Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Vida Cristã Fora da Caixa

Vida Cristã Fora da Caixa

Ler a amostra

Vida Cristã Fora da Caixa

Duração:
161 páginas
1 hora
Lançados:
16 de ago. de 2021
ISBN:
9786586173581
Formato:
Livro

Descrição

"Vida Cristã Fora da Caixa" é um livro para quem tem pressa. Para quem tem um olho na Bíblia e o outro no mundo. Para quem não vive sem internet e para quem não sabe bem o que fazer com a fé cristã. Para quem não gosta de religião e para quem ama a Deus, mas precisa de respostas para suas perguntas.

Sexo, vocação, igreja e mais um monte de assuntos sobre os quais quase sempre temos vergonha de perguntar, agora reunidos nesta coletânea dos melhores textos publicados no blog Vida Cristã Fora da Caixa, para jovens, pastores de jovens e os milhares de seguidores do blogueiro Marcos Botelho.
Lançados:
16 de ago. de 2021
ISBN:
9786586173581
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a Vida Cristã Fora da Caixa

Livros relacionados

Amostra do livro

Vida Cristã Fora da Caixa - Marcos Botelho

Livro, Vida cristã fora da caixa. Autores, Marcos Botelho. Editora Ultimato.Livro, Vida cristã fora da caixa. Autores, Marcos Botelho. Editora Ultimato.Livro, Vida cristã fora da caixa. Autores, Marcos Botelho. Editora Ultimato.

Sumário

Capa

Folha de rosto

Agradecimentos

Apresentação

PARTE 1

EU, DEUS E UM MONTE DE PERGUNTAS

A culpa não é da sua falta de tempo

A razão da fé

Excelentíssimo senhor

E os outros feios que não cantam?

O que fazer nas férias?

Vencedores que não ganharam

Conselhos para quem tem menos de trinta

A morte nos acelera!

PARTE 2

SEXO, NAMORO E CASAMENTO – NÃO NECESSARIAMENTE NESSA ORDEM

Deus, este ano eu quero uma namorada!

Apaixonando-se pela mulher frankenstein

Atração sexual

A bela e a fera se separaram!

A posição papai e mamãe do sexo

A matemática do sexo

Um afrodisíaco chamado santidade

Bodas de prata no namoro

Você está pronto para se casar?

PARTE 3

VOCAÇÃO, TALENTO E OUTRAS COISAS DE GENTE GRANDE

Qual é o seu chamado?

Por que alguns de nós viram assassinos?

A síndrome do vampiro e os líderes de jovens

Um dia a casa cai!

O contrato social para o desencargo de consciência

Missão de imposição, transcultural e transgeracional

Palhaços, evangelho e igreja

Fantasiar não é pecado

Peça não é pregação

PARTE 4

IGREJA E OUTRAS COISAS ESQUISITAS

Estou cansado de me cansar

Liderança não tão corajosa

Eu mudo para continuar o mesmo

Entre balidos e latidos

O cavalete de pintura e a liturgia

Igreja criativa ou evangelização criativa?

Uma igreja para quem não godta de igreja

Os urubus gospel da internet

Fizeram um fake dos evangélicos

O pecado capital evangélico

Marcha para jesus ou marchar com jesus?

Faz chover, abre as comportas do céu?

Não quero colocar os pés no chão!

PARTE 5

TUDO AO MESMO TEMPO AGORA

A ignorância é prazerosa

Meus heróis morreram de overego...

Geração fragmentada em tribos

Nossa luta é contra principados, potestades e celulares

Geração conectada com o mundo e ligada a ninguém

Troco cem recados na internet por um abraço

Socorro, entrei em mais uma rede social!

A queda da bolsa: glória a deus ou misericórdia?

Não existem estrelas para abraços

Um crente político ou um político crente?

Quais mulheres são livres da escravidão dos homens?

A bíblia deve ser a imagem ou os óculos no olhar do artista?

Da boca de quem?

Os melhores da terceira divisão

A massificação babilônica da música gospel

Não assisto mais a filmes evangélicos

O evangelho na pós-modernidade

Estamos em versão beta

Créditos

Para Jasiel Fausto Botelho, por ser meu pai, pastor, exemplo e inspiração para ousar e alcançar o impossível.

AGRADECIMENTOS

A Deus, que me deu a vida, a salvação e o ministério com que sempre sonhei.

A minha amada, Natália, que me apoiou, lendo, corrigindo e criticando todos os textos.

A minha mãe, Ivone Botelho, que me incentivou na leitura e nos estudos, mostrando com sua própria vida que sem educação não há futuro.

À missão Jovens da Verdade e a todos os seus missionários, por incentivarem os jovens a fazerem diferença, acreditando sempre que Deus usa as pessoas independente da idade.

À amiga Taciana Trigo, pela ajuda na coletânea dos textos, tornando possível o projeto do livro.

À Igreja Presbiteriana em Alphaville, que me apoia e incentiva a produzir conteúdo para a internet e, assim, alcançar outras pessoas e igrejas.

APRESENTAÇÃO

Lembro-me de quando me mudei pela primeira vez. Alguns dias antes, segui as dicas de alguns amigos e fui a um super­mercado perto de casa pegar algumas caixas.

Encontrei caixas de todos os tipos e tamanhos. Peguei várias, pois queria proteger minhas coisas, das quais tanto gosto.

