Curta este título agora mesmo, além de milhões de outros, com um período de avaliação gratuita

Apenas $9.99/mês após o período de testes. Cancele quando quiser.

Dieta Cetogênica: Para o Tratamento de Epilepsia Refratária e Outras Desordens

Dieta Cetogênica: Para o Tratamento de Epilepsia Refratária e Outras Desordens

Ler amostra

Dieta Cetogênica: Para o Tratamento de Epilepsia Refratária e Outras Desordens

Comprimento:
365 página
2 horas
Editora:
Lançado em:
Jun 18, 2020
ISBN:
9786587802022
Formato:
Livro

Descrição

O livro Dieta Cetogênica, das autoras Claudia Seely Rocco e Gisele Trennepohl da Costa Heinen, editado pela PUCPRESS, consiste em um livro de receitas com preparações práticas de dieta cetogênica, indicada para o tratamento de epilepsia refrataria e outras desordens. As receitas do livro pretendem servir tanto para os pais, que enfrentam o desafio de introduzir uma dieta diversa e que muitas vezes foge dos padrões de dieta saudável, quanto aos profissionais, como proposta de ferramenta de apoio na orientação de dietas.
Editora:
Lançado em:
Jun 18, 2020
ISBN:
9786587802022
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a Dieta Cetogênica

Livros relacionados

Amostra do Livro

Dieta Cetogênica - Claudia Seely Rocco

©2019, Claudia Seely Rocco e Gisele Trennepohl da Costa Heinen

2019, PUCPRESS

Este livro, na totalidade ou em parte, não pode ser reproduzido por qualquer meio sem autorização expressa por escrito da Editora.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Reitor

Waldemiro Gremski

Vice-reitor

Vidal Martins

Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação

Paula Cristina Trevilatto

Conselho Editorial

Alex Villas Boas Oliveira Mariano

Aléxei Volaco

Carlos Alberto Engelhorn

Cesar Candiotto

Cilene da Silva Gomes Ribeiro

Cloves Antonio de Amissis Amorim

Criselli Maria Montipó

Eduardo Damião da Silva

Evelyn de Almeida Orlando

Fabiano Borba Vianna

Katya Kozicki

Kung Darh Chi

Léo Peruzzo Jr.

Luis Salvador Petrucci Gnoato

Marcia Carla Pereira Ribeiro

Rafael Rodrigues Guimarães Wollmann

Rodrigo Moraes da Silveira

Ruy Inácio Neiva de Carvalho

Suyanne Tolentino de Souza

Vilmar Rodrigues Moreira

PUCPRESS

Coordenação

Michele Marcos de Oliveira

Editora

Susan Cristine Trevisani dos Reis

Editor de arte

Rafael Matta Carnasciali

Preparação de texto

Camila Fernandes de Salvo

Revisão

Juliana Almeida Colpani Ferezin

Projeto Gráfico

Ana Paula Vicentin Ferrarini

Capa

Ana Paula Vicentin Ferrarini

Diagramação

Ana Paula Vicentin Ferrarini

Ilustrações:

Ana Paula Vicentin Ferrarini

Fotos:

André Sanches Fotografia

Produção de ebook

S2 Books

PUCPRESS / Editora Universitária Champagnat

Rua Imaculada Conceição, 1155 – Prédio da Administração – 6º andar

Campus Curitiba – CEP 80215-901 – Curitiba / PR

Tel. +55 (41) 3271-1701

pucpress@pucpr.br

Dados da catalogação na publicação

Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Sistema Integrado de Bibliotecas – SIBI-PUCPR

Biblioteca Central

Edilene de Oliveira dos Santos CRB 9 /1636

Rocco, Claudia Seely

R671d

2019

Dieta cetogênica para o tratamento da epilepsia refratária e outras desordens : dicas e receitas / Claudia Seely Rocco, Gisele Trennepohl da Costa Heinen. - Curitiba : PUCPRESS, 2019.

224 p. : il. ; 25 cm

Inclui bibliografias

ISBN 978-85-54945-50-3

1. Epilepsia – Dietoterapia - Receitas. 2. Dieta cetogênica. 3. Nutrição.

I. Heinen, Gisele Trennepohl da Costa. Título.

19-035

CDD 23. ed. – 616.853

Dedicamos este livro aos pacientes, nossa fonte de inspiração e maior motivação.

Agradecimentos

DAS AUTORAS:

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) pelo apoio institucional e ao Departamento de Nutrição que permitiu o desenvolvimento de receitas da dieta cetogênica por tantos anos. Nossa gratidão por disponibilizar o Laboratório de Técnica Dietética também para a primeria fase de execução e avaliação das preparações que constam no livro.

A Profª. Giane Sprada pela revisão da redação de todas as receitas apresentadas no livro. As suas sugestões foram essenciais.

A Danielle de Miranda Alves Vergamini, mãe do João, uma entusiasta da dieta cetogênica, pelo compartilhamento de receitas e experiência à frente da dieta. O agradecimento simboliza também o nosso respeito por todas as mães que lutam pela saúde de seus os filhos e enfrentam o desafio de utilizar a dieta cetogênica.

A Dra. Letícia Pereira de Brito Sampaio e às nutricionistas Cristina Yuri Takakura e Daniela Kawamoto Murakami, pelo incentivo na publicação da obra e pelo envolvimento na divulgação da dieta cetogênica como forma de tratamento da epilepsia refratária.

A Amanda Claro dos Santos Nunes Pereira, Gabriela Lima da Silva, Nicole Cristina Angelote e Ana Paula Garcia Fernandes dos Santos, graduandas de nutrição da Universidade Federal do Paraná em janeiro e fevereiro de 2018, pela colaboração na execução e avaliação das receitas em laboratório.

À editora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUCPRESS, que permitiu a concretização da obra e nos orientou e apoiou ao longo de todo o processo.

Ao André Luiz Sanches da Nova, fotógrafo que com competência e entusiasmo captou as imagens que ilustram o livro.

Nosso especial agradecimento para Cristiane Rocco, chef de cozinha que dispôs de seu tempo e de seu talento para reproduzir, em ambiente doméstico, todas as receitas exatamente como propostas originalmente. A troca de conhecimentos foi fantástica! O seu profissionalismo, dinamismo e obstinação permitiram materializar este sonho.

ESPECIAIS DE CLAUDIA SEELY ROCCO:

Aos professores do Departamento de Nutrição, notadamente professoras doutoras Deise Regina Baptista, Estela Iraci Rabito, Maria Eliana Madalozzo Schieferdecker e Regina Maria Vilela que, diretamente ou indiretamente, nos auxiliaram com a introdução e aplicação da dieta cetogênica desde a sua implantação na Universidade Federal do Paraná até os dias atuais.

Aos alunos que, durante cerca de 20 anos, participaram de programas institucionais pelo Departamento de Nutrição envolvendo o atendimento de pacientes com epilepsia refratária, cálculo de dietas e receitas e/ou execução das mesmas em laboratório. Enumerá-los torna-se uma tarefa impossível.

Ao Dr. Sérgio Antoniuk, a quem devemos o primeiro grande desafio que foi a introdução da dieta no Complexo Hospital de Clínicas da UFPR, ainda na década de 1990. A sua presença e incentivo ao longo de tantos anos foi essencial para a elaboração do livro.

Ao Dr. Isac Bruck, exemplo de dedicação e amor pela profissão de médico, nosso reconhecimento. Assim também, a todos os médicos, residentes e funcionários do Centro de Neuropediatria - CENEP.

ESPECIAIS DE GISELE TRENNEPOHL DA COSTA HEINEN:

A Maria Helena Guedes Tetu, mais que colega no curso de nutrição, dividimos momentos de amizade e trabalho em projetos de extensão voltados para a dieta cetogênica, particularmente na elaboração de planilhas de cálculos. A experiência acumulada culminou com o desenvolvimento das receitas deste livro.

Aos familiares, que acompanham a minha trajetória e a quem devo momentos preciosos de convivência. Com especial importância, ao Thiago Heinen, marido e amigo, pela presença sempre positiva, pela compreensão pelas horas não disponíveis e pelo estímulo constante. Teu amor foi essencial para a continuidade e finalização de cada etapa.

A DIETA CETOGÊNICA

"Ensina a ver que não se está sozinho,

Ensina a ver que ninguém é uma ilha,

Ensina que é preciso ser perseverante,

Ensina que a disciplina e o limite são fundamentais para o sucesso."

(Danielle de Miranda Alves Vergamini)

Listas

TABELA 1 – Tabela de composição nutricional das receitas

QUADRO 1 – Designação dos símbolos das receitas e significados

TABELA 2 – Tabela de produtos industrializados equivalentes para substituição em unidade de receita (requeijão, creme de leite pasteurizado/nata, cream cheese, iogurte natural, maionese).

TABELA 3 – Tabela de produtos industrializados equivalentes para substituição em conjunto de receitas (creme de leite pasteurizado/nata e maionese)

Utensílios domésticos

Figura 2 – Aspecto do óleo de coco em estado sólido.

Figura 3 – Aspecto do óleo de coco em estado líquido (ponto de fusão: 24°C).

Figura 4 – Seringa como utensílio para auxiliar a determinação de peso do ovo e/ou para medida de líquidos e óleo.

TABELA 4 – Tabela de produtos industrializados equivalentes – composição nutricional

LISTA DE ABREVIATURAS

UFPR - Universidade Federal do Paraná.

CENEP - Centro de Neuropediatria da UFPR.

DCTCM - Dieta Cetogênica de Triglicerídeos de Cadeia Média.

DAM - Dieta Atkins Modificada.

DCIG - Dieta Cetogênica do Índice Glicêmico.

DCC - Dieta Cetogênica Clássica.

USDA¹ - Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

TACO - Tabela Brasileira de Composição de Alimentos.

TBCA - Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos.

TABNUT² - Tabela de Composição Química dos Alimentos.

TCM - Triglicerídeos de cadeia média.

TCL - Triglicerídeos de cadeia longa.

GLUT 1-DS - Síndrome da Deficiência do Transportador de Glicose tipo 1.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nations.

¹ Padrão de Referência Nacional da Base de Dados de Nutrientes do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

² Departamento de Informática em Saúde da Escola Paulista de Medicina/UNIFESP.

Sumário

Capa

Folha de rosto

Créditos

Dedicatória

Agradecimentos

Listas

Prefácio

Introdução

1. Entendendo a Dieta Cetogênica

2. Metodologia

2.1 Carboidrato Total X Carboidrato Disponível: Esclarecendo

2.2 Como Substituir Marcas de Produtos Industrializados

3. Dicas

3.1 Utensílios Domésticos

3.2 Ingredientes e Alimentos

3.2.1 Grupo dos lipídios

3.2.2 Grupo das proteínas

3.2.3 Grupo dos carboidratos

3.2.4 Outros

3.2.4.1 Adoçantes artificiais ou edulcorantes

3.2.4.2 Condimentos, ervas e especiarias

3.2.4.3 Cafeína

3.3 Seleção das Receitas

3.4 Congelamento

4. Receitas da Dieta Cetogênica Clássica

4.1 Refeições Matinais e Lanches Salgados

Canapé de Alho

Crackers

Delícia de Macadâmia

Guacamole

Muffin Salgado de Micro-Ondas

Nuvem de Azeitonas

Omelete de Peito de Peru

Panqueca Vegetariana

Pão com Manteiga

Pasta de Atum

Ricota Fantasia

Rolinho de Presunto

4.2 Refeições Matinais e Lanches Doces

Biscoito de Amendoim

Brownie de Frigideira

Creme de Abacate

Creme de Castanhas com Maçã

Encanto Imperial

Flan Divertido

Iogurte Danadinho

Manjar de Coco

Mimo Doce

Nozes Xuá

Panacota

Rocambole de Mamão

Torta de Fruta

Vitamina Arco-Íris

4.3 Refeições Principais

Almôndega

Amarradinho à Bolonhesa

Berinjela à Marguerita

Brócolis Cremoso

Camarão ao Molho de Coco

Cebolas Gratinadas

Champignon na Manteiga

Espetinhos Primavera

Fios de Abobrinha ao Molho Branco

Galantina

Guisado Gourmet

Hambúrguer Vegetariano com Sour Cream

Lasanha Primor

Lombo com Abacaxi

Luxo de Repolho na Mostarda

Maionese de Chuchu

Palitos de Chuchu

Picadinho de Carne com Palmito

Purê Maravilha

Releitura de Sopa Vichyssoise

Repolhada

Risoto de Couve-Flor

Salada de Ricota

Sopa Caipira

Surpresa de Espinafre

Taça de Legumes com Requeijão

Tomate Recheado

Trouxinha de Alface

Vegetal Aveludado

4.4 Doces Especiais

Bolo de Chocolate

Ceto Chocolate

Docinho de Abacaxi com Coco

Gelatina Colorê

Mousse de Maracujá

Paleta Mexicana Recheada

Picolé Cremoso

Praticamente Cheesecake

Prestígio Bolinha

Sonho de Coco

Tartelete Sensação

5. Receitas da Dieta Atkins Modificada

5.1 Metodologia

5.2 Receitas da Dieta Atkins Modificada

Cestinha de Queijo

Coxinha Cetogênica

Creme Cetogênico para o Frio

Empadinha de Queijo

Farofa

Panqueca Base

Pão Tostado

5.3 Desafios Para a Mãe e Para os Familiares dos Pacientes

5.4 Depoimento de Mãe de Paciente

6. Referências

7. Anexos

7.1 Relação dos Ingredientes Utilizados de Acordo com Tabelas de Composição Nutricional

7.2 Tabela de Produtos Equivalentes Completa

9. Mensagem Final

Prefácio

A dieta cetogênica, rica em gorduras e baixa quantidade de carboidratos, é utilizada há quase 100 anos, desde 1921, no tratamento de pacientes com epilepsia de difícil controle. Mais recentemente, também é usada para a síndrome de deficiência de transportador de glicose tipo 1 (Glut1-DS) e a deficiência de piruvato desidrogenase.

Assim, um livro a respeito da dieta, com linguagem simples, objetiva e prática, trazendo receitas caseiras, vem como uma alternativa terapêutica, de eficácia comprovada por evidência científica, no atendimento dessas graves doenças neurológicas.

Antes de comentar o conteúdo do livro, é necessário ressaltar a história dos autores e o apoio do Departamento de Nutrição da Universidade Federal do Paraná. Este compêndio nasceu já no anos 1990, quando a Dra. Claudia Rocco incentivou a nós, do Departamento de Pediatria, Disciplina de Neuropediatria, a iniciar a terapia para os pacientes com epilepsia refratária. Nós a víamos com certa desconfiança, como uma terapia alternativa. Diante dos resultados iniciais evidentes e animadores, foi criado um ambulatório para atendimento de crianças e adolescentes com epilepsia refratária, do qual seriam selecionados os pacientes para a dieta. Nos últimos anos, esse trabalho recebeu o auxílio da nutricionista Gisele Trennepohl da Costa Heinen, que deu grande apoio na estruturação e elaboração do livro. A chef de cozinha Cristiane Rocco, com seu talento artístico, influenciou a visualização estética e apresentação final das receitas. Sua participação trouxe um toque familiar para a feitura das receitas, permitindo que qualquer pessoa, mesmo sem experiência ou prática em cozinha, possa realizá-las.

Na introdução, a história da Dieta Cetogênica é relembrada, citando a utilização do jejum na Antiguidade e nos tempos bíblicos. A primeira publicação científica ocorreu em 1921, sendo depois desenvolvida e seu uso incentivado no Hospital

Você chegou ao final desta amostra. Inscreva-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas pensam sobre Dieta Cetogênica

0
0 avaliações / 0 Análises
O que você acha?
Classificação: 0 de 5 estrelas

Avaliações de leitores