Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Microbiologia aplicada à processos químicos industriais

Microbiologia aplicada à processos químicos industriais

Ler a amostra

Microbiologia aplicada à processos químicos industriais

Duração:
149 páginas
1 hora
Lançados:
2 de jul. de 2018
ISBN:
9788553400546
Formato:
Livro

Descrição

Conteúdo do livro: fundamentos de microbiologia, microscópio, células vegetais e animais, fungos, algas, protozoários, bactérias, vírus, fatores que influenciam o crescimento microbiano, esterilização e desinfecção, análises microbiológicas, preparo de materiais para uso em laboratório microbiológico, amostragem, técnicas utilizadas em análises microbiológicas, descrição dos métodos, meios de cultura e preparo de reagentes e soluções.
Lançados:
2 de jul. de 2018
ISBN:
9788553400546
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a Microbiologia aplicada à processos químicos industriais

Livros relacionados

Artigos relacionados

Amostra do livro

Microbiologia aplicada à processos químicos industriais - SENAI-SP Editora

1. Fundamentos de microbiologia

Segurança e qualidade do trabalho em laboratório microbiológico

Foram criados campos específicos do conhecimento microbiano para facilitar o estudo e a interpretação de aplicações e interferências dos microrganismos nas diferentes áreas, estando os principais campos relacionados a seguir:

•Microbiologia médica : engloba os microrganismos causadores de doenças (microrganismos patogênicos) para o ser humano e a prevenção e controle dessas doenças.

•Microbiologia aquática : abrange o estudo da flora microbiana geralmente presente em ambientes aquáticos e a utilização de alguns microrganismos na resolução de problemas sanitários e industriais.

•Microbiologia das águas potáveis e dos esgotos : estuda especificamente as águas de rios, lagoas etc. Tem o intuito de impedir a contaminação dessas áreas com possíveis patógenos e tratar águas que já possuem esses patógenos.

•Microbiologia do ar : abrange o estudo dos microrganismos presentes no ar, a maneira pela qual eles se locomovem e a probabilidade de contaminação dessas áreas com possíveis patógenos.

•Microbiologia de alimentos : tanto os seres humanos como os microrganismos se alimentam simultaneamente de muitos alimentos. Esses alimentos devem ser cuidadosamente tratados, armazenados e preparados, de maneira a garantir o bem-estar da população (segurança do produto alimentício para consumo humano). A microbiologia de alimentos promove esse estudo.

•Microbiologia do solo : estuda o aumento da fertilidade do solo e a decomposição de animais e vegetais pelos microrganismos presentes nele.

•Microbiologia industrial : estudo da obtenção de produtos pelo uso de microrganismos. Exemplos: medicamentos, suprimentos alimentares, bebidas alcoólicas, enzimas e ácidos orgânicos.

•Microbiologia dos insetos : estuda os insetos que podem agir como vetores na transmissão de doenças causadas por microrganismos, como a malária ou a febre amarela.

•Microbiologia espacial : também denominada exobiológica, estuda a possível ocorrência de microrganismo no espaço e nos planetas ou o estabelecimento de microrganismo da Terra nos demais planetas ou satélites por meio da contaminação levada por astronautas ou veículos espaciais. A exobiológica também inclui a investigação do uso potencial dos microrganismos na manutenção de um equilíbrio utilizável de oxigênio e gás carbônico nos veículos espaciais.

•Microbiologia das transformações geoquímicas : promove o estudo dos microrganismos nos processos que envolvem a formação do petróleo e do carvão.

Segurança e qualidade do trabalho em laboratório microbiológico

É fundamental evitar a contaminação do operador e a dos produtos com que se trabalha.

Devemos eliminar a contaminação da amostra pelos materiais de trabalho e a contaminação durante o manuseio das amostras pelo ambiente, para assim obter a garantia de resultados confiáveis em microbiologia.

Para controle da contaminação pelos materiais de trabalho é utilizado material estéril, ou seja, livre de microrganismos viáveis. Já para o controle da contaminação pelo ambiente durante o manuseio utilizamos os métodos descritos a seguir.

Uso de fogo

Na microbiologia trabalha-se ao lado de um bico de Bunsen aceso, que forma, ao redor da chama, uma área possível de expor a amostra sem risco de contaminação. Considera-se que essa região segura seja de 15 cm ao redor da chama.

Câmaras de fluxo laminar

Na microbiologia vem crescendo o uso de câmaras de fluxo laminar, na qual o ar ambiente é coletado, filtrado ou desinfetado e o ar estéril é inserido na região de trabalho. Sua função é carregar as partículas desprendidas pelo material de trabalho para fora da câmara sem que elas contaminem a amostra. Há dois tipos de câmaras de fluxo laminar: a horizontal e a vertical.

As câmaras de fluxo laminar horizontal protegem apenas a amostra, e o ar contaminado pela amostra é direcionado para o rosto do operador. Este tipo não é adequado para o manuseio de microrganismos patogênicos.

As câmaras de fluxo laminar vertical protegem tanto a amostra quanto o operador, por esse motivo são adequadas para o manuseio de microrganismos patogênicos.

Salas limpas

Ambiente controlado onde o suprimento e a distribuição do ar, sua filtragem, os materiais de construção e os procedimentos de operação visam controlar as concentrações de partículas em suspensão no ar, atendendo aos níveis apropriados de limpeza conforme definido pelo usuário e de acordo com normas técnicas vigentes. Na área da produção moderna as salas limpas têm grande importância, pois é simplesmente impossível uma produção sem elas, como podemos ver na área de fabricação de produtos injetáveis na indústria farmacêutica ou na produção de componentes microeletrônicos.

Já em outras áreas de fabricação avançada, as salas limpas são necessárias para diminuir a quantidade de refugo, aumentando assim a eficiência dos processos produtivos.

Vale ressaltar que numa sala limpa estamos controlando as partículas em suspensão no ar. Não podemos supor que paredes, pisos, móveis e equipamentos fiquem automaticamente limpos. A limpeza de todas essas superfícies deve ser feita periodicamente. A classe de limpeza de uma chamada área limpa é definida em função do número de partículas por pé cúbico de ar ambiente.

Não podemos negligenciar o cuidado para evitar a contaminação do operador, visto que os laboratórios microbiológicos manipulam em geral agentes infecciosos, os quais podem vir a ser patogênicos ao homem. A capacidade de infecção bem como as vias pelas quais essa infecção pode ocorrer são variadas, de modo que o laboratorista deve sempre estar atento para evitar qualquer tipo de contaminação que possa vir a prejudicar a sua saúde ou a saúde de outras pessoas ligadas a ele.

As principais vias de infecção são:

•boca: a infecção se dá por ingestão do agente contaminante através, por exemplo, da pipetagem,

Você chegou ao final dessa amostra. para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Microbiologia aplicada à processos químicos industriais

0
0 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor