia tudo o que Ele implicaria quando fosse sussurrado em oração pelas almas oprimidas. É Sua alegria reconhecer esse Nome.

Desta forma, as possibilidades envolvidas no Nome estão além do nosso entendimento. Quando Ele diz à Igreja: Tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu Nome, Ele está nos passando um cheque assinado, garantido pelos recursos do céu e nos pede para preenchê-lo.

Valeria a pena que a Igreja começasse um estudo exaustivo sobre os recursos de Jesus, para conseguir medir a riqueza que esse Nome reúne para ela hoje em dia.

Capítulo 2

COMO ELE OBTEVE SEU NOME

Antes de prosseguirmos no estudo sobre o Nome de Jesus, seria bom sabermos algo sobre o Homem Jesus, considerando Sua posição no Céu, Suas realizações no plano da Redenção e a glória e a honra que Lhe pertencem hoje, enquanto está assentado à direita da Majestade, no Alto.

Voltemo-nos para Hebreus 1:1-4:

Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras (uma mensagem aqui e outra lá), aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. O qual, sendo o resplendor da Sua glória, e a expressa imagem da Sua Pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do Seu poder, havendo feito por Si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da Majestade, nas alturas; feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente Nome do que eles.

Deus falou através de homens da antiguidade, iluminando de forma especial suas mentes, mas, nestes últimos dias, Ele nos fala na Pessoa de Seu Filho.

É mais do que através Dele; é mais do que por meio Dele; é Deus sendo manifesto em carne, executando Sua vontade, expressando Seus próprios pensamentos interiores, através da vida e dos atos do Filho.

Não somente falou através de Jesus, mas mais especialmente Deus se manifestou no Filho. Ele era Deus em Cristo, e a partir deste novo Trono - o Corpo de Seu Filho - Ele está falando ao homem numa nova revelação de Si mesmo.

Este Filho, a quem Ele designou como herdeiro de todas as coisas, era o resplendor de Sua própria glória e a própria imagem da Sua pessoa, o qual, sustentando todas as coisas pela Palavra do Seu poder, quando fez a substituição pelos pecados, quando havia satisfeito todas as reivindicações da justiça e todas as necessidades do homem, assentou-se à direita da Majestade no Alto - a posição mais elevada no universo.

Quando Deus fala, através do homem, precisa se apoderar do homem para que este não use suas faculdades de raciocínio.

Mas no caso de Jesus não era assim - Ele era o próprio Filho Eterno.

Ele podia dizer: Pai, dá-Me a glória que Eu tinha contigo antes que o mundo existisse.

Ele se lembrava de Seu lugar no seio do Pai.

Ele podia dizer: Saí do Pai. Vim para o mundo.

E novamente: Deixo o mundo e vou para o Pai.

Há tanto tempo estou convosco, e não Me tens conhecido? Quem Me vê a Mim vê o Pai.

Ele era a revelação do Pai.

Ele não tinha que imitar a Deus - Ele era Deus!

Sua Tripla Grandeza

Alguns homens nascem com um grande nome, como um czar ou um rei; outros fazem seu nome se tornar grande por meio de realizações ou têm um grande nome que lhes é conferido.

Jesus é grande porque herdou um grande Nome. Seu Nome é grande por causa de realizações. Ele é grande porque um grande Nome Lhe foi conferido.

Ele herdou um Nome maior que qualquer ser angelical tenha herdado. Como Filho, Ele é herdeiro de todas as coisas e através Dele as eras foram trazidas em existência.

Ele é a refulgência - o próprio resplendor do Pai.

Seu Nome foi obtido por Ele como Herança. E quão maravilhoso deve ter

Você chegou ao final dessa amostra. Cadastre-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de O Maravilhoso Nome de Jesus

5.0
3 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor