Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Águas no deserto: Encontrando Refrigério para os sedentos
Águas no deserto: Encontrando Refrigério para os sedentos
Águas no deserto: Encontrando Refrigério para os sedentos
E-book112 páginas1 hora

Águas no deserto: Encontrando Refrigério para os sedentos

Nota: 5 de 5 estrelas

5/5

()

Sobre este e-book

Em todos os momentos em que a humanidade passa por dificuldades surge no interior de cada indivíduo a necessidade de busca por renovo e restauração. Muitos desses momentos, ao longo das gerações, foram nomeados como desertos.

A ausência de água torna o deserto um ambiente hostil, não apropriado para habitação. Esta é também a sensação de nossa alma quando passamos por desertos emocionais em nossa vida. Uma sede é gerada em nosso interior, e muitas vezes não sabemos como saciá-la.

Os desertos descortinam nosso interior, mostrando a real situação em que nos encontramos. Muitos desertos são mais prolongados do que imaginamos, podendo tornar-se implacáveis com o passar do tempo. São nestes períodos prolongados, em ambientes de sequidão, que passamos a buscar algo que sacie nossa sede.

Nesta busca, muitos acabam encontrando águas que não conseguem fortalecer o seu interior. Nas palavras desse livro, aprenderemos a buscar as águas profundas, relatadas por toda a Bíblia, e conhecidas como um dos símbolos da presença do Espírito de Deus. Entenderemos como buscar e encontrar as águas que têm o poder de restaurar e fortalecer a nossa alma, mesmo que estejamos passando pelos mais rigorosos desertos.

Aprender a encontrar águas no deserto será o nosso maior tesouro, em meio a uma geração assolada pela ansiedade, angústia e temor. Nossa vida será transformada ao aprendermos a cavar poços de águas vivas, o que nos conduzirá a um futuro diferente e promissor.

Finalmente, a última parte desse livro nos ensinará como manter as águas de Deus em nossas vidas, impedindo que nossos poços sejam entulhados com o passar do tempo.

Que este livro te ajude a vencer os mais rigorosos desertos, que você encontre as águas profundas que permitem transformar os momentos mais difíceis de sua vida em períodos de paz.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento19 de ago. de 2020
ISBN9788591965946
Águas no deserto: Encontrando Refrigério para os sedentos
Ler a amostra

Leia mais de Rodrigo Aldeia

Relacionado a Águas no deserto

Livros relacionados

Artigos relacionados

Avaliações de Águas no deserto

Nota: 5 de 5 estrelas
5/5

1 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

    Pré-visualização do livro

    Águas no deserto - Rodrigo Aldeia

    COPYRIGHT

    Águas no deserto

    Copyright © 2018 Rodrigo Aldeia

    1a Edição: 2018

    Capa, ilustrações e projeto gráfico: Valter Fria Filho e Ivan Felipe Freiberger

    Pesquisa e revisão: Leonardo Kessler Slongo, Henrique

    Akira Tajiri e Thyara Campos Martins Nonato

    Grafia atualizada segundo o acordo ortográfico da Língua Portuguesa de 1990, que entrou em vigor no Brasil em 2009.

    As citações bíblicas encontradas neste livro foram retiradas da tradução Almeida Revista e Atualizada, publicada pela Sociedade Bíblica do Brasil, salvo indicações em contrário.

    É proibida a reprodução total ou parcial sem a autorização expressa dos editores.

    ISBN: 978-85-919659-5-3

    Impresso no Brasil

    Distribuição e vendas:

    letrafalada@gmail.com

    image.png

    Palavras do autor

    As letras em azul

    Os textos deste livro foram impressos em tinta azul. (Somente na versão impressa). Nunca imaginei que a cor azul faria parte de minha vida de uma forma tão intensa como tem feito no último ano.

    Meu filho mais novo, Levi, foi diagnosticado com Transtorno do Espectro do Autismo. A partir deste diagnóstico, passei a viver o meu deserto particular. A fé e a esperança no Deus do impossível nunca estiveram longe do meu coração, mas como pai, enfrentei adversidades emocionais que só quem está no deserto é capaz de sentir.

    No entanto, como veremos nesse livro, o deserto vem, muitas vezes, para colocar as coisas em ordem. Comigo não foi diferente. Viver esta situação tem sido uma das experiências mais marcantes de minha caminhada com Deus, pois pude entender o quão profundo eu precisava cavar para encontrar as águas vivas do Senhor e ser suprido por Ele.

    Entender o sobrenatural de Deus no meio do meu deserto fez toda a diferença em minha vida e do meu filho. Achar as águas profundas neste processo fez com que as dores e incertezas se transformassem em força e fé; me fizeram entender um propósito muito maior, e enxergar de forma ainda mais clara que Deus é perfeito em tudo o que faz.

    Parte da renda deste livro é destinada ao Projeto Levi Social, o qual iniciamos em meio ao deserto, para atender crianças com necessidades especiais de forma gratuita. Existem Águas no deserto.

    Meu desejo é que você, independente do quão difícil seja o seu deserto, descubra nessa leitura que pode também encontrar as águas vivas do Senhor. Que tudo seja colocado em ordem em sua vida.

    Azul é a cor oficial do autismo, então, essas letras em azul são uma homenagem a todas as famílias que, como a minha, vivem essa jornada diariamente. Deus é conosco.

    Rodrigo Aldeia

    Prefácio

    "A superfície nos permite a sensação de controle da situação de nossas vidas, mas em águas profundas tudo muda, Deus comanda, e o fluxo das águas nos leva na direção do que Ele planejou pra nós.

    Mergulhe profundamente e deixe o Pai Eterno controlar sua vida."

    Davi Fernandes

    Enche esse ambiente

    Enche esse lugar

    Te damos liberdade

    Que caia o teu espirito

    Vem fazer o que nenhum homem fez

    Vem fazer o que a história nunca viu

    Vem cumprir o descrito em Joel

    Aviva-nos, aviva-nos

    Aviva-nos /A terra clama

    Davi Fernandes e Cultura do céu

    Introdução

    Em todos os momentos em que a humanidade passa por dificuldades surge no interior de cada indivíduo a necessidade de busca por renovo e restauração. Muitos desses momentos, ao longo das gerações, foram nomeados como desertos.

    A ausência de água torna o deserto um ambiente hostil, não apropriado para habitação. Esta é também a sensação de nossa alma quando passamos por desertos emocionais em nossa vida. Uma sede é gerada em nosso interior, e muitas vezes não sabemos como saciá-la.

    Os desertos descortinam nosso interior, mostrando a real situação em que nos encontramos. Muitos desertos são mais prolongados do que imaginamos, podendo tornar-se implacáveis com o passar do tempo. São nestes períodos prolongados, em ambientes de sequidão, que passamos a buscar algo que sacie nossa sede.

    Nesta busca, muitos acabam encontrando águas que não conseguem fortalecer o seu interior. Nas palavras desse livro, aprenderemos a buscar as águas profundas, relatadas por toda a Bíblia, e conhecidas como um dos símbolos da presença do Espírito de Deus. Entenderemos como buscar e encontrar as águas que têm o poder de restaurar e fortalecer a nossa alma, mesmo que estejamos passando pelos mais rigorosos desertos.

    Aprender a encontrar águas no deserto será o nosso maior tesouro, em meio a uma geração assolada pela ansiedade, angústia e temor. Nossa vida será transformada ao aprendermos a cavar poços de águas vivas, o que nos conduzirá a um futuro diferente e promissor.

    Finalmente, a última parte desse livro nos ensinará como manter as águas de Deus em nossas vidas, impedindo que nossos poços sejam entulhados com o passar do tempo.

    Que este livro te ajude a vencer os mais rigorosos desertos, que você encontre as águas profundas que permitem transformar os momentos mais difíceis de sua vida em períodos de paz.

    Vamos cavar poços.

    Boa leitura.

    Sedento no Deserto

    image-1.png

    Todos os seres humanos precisam de água para viver. Cerca de 70% do nosso corpo é constituído por água, e a sua ausência em nosso organismo pode causar diversos problemas. O cansaço excessivo, o nervosismo, a sonolência, a tontura e alguns outros sintomas são comprovadamente frutos da desidratação. Todos estes sintomas são precedidos pela sede, a qual é um dos primeiros sinais de desidratação identificado em nosso organismo. Ao percebermos que estamos com sede, buscamos reidratar nosso corpo, e evitamos que os outros sintomas ocorram.

    Fazendo uma analogia com a sede física, podemos definir que a nossa alma também tem sede. Da mesma forma como o corpo sofre consequências pela ausência da água, também apresentamos sintomas parecidos quando estamos com nosso interior desidratado. Problemas emocionais dos mais diversos como depressão, ansiedade, angústia, desânimo e solidão são alguns destes sintomas. Muitos passam uma vida inteira buscando algo que possa saciar esta sede, mas não conseguem definir exatamente o que é necessário para isso. Vivenciar esta situação é como entrar em um deserto, onde nossa desidratação se intensifica dia após dia.

    Mesmo aqueles que imaginam já ter alcançado uma plenitude interior, muitas vezes se questionam ao passar por momentos de dificuldade.

    Deserto

    A palavra deserto desperta medo em nosso interior, pois é um local de temperaturas extremas, um lugar desconfortável, hostil para os seres humanos. Por este motivo, podemos comparar as dificuldades de nossa vida com este ambiente físico de aridez.

    As regiões desérticas são, em sua grande maioria, desabitadas. Certamente, o deserto não é o primeiro lugar que imaginamos para estabelecer nossa residência. Normalmente o enxergamos como um cenário de transição, como um local a ser atravessado para chegar-se a um destino. Assim também devem ser os momentos difíceis de nossa

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1