Sabia o que poderia acontecer se eu me mudasse sem usar as caixas. Correria o risco de arranhar algumas coisas e até mesmo quebrar outras. Era só possibilidade, mas por que correr riscos naquele momento?

Essas caixas têm uma boa semelhança com o cristianismo. Logo que me converti, comecei a perceber que o cristianismo é uma caixa bonita e que a todo momento pessoas, costumes, tradições e regras forçam minha vida cristã a entrar nela.

Esta caixa pode aparecer em vários formatos. Algumas vezes encontrava um modelo que era mais confortável que os outros, e outras vezes entrava em um mais bonito e bem acabado. Porém eram apenas caixas.

Imagine se, quando eu estivesse mudando, chegasse à minha nova casa, colocasse as caixas cada uma em seu lugar e simples­mente as deixasse lá.

Não faria sentido os livros ficarem dentro da caixa, sem serem lidos; o meu aparelho de som desligado, sem tocar as músicas de que gosto; os quadros pintados pelo meu pai sem enfeitar as paredes; os meus action figures sem decorar minha mesa do escritório.

Estar na caixa é mais seguro, mas lá dentro você nunca será em plenitude o que foi chamado para ser.

Não estou dizendo que a religião cristã, a caixa, é ruim; ela tem a função de proteger a vida cristã. Dependendo da caixa, é muito bonita, e até as pessoas ficam acomodadas lá dentro. Contudo, não são completas nem devem durar para sempre.

Descobri na minha juventude que a vida cristã fora da caixa é mais completa, pois a luz tem de estar fora da caixa para brilhar. Estar fora da caixa faz a vida cristã ter mais sentido, porque o sal só salga fora do saleiro.

Estar fora da caixa é arriscado. Enfrentamos mais dificuldade do que se permanecemos protegidos dentro dela. Mesmo assim, descobri que vale a pena buscar uma vida cristã completa, mais significativa.

Neste livro você encontrará vários textos e histórias de um jovem – nem tão jovem assim – tentando viver a vida cristã em sua plenitude. Uma Vida Cristã Fora da Caixa.

Parte 1

EU, DEUS E UM MONTE DE PERGUNTAS

A CULPA NÃO É DA SUA FALTA DE TEMPO

Quando vamos conversar sobre vida devocional, hábitos de leitura bíblica e oração, quase sempre ouço a mesma descul­pa, a qual também uso: não tenho tido tempo para ler a Bíblia e falar com Deus.

Limitamos nossas vidas a orações rápidas em cultos, antes de dormir ou comer e lemos a Bíblia em breves paradas pro­gramadas no dia.

Porém, há um tempo tomei um susto em uma visita que fiz a um amigo. Ele tinha sofrido um acidente que o deixou em uma cadeira de roda; não saía de casa, não podia fazer o que fazia antes, tinha todo o tempo do mundo.

Perguntei como estava este lado de sua vida – de leitura da Palavra e de oração – e ele me falou, triste, que estava ruim. Sempre procrastinava, arranjava outras prioridades e estava percebendo que, no fundo, ele não tinha prazer em se relacio­nar com Deus.

Sei que este meu amigo era um servo de Deus e foi por esta razão que me entristeci.

Comecei a ver o quanto nos enganamos neste assunto; sempre mudamos o foco do motivo primário de nosso apro­fundamento no relacionamento com Deus.

Sempre que converso com pastores amigos de ministério vejo que eles, como eu, também têm este problema. Como é possível? Pregamos isso, vivemos disso, mas não vivemos isso!

Culpamos nosso trabalho, ritmo de vida, falta de ambiente, televisão, internet, ou melhor, culpamos a falta de tempo, mas não vemos que o verdadeiro motivo é que não temos prazer nas coisas do Senhor. Não é nossa prioridade o relacionamento com Deus; nosso coração não se importa o suficiente se não está perto de Deus.

Contudo, para suportarmos nossa própria incoerência existencial, colocamos a culpa nas coisas externas e não vemos o pecado que está dentro de nós, não vemos quem realmente somos.

Entender o verdadeiro motivo pelo qual não nos relacio­namos com Deus irá nos humilhar, sim, mas será o primeiro passo para um relacionamento sincero com o Pai. Um passo para uma maior dependência dele.

A RAZÃO DA FÉ

Quantas vezes encontramos dificuldades para andarmos corretamente de acordo com algo que entendemos, con­cordamos e buscamos para a nossa vida.

Um mandamento como honrar o pai e a mãe não é difícil de entender como algo bom e por meio do qual nossa vida será melhor. Porém, mesmo assim, às vezes desonramos nossos pais por causa das diversas fraquezas que temos.

Se é difícil permanecer no caminho de um mandamento que entendemos e com o qual concordamos, imagine um que não entendemos ou do qual discordamos.

Fico pensando o que passou pela cabeça de Abraão quando Deus pediu que ele sacrificasse seu único filho, Isaque, o qual tanto amava (Gn 22.2).

Temos de lembrar que, para Abraão, tudo é muito novo. Ele está descobrindo pelo caminho o Deus a quem decidiu dar ouvidos. Não tinha mandamentos nem muita ideia de

Você chegou ao final dessa amostra. para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Vida Cristã Fora da Caixa

0
0 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